CET/SP: TCM determina realização de novo concurso

Expectativa é de que o concurso da CET/SP seja para vários cargos, como agente de trânsito, que pede apenas ensino médio, com inicial de R$ 2,1 mil, mais benefícios

Previsão é de 500 vagas

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro
Publicado: 10/11/2017 - 11:28 | Atualizado: 01/12/2017 - 14:52

Mais um passo para que a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET/SP) possa dar início a seu aguardado novo concurso público. Em decisão promulgada no dia 2 de agosto e publicada em diário oficial do dia 23 seguinte, após a análise das contas da autarquia, referentes ao exercício de 2013, o conselheiro relator do Tribunal de Contas do Município (TCM), Edson Simões, determinou 22 ações que devem ser tomadas pela companhia, no sentido de garantir a regularidade dos serviços prestados. Entre as ações cobradas pelo TCM/SP está “adotar medidas para sanear a falta de efetivo na atuação da operação de trânsito, por meio de elaboração de estudos quanto a real necessidade de quadro de pessoal técnico nessa área, bem como a realização de concurso público para o preenchimento das vagas necessárias”.

Em declaração recente ao Jornal dos Concursos, o diretor de representação da companhia, Leandro Camargo, já havia confirmado o início dos preparativos para o novo certame, ainda sem data precisa para a publicação do edital. De acordo com ele, o processo já tramita internamente na prefeitura e conta, inclusive, com manifestação por parte da Secretaria Municipal da Fazenda de São Paulo, antiga Secretaria Municipal de Finanças, atestando o interesse em realizar a seleção. Ainda de acordo com ele, também já existe, inclusive, um estudo do impacto financeiro para as novas contratações, fator que agora conta com um novo impulso, com a recente determinação do Tribunal de Contas, confirmando a necessidade de reoxigenação do quadro.

A realização do novo concurso já consta, inclusive, com dotação prevista na lei 16.608/16, sancionada no final do ano passado, que estima a receita e fixa a despesa do município de São Paulo para o exercício de 2017. A lei orçamentária reserva R$ 5,5 bilhões para investimentos em empresas públicas municipais, sendo o segundo maior montante, de R$ 1,3 bilhão, para a CET/SP, perdendo apenas para a São Paulo Transporte (SPTrans), com R$ 2,3 bilhões.

A assessoria de imprensa da CET confirma o interesse em realizar o concurso, mas ressalta que ainda depende de autorização por parte do prefeito João Doria.

Ainda segundo a diretoria de representação, a expectativa é de que o certame conte com aproximadamente 500 vagas, para preenchimento em diversos cargos.

A seleção vem sendo aguardada com grande ansiedade, em decorrência do longo período de tempo sem contratações para a companhia, que não realiza concurso público há quase dez anos, uma vez que o último ocorreu em 2008.

Cargos

Embora a tabela de cargos e vagas ainda esteja em fase de elaboração, a expectativa é de que o concurso seja para aproximadamente as mesmas carreiras da seleção de 2008.

Um dos cargos previstos é o de agente de trânsito, os chamados“marronzinhos”. Neste caso, para concorrer é necessário possuir ensino médio completo e carteira de habilitação. O inicial da carreira é de R$ 2.183,64, com jornada de trabalho de 40 horas semanais, podendo atuar em turnos, com escala de revezamento.

Como benefícios, a CET/SP oferece assistência médico-hospitalar/odontológica, vale-refeição, vale-transporte e vale-alimentação, além de seguro de vida em grupo e auxílio educação infantil.

Agente de trânsito

Embora os cargos e vagas no concurso previsto no orçamento não estejam definidos, a tendência é de que conte com uma boa oferta de vagas para os agentes de trânsito. Acontece que, no final de 2012, chegou a ser elaborada uma minuta de edital para realização de um concurso para o preenchimento de 500 vagas para o cargo, que acabou não se concretizando.

Na ocasião, a minuta foi encaminhada para a Secretaria de Gestão, quando a equipe de transição do então prefeito eleito Fernando Haddad chegou a confirmar o concurso. Por fim, para justificar a ausência das contratações, a CET alegou que a otimização do trabalho e investimento em tecnologia seriam suficientes para melhorar o desempenho. Ainda assim, em 2013, a CET prometeu aumentar a abrangência das áreas monitoradas, sem aumento do efetivo.

A necessidade chegou a ser confirmada, inclusive, pelo secretário municipal de transportes da gestão Haddad, Jilmar Tatto, em maio de 2014, durante audiência pública sobre a realização de licitação de compras de parquímetros, quando afirmou que a ampliação do quadro era necessária para o bom andamento dos trabalhos da empresa e no sistema de Zona Azul.

Além disso, no final de 2014, a Diretoria de Representação (DR), instituída em 1989, na gestão Erundina, protocolou, na presidência da CET, um comunicado interno, demonstrando que o tamanho do compromisso prestado à cidade necessita de contrapartidas, com investimentos em recursos humanos e estrutura de trabalho, para que o concurso fosse considerado no orçamento de 2015, o que somente se concretizou no orçamento de 2017.

Atribuições do agente

As atribuições do agente de trânsito, os chamados marronzinhos, constituem em lavrar o auto de infração. De acordo com informações do órgão, um ponto importante na seleção é a capacidade de se comunicar com terceiros. O treinamento de fiscalização é iniciado após o agente trabalhar de três a quatro meses na rua, apenas como operador.

Último concurso da CET/SP

Na última seleção realizada pela CET/SP, em 2008, a oferta foi de 60 vagas imediatas, além de cadastro reserva de pessoal em diversos cargos. As oportunidades foram para advogados em diversas áreas, agente de manutenção de sinalização, agente de manutenção de veículos em diversas áreas, agente de pesquisa, agente de transporte, analista de gestão em diversas áreas, analista de tecnologia da informação em diversas áreas, analista técnico, assistente de administração, enfermeiro, engenheiro de segurança do trabalho, gestor de educação de trânsito, gestor de trânsito, médico, operador de monitoramento e informações de trânsito, operador de trânsito, técnico automobilístico, técnico de enfermagem do trabalho, técnico de infraestrutura, técnico de projetos, técnico de segurança do trabalho, técnico de sinalização de trânsito e técnico em tecnologia da informação e comunicação. A organizadora foi a Fundatec.

Vídeos CET

Quanto custa se tornar um servidor público?


Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping