Concurso CRP SP: divulgado gabarito para 275 vagas

Estão em disputa chances para analista e psicólogo, com vencimentos acima de R$ 7,6 mil. Edital tem ofertas em 11 regiões

Nível superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro
Publicado: 04/12/2018 - 09:18 | Atualizado: 04/12/2018 - 09:19

Os participantes do concurso do CRP SP (Conselho Regional de Psicologia de São Paulo) já podem consultar aqui o gabarito preliminar da prova objetiva, aplicada em 2 de dezembro. Ao todo, a seleção preencherá 275 vagas, sendo sete imediatas e 268 para cadastro reserva (CR).

O edital tem oportunidades para analista superior (1 posto + 24 CR) e psicólogo analista técnico (6 + 244 CR). Ambas as carreiras cobram curso superior em psicologia e têm jornada semanal de 40 horas. 

Os vencimentos correspondem a R$ 7.675,58, já considerando o salário-base (R$ 6.197,58) e os vales refeição (R$ 990) e alimentação (R$ 488). O CRP SP também concede convênio médico e odontológico, vale transporte e plano de carreira. 

As chances de analista superior têm lotação na cidade de São Paulo. Já as ofertas para psicólogo estão distribuídas, além da capital, entre Assis, Bauru, Campinas, Mogi das Cruzes, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, Sorocaba e as regiões do Grande ABC e Vale do Paraíba. 

Concurso CRP SP: inscrição e etapas

O Instituto Quadrix, banca que organiza a seleção, recebeu inscrições até 5 de novembro, por meio do endereço http://www.quadrix.org.br. A taxa de participação custou R$ 75.  

• APOSTILAS CONCURSO CRPS SP 2018 - ANALISTA E PSICÓLOGO

A primeira fase teve provas objetiva e discursiva, com aplicação nos municípios de São Paulo, Assis, Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. 

A seleção será finalizada com avaliação de títulos e experiência profissional. A entrega dos documentos à empresa examinadora está agendada para os dias 7 e 8 de fevereiro.

O concurso do CRP SP terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do conselho, conforme estabelece o edital.

Concurso CRP SP: atribuições dos cargos

Analista - Orientar a programação, execução e avaliação de ações de capacitação e de desenvolvimento profissional e institucional; Elaborar programas de avaliação de desempenho; Realizar estudos e intervenções dirigidas à saúde do trabalhador; Acompanhar as atividades da Comissão de Saúde do Trabalhador – COMSAT; Realizar as atividades de recrutamento e seleção de estagiários e temporários e jovens aprendizes; Fazer o acompanhamento de performance dos estagiários, temporários e jovens aprendizes; Planejar, aplicar e avaliar pesquisas para a avaliação da gestão e das relações do trabalho, propondo soluções e medidas para alinhamento da prestação de serviços do CRP; Planejar, executar, acompanhar e avaliar ações de treinamento, desenvolvimento e capacitação dos funcionários do Conselho; Acompanhar a execução do Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS, coordenando e/ou executando o processo de ascensão funcional; Manter sistematicamente a divulgação de normativos internos de pessoal; Elaborar e atualizar publicações referentes à gestão de pessoas; Planejar, elaborar, coordenar, acompanhar, assessorar, pesquisar e executar procedimentos e programa, relativos à área de Psicologia Organizacional e do Trabalho; Preparar e apresentar sistematicamente relatórios de atuação e performance de sua unidade; Manter-se atualizado com a legislação da psicologia e técnicas referentes a Psicologia Organizacional e do Trabalho; Realizar outras atividades correlatas da unidade de lotação.

Psicólogo - Realizar atividades de atendimento ao profissional e ao público em geral bem como atividades de caráter técnico que envolva redação, pesquisa e digitação; Preparar, organizar, atualizar e conferir arquivos, documentos e relatórios; Fornecer subsídios para análise e tomada de decisão; Atender as solicitações pertinentes a área técnica do CRP SP (Orientação, Ética, Análise de Títulos de Especialistas, Direitos Humanos, Políticas Públicas, CPL e outras) ou Grupos de Trabalhos Específicos criados pelo CRP SP; Efetuar o registro das solicitações, interpretar e encaminhar ao demandante, como subsídios para as ações do CRP-SP; Elaborar pareceres e relatórios técnicos relacionados a questões de orientação, fiscalização, ética, análise de títulos de especialistas e outros relativos a campos de inserção e interesse da Psicologia, relacionados ao trabalho do CRP SP; Realizar atividades de orientação à categoria, por meio de atendimentos telefônicos, escritos, e presenciais, participação em debates e encontros coletivos com psicólogos; Manter sistema de informação atualizado de todas as solicitações recebidas e encaminhadas para conhecimento interno e da direção do CRP-SP; Realizar atividades de Fiscalização conforme definido pelo Conselho instituições e locais que prestam serviços de Psicologia; Assessorar tecnicamente processos de tomada de decisões e promoção de debates em relação a dimensão ética do exercício profissional da psicologia; Manter-se atualizado em relação às referências técnicas e legais que orientem o exercício profissional ou estejam a ele relacionados; Acompanhar e subsidiar tecnicamente diretrizes produzidas pelo CRP SP relativas a intervenção da Psicologia nas Políticas Públicas nas diversas áreas e campos de atuação; Assessorar tecnicamente a participação do CRP SP em ações em interface com outras entidades, relacionadas ao exercício profissional da psicologia na sociedade; Realizar pesquisa e coleta de dados e informações técnicas com o apoio jurídico no Sistema Conselho e outros órgãos similares; Realizar diligências para a averiguação de denúncias ou indícios de infração; Realizar outras atividades correlatas da unidade de lotação.

Concurso CRP SP: o que estudar para a prova

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República ). 7.1 Aspectos gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.

Informática - 1 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: tipos de computadores, conceitos de hardware e de software, instalação de periféricos. 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Microsoft Office, versões 2010, 2013 e 365). 3 Noções de sistema operacional (ambiente Windows, versões 7, 8 e 10). 4 Redes de computadores: conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 5 Programas de navegação: Mozilla Firefox e Google Chrome. 6 Programa de correio eletrônico. 7 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 8 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 9 Segurança da informação: procedimentos de segurança. 10 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 11 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, antispyware etc.). 12 Procedimentos de backup.

Raciocínio lógico e matemático - 1 Operações, propriedades e aplicações (soma, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação). 2 Princípios de contagem e probabilidade. 3 Arranjos e permutações. 4 Combinações. 5 Conjuntos numéricos (números naturais, inteiros, racionais e reais) e operações com conjuntos. 6 Razões e proporções (grandezas diretamente proporcionais, grandezas inversamente proporcionais, porcentagem, regras de três simples e compostas). 7 Equações e inequações. 8 Sistemas de medidas. 9 Volumes. 10 Compreensão de estruturas lógicas. 11 Lógica de argumentação (analogias, inferências, deduções e conclusões). 12 Diagramas lógicos.

Atualidades - 1 Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como recursos hídricos, segurança, transportes, política, economia, sociedade, educação, saúde, cultura, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia.

Ética no serviço público - 1 Ética e moral. 2 Ética, princípios e valores. 3 Ética e democracia: exercício da cidadania. 4 Ética e função pública. 5 Ética no setor público. 5.1 Lei nº 8.429/1992 e suas alterações: disposições gerais; atos de improbidade administrativa.

Direito constitucional - 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos. 3 Administração Pública. 3.1 Disposições gerais, servidores públicos.

Conhecimentos específicos (analista) - 1 Gestão de pessoas nas organizações. 1.1 Sistemas modernos de gestão de recursos humanos. 1.1.1 Ferramentas de gestão e estilos de liderança. 1.1.2 A negociação no contexto organizacional. 1.1.3 Gerenciamento da pluralidade nas empresas. 1.2 Planejamento estratégico da gestão de pessoas. 1.3 Gerenciamento de conflitos. 1.4 Clima e cultura organizacional. 2 Política de desenvolvimento organizacional. 2.1 O novo conceito de treinamento e desenvolvimento para educação continuada. 2.1.1 Organizações de aprendizagem. 2.1.2 O desafio de aprender e os conceitos de talento. 2.1.3 Gestão por Competências. 2.2 Elaboração de projetos de desenvolvimento de pessoas: fases, procedimentos, diagnóstico, planejamento, execução, acompanhamento e avaliação. 3 Psicodinâmica do trabalho e prevenção de saúde do trabalhador. 3.1 Atuação dos profissionais de recursos humanos junto às equipes multidisciplinares e interdisciplinares voltadas para a saúde do trabalhador dentro e fora do mundo do trabalho. 3.2 Prevenção da saúde dos trabalhadores nas organizações. 3.3 Ergonomia da atividade e psicopatologia do trabalho. 3.4 Relação entre trabalho, processos de subjetivação e processos de saúde e adoecimento relacionado ao trabalho. 3.5 Práticas grupais. 3.6 Atuação do psicólogo na interface saúde/trabalho/educação. 3.7 Psicologia de grupo e equipes de trabalho: fundamentos teóricos e técnicos sobre grupos, conflitos no grupo e resolução de problemas. 4 Política de recrutamento e seleção. 4.1 Movimentação e captação de pessoas. 4.2 Técnicas e processo decisório, fontes e meios de recrutamento. 4.3 Planejamento, técnicas, avaliação e controle de resultados do processo seletivo. 4.4 Rotação de pessoal e absenteísmo. 5 Avaliação de Desempenho (360 graus). 6 Pesquisa e intervenção em psicologia organizacional e do trabalho. 7 Comprometimento, motivação e satisfação no trabalho. 8 Bem-estar, saúde e qualidade de vida no contexto das organizações. 9 Discriminação, Assédio Sexual e Assédio Moral no Trabalho 10 Preparação para a Aposentadoria. 11 Ética do psicólogo organizacional. 12 Gestão de pessoas e da diversidade: conceitos, sujeitos, atributos da diversidade, políticas afirmativas nas organizações. 13 Gestão de pessoas no setor público: tendências e gestões atuais. 14 Qualidade de vida. 15 Comprometimento, motivação e envolvimento no trabalho. 16 Legislação específica: 16.1 Lei nº 4.119/1962 (dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de Psicólogo). 16.2 Lei nº 5.766/1971 (cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 16.3 Resolução CFP nº 10/2005 (aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo). 16.4 Resolução CFP nº 010/2007 (institui a Política de Orientação e Fiscalização do Sistema Conselhos de Psicologia). 16.5 Lei nº 13.146/2015 (institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Estatuto da Pessoa com Deficiência). 16.6 Lei nº 11.788/2008 (dispõe sobre o estágio de estudantes). 16.7 Lei nº 10.097/2000 e Decreto nº 5.598/2005 (regulamentam a contratação de aprendizes). 16.8 Resolução CFP nº 007/2003 (institui o Manual de Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica). 16.9 Resolução CFP nº 1/2018 (estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em relação às pessoas transexuais e travestis). 16.10 Resolução CFP nº 9/2018 (estabelece diretrizes para a realização de Avaliação Psicológica no exercício profissional da psicóloga e do psicólogo). 16.11 Resolução CFP nº 002/2016 (regulamenta a Avaliação Psicológica em Concurso Público e processos seletivos de natureza pública e privada). 16.12 Resolução CFP nº 014/2011 (dispõe sobre a inclusão do nome social no campo "observação" da Carteira de Identidade Profissional do Psicólogo). 16.13 Resolução CFP nº 001/1999 (normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual). 16.14 Resolução CFP nº 18/2002 (estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação a preconceito e discriminação racial). 16.15 Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

Conhecimentos específicos (psicólogo) - 1 Leis: 1.1 Lei nº 4.119/1962 (dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de Psicólogo). 1.2 Lei nº 5.766/1971 (cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 1.3 Lei nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA). 1.4 Lei nº 10.741/2003 (dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências). 1.5 Lei nº 10.216/2001 (dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental). 1.6 Lei nº 6.839/1980 (dispõe sobre o registro de empresas nas entidades fiscalizadoras do exercício de profissões). 1.7 Lei nº 8.080/1990 (Sistema Único de Saúde - SUS). 1.8 Lei nº 13.140/2015 (dispõe sobre a mediação entre particulares como meio de solução de controvérsias e sobre a autocomposição de conflitos no âmbito da administração pública). 1.10 Lei nº 8.742/1993 (Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS). 1.11 Lei nº 11.340/2006 (cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher - Lei Maria da Penha). 1.12 Lei nº 13.146/2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Estatuto da Pessoa com Deficiência). 1.13 Lei nº 12.435/2011 (dispõe sobre a organização da Assistência Social). 2 Decretos: 2.1 Decreto nº 53.464/1964 (regulamenta a Lei nº 4.119/1962, que dispõe sobre a Profissão de Psicólogo). 2.2 Decreto nº 79.822/1977 (regulamenta a Lei nº 5.766/1971, que criou o Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências). 3 Resoluções CFP: 3.1 Resolução CFP nº 10/2005 (aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo). 3.2 Resolução CFP nº 010/2017 (institui a Política de Orientação e Fiscalização do Sistema Conselhos de Psicologia). 3.3 Resolução CFP nº 06/2007 (institui o código de processamento disciplinar e alterações trazidas pela Resolução CFP nº 07/2016, que institui e normatiza a Mediação e outros meios de solução consensual de conflitos nos processos disciplinares éticos no Sistema Conselhos de Psicologia, regulamentando a criação de Câmara de Mediação no âmbito das Comissões de Ética). 3.4 Resolução CFP nº 07/2003 (institui o Manual de Elaboração de Documentos produzidos pelo psicólogo decorrentes de Avaliações Psicológicas). 3.5 Resolução CFP 03/2007 (consolidação das Resoluções do CFP). 3.6 Resolução CFP nº 016/2001 (aprova o Regimento Interno do Conselho Regional de Psicologia da 6ª Região). 3.7 Resolução CFP nº 008/2010 (dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito e assistente técnico no Poder Judiciário). 3.8 Resolução CFP nº 01/2009 (dispõe sobre a obrigatoriedade do registro documental decorrente da prestação de serviços psicológicos). 3.9 Resolução CFP nº 09/2018 (estabelece diretrizes para a realização de Avaliação Psicológica no exercício profissional da psicóloga e do psicólogo, regulamenta o Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos - SATEPSI). 3.10 Resolução CFP nº 018/2002 (estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação a preconceito e discriminação racial). 3.11 Resolução CFP nº 01/1999 (normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da Orientação Sexual). 3.12 Resolução CFP nº 01/2018 (estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em relação às pessoas transexuais e travestis). 3.13 Resolução CFP nº 11/2018 (regulamenta a prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologias da informação e da comunicação). 4 Outros: 4.1 Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU). 4.2 Folders Série “CRP-SP ORIENTA” (disponível em: http://www.crpsp.org/site/interna.php?pagina=147). 4.3 Resolução do Conselho Econômico e Social da ONU nº 2002/2012 (Princípios Básicos para utilização de programas de Justiça Restaurativa em matéria criminal). 4.4 Resoluções MS/CNS nº 466/2012 e 510/2016 (aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos). 4.5 Resolução CNS nº 218/1997 (reconhece como profissional de saúde de nível superior a categoria de Psicólogo). 4.6 Portaria MS nº 1271/2014 (define a Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o te rritório nacional). 4.7 Resolução CNJ nº 125/2010 (dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário). 4.8 Resolução CRPSP nº 01/2016 (cria a Câmara de Mediação da Comissão de Ética do Conselho Regional de Psicologia da 6ª Região - CRP- 06 “CAM/COE” e aprova seu regulamento). 4.9 Resolução CRPSP nº 02/2016 (dispõe sobre procedimentos internos a serem adotados pelo CRP 06, nos casos de comprovado exercício irregular ou ilegal da profissão de Psicóloga/o). 4.10 Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).
 

Vídeos CRP

Mais Lidas

Mais Recentes

Notícias Recentes CRP

Notícias Relacionadas CRP

Atualizado: 03/12/2018 - 15:04

Prefeitura de Quadra SP: concurso com inscrições abertas

A participação deverá ser garantida até o dia 3 de janeiro de 2019. Os salários iniciais oferecidos chegam a R$ 9,7 mil

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Encontram-se abertas as inscrições do concurso público da Prefeitura Municipal de Quadra, localizada no interior paulista. A seleção visa o preenchimento de duas vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva (CR) de futuras oportunidades. 

O cargo de tratorista (CR) exige o ensino fundamental incompleto e carteira de habilitação na categoria “D”. O salário é de R$ 1.304,58.

Quem concluiu o ensino médio está apto às carreiras de auxiliar administrativo (CR) e secretário de escola (CR), cujos respectivos iniciais são de R$ 1.062,36 e R$ 1.304,58

Para curso técnico, as chances do edital são para os empregos de técnico de enfermagem (1 vaga), técnico agrícola (CR) e técnico de informática (CR). Os vencimentos são de R$ 1.352,30, R$ 1062,36 e R$ 1760,31, respectivamente. 

Nível superior é requisito para os postos de assistente social (1), engenheiro agrônomo (CR), enfermeiro (CR), médico ESF (CR), professor de educação básica I nas áreas de educação infantil (CR), ensino fundamental do 1º ciclo (CR) e educação especial (CR) e professor de educação básica II nas disciplinas de arte (CR), ciências (CR), português (CR), geografia (CR), matemática (CR), inglês (CR) e educação física (CR). As remunerações chegam a R$ 9.734,58. 

Concurso Prefeitura de Quadra SP: inscrições e provas

Interessados deverão se inscrever no site da Consulpam (www.consulpam.com.br), banca organizadora do certame, até o dia 3 de janeiro de 2019. Os valores da taxa de participação são de R$ 5 (ensinos fundamental e médio) e R$ 15,98 (nível superior).

O concurso será constituído de duas avaliações: prova objetiva para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório; e análise de títulos para nível superior, unicamente classificatória.

Marcada para o dia 10 de fevereiro de 2019, a prova objetiva será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, conhecimentos matemáticos, atualidades, noções de informática, noções de direito administrativo e/ou conhecimentos específicos. 
 

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 13:44

Pereira Barreto SP: concurso oferece 18 vagas no Saae

Edital apresenta oportunidades para profissionais de todas as escolaridades. Inscrições seguem disponíveis até 20 de dezembro

Interior paulista

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O município de Pereira Barreto, no interior de São Paulo, abriu concurso público para preencher 18 vagas imediatas no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). 

As funções de auxiliar de manutenção de água e esgoto (1 posto), pedreiro geral (1) e serviços gerais (1) podem ser disputadas por candidatos que cursaram até a quarta série do nível fundamental. Já profissionais que concluíram esse ciclo escolar aptos a concorrer como eletricista de baixa e alta tensão (1), encanador (1), fiscal leiturista (1), mecânico de bombas (1), operador de bombas (1) e operador de máquinas (1). As remunerações ficam entre R$ 1.336,35 e R$ 1.626,79. 

Há ofertas com exigência de ensino médio/técnico para assistente administrativo (1), eletrotécnico (1), motorista CNH "D" (1) e técnico de informática (1). Os salários variam de R$ 1.591,01 a R$ 2.364,20. 

Estão em disputa cargos que cobram curso superior para advogado (1), contador (1), engenheiro civil de saneamento básico (1), químico (1) e tesoureiro (1), com vencimentos entre R$ 2.364,20 e R$ 3.549,96. 

Concurso Saae Pereira Barreto: inscrições e etapas

As inscrições vão até 20 de dezembro, devendo ser efetuadas pelo endereço www.consesp.com.br. São cobradas taxas de R$ 45 (nível fundamental), R$ 57 (médio) e R$ 83 (superior). 

Todos os candidatos serão submetidos a uma prova objetiva, em 20 de janeiro. A seleção inclui, ainda, avaliação prática para os concorrentes a motorista e operador de máquinas, em data a ser definida. 

O concurso do Saae de Pereira Barreto terá validade de dois anos, a contar da homologação do resultado final. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, a critério da autarquia, conforme estabelece o edital

Concurso Saae Pereira Barreto: conteúdo programático de nível fundamental incompleto

Língua portuguesa - Alfabeto da Língua Portuguesa; Ordem Alfabética; Ordenação de Frases; Ortografia; Divisão Silábica e Classificação quanto ao número de sílabas; Frases: Interrogativa – Exclamativa – Afirmativa – Negativa; Classes de Palavras; Comparação de palavras entre si: Sinônimos e Antônimos; Acentuação Gráfica; Sinais de Pontuação; Concordância dos Nomes (substantivos) e dos Verbos; Análise e Interpretação de Textos.

Matemática - Conjunto dos números naturais: quatro operações fundamentais – resolução de problemas sobre as quatro operações; Sistema de numeração decimal: números até bilhão; Noções de: dúzia, arroba, metade, dobro, triplo, um quarto ou quarta parte, um terço ou terça parte; Medidas de: comprimento, superfície, massa, capacidade e tempo – transformações – problemas; Número decimal: operações. Sistema Monetário Nacional – Real; Perímetro e área de quadrado, retângulo e triângulo; Operações com frações; Operações com números decimais.

Conhecimentos gerais -  Cultura Geral (Nacional e Internacional); Cidadania; História e Geografia Geral; História e Geografia do Brasil; Ciências Físicas e Biológicas; Meio Ambiente; Direitos Humanos: Civis, Sociais, Políticos, Culturais, Econômicos e Ambientais; Fatos políticos, culturais, sociais e científicos ocorridos e registrados no Brasil e/ou no mundo; Noticias nacionais e internacionais veiculadas na imprensa falada, escrita e televisada do Brasil; Atualidades Nacionais e Internacionais; Constituição Federal artigos 1º ao 11º; Estatuto do Idoso; Estatuto da Criança e do Adolescente. FONTES: Imprensa escrita, falada, televisiva e internet; Livros diversos sobre História, Geografia, Estudos Sociais, Meio Ambiente e Direitos Humanos, Constituição Federal e alterações posteriores, Lei nº 8069/90 e alterações posteriores, Lei nº 10741/2003 e alterações posteriores.
 

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 13:23

Onyx afirma que Ministério do Trabalho será dividido

O futuro chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM) afirmou que as funções do Ministério do Trabalho serão divididas entre as pastas da Justiça, da Cidadania e da Economia

Novo capítulo

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Em entrevista nesta segunda-feira, dia 3, o futuro chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM) afirmou que o Ministério do Trabalho deixará de existir no governo de Jair Bolsonaro (PSL). Em 2019, as atribuições da pasta serão divididas entre os ministérios da Justiça, da Cidadania e da Economia.

A entrevista de Lorenzoni foi concedida à Rádio Gaúcha. Na ocasião, ele foi questionado se o ministério no formato atual desparecerá e confirmou a informação, mas ressaltou que as funções da pasta Trabalho permanecerão em outros ministérios.

“O atual Ministério do Trabalho, como é conhecido, ele ficará uma parte no ministério do doutor Moro, outra parte com Osmar Terra e outra parte com Paulo Guedes”, disse.

Além disso, Lorenzoni explicou a divisão do Ministério do Trabalho. A pasta da Justiça, que será comanda por Sérgio Moro, cuidará da concessão de cartas sindicais. De acordo com Onyx, a estrutura que lida com políticas ligadas ao emprego ficará uma parte no Ministério da Economia, cujo titular será Paulo Guedes, e outra parte na pasta da Cidadania, com Osmar Terra de ministro.

As declarações sobre o Ministério do Trabalho

Se nesta segunda-feira, Onyx Lorenzoni afirmou que dividirá o Ministério do Trabalho, vale recordar que no último dia 13 de outubro, o presidente eleito Jair Bolsonaro havia dito que o órgão se manteria como ministério. “Vai continuar com status de ministério, não vai ser secretaria não”, declarou Bolsonaro, em entrevista coletiva na saída de visita ao Superior Tribunal Militar (STM), em Brasília.

Porém, uma semana antes, após almoço no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Bolsonaro também havia dito que o Ministério do Trabalho seria incorporado por outra pasta em seu governo. "O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério", disse na ocasião, sem entrar em detalhes.

Em meio a indefinição, vale destacar que o Ministério do Trabalho foi criado há 88 anos e é responsável por elaborar políticas e diretrizes para a geração de emprego e renda, além da modernização das relações de trabalho. Além disso, a pasta também é responsável por realizar a fiscalização dos postos de trabalho; participar da elaboração de políticas salariais e de desenvolvimento profissional; entre outras atividades.

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 12:47

Concurso INSS: avança pedido para 7.888 vagas

Solicitação de concurso do INSS encaminhada ao Ministério do Planejamento é para os cargos de técnico, analista e perito. Níveis médio e superior

Até R$ 8,9 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Finalmente, avançou o pedido do concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) que solicita a contratação de 7.888 servidores. Na última semana, o requerimento apresentou cinco movimentações, o que não acontecia desde agosto.

Vale lembrar que este certame é considerado um dos mais urgentes, isso porque a falta de trabalhadores no órgão tem afetado gravemente os serviços prestados à população. Diversos dados mostram que há milhares de brasileiros aguardando para receberem seus benefícios, que ainda continuam em análise e demoram mais do que o previsto por causa do déficit de pessoal.

A Fenasps (Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social) tenta agilizar de diversas formas a liberação do certame, inclusive recorrendo ao Tribunal de Contas da União (TCU). 

Enviado este ano ao Planejamento, o pedido do concurso do INSS solicitou 10.468 vagas ao seu quadro de pessoal, porém 2.580 eram para excedentes - que não foram convocados durante a validade do certame anterior, encerrada em 5 de agosto.

Das oportunidades destinadas à nova seleção, 3.984 são referentes ao cargo de técnico (área meio), 1.692 a analista (diversas formações) e 2.212 a perito.

A Fenasps já salientou que o instituto precisa urgentemente repor 16 mil vagas, pois há uma situação calamitosa de defasagem de pessoal. A entidade ainda revelou que, se nada for feito, o atendimento prestado pelo INSS entrará em colapso.

• APOSTILAS CONCURSO INSS 2018 - TÉCNICO E ANALISTA DO SEGURO SOCIAL
• CURSO ONLINE CONCURSO INSS 2018 - TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL

Concurso INSS: sobre os cargos 

A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas pelos concurseiros, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

O emprego de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09 por mês, contado com o benefício alimentação.

Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também com o auxílio.

Concurso INSS: defasagem de pessoal 

Atualmente, o órgão conta com uma defasagem de quase 16 mil servidores em todo o país, sendo que o maior déficit é para a função de técnico. Com esse quadro, o INSS não consegue atender com eficiência à população.

A situação ainda está calamitosa porque o governo federal diminuiu os recursos para o instituto. Consta no site da Fenasps que um técnico do seguro social, não identificado, comentou que o cenário está caótico: "Falta dinheiro para tudo. Estamos operando no limite da irresponsabilidade. Não por acaso, as pessoas têm reclamado demais do atendimento. O estresse é total".

Veja também:

Artigo: Sim, existe vida após o INSS

Como estudar ao cargo analista do INSS

Dicas de aprovada no concurso do INSS

Dicas de professores ao concurso do INSS

Justiça proíbe papanicolau em concurso do INSS

Concurso INSS: edital de 2015

No final de 2015, foi lançado o edital com o objetivo de preencher 950 vagas. Um total de 800 oportunidades era na função de técnico e as outras 150 para analista - serviço social.

A banca organizadora foi o Cespe/UnB e os participantes passaram por uma prova com questões no estilo certo ou errado.

O último certame (Instituto Nacional do Seguro Social), cujo resultado foi publicado no dia 4 de agosto, foi um dos mais concorridos da história. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social - em número de inscritos, o concurso INSS 2016 perde apenas para duas outras seleções: a da Caixa Econômica Federal (CEF) realizada 2014, com 1.156.744 candidatos; e a da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovida em 2011, com 1.120.393 participantes.

Considerando que o concurso do INSS ofereceu 800 oportunidades para técnico, é possível concluir que a concorrência foi de aproximadamente 1.304 candidatos por vaga.

Confira o depoimento da 1ª colocada no último concurso do INSS

Concurso INSS: atribuições do técnico e analista 

Quanto às atribuições dos cargos, de acordo com o edital do último concurso INSS, o técnico do seguro social é responsável por proceder ao reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos aos benefícios administrados pelo INSS; exercer atividades internas e externas ligadas ao suporte e apoio técnico especializado; executar as atividades de orientação e informação, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e outras relacionadas aos fins institucionais do INSS, que venham ser determinadas pela autoridade superior.

Já o analista do seguro social é responsável por prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de serviço social e reabilitação profissional; realizar avaliação social quanto ao acesso aos direitos previdenciários e assistenciais; promover estudos socioeconômicos visando a emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários, bem como a decisão médico-pericial; e executar de conformidade com a sua área de formação as demais atividades de competência do INSS.

Concurso INSS: conhecimentos básicos de técnico

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto nº 1.171/1994 e Decreto nº 6.029/2007. REGIME JURÍDICO ÚNICO: 1 Lei 8.112/1990 e alterações, direitos e deveres do Servidor Público. 2 O servidor público como agente de desenvolvimento social. 3 Saúde e qualidade de vida no serviço público.

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Administração Pública (artigos de 37 a 41, capítulo VII, Constituição Federal de 1988 e atualizações).

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: Estado, governo e Administração Pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. 3 Organização administrativa da União; administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 5 Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. 6 Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção, desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização; vinculação e discricionariedade. 7 Serviços Públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização. 8 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº 23 8.429/1992 (sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função da administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências). 9 Lei n°9.784/1999 (Lei do Processo Administrativo).

LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regências nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais (conforme Manual de Redação da Presidência da República).

RACIOCÍNIO LÓGICO: Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas. 2 Tautologia. 3 Operação com conjuntos. 4 Cálculos com porcentagens.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 3 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações utilizando-se a suíte de escritório LibreOffice. 4 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows 7 e 10. 5 Noções básicas de ferramentas e aplicativos de navegação e correio eletrônico. 6 Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados.

Concurso INSS: conhecimentos específicos de técnico

Seguridade Social : 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios. 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a Seguridade Social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei nº 8.212/1991 e alterações. 12 Lei nº 8.213/1991 e alterações. 13 Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e alterações. 14 Lei de Assistência Social (LOAS): conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/1993 e Decreto nº 6.214/2007 e alterações).

 



Ads

Seja um dos aprovados no concurso do INSS

Garanta uma das 3.984 vagas de técnico do seguro social. Antecipe a sua preparação e conquiste a sua estabilidade financeira.

 

 

   

 
Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 12:04

TCE SP: projeto que cria 65 vagas pronto para ser votado

Do total, 26 são para criação de novos cargos comissionados e 39 para a carreira de agente de fiscalização, por concurso público. Nível superior e inicial de R$ 13.9 mil

Em regime de urgência

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Diferente do que costuma ocorrer com a maioria dos projetos de lei apresentados na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o projeto de lei complementar 55/2018, do presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), Renato Martins Costa, apresentado na casa em 14 de novembro, já está na ordem do dia para ser votado definitivamente pelo plenário da casa. Tramitando em regime de urgência, a proposta foi aprovada, em congresso de comissões, no dia 28 de novembro, pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação; Finanças, Orçamento e Planejamento; Administração Pública e Relações de Trabalho. sendo enviada para o plenário no dia 29, onde já pode ser votada.  

O texto cria 65 vagas junto ao quadro de servidores do TCE/SP. Do total de oportunidades, 26 são para cargos comissionados e 39 para preenchimento por meio de realização de concurso público.   

Das 26 vagas para cargos comissionados, uma é para o cargo de assessor técnico-procurador, 15 para assessor técnico de gabinete II, nove para assessor técnico de gabinete I e uma para diretor técnico de divisão.


Já as 39 oportunidades para preenchimento por meio de concursos públicos são para o cargo de agente de fiscalização financeira. Neste caso, para concorrer é necessário possuir curso de nível superior nas áreas de ciências jurídicas e sociais, administração de empresas, contabilidade ou economia, podendo ser consideradas outras áreas, quando da publicação do edital, com remuneração inicial de R$ 13.989,28.


A proposta de criação de vagas para o cargo já vem sendo estudada desde 2014, quando o órgão apresentou na Alesp o projeto de lei complementar 20/2014, que tratava da criação de 42 vagas, sendo 35 para os agentes e sete para cargos comissionados. A proposta acabou sendo retirada da Alesp em 25 de maio deste ano, a pedido do próprio TCE/SP que, após novos estudos e alterações na proposta, agora é realmente apresentada, por meio do novo projeto de lei complementar


Atribuições

As atribuições do agente de fiscalização correspondem ao apoio aos julgamentos e demais atividades confiadas ao TCE/SP, envolvendo os aspectos legal, previdenciário, contábil,financeiro, orçamentário, operacional, atuarial e patrimonial, bem como de outros que vierem a ser fixados por meio de regimento interno.  


Remanescentes

O novo projeto de lei determina que o preenchimento das vagas para agentes pode ser feito por meio de realização de novo concurso ou convocação de remanescentes de concurso em validade. O último certame para o cargo ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 21 vagas, sendo sete para agente de fiscalização financeira – informática – na área de intraestrutura de TI e segurança de informação e 14 para agente de fiscalização financeira na área de informática na área de  sistemas, gestão de projetos e governança de TI. 

 


A banca foi a Fundação Vunesp e o prazo de validade foi de dois anos, prorrogável uma vez pelo mesmo período 

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 11:08

Câmara de Restinga SP: concurso com inscrições abertas

Oferta do edital é de uma vaga para o cargo de técnico administrativo, cujo salário inicial oferecido é de R$ 2,4 mil

Nível superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Encontram-se abertas as inscrições do concurso público da Câmara Municipal de Restinga, localizada no Estado de São Paulo. A seleção visa o provimento de uma vaga para o cargo de técnico administrativo. 

Para ingressar na carreira é necessário possuir diploma de conclusão de curso de nível superior. O salário inicial é de R$ 2.431,60 para jornada de trabalho semanal de 40 horas. 

A participação deverá ser garantida até o dia 16 de dezembro, através do endereço eletrônico http://concursos.srdigitalizacoes.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 80. 

O certame será constituído de uma única etapa: prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório. Ela contemplará 30 questões de múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa e 20 de conhecimentos específicos e informática. 

A avaliação será aplicada no dia 26 de janeiro de 2019, em horário e local a ser divulgado posteriormente, juntamente com a homologação das inscrições. 

Atribuições do cargo da Câmara de Restinga SP

Técnico administrativo - prestar atendimento e esclarecimentos ao público interno e externo, pessoalmente, ou por meio de ofícios e processos ou através das ferramentas de comunicação que lhe forem disponibilizadas; efetuar e auxiliar no preenchimento de processos, guias, requisições e outros impressos; aperfeiçoar as comunicações internas e externas, mediante a utilização dos meios postos à sua disposição, tais como, telefone, correio eletrônico, entre outros; monitorar e desenvolver as áreas de protocolo, serviço de postagem; instruir requerimentos e processos, realizando estudos e levantamentos de dados, observando prazos, normas e procedimentos legais; organizar, classificar, registrar, selecionar, catalogar, arquivar e desarquivar processos, documentos, relatórios, periódicos e outras publicações; operar computadores, utilizando adequadamente os programas e sistemas informacionais postos à sua disposição, contribuindo para os processos de automação, alimentação de dados e agilização das rotinas de trabalho relativos à sua área de atuação; redigir textos, ofícios, relatórios e correspondências, com observância das regras gramaticais e das normas de comunicação oficial; efetivar o registro e o controle patrimonial dos bens públicos; colaborar em levantamentos, estudos para a formulação de projetos e ações públicas; realizar procedimentos administrativos e legislativos de conformidade com a legislação de regência; manter-se atualizado sobre as normas legais; participar de cursos de qualificação e repassar aos seus pares informações e conhecimentos técnicos proporcionados, dentre outras atividades correlatas.
 

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 10:36

Famema SP: banca em breve para 1.726 vagas

Oportunidades são para o Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Marília, com opções em todos os níveis escolares e iniciais até R$ 14,3 mil

Saúde e Educação

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Após formar a comissão do seu novo concurso público, o Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Marília (Famema), no interior paulista, deve confirmar, em breve, o nome da banca organizadora do certame. O concurso, autorizado pelo governador Márcio França em 14 de setembro, contará com nada menos do que 1.726 vagas, sendo 167 para cargos com exigência de ensino fundamental, 818 para ensino médio e 741 para cargos de nível superior, com remunerações iniciais de R$ 1.355,14 a R$ 14.386,50, para jornadas de trabalho de 12 a 40 horas semanais. A expectativa do órgão é divulgar o edital de abertura de inscrições ainda no início de 2019.

A comissão do concurso para cargos na área de saúde é presidida pelo servidor Tarcício Adilson Ribeiro Machado, tendo como suplente Rafael José da Silva, além de Daniele Valentim Vieira, tendo como suplente Alessandra da Silva Fernandes Duarte. Essa comissão não engloba apenas quatro cargos da autorização do concurso: cirurgião dentista,  analista socio cultural,  professor assistente mestre e professor adjunto doutor.

Para os cargos de professor assistente mestre e professor adjunto doutor, a comissão é presidida pela servidora Lúcia de Fátima Furlan Borges, tendo como suplente Eliana de Lima Busto. Conta, ainda, com os seguintes membros: Renata Alves Perri de Brito, Magali Aparecida Alves de Moraes, Elza de Fátima Ribeiro Higa e Luciamare Perinetti Alves Martins, tendo como suplentes Silvia Franco de Rocha Tonhom, Haydée Maria Moreira Rodrigues, Mara Guaglio Chirelli e Zamir Calamita   

 “É uma conquista histórica. Após as restrições do período eleitoral, vamos iniciar os processos e compor os quadros próprios com funcionários públicos estaduais. Importante ressaltar que foi um trabalho em equipe, em prol da saúde dos 62 municípios (atendidos pelo órgão), disse a superintendente do Hospital das Clínicas da Famema, dra Paloma Aparecida Libânio Nunes, quando da autorização do concurso. “Esse é o resultado de um trabalho longo, construído em conjunto pela gestão da Famema, em conjunto com alunos, docentes e funcionários, com apoio político de várias esferas do governo”, disse o diretor geral da Famema, professor dr. Valdeir Fagundes de Queiroz.

 

Concurso Famema - Ensino Fundamental

 

No caso de ensino fundamental, todas as 167 vagas autorizadas são para o cargo de auxiliar de saúde, com remuneração inicial de R$ 1,355,14 em caso de 50% do Prêmio de Incentivo (PIN) e  R$ 1567,64 no caso de 100% do benefício.

 

 

Concurso Famema - Ensino Médio

 

No caso de ensino médio, as oportunidades serão para os cargos de agente técnico de saúde (44 vagas, com inicial de R$ 1.424,14 no caso de 50% do PIN e R$ 1.705,64 para 100%), oficial administrativo (137, R$ 1.292,64 para 50% do PIN e R$ 1.442,64 para 100%), oficial operacional (24, R$ 1.292,64 para 50% e R$ 1.442,64 para 100%), técnico de enfermagem (532, R$ 1.464,14 para 50%e R$ 1.765,64 para 100%), técnico de laboratório (36, R$ 1.367,64 para 50% e R$ 1.592,64 para 100%) e técnico de radiologia (45, R$ 1.367,64 para 50% e R$ 1.592,64 para 100%).

 

Concurso Famema - Nível Superior

 

Por fim, para nível superior, as opções serão para agente técnico de assistência à saúde (223, R$ 1.972,43 para 50% do PIN e R$ 2.631,43 para 100%), analista administrativo (42, R$ 2.364,46 para 50% e R$ 2.714,45 para 100%), analista sociocultural (6, R$ 2.364,46 para 50% e R$ 2.714,45 para 100%), cirurgião dentista (3, R$ 2.512,77 para 50% e R$ 2.762,77 para 100¨%), enfermeiro (154, R$ 2.391 para 50% e R$ 3.266,10 para 100%), engenheiro (7, R$ 4.890,59 para 50% e R$ 5.240,69 para 100%), médico I (213, R$ 2.685,82 para 12 horas com 50% do Prêmio de Produtividade Médica - PPM  e R$ 3.726 para 100% com 12 horas, R$ 4.476,37 para 50% com 20 horas e R$ 6.210 para 100% com 24 horas, R$ 5.371 para 50%  para 24 horas e R$ 7.452 para 100% e R$ 10.919 com 50% para 40 horas e R$ 14.386,50 para 40 horas), tecnólogo de radiologia (18, R$ 1.646,96 para 50% do PIN e R$ 1.871,96 para 100¨%), professor assistente mestre (14, com R$ 2.164,80 para 20 horas, R$ 3.247,20 para 30 e R$ 4.329,60 para 40 horas) e professor adjunto doutor (61, R$ 3.609,95 para 20 horas, R$ 5.514,91 para 30 e 7.219,89 para 40 horas).       

Continuar lendo

Atualizado: 03/12/2018 - 09:38

Concurso MP SP: últimos dias de inscrição para analista

Ofertas do edital são para as áreas de administrador, contador e economista, que requerem nível superior e experiência profissional

Salário de R$ 13,7 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Ainda dá tempo de participar do concurso para a função de analista técnico científico do MP/SP (Ministério Público do Estado de São Paulo). A seleção visa o preenchimento de nove vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva. 

Candidatos que têm nível superior, experiência profissional mínima de três anos e registro no órgão de classe podem disputar as áreas de administrador (2 vagas), contador (4) e economista (3). A remuneração é de R$ 13.790,08 (composta por R$ 8.585 de salário básico e R$ 5.205,08 de gratificação de promotoria) para jornada de trabalho de 40 horas semanais. 

Além do vencimento, o MP/SP ainda oferece para os seus servidores os seguintes benefícios: auxílio-alimentação no valor mensal de R$ 920 e auxílio-transporte no valor diário de R$ 13,92. 

• CURSO CONCURSO MP SP 2018 - ADMINISTRADOR - CONTADOR - ECONOMISTA

Ofertas serão lotadas nas seguintes áreas regionais: macrorregião I (capital, Grande São Paulo I, II e III, Santos e Vale do Ribeira); macrorregião II (Campinas e Taubaté); macrorregião III (Piracicaba e Sorocaba); macrorregião IV (Araçatuba, Bauru, e Presidente Prudente); e macrorregião V (Franca, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto).  

De acordo com o edital, o cadastro reserva servirá para futuras e eventuais nomeações, cujas necessidades decorram do surgimento ou criação de vagas durante o prazo de validade do concurso (de dois anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma vez por igual período, a critério do Ministério Público do Estado de São Paulo).

Como participar do concurso do MP SP

A banca organizadora do certame é a Fundação Vunesp. As inscrições serão recebidasaté o dia 7 de dezembro. Para participar é necessário preencher a ficha cadastral no site www.vunesp.com.br e efetuar o pagamento da taxa, no valor de R$ 140.

As candidaturas somente serão registradas após a confirmação do pagamento da taxa, que poderá ser efetuado até a data limite de 10 de dezembro, observado o horário de funcionamento do banco. 

Concurso MP SP: provas

Os participantes serão avaliados por meio de provas objetiva e dissertativa, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Com duração máxima de cinco horas, elas serão aplicadas no dia 10 de fevereiro de 2019, no período da tarde, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado no site da Fundação Vunesp a partir do dia 29 de janeiro. 

A prova objetiva será composta por 60 questões do tipo múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa, dez de matemática, dez de noções de informática e 30 de conhecimentos específicos. 

Já a prova dissertativa, que deverá ser manuscrita em letra legível, será constituída de um caso prático para ser solucionado (estudo de caso). Será avaliado o domínio do conhecimento técnico, a compreensão e o desenvolvimento do tema na estrutura proposta, a solução dada ao caso e o domínio da norma padrão necessários ao desempenho do cargo/especialidades.
 

 

Continuar lendo

Atualizado: 30/11/2018 - 11:08

Sampaprev: avança PL para criação de 175 vagas em SP

De acordo com o projeto de lei que cria o novo regime previdenciário municipal, novo órgão deve contar com a criação de 75 vagas de nível médio e 100 de nível superior, com iniciais até R$ 6,2 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Avança, na  Câmara Municipal de São Paulo, o projeto de lei 621/2016, do ex-prefeito Fernando Haddad, que institui o regime de previdência complementar para o funcionalismo público municipal de São Paulo, além de criar a Sampaprev, nova empresa pública, semelhante à São Paulo Previdência (SPPrev), criada pelo governador Geraldo Alckmin em 2011. Embora a proposta esteja recebendo críticas por parte de sindicalistas e do funcionalismo, por prever o aumento da contribuição sindical, de 11% para 14% dos salários, também prevê a criação de 175 vagas para o novo órgão, para preenchimento por meio de concurso público.

No último dia 28, a comissão extraordinária que analisa a proposta recebeu substitutivo do vereador Caio Miranda (PSB), que agora deve ser analisado pelo grupo. Com isto, o projeto poderá ser votado pelas comissões e, caso aprovado, encaminhado para sanção do prefeito Bruno Covas.  

Do total de vagas para novo concurso, 100 são para a carreira de analista de gestão previdenciária, destinada para candidatos com exigência de nível superior, e 75 para técnico de gestão previdenciária, para quem possui apenas ensino médio. As remunerações iniciais indicadas no projeto são de R$ 6.274,43 para os analistas e R$ 3.118,89. No caso de analistas, o projeto determina que poderão participar formados em qualquer área ou em áreas específicas, conforme determinação quando da realização do concurso.

 

Evolução Funcional
A proposta também prevê um plano de carreiras para as duas funções, composto de três níveis (I, II e III), com seis graus no primeiro, cinco no segundo e quatro no terceiro.


Desta forma, para os técnicos, no nível I, a progressão é a seguinte: R$ 3.118,89; R$ 3.516,16; R$ 3.801,55; R$ 4.095,48; R$ 4.397,47; e R$ 4.710,06. No nível II: R$ 5.152,66; R$ 5.460,45; R$ 5.776,47; R$ 6.101,14; e R$ 6.434,90. Por fim, no nível III: R$ 6.977,49; R$ 7.318,78; R$ 7.669; e R$ 8.028,53.


Para os analistas, no nível I: R$ 6.274,43; R$ 6.930,36; R$ 7.360,60; R$ 7.808,08; R$ 8.272,82; e R$ 8.757,94. No nível II:  R$ 9.505; R$ 9.980,74; R$ 10.472,78; R$ 10.982,27; e R$ 11.510,09. Por fim, no nível III: R$ 12.460,19; R$ 13.003,21; R$ 13.564,22; e R$ 14.144,05.


Atribuições 

Caberá ao técnico de gestão previdenciária atender, orientar e informar os beneficiários, dependentes e munícipes, de acordo com diretrizes institucionais; recepcionar, conferir e encaminhar documentos; exercer atividades internas e externas de suporte técnico e operacional relacionadas à gestão de benefícios previdenciários, recursos humanos, administração de bens de consumo e permanente, contabilidade e administração.


Já aos analistas caberá instruir, analisar, calcular, revisar, cadastrar e acompanhar processos previdenciários de concessão, pagamento, manutenção, revisão e extinção de benefícios previdenciários; planejar, implantar, avaliar, atender, orientar e capacitar sobre ações voltadas ao atendimento, orientação e informação aos segurados ativos, inativos e pensionistas; propor, implantar, executar e avaliar políticas públicas e ações voltadas para o aprimoramento e sustentabilidade financeira e atuarial do regime de previdência; desenvolver, implantar, executar e avaliar sistemas, processo e métodos de gestão nas áreas de atendimento ao público, concessão e auditoria dos benefícios previdenciários e administração de materiais; formular, implantar, executar e avaliar atividades especializadas de alta complexidade de planejamento, finanças, controles internos, contabilidade, auditoria, gestão, assistência técnica, administração e logística; desenvolver, acompanhar, executar e avaliar a execução do orçamento do regime próprio de previdência; executar tarefas de natureza acessória, em apoio de atividades de consultoria e assessoramento; e realizar a capacitação e aperfeiçoamento de servidores que atuam na área previdenciária do Iprem, administração direta e indireta, Tribunal de Contas e Câmara Municipal.


A proposta já havia sido apresentada pelo ex-prefeito em 2015 e 2016, sendo posteriormente retirada da Câmara para adequações, em virtude de questionamentos dos sindicatos, mas foi novamente apresentada por Haddad em 28 de dezembro de 2016.

 

Continuar lendo

Atualizado: 30/11/2018 - 10:32

Prefeitura de Monções SP abre concurso com 51 vagas

Com salários acima de R$ 7,6 mil, oportunidades estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades

550 km da capital

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A cidade paulista de Monções, a cerca de 550 km da capital, abriu concurso público destinado a preencher 51 vagas imediatas no quadro de servidores da prefeitura.

As funções de agente de serviços (2 postos e salário de R$ 1.042,85), agente de serviços - feminino (2 - R$ 1.042,85), trabalhador braçal - masculino (2 - R$ 1.042,85), gari - feminino (2 - R$ 1.042,85) e serviços gerais - masculino (1 - R$ 1.123,48) admitem profissionais com nível fundamental incompleto. Já quem concluiu esse ciclo escolar está apto a concorrer como motorista (1 - R$ 1.350,94), operador de máquinas (2 - R$ 1.350,94) e operador de máquinas e motorista (2 - R$ 1.963,43). 

Há oportunidades com exigência de ensino médio/técnico para agente administrativo (1 - R$ 1.289,86), agente comunitário de saúde (1 - R$ 1.350,94), agente de manutenção geral (1 - R$ 1.873,17), fiscal de obras (1 - R$ 1.482,43), inspetor de alunos (1 - R$ 1.231,67), recepcionista (1 - R$ 1.231,67), responsável por agendamentos e controle de viagens (1 - R$ 1.705,36), técnico de alimentação escolar (1 - R$ 1.289,86) e técnico de enfermagem (3 - R$ 1.289,86).    

Curso superior é requisito para assistente administrativo (1 - R$ 3.397,39), assistente de licitações e compras (1 - R$ 2.099,88), auditor de controle interno (1 - R$ 3.563,86), auxiliar de departamento pessoal (1 - R$ 2.389,95), auxiliar de desenvolvimento de projetos sociais (1 - R$ 2.552,48), auxiliar de desenvolvimento infantil (1 - R$ 1.350,94), auxiliar de primeira infância (2 - R$ 1.482,43), chefe de compras (1 - R$ 3.397,90), coordenador de esporte e cultura (1 - R$ 3.563,86), coordenador pedagógico (1 - R$ 3.563,86), coordenador do CRAS (1 - r$ 3.563,86), educador físico (1 - R$ 1.627,40), encarregado de almoxarifado e patrimônio (1 - R$ 2.389,95), encarregado de compras (1 - R$ 3.087,87), encarregado de tributos e lançadoria (1 - R$ 2.552,48), engenheiro agrônomo (1 - R$ 3.087,87), engenheiro civil (1 - R$ 3.087,87), farmacêutico (1 - R$ 3.087,87), médico clínico geral (1 - R$ 7.698,84), procurador jurídico (1 - R$ 3.563,86), professor de educação básica (1 - R$ 16,44 por hora/aula), professor de arte (1 - R$ 16,44 por hora/aula), professor de inglês (1 - R$ 16,44 por hora/aula), supervisor de frota municipal (1 - R$ 3.563,86) e tesoureiro (1 - R$ 3.563,86).         

Concurso Prefeitura Monções: inscrições e etapas

As inscrições seguem disponíveis até 14 de dezembro. É necessário realizar cadastro pelo site https://www.proamac.com.br/ e paga taxa de R$ 50 (nível fundamental), R$ 70 (médio) ou R$ 120 (superior). 

A prova objetiva (todos os cargos) está marcada para 23 de dezembro. Na mesma data, os candidatos a professor, auxiliar de desenvolvimento infantil, auxiliar de primeira infância, coordenador pedagógico e educador físico deverão entregar os documentos relativos à análise de títulos. 

O processo seletivo será finalizado com avaliação prática para os concorrentes a agente de manutenção, motorista e operador de máquinas, prevista para ocorrer em 13 de janeiro.

O concurso da Prefeitura de Monções terá validade de dois anos, a contar da homologação do resultado final. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.

Cronograma do concurso da Prefeitura de Monções

Continuar lendo

Atualizado: 29/11/2018 - 15:56

Flórida Paulista SP oferece 16 vagas em concurso

Inscrições seguem abertas até 14 de dezembro. Oportunidades são destinadas a profissionais de todas as escolaridades

Dois editais

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

No interior de São Paulo, a Prefeitura de Flórida Paulista abriu concurso para preencher 16 postos, além de formar cadastro reserva (CR). Distribuídas entre dois editais, as vagas oferecem salários que vão de R$ 859,90 a R$ 2.919,29. 

A função de gari (5 oportunidades + CR) é destinada a candidatos que possuem nível fundamental incompleto. 

O cargo de cozinheira (CR) pode ser disputado por profissionais com ensino médio incompleto. Já quem concluiu esse ciclo escolar tem opções como escriturário (CR), auxiliar de desenvolvimento infantil (CR), auxiliar de enfermagem (CR) e cuidador (2 + CR).  

As carreiras de nível superior são para farmacêutico (1), fonoaudiólogo (1), nutricionista (1), pediatra (1), psiquiatra (1), procurador jurídico (1), professor de inglês (1), professor de arte (CR), coordenador de creche (1), psicopedagoga (1) e terapeuta ocupacional (CR). 

Concurso Prefeitura Flórida Paulista: inscrições e etapas

O prazo para registro de candidaturas termina em 14 de dezembro. Os interessados devem realizar cadastro pelo site www.cscconsultoria.com.br e pagar taxa que varia de R$ 15 a R$ 40. 

A seleção envolverá prova objetiva (todos os cargos), em 3 de fevereiro, análise de títulos (professor e coordenador de creche), com entrega dos documentos no mesmo dia, e teste prático (cozinheira e gari), em data a ser definida.

Concurso Prefeitura Flórida Paulista: atribuições do gari

Executar coleta de resíduos sólidos (lixo), junto aos caminhões coletores e outros equipamentos em ruas, valas e outros locais. Efetuar a separação do lixo em locais apropriados. Carregar e descarregar caminhões. Executar outras tarefas inerentes a sua função e determinadas pelo superior imediato ou especificadas em lei.
 

Continuar lendo

Atualizado: 29/11/2018 - 12:29

São Carlos SP prepara novo concurso para diversos cargos

Seleção deverá ser para formar cadastro ou preenchimento imediato, de acordo com as necessidades, com iniciais de até R$ 13,5 mil. Em fase de licitação

  Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de São Carlos, no interior paulista, a 254 km da capital e próxima a Araraquara, realizará concurso público para formar cadastro reserva de pessoal ou preenchimento imediato em diversos cargos, com opções para quem possui níveis fundamental, médio e superior. O número de vagas ainda não foi anunciado, uma vez que poderão ser oferecidas vagas de acordo com as necessidades, mas os cargos que poderão contar com oportunidades na seleção já estão definidos, com remunerações iniciais que variam de R$ 1.421 a R$ 13.529.


O processo está em fase de licitação para a escolha da banca organizadora, que está sendo feito pelo critério de pregão eletrônico, marcado para ocorrer em 12 de dezembro. Somente após a contratação da empresa poderá ser definida a data de publicação do edital de abertura de inscrições.

 

Ensino Fundamental Incompleto

Quem possui ensino fundamental incompleto pode concorrer aos cargos de agente de manutenção geral (inicial de R$ 1.568, para jornada de 40 horas), agente de serviços gerais (R4 1.421, 40 horas), agente operacional (R$ 1.421, 40 horas), coveiro (R$ 1.568, 40 horas), oficial de manutenção (R$ 1.568, 40 horas), servente merendeira (R$ 1.414, 40 horas), tratador de animal (R$ 1.568, 40 horas) e vigia (R$ 1.421,40 horas).  

 

Ensino Fundamental Completo

Para ensino fundamental completo: auxiliar de enfermagem (R$ 1.718,40 ou 12X36), auxiliar de enfermagem do trabalho (R$ 1.718, 40 horas), auxiliar de natação (R$ 1.568, 40 horas), auxiliar em saúde bucal (R$ 1.718, 40 horas), cadastrador (R$ 1.568, 40 horas), eletricista  (R$ 1.568,40horas), guarda municipal (R$ 2.045,40 horas), mecânico de veículos (R$ 1.718, 40 horas), motorista (R$ 1.718, 40 horas), operador de máquinas (R$ 1.832, 40 horas), técnico de som (R$ 1.832, 40 horas) e telefonista (R$ 1.568, 30horas)

 

Ensino Médio

Para ensino médio: agente comunitário de saúde (R$ 1.568, 40 horas), agente comunitário de endemias (R$ 1.568, 40horas), agente educacional (R$ 1.672, 40 horas), auxiliar administrativo escolar (R$ 1.596, 40 horas), agente cultural (R$ 2.170, 40 horas), almoxarife (R$ 2.170, 40 horas), assistente administrativo (R$ 1.832, 40 horas), fiscal ambiental (R$ 2.170, 40 horas), fiscal de serviço público (R$ 2.170, 40 horas), fiscal operador de trânsito e transporte (R$ 2.170, 40 horas), fiscal sanitário (R$ 2.170, 40 horas), iluminador de teatro (R$ 1.672, 40 horas), intérprete de libras (R$ 2.170, 40 horas), intérprete educacional de libras (R$ 1.672, 40 horas), maquinista de teatro (R$ 1.832, 40 horas), professor I (R$ 2.744, 33 horas), professor II (R$ 2.744, 33 horas), professor IV (R$ 2.050 , 24 horas), técnico agrícola (R$ 2.170, 40 horas), técnico de enfermagem (R$ 2.170, 40 horas ou 12X36), técnico de laboratório (R$ 2.170, 40 horas), técnico em informática (R$ 2.170, 40 horas), técnico em radiologia (R$ 2.170, 24 horas), técnico em saúde bucal (R$ 2.170, 40 horas ou 12X36), técnico em segurança do trabalho (R$ 2.170, 40 horas) e topógrafo (R$ 2.170, 40 horas).

 

Nível Superior

Por fim, para nível superior: analista de tecnologia da informação (R$ 4.111, 40 horas), arquiteto (R$ 5.480, 40 horas), assistente social (R$ 3.358, 30 horas), bibliotecário (R$ 3.358, 40 horas), biólogo (R$ 3.358, 40 horas), cirurgião dentista (R$ 2.565, 15 horas ou plantão de 12 horas), contador (R$ 4.111, 40 horas), enfermeiro (R$ 3.358, 40 horas ou 12X36), enfermeiro do trabalho (R$ 3.358 , 40 horas), engenheiro (R$ 5.480, 40 horas), engenheiro do trabalho (R$ 5.480, 40 horas), farmacêutico (R$ 3.358,40horas), fiscal de tributos (R$ 3.358, 40 horas), fisioterapeuta (R$ 3.358, 30 horas), fonoaudiólogo (R$ 3.358, 40 horas), gerontólogo (R$ 3.358, 40 horas), gestor público (R$ 5.480, 40 horas), médico diversas áreas (R$ 5.480,  20 horas), médico urgência e emergência (R$ 3.919, plantão de 12 horas), médico de saúde da família (R$ 13.529, 40 horas), médico do trabalho (R$ 2.565, 15 horas), médico veterinário (R$ 4.111, 40 horas), museólogo (R$ 3.358, 40 horas), nutricionista (R$ 3.358, 40 horas), orientador técnico de programas (R$ 3.358, 40 horas), procurador municipal (R$ 5.480, 40 horas), produtor cultural (R$ 3.358, 40 horas), professor III – educação especial (R$ 2.274, 24 horas), professor III – educação física (R$ 2.274, 24 horas), professor III – outras áreas (R$ 2.274, 24 horas), psicólogo (R$ 3.358, 40horas), técnico de esportes (R$ 3.358, 40 horas) e terapeuta ocupacional (R$ 3.358, 30 horas).
O valor médio das taxas de inscrição está definido em R$ 25 para ensino fundamental incompleto, R$ 28 para fundamental incompleto com curso de formação, R$ 28,33 para fundamental completo, R$ 38,67 para ensino médio, R$ 40 para ensino  médio com prova prática, R$ 52,50 para nível superior e R$ 70 para médicos.       

De acordo com o edital de licitação, o prazo de inscrições deverá ser de, no mínimo, dez dias úteis 

Continuar lendo

Atualizado: 28/11/2018 - 12:16

Guaiçara SP prepara novo concurso para 21 vagas

Prefeitura prepara novo concurso para preenchimento de vagas em diversos cargos, além de processo seletivo para formar cadastro reserva de pessoal na área de educação

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Guaiçara, no interior paulista, a 470 km da capital e próxima a Bauru, realizará novo concurso público para o preenchimento de 21 vagas, sendo seis para quem possui ensino fundamental, duas para ensino médio, uma para médio técnico e 12 para nível superior. Além disso, a prefeitura também fará processo seletivo para formar cadastro reserva de pessoal em cargos da área de educação. As remunerações iniciais de cada cargo ainda serão confirmadas, mas a distribuição de vagas por carreira já está definida.


O processo está em fase de licitação para escolha da banca organizadora, que está sendo feito pelo critério de tomada de preços. Somente após a escolha da empresa poderá ser definida a data de publicação do edital de abertura de inscrições.

 

Ensino Fundamental

Quem possui ensino fundamental poderá concorrer aos cargos de inspetor de alunos (1 vaga), merendeira (1), motorista (1), operador braçal (1), operador de máquinas (1) e pedreiro (1).

 

Ensino Médio

Para ensino médio, as opções são para auxiliar administrativo II (1) e agente comunitário de saúde (1).

 

Ensino Médio com Formação Técnica

No caso de ensino médio com formação técnica, uma vaga para técnico de enfermagem.

 

Nível Superior

Por fim, para nível superior: controle interno (1), diretor de escola (3), diretor de creche (3), fisioterapeuta (1), médico – pediatria (1), médico – clínico geral (1), médico –psiquiatria (1) e professor de educação física (1).

Já no processo  seletivo, a seleção será para os cargos de assistente de educação infantil, professor de educação básica de ensino fundamental  de 1ª a 5ª séries, professor de educação básica de educação infantil – 1ª a 2ª séries, professor de educação  física PEB II  e professor de arte PEB II, todos com exigência de nível superior.   
 

Continuar lendo

Atualizado: 28/11/2018 - 11:00

Brodowski SP retifica edital de concurso com 249 vagas

Com salários acima de R$ 7,8 mil, oportunidades estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades

Até 14/12

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Brodowski, no interior paulista, divulgou duas retificações ao edital do concurso que já está com inscrições abertas. O número de vagas foi reduzido de 250 para 249 e o conteúdo programático para algumas carreiras sofreu alteração. Além das chances imediatas, a seleção formará cadastro reserva (CR). 

As funções de auxiliar de serviços (12 postos), trabalhador braçal (15), coveiro (2), cozinheiro (2), jardineiro (1), mãe social (1), merendeira (3), motorista CNH "D" (10), operador de máquina (CR), pajem (20), pedreiro (CR), tratorista (1), vigia (10) e visitador sanitário (CR) são opções para candidatos com nível fundamental incompleto. Já quem concluiu esse ciclo escolar pode disputar o cargo de auxiliar de campo (CR). 
   
Há oportunidades com exigência de ensino médio/técnico para agente comunitário de saúde (CR), agente de saneamento (CR), agente de organização escolar (CR), almoxarife (1), atendente (10), atendente de consultório dentário (CR), auxiliar administrativo (15), auxiliar de controladoria (4), auxiliar de cuidador (25), auxiliar de patrimônio e arquivo (1), auxiliar de tributação (1), controlador interno (1), coordenador social da Casa Abrigo (1), encarregado de compras (CR), fiscal de renda (2), fiscal geral (CR), gerente de compras/finanças (1), gerente de tributação (1), secretário de escola (3), supervisor de Cadastro Único (1), supervisor de campo (CR), técnico em enfermagem (5), técnico em informática (1), técnico em nutrição (CR), técnico em radiologia (CR), encarregado de setor de pessoal (CR), professor de ensino fundamental (20) e professor de educação infantil (15). 

As carreiras que cobram curso superior são para assessor de imprensa (1), assistente social (2), cirurgião dentista/endodontia (1), cirurgião dentista (2 + CR), contador (CR), coordenador pedagógico (CR), coordenador técnico de análises de sistemas (1), diretor de escola (3), enfermeiro padrão (2), enfermeiro PSF (1), engenheiro civil (CR), farmacêutico (2), fisioterapeuta (CR), fonoaudiólogo (1), nutricionista (CR), pedagogo (CR), procurador municipal (CR), psicólogo (1), psicopedagogo (CR), técnico desportivo (CR), terapeuta ocupacional (CR), tesoureiro (CR), vice-diretor de escola (CR), professor de português (1 + CR), professor de espanhol (CR), professor de educação especial (3), professor de matemática (1 + CR), professor de história (1 + CR), professor de geografia (1 + CR), professor de ciências (1 + CR), professor de inglês (1 + CR), professor de artes (CR), professor de educação física (1 + CR), professor de música (1 + CR) e médico nas seguintes áreas: angiologia (2), auditor (1), generalista da família (CR), oftalmologista (CR), plantonista (15), cardiologista (2), dermatologista (2), ginecologista (3), neurologista (2), ortopedista (2), pediatra (3), psiquiatra (2) e urologista (2).

O governo municipal oferece remunerações iniciais entre R$ 1.561,05 e R$ 7.809,82, já considerando o vale-alimentação mensal de R$ 400.  

Concurso Prefeitura Brodowski: inscrições e etapas

Será possível se inscrever até 14 de dezembro, pagando taxas de R$ 45 (ensino fundamental), R$ 58 (médio) e R$ 77 (superior). O formulário para cadastro está disponível no site www.consulpam.com.br

O processo seletivo inclui prova objetiva (todos os cargos), em 13 de janeiro, avaliação de títulos (cargos destinados a profissionais graduados), com entrega dos documentos no mesmo dia, e teste prático (operador de máquinas e tratorista), em data a ser definida. 

O concurso da Prefeitura de Brodowski terá validade de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.

Cronograma do concurso da Prefeitura de Brodowski


 

Continuar lendo

Atualizado: 27/11/2018 - 15:48

Prefeitura de Areias SP abre concurso com 28 vagas

As inscrições serão recebidas até o dia 25 de dezembro. Os salários iniciais oferecidos chegam a R$ 9,1 mil

Todos os níveis

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura Municipal de Areias, localizada no Estado de São Paulo, abriu as inscrições do concurso público que preencherá 28 vagas do seu quadro de pessoal. Haverá, ainda, formação de cadastro reserva (CR) de eventuais oportunidades. 

Candidatos alfabetizados podem disputar as funções de pedreiro (1 vaga + CR) e serviços gerais (2 + CR). 

Para ensino fundamental, as chances do edital são para os empregos de inspetor de alunos (1), agente de saúde (1), auxiliar de escritório (1 + CR), guarda municipal (1 + CR), merendeira (1 + CR) e motorista categoria “D” (1 + CR). 

Quem tem o ensino médio e/ou curso técnico está apto às carreiras de agente de controle de endemias (2), auxiliar de consultório dentário (1 + CR), escriturário (1 + CR) e técnico de enfermagem (1 + CR).  

Nível superior é requisito para os postos de dentista (1 + CR), enfermeiro (1 + CR), farmacêutico (1), médico nas especialidades de cardiologista (1), ESF (1), plantonista (1 + CR) e urologista (1), ouvidor municipal (1), professor de ensino infantil (1 + CR), professor de ensino básico I (1 + CR) e professor de ensino básico II nas disciplinas de ciências (1), história (1), matemática (1) e português (1).

Os salários iniciais oferecidos pela Prefeitura de Areias partem de R$ 956,39 e chegam a R$ 9.186,30. 

Concurso Prefeitura de Areias SP: inscrições e provas

Para participar basta preencher o formulário de inscrição no site www.setaconcurso.com.br e efetuar o pagamento da taxa, que oscila entre R$ 30 e R$ 70. O prazo se encerrará no dia 25 de dezembro. 

Todos os participantes serão submetidos à prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e/ou conhecimentos específicos. 

A avaliação terá duração máxima de três horas e será aplicada no dia 20 de janeiro de 2019, em escolas situadas na cidade de Areias/SP. 

O certame ainda contará com as seguintes etapas: prova prática para os cargos de motorista e pedreiro, eliminatória e classificatória; e análise de títulos para professores, unicamente classificatória. 
 

Continuar lendo

Atualizado: 27/11/2018 - 13:38

Lucélia SP recebe inscrições de concurso com 11 vagas

Ofertas do edital são para cargos de níveis médio, técnico e superior. Participação deverá ser garantida até o dia 27 de dezembro

Ganhos de até R$ 10,8 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Encontram-se abertas as inscrições do concurso público da Prefeitura Municipal de Lucélia, localizada no Estado de São Paulo. A seleção visa o provimento de 11 vagas. 

O cargo de inspetor de alunos (1 vaga) exige diploma de conclusão de curso de ensino médio e ganha o inicial de R$ 982,62. 

Curso técnico é requisito para as funções de auxiliar em enfermagem (2) e agente de fiscalização ambiental (1). Os respectivos salários são de R$ 982,62 e R$ 1.251,81.

Quem tem o nível superior está apto às carreiras de monitor desportivo (1), fonoaudiólogo (1) e médico nas especialidades de pediatra (2), clínico geral (1) e ginecologista (2). As remunerações variam de R$ 1.185 a R$ 10.876,28. 

Para participar basta preencher o formulário de inscrição no site do Instituto Excelência (www.institutoexcelenciapr.com.br), organizador do certame, e efetuar o pagamento da taxa, que variam de R$ 18,79 a R$ 19,84. O prazo se encerrará às 12h do dia 27 de dezembro. 

Todos os candidatos serão avaliados por meio de uma única etapa: prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório. Com duração máxima de três horas, ela contemplará 25 questões de múltipla escolha e será aplicada no município de Lucélia /SP no dia 13 de janeiro de 2019. 

Para inspetor de alunos a avaliação contará com dez questões de língua portuguesa, cinco de legislação e dez de matemática; enquanto que para os demais empregos serão dez de língua portuguesa, cinco de legislação e dez de conhecimentos específicos. 

Atribuições do inspetor de alunos da Prefeitura de Lucélia SP

Inspecionar alunos em todas as dependências do estabelecimento de ensino, garantindo a disciplina e segurança dos mesmo. Acompanhar os alunos durante o trajeto nos veículos de transporte escolar. Orientar os alunos sobre a necessidade de utilizar os equipamentos de segurança existentes nos veículos de transporte escolar, sobre o uso correto destes equipamentos, bem como responsabilizar-se para que todos os alunos usem adequadamente referidos equipamentos. Orientar, acompanhar e auxiliar os alunos no embarque e desembarque nos veículos de transporte escolar, especialmente os portadores de deficiência. Acompanhar os alunos no desembarque do transporte escolar até adentrarem os estabelecimentos de ensino. Orientar e assistir os interesses e comportamento dos alunos, fora da sala de aula, para o ajustamento dos mesmos ao convívio e recreação escolar. Atender às solicitações dos professores responsabilizando-se pela disciplina da classe quando da ausência dos mesmos, para colaborar no processo educativo. Zelar pelas dependências e instalações do estabelecimento e pelo material utilizado, traçando normas de disciplina, higiene e comportamento, para propiciar ambiente adequado à formação física, mental e intelectual dos alunos. Auxiliar nas tarefas de portaria, controle de presença, guarda e proteção dos alunos, prestando primeiros socorros em caso de acidentes. Executar outras tarefas. 

Continuar lendo

Atualizado: 27/11/2018 - 13:29

Concurso em Paraguaçu Paulista SP oferece 54 vagas

As chances estão distribuídas entre cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Inscrições serão recebidas até o dia 10 de dezembro

Ganhos de até R$ 3,6 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

No Estado de São Paulo, a Prefeitura Municipal de Paraguaçu Paulista abriu as inscrições de dois editais de concurso que somam 54 vagas do seu quadro de efetivos. A seleção ainda contará com formação de cadastro reserva (CR) de futuras oportunidades. 

Candidatos que têm o ensino fundamental podem disputar as funções de auxiliar de serviços diversos (1 vaga), coletor de lixo (1), eletricista (1), merendeira (1), motorista (1), motorista de veículos pesados (1) e pintor (1). 

Para quem tem ensino médio e/ou curso técnico, as chances são para os cargos de agente de combate às endemias (1), agente comunitário de saúde (3 + CR), auxiliar de consultório dentário (1), auxiliar de informática (1), fiscal de posturas (1), operador de máquina pesada I (1) e técnico em enfermagem (1). 

Aqueles que têm o nível superior estão aptos às carreiras de agente fiscal de rendas municipal (1), assistente social (1), bibliotecário (1), médico veterinário (1),  psicólogo (1), cirurgião dentista em várias áreas (3 + CR), enfermeiro (1), enfermeiro PSF (1), farmacêutico (1), fisioterapeuta domiciliar (1), fonoaudiólogo (1), médico nas especialidades de cardiologista (CR), cirurgião geral (1), clínico geral (4), gastroenterologista (1), ginecologista e obstetra (1), neurologista (1), oncologista (1), ortopedista (1), pediatra (1), proctologista (1), psiquiatra (1), saúde da família (1) e urologista (1) e professor de educação básica II nas disciplinas de artes (2), educação especial (4), educação física (3) e história (1). 

Os salários iniciais oferecidos pela Prefeitura de Paraguaçu Paulista oscilam entre R$ 964,85 e R$ 3.605,91. 

Concurso Prefeitura de Paraguaçu Paulista SP: inscrições e provas

A empresa responsável pela organização e execução do certame é a Cemat. As inscrições deverão ser realizadas até o dia 10 de dezembro, através do site www.cematconcurso.com.br. Os valores da taxa de participação são de R$ 32,50 (ensino fundamental), R$ 37,50 (níveis médio e técnico) e R$ 45 (formação superior). 

Todos os participantes serão submetidos à prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 50 questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de português, matemática e/ou conhecimentos específicos.

A avaliação será aplicada na cidade de Paraguaçu Paulista/SP no dia 23 de dezembro, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno. 

O concurso ainda será constituído das seguintes etapas: prova prática para os cargos de motorista, motorista veículos pesados e operador de máquina pesada I, eliminatória e classificatória; e análise de títulos para agente fiscal de rendas municipal e as carreiras de nível superior.  
 

Continuar lendo

Atualizado: 26/11/2018 - 10:27

Câmara de Ourinhos SP realiza concurso com quatro vagas

Edital tem oportunidades para técnico em administração, técnico legislativo, contador e procurador, com vencimentos acima de R$ 4,7 mil

Interior paulista

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Câmara de Ourinhos, no interior do Estado de São Paulo, abriu concurso público destinado a preencher quatro vagas.

Os cargos de técnico em administração (1 posto e salário de R$ 3.693) e técnico legislativo (1 - R$ 4.267) são opções para candidatos com ensino médio.

Curso superior é requisito para quem pretende disputar as funções de contador (1 - R$ 3.876) e procurador (1 - R$ 4.776).

Para todas as carreiras, os vencimentos informados já incluem o auxílio-alimentação mensal no valor de R$ 600.

As inscrições serão recebidas até 3 de dezembro, por meio do site www.spbrasilconcursos.com.br. As taxas custam R$ 36 (técnico) e R$ 63 (contador e procurador). 

As provas objetiva (todos os cargos) e discursiva (procurador) estão marcadas para 16 de dezembro. Haverá também análise de títulos para as vagas de nível superior, com envio dos documentos durante o prazo para registro de candidaturas.

O concurso da Câmara de Ourinhos terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do Legislativo, conforme estabelece o edital.

Cronograma do concurso da Câmara de Ourinhos

 

Concurso Câmara de Ourinhos: atribuições do técnico em administração

Participar tecnicamente de projetos desenvolvidos em quaisquer unidades organizacionais, planejando, programando, coordenando, controlando, avaliando resultados e informando decisões, para aperfeiçoar a qualidade do processo gerencial da Câmara Municipal; participar da elaboração e análise do Plano Plurianual da Câmara Municipal, da Lei de Diretrizes Orçamentárias, do orçamento e do acompanhamento de sua execução físico-financeira, orientando as unidades administrativas da Edilidade, efetuando comparações entre as cotas orçamentárias e metas programadas e os resultados atingidos, desenvolvendo e aplicando critérios, normas e instrumentos da avaliação; elaborar o planejamento organizacional, analisando a organização no contexto interno e externo, identificando oportunidades e problemas, definindo estratégias, bem como apresentando propostas; auxiliar a implementação de programas e projetos nas diversas áreas de atuação da Câmara Municipal, identificando fontes de recursos, dimensionando a sua amplitude e traçando estratégias de implementação; coordenar, assessorar a coordenação ou monitorar a execução de programas, planos e projetos; promover estudos de racionalização administrativa; interpretar leis, regulamentos e instruções relativas a assuntos de administração geral, para fins de aplicação, orientação e assessoramento; elaborar ou colaborar na elaboração de relatórios parciais ou anuais, atendendo às exigências ou normas do Tribunal de Contas; propor, executar e supervisionar análises, pesquisas e estudos técnicos, para implantação ou aperfeiçoamento de sistemas, métodos, instrumentos, rotinas e procedimentos administrativos; elaborar, rever, implantar e avaliar, regularmente, instruções, formulários e manuais de procedimentos; elaborar critérios ou normas de padronização, especificação, compra, guarda, estocagem, controle e alienação, baseando-se em levantamentos e estudos para a correta administração do sistema de materiais; elaborar critérios, planos, normas e instrumentos para recrutamento, seleção, treinamento e demais aspectos da administração de pessoal, dando orientação técnica, acompanhando, coletando e analisando dados, redefinindo metodologias, elaborando formulários, instruções e manuais de procedimentos, participando de comissões a fim de contribuir para o desenvolvimento qualitativo dos recursos humanos da Câmara; garantir suporte na gestão de pessoas, na administração de material, patrimônio, informática e serviços para áreas meio e finalísticas; planejar, coordenar e supervisionar ações, monitorando resultados e fomentando políticas de mudança; prestar informações aos superiores hierárquicos quando solicitado sobre as atividades desenvolvidas; realizar outras atribuições compatíveis com a sua especialização profissional.

Concurso Câmara Ourinhos: atribuições do técnico legislativo

Executar atividades de pesquisa, organização e armazenamento de proposições, legislação e correspondências correntes; colaborar em estudos e pesquisas que tenham por objetivo o desenvolvimento e o aprimoramento dos processos legislativos da Câmara; protocolar processos e documentos, registrando sua tramitação; realizar procedimentos administrativos para o trâmite de projetos, proposições e solicitações, de acordo com a sua unidade de atuação; numerar registrar e expedir documentos sob sua responsabilidade; auxiliar na prestação de eventos promovidos pela Câmara; assistir a Mesa Diretora e as Comissões Parlamentares nas Sessões e reuniões; redigir, segundo as normas técnicas, qualquer modalidade de ato administrativo e legislativo; executar tarefas auxiliares que envolvam conhecimentos básicos de legislação; receber e encaminhar solicitações sobre consultas formuladas pelos Vereadores e munícipes, relativas a assuntos de natureza jurídico-administrativa, de interesse da Câmara Municipal; prestar serviços de assessoria junto ao Presidente da Câmara; elaborar, sob orientação, pauta para a realização das sessões legislativas; redigir, sob orientação, edital para a convocação de sessões e demais eventos patrocinados pela Câmara; desenvolver procedimentos necessários à realização das Sessões legislativas, solenidades e demais eventos; redigir, sob orientação, indicações, requerimentos, ofícios, e outros documentos oficiais; executar as suas atividades de forma integrada com as demais unidades da Câmara, contribuindo para o desenvolvimento das equipes de trabalho; executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito de suas atribuições; conhecer o Regimento Interno da Câmara e a Lei Orgânica do Município.
 

Continuar lendo

Atualizado: 22/11/2018 - 11:50

Dois Córregos SP oferece 24 vagas em concurso

Oportunidades estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades. Inscrições terminam em 30 de novembro

Salários até R$ 5,1 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Prefeitura de Dois Córregos, no interior paulista, abriu concurso público destinado a preencher 24 vagas imediatas. Os salários iniciais ficam entre R$ 1.014 e R$ 5.145,65.

Quem possui nível fundamental pode concorrer ao cargo de agente comunitário de saúde (3 oportunidades). 

Há opções com exigência de ensino médio para inspetor de alunos (1) e secretário de escola (1). 

Curso superior é requisito para cirurgião dentista (1), psicólogo (1) e médico nas seguintes especialidades: cardiologista (1), clínico geral (1), medicina do trabalho (1), ginecologista obstetra (1), oftalmologista (1), ortopedista (1), pediatra (1) e psiquiatra (1). 

Também serão selecionados professores com habilitação para as áreas educação básica - adjunto (1), educação básica (1), geografia (1), história (1), língua estrangeira (1), língua portuguesa (1), matemática (1), especialista em deficiência física (1) e especialista em deficiência intelectual (1).

Concurso Prefeitura Dois Córregos: inscrições e etapas

Será possível se inscrever até as 23h59 de 30 de novembro, mediante a realização de cadastro pelo site http://caetanno.com.br/editais. As taxas custam R$ 40 (ensino fundamental), R$ 60 (médio) e R$ 80 (superior). 

A seleção inclui prova objetiva (todas as vagas), marcada para ocorrer em 30 de dezembro, e avaliação de títulos (professor), com envio dos documentos à empresa examinadora durante o prazo para registro de candidaturas.    

O concurso da Prefeitura de Dois Córregos terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.

Cronograma do concurso da Prefeitura Dois Córregos

Concurso Prefeitura Dois Córregos: conteúdo programático parcial

Raciocínio lógico - Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; dedução de novas informações das relações fornecidas e avaliação das condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e análise da lógica de uma situação, utilizando as funções intelectuais: raciocínio verbal, raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos, discriminação de elementos. Operações com conjuntos. Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

Conhecimentos gerais - Conhecimentos de assuntos relevantes de diversas áreas, tais como: atualidades, Brasil, Exterior, política, economia, esporte, turismo, sociedade, cotidiano, saúde, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável, segurança, artes e literatura e suas vinculações. História e geografia do Município, do Estado e do Brasil.
 

Continuar lendo

Atualizado: 22/11/2018 - 11:00

Câmara de Orlândia SP tem concurso com inscrição aberta

Prazo para registro de candidaturas termina na próxima segunda-feira (26). Edital tem oportunidades para contador e procurador jurídico

Últimos dias

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Terminam às 23h59 desta segunda-feira (26) as inscrições para o concurso da Câmara de Orlândia, em São Paulo, destinado a preencher duas vagas em cargos de nível superior.

Há oportunidades para contador (salário de R$ 3.249,23) e procurador jurídico (R$ 6.092,32), com jornada semanal de 20 e 30 horas, respectivamente.

Os interessados devem acessar o site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br) para realizar a inscrição. O valor da taxa é o mesmo para as duas funções: R$ 150.

A prova objetiva (ambas as carreiras) e a avaliação prático-profissional (apenas para procurador) estão agendadas para ocorrer em 20 de janeiro. 

O concurso da Câmara de Orlândia terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do Legislativo, conforme estabelece o edital.

Concurso Câmara Orlândia: principais atribuições dos cargos

Contador - Planejar o sistema de registro e operações contábeis, atendendo às necessidades administrativas e legais, para possibilitar controle contábil e orçamentário; escriturar a contabilidade da Câmara Municipal de Orlândia; elaborar e assinar balanços e demonstrativos de contas, observando sua correta classificação e lançamento, verificando a documentação pertinente, para atender as exigências legais e formais de controle; controlar a movimentação de recursos, fiscalizando o ingresso de receitas, o cumprimento das obrigações de pagamentos a terceiros, os saldos em caixa e as contas bancárias, para possibilitar a administração dos recursos financeiros da Câmara Municipal de Orlândia; analisar aspectos financeiros, contábeis e orçamentários da execução de contratos, convênios, acordos e atos que gerem direitos e obrigações, verificando a propriedade na aplicação de recursos repassados, analisando cláusulas contratuais, dando orientação aos executores, a fim de assegurar o cumprimento da legislação aplicável; analisar os atos de natureza orçamentária, financeira, contábil e patrimonial, verificando sua correção, para determinar ou realizar auditorias e medidas de aperfeiçoamento de controle interno; entre outras atividades.

Procurador - Prestar, quando solicitado, assessoramento jurídico à Mesa Diretora, às Comissões, aos Vereadores, emitindo pareceres sobre assuntos em tramitação no Plenário, através de pesquisas de legislação, jurisprudências, doutrinas e instruções regulamentares; exercer a representação judicial e extrajudicial do Poder Legislativo de Orlândia, por procuração da Presidência da Câmara Municipal, junto aos poderes do Estado, através da instrução de processos, administrativos e judiciais, participando de audiências, apresentando defesas e recursos, orientando na escolha de alternativas para as questões jurídico contenciosas; estudar e redigir minutas de atos internos ou externos, bem como documentos contratuais de toda espécie, em conformidade com as normas legais; elaborar minutas de informações a serem prestadas ao Judiciário em mandados de segurança requeridos contra a Câmara Municipal de Orlândia, na pessoa de seu Presidente, ou contra as demais autoridades integrantes de sua estrutura administrativa; interpretar normas legais e administrativas diversas, para responder a consultas dos interessados bem como manifestar-se sobre questões de interesse da Câmara Municipal de Orlândia e das Comissões Especiais que apresentem aspectos jurídicos específicos, orientando a elaboração de relatórios conclusivos; assistir à Câmara Municipal de Orlândia na negociação de contratos, convênios e acordos com outras entidades públicas ou privadas; entre outras atividades. 
 

Continuar lendo

Shopping