Dicas para uma eficaz preparação para concursos

O caminho que leva à aprovação no concurso público não é curto nem tênue. Exige esforço, dedicação e veemente empenho por parte do candidato.

Redação
Publicado em 11/10/2011, às 16h30

Flávio Martins 
O caminho que leva à aprovação no concurso público não é curto nem tênue. Exige esforço, dedicação e veemente empenho por parte do candidato. A primeira dica é o candidato saber exatamente qual(is) concurso(s) irá prestar nos próximos anos. Isso é extremamente importante, pois norteará todas as atividades que deverá realizar ao longo de sua preparação. 
Ora, como disse Lewis Carroll, “se você não sabe para onde quer ir, então é indiferente o caminho que venha a seguir”. Há concursos que exigem do candidato um estudo aprofundado em muitas disciplinas. Outros concursos exigem, majoritariamente, conhecimento da lei. Assim, o candidato deve ter em mente os objetivos que pretende alcançar. 
Poderíamos fazer analogia entre a preparação para concursos públicos e a preparação para uma competição de atletismo. A preparação para uma maratona é totalmente diferente daquela para uma corrida de 100 metros rasos. Em resumo, decida qual ou quais concursos você prestará!
Da mesma forma, um erro comumente praticado pelos candidatos (também chamados “concurseiros”) é estudar mais as disciplinas que mais lhes agradam. Ora, o candidato deve fazer exatamente o contrário: estudar mais as disciplinas que conhece menos. 
Manter-se atualizado é outra dica imperiosa para todos os concurseiros. Novas leis, novos entendimentos jurisprudenciais são comumente cobrados pelas bancas dos concursos públicos. Assim, o candidato deve buscar meios de atualização automática na internet. Há, por exemplo, o sistema “push”, que encaminha diariamente para os e-mails cadastrados as novas leis e as recentes decisões dos Tribunais.
Do mesmo modo, muitos professores, atualmente, por meio de suas redes sociais, mantêm seus alunos e amigos atualizados. Recentemente, por exemplo, por meio do meu perfil no Twitter (@sigaoflavio), realizei uma revisão de Direito Constitucional para as dezenas de milhares de pessoas que me acompanham no microblog. 
Mais importante do que a quantidade é a qualidade de estudo. Assim, mais produtivo do que duas horas de estudo desconcentrado e desmotivado será uma hora de estudo focado e atento. Para tanto, algumas dicas podem ser seguidas: a) estude preferencialmente em local silencioso; b) estude em lugar de pouca circulação de pessoas; c) desligue o telefone durante o estudo; d) jamais estude com a TV ligada; e) não estude na cama; f) tente respeitar seu período de sono, exigido por seu organismo; g) após o período de estudo, faça um quadro sinótico sobre o que estudou; h) quinzenalmente (pelo menos), reveja todos os quadros sinóticos por você elaborados. 
Por fim, nunca desista do seu sonho. Como dizia Henry Ford, “se você pensa que pode ou pensa que não pode, de qualquer forma você está certo”. Da mesma forma, o Prof. Damásio de Jesus sempre afirma que “só não é aprovado no concurso público quem desiste”. Continue, portanto, sempre buscando alcançar seu tão sonhado objetivo. Você pode! Você é capaz!
Flávio Martins é coordenador dos Cursos Jurídicos do Complexo Educacional Damásio de Jesus

Comentários

Mais Lidas