Publicado: 03/09/2018 - 12:54 | Atualizado: 05/09/2018 - 11:05
Publicado: 03/09/2018 - 12:54 | Atualizado: 05/09/2018 - 11:05

Concurso Caixa: STF é favorável à terceirização

Processo diz respeito à convocação de remanescentes do último concurso público da instituição

Técnico bancário

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou, no último dia 30 de agosto, parecer sobre o julgamento da ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) sobre a convocação dos aprovados no concurso público realizado pela Caixa Econômica Federal (CEF) em 2014.  De acordo com o parecer do STF, é considerada lícita a terceirição de todas as atividades da instituição, inclusive aquelas consideradas fins.

De acordo com a decisão, a terceirização de trabalhos não viola a dignidade do trabalho, havendo, para isto, o poder judiciário para impedir eventuais abusos. A decisão deve influenciar a expectativa de convocação dos remanescentes, bem como a realização de novo concurso.

A Ação Civil Pública impetrada pelo MPG do Distrito Federal cobra a convocação de aprovados no último  concurso para os cargos de técnico bancário, engenheiro e médico do trabalho.

A alegação dos candidatos era de que a instituição contraou terceirizados, mesmo havendo aprovados aguardando convocação.

Carência de pessoal

A contratação de pessoal é uma das maiores reivindicações dos servidores da Caixa. Em 2017, representantes do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, durante encontro mensal com diversas áreas do banco, entregaram aos representantes das superintendências regionais as demandas da categoria por mais empregados em diversas agências.

De acordo com o diretor do sindicato, Francisco Pugliesi, a falta de pessoal e a consequente sobrecarga de trabalho são condições gerais na instituição e, durante o evento, foram destacadas algumas unidades em São Paulo que apresentam maior urgência de pessoal.

Ainda segundo dados do sindicato, no período de junho de 2015 a junho de 2016, a Caixa eliminou 2.235 postos de trabalho.   

Mesmo com a prorrogação do prazo de validade do concurso de 2014, caso o banco resolvesse abrir nova seleção, seria permitido, desde que priorizada a nomeação dos aprovados no concurso prorrogado.

O motivo que levou à decisão judicial é que a instituição ainda conta com nada menos do que 29.689 remanescentes do certame aguardando convocação.

Por enquanto, a Caixa chamou apenas 2.501 técnicos bancários aprovados no concurso, que contou com mais de um milhão de candidatos, sendo 33 mil classificados para o cargo. Do total, 2.299 são para oportunidades de ampla concorrência e 202 portadores de deficiências físicas.
 

Técnico bancário

O cargo de técnico bancário, um dos mais procurados do funcionalismo, exige apenas ensino médio, com remuneração de R$ 2.932,32, incluindo salário base de R$ 2.025 e R$ 907,32 de benefícios  - isso no concurso Caixa Econômica de 2014.

A grande procura se deve, ainda, aos benefícios oferecidos pela instituição, como possibilidade de evolução salarial ao longo da trajetória profissional, possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros e resultados, possibilidade de participação em plano de saúde de previdência complementar, auxílio refeição-alimentação, auxílio cesta-alimentação, possibilidade de participação em programa de elevação da escolaridade e desenvolvimento e programas de preservação da saúde, qualidade de finda e prevenção de acidentes.

Atribuições

Cabe ao técnico bancário da Caixa Econômica prestar atendimento e fornecer informações solicitadas por clientes e público, efetuar atividades administrativas necessárias ao bom andamento do trabalho da unidade, operar computador, terminais e outros equipamentos,instruir e relatar processos administrativos e operacionais, efetuar cálculos diversos referentes às operações, programas e serviços da Caixa, elaborar e redigir correspondências, preparar o movimento diário,manter atualizadas as operações, programas e serviços implantados eletronicamente, dar andamento em processos e documentos tramitados na unidade, realizar trabalho relativo à edição de textos e planilhas eletrônicas, arquivos, pesquisa cadastral, controle de protocolo e demais atividades operacionais e elaborar e preparar mapas, gráficos, relatórios e outros documentos.  

Embora o último concurso Caixa Econômica tenha sido apenas para formar cadastro reserva de pessoal, a seleção contou com nada menos do que 1.156.744 inscritos em todo o país. A organizadora foi o Cespe/UnB.

Concurso Caixa Econômica

No edital da Caixa Econômica de 2014, constou que a prova objetiva teve 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos básicos foram 14 de língua portuguesa, com peso dois, e 36 sobre matemática, raciocínio lógico, atualidades, ética e legislação específica, com peso um. Conhecimentos específicos contou com peso dois. Os candidatos também foram submetidos a uma prova discursiva de conhecimentos específicos, com peso um.

Vídeos CEF

Saiba mais sobre o concurso da Caixa


Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping