Concurso Marinha: inscrições para 533 vagas acabam hoje

Oportunidades são destinadas a candidatos de níveis fundamental e médio/técnico. Salários chegam a R$ 3,3 mil

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro
Publicado: 11/12/2018 - 09:07 | Atualizado: 11/12/2018 - 09:07

A Marinha encerra nesta terça-feira (11) as inscrições para o concurso destinado a preencher 533 vagas temporárias para o Serviço Militar Voluntário (SMV) em cargos de níveis fundamental e médio/técnico, com vencimentos de R$ 2.320 e R$ 3.388, respectivamente.

Os concorrentes devem ter entre 18 e 44 anos na data da incorporação. As candidaturas devem ser registradas por meio do site www.ensino.mar.mil.br. O valor da taxa de participação é de R$ 75.

Há oportunidades para atuação nas áreas de administração, contabilidade, edificações, estruturas navais, eletrônica, eletrotécnica, enfermagem, farmácia, higiene dental, marcenaria, mecânica, metalurgia, motores, motorista (viaturas administrativas), nutrição e dietética, patologia clínica, processamento de dados, prótese dentária, química, radiologia médica, telecomunicações, entre outras especialidades.

• APOSTILAS CONCURSO MARINHA 2018 - SERVIÇO MILITAR VOLUNTÁRIO
• CURSO CONCURSO MARINHA 2018 - SERVIÇO MILITAR VOLUNTÁRIO

As chances estão distribuídas entre os Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Pará, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Amazonas, além do Distrito Federal.

Os recrutas terão direito a alimentação, ajuda para aquisição de uniformes, assistência médico-hospitalar, religiosa, psicológica, entre outros benefícios.

Etapas do concurso da Marinha

O processo seletivo envolverá as seguintes etapas: prova objetiva com 50 questões de língua portuguesa e conhecimentos militares-navais, em 17 de março; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; prova de títulos; verificação de documentos; análise de títulos, em datas a serem definidas.

Concurso Marinha: estrutura do SMV

Os participantes habilitados para o SMV cumprirão estágio inicial, dividido em duas etapas, durante 12 meses. Os aprovados na primeira fase, que consiste na instrução militar-naval e tem duração de 45 dias, serão promovidos a marinheiro especializado (cargos de nível fundamental) e cabo (nível médio/técnico). 

O período restante será destinado à aplicação de conhecimentos técnico-profissionais na Organização Militar escolhida pelos marinheiros e cabos para servir.

Segundo os editais, o serviço militar voluntário poderá atingir duração máxima de oito anos, desde que, neste intervalo, a idade do recruta não exceda 45 anos. O tempo de serviço é renovado anualmente.
 

Vídeos Marinha

Mais Lidas

Mais Recentes

Notícias Recentes Marinha

Notícias Relacionadas Marinha

Atualizado: 25/10/2018 - 10:31

Concurso ITA: prova para 110 vagas ocorre em novembro

Edital destina chances a jovens de ambos os sexos para ingresso no curso de graduação em engenharia. Instituição de ensino fica em São José dos Campos, no interior paulista

1ª fase

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Após encerrar, em 18 de setembro, as inscrições para o concurso de admissão ao curso de graduação em engenharia, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), sediado na cidade de São José dos Campos, em São Paulo, se prepara agora para a aplicação da prova válida pela primeira fase, marcada para novembro. 

São oferecidas 110 vagas (22 reservadas a negros). Desse total, 25 são para quem pretende seguir carreira no quadro de oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB), enquanto as demais oportunidades destinam-se a candidatos que não almejam permanecer no quadro de militares da Aeronáutica após a formação.  

Podem participar do vestibular do ITA jovens de ambos os sexos com idade até 23 anos (em 31 de dezembro de 2018) e ensino médio completo ou com conclusão prevista para este ano.    

As inscrições foram recebidas mediante o preenchimento de formulário disponível no site http://www.vestibular.ita.br/. A taxa de participação custou R$ 140.

Etapas do concurso do ITA para graduação em engenharia

A seleção será realizada em três fases. Na primeira delas, em 23 de novembro, os concorrentes farão prova objetiva com 60 questões sobre português, inglês, matemática, física e química. 

• APOSTILA VESTIBULAR INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA 2018 

Para a segunda etapa do concurso do ITA, estão programados dois dias de avaliação dissertativa em dezembro: 10 (abordando disciplinas de matemática e química) e 11 (física e redação). 

Haverá aplicação em Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Juiz de Fora, Londrina, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São José dos Campos, São José do Rio Preto, São Paulo, Teresina e Vitória.

Os candidatos habilitados para a última fase serão submetidos à inspeção de saúde. Para isso, deverão comparecer ao ITA, no Auditório Lacaz Netto, em 13 de janeiro de 2019, entre 9 e 12h.

Detalhes sobre a graduação em engenharia o ITA

A graduação em engenharia oferecida pelo ITA tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros, todos os estudantes passam pelo curso fundamental. 

Os três últimos anos são dedicados à formação profissional, quando os alunos optam pela área em que desejam se especializar em engenharia. Há seis opções: aeroespacial, aeronáutica, civil-aeronáutica, de computação, eletrônica e mecânica-aeronáutica.

Os alunos receberão bolsa inicial de R$ 1.176, conforme prevê a tabela de vencimentos dos militares das Forças Armadas.

Continuar lendo

Atualizado: 02/10/2018 - 09:08

Concurso Exército: saiu gabarito da 1ª fase para cadete

Provas ocorreram em 29 e 30 de setembro. No total, seleção preencherá 445 vagas na EsPCEx

Vestibular

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O Exército já divulgou os gabaritos das provas da primeira fase do concurso público destinado a preencher 445 vagas na Escola Preparatória de Cadetes (EsPCEx), aplicadas em 29 e 30 de setembro. A resolução das questões pode ser conferida aqui

 

No total, o edital disponibiliza 400 postos para homens e 45 para mulheres. Podem participar jovens com ensino médio e idade entre 17 e 22 anos (completados até 31 de dezembro de 2019).

 

Com taxa de R$ 90, as inscrições foram recebidas até 8 de junho, por meio do endereço www.espcex.eb.mil.br.

 

Os aprovados no concurso do Exército serão matriculados no Curso de Formação e Graduação de Oficiais de Carreira da Linha de Ensino Militar Bélico, com duração de cinco anos, em regime de internato.

• APOSTILA CONCURSO EXÉRCITO 2018 - OFICIAL DE CARREIRA
• CURSO PARA CONCURSOS MILITARES 2018

Durante o primeiro ano, as atividades acadêmicas ocorrerão na sede da EsPCEx, em Campinas, no interior de São Paulo. Na sequência, os estudos terão continuidade na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), localizada em Resende, no Rio de Janeiro.

 

No decorrer do curso na Aman, os homens poderão optar pelas áreas de infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações, intendência e material bélico. Enquanto as mulheres terão de escolher entre intendência ou material bélico, de acordo com o edital do concurso do Exército. 

 

Depois de formados, os cadetes obterão diploma de bacharelado em ciências militares, sendo inicialmente declarados aspirante a oficial e, após cumprir estágio probatório, segundo tenente.

 

A remuneração no primeiro ano do curso é de R$ 1.044; nos demais, passa para R$ 1.066. Para segundo tenente, o salário atual é de R$ 7.082, conforme a tabela de vencimentos das Forças Armadas.  

 

Sobre as provas do concurso para cadetes do Exército 2018

 

Na primeira fase, os candidatos realizaram provas escritas de português, física, química, matemática, geografia, história e inglês, além de uma redação, com aplicação em todos os Estados do país, além do Distrito Federal. 

 

• APOSTILAS CONCURSO EXÉRCITO 2018 - FORMAÇÃO DE CADETES

 

As demais etapas que integram o processo seletivo são: apresentação para comprovação de requisitos, inspeção de saúde, exame de aptidão física e avaliação psicológica, agendadas para janeiro de 2019, na EsPCEx, em Campinas. A matrícula para o curso será recebida em 16 de fevereiro.

 

Conteúdo programático parcial para as provas do concurso do Exército/ EsPCEx 2018

 

Física - Mecânica: Introdução ao método científico na Física, conceitos básicos de cinemática, movimento uniforme, movimento uniformemente variado, movimentos sob a ação da gravidade, movimentos circulares, gráficos da cinemática, composição de movimentos e cinemática vetorial, dinâmica, energia, trabalho, impulso, potência, rendimento, quantidade de movimento, choques mecânicos, estática de um ponto material e de um corpo extenso rígido, hidrostática, princípios de conservação, leis de Kepler e gravitação universal. b. Termologia: Conceitos fundamentais de termologia, termometria, calorimetria, mudanças de fase, diagramas de fase, propagação do calor, dilatação térmica de sólidos e líquidos, gases ideais e termodinâmica. c. Óptica: Princípios da óptica geométrica, reflexão da luz, espelho plano, espelhos esféricos, refração luminosa, lentes esféricas, instrumentos ópticos, olho humano e defeitos da visão. d. Ondas: Movimento harmônico simples, conceitos básicos de ondas e pulsos, reflexão, refração, difração, interferência, polarização, ondas sonoras e efeito Doppler. e. Eletricidade: Carga elétrica, princípios da eletrostática, processos de eletrização, força elétrica campo elétrico, potencial elétrico, trabalho da força elétrica, energia potencial elétrica, condutores em equilíbrio eletrostático, capacidade elétrica, corrente elétrica, potência e energia na corrente elétrica, resistores, resistência elétrica, associação de resistores, associação de capacitores, energia armazenada nos capacitores, aparelhos de medição elétrica, geradores e receptores elétricos, Leis de Kirchhoff, conceitos iniciais do magnetismo, campo magnético, força magnética, indução eletromagnética, corrente alternada, transformadores e ondas eletromagnéticas.

 

Química - a. Matéria e Substância: Propriedades gerais e específicas; estados físicos da matéria; caracterização e propriedades; misturas, sistemas, fases e separação de fases; substâncias simples e compostas; substâncias puras; unidades de matéria e energia. b. Estrutura Atômica Moderna: Introdução à Química; evolução dos modelos atômicos; elementos químicos: principais partículas do átomo, número atômico e número de massa, íons, isóbaros, isótonos, isótopos e isoeletrônicos; configuração eletrônica: diagrama de Pauling, regra de Hund (Princípio de exclusão de Pauli) e números quânticos. c. Classificações Periódicas: Histórico da classificação periódica; grupos e períodos; propriedades periódicas: raio atômico, energia de ionização, afinidade eletrônica, eletropositividade e eletronegatividade. d. Ligações Químicas: Ligações iônicas, ligações covalentes e ligação metálica; fórmulas estruturais: reatividade dos metais. e. Características dos Compostos Iônicos e Moleculares: Geometria molecular: polaridade das moléculas; forças intermoleculares; número de oxidação; polaridade e solubilidade. f. Funções Inorgânicas: Ácidos, bases, sais e óxidos; nomenclaturas, reações, propriedades, formulação e classificação. 7) Reações Químicas: Tipos de reações químicas; previsão de ocorrência das reações químicas: balanceamento de equações pelo método da tentativa e oxirredução. g. Grandezas Químicas: Massas atômicas e moleculares; massa molar; quantidade de matéria e número de Avogadro. h. Estequiometria: Aspectos quantitativos das reações químicas; cálculos estequiométricos; reagente limitante de uma reação e leis químicas (leis ponderais). i. Gases: Equação geral dos gases ideais; leis de Boyle e de Gay-Lussac: equação de Clapeyron; princípio de Avogrado e energia cinética média; misturas gasosas, pressão parcial e lei de Dalton; difusão gasosa, noções de gases reais e liquefação. j. Termoquímica: Reações endotérmicas e exotérmicas; tipos de entalpia; Lei de Hess, determinação da variação de entalpia e representações gráficas; e cálculos envolvendo entalpia. k. Cinética: Velocidade das reações; fatores que afetam a velocidade das reações; e cálculos envolvendo velocidade da reação. l. Soluções: Definição e classificação das soluções; tipos de soluções, solubilidade, aspectos quantitativos das soluções; concentração comum; concentração molar ou molaridade, título, densidade; relação entre essas grandezas: diluição e misturas de soluções; e análise volumétrica (titulometria). m. Equilíbrio Químico: Sistemas em equilíbrio; constante de equilíbrio; princípio de Le Chatelier; constante de ionização; grau de equilíbrio; grau de ionização; efeito do íon comum; hidrólise; pH e pOH; produto de solubilidade; reações envolvendo gases, líquidos e gases. n. Eletroquímica: Conceito de ânodo, cátodo e polaridade dos eletrodos; processos de oxidação e redução, equacionamento, número de oxidação e identificação das espécies redutoras e oxidantes; aplicação da tabela de potenciais padrão; pilhas e baterias; equação de Nernst; corrosão; eletrólise e Leis de Faraday. o. Radioatividade: Origem e propriedade das principais radiações; leis da radioatividade; cinética das radiações e constantes radioativas; transmutações de elementos naturais; fissão e fusão nuclear; uso de isótopos radioativos; e efeitos das radiações. p. Princípios da química orgânica: Conceito: funções orgânicas: tipos de fórmulas; séries homólogas: propriedades fundamentais do átomo de carbono, tetravalência, hibridização de orbitais, formação, classificação das cadeias carbônicas e ligações. q. Análise orgânica elementar: determinação de fórmulas moleculares. r. Funções orgânicas: Hidrocarbonetos, álcoois, aldeídos, éteres, cetonas, fenóis, ésteres, ácidos carboxílicos, sais de ácidos carboxílicos, aminas, amidas e nitrocompostos: nomenclatura, radicais, classificação, propriedades físicas e químicas, processos de obtenção e reações.

 

História - a. A Sociedade Feudal (Século V ao XV). b. O Renascimento Comercial e Urbano. c. Os Estados Nacionais Europeus da Idade Moderna, o Absolutismo e o Mercantilismo. d. A Expansão Marítima Europeia. e. O Renascimento Cultural, o Humanismo e as Reformas Religiosas. f. A Montagem da Colonização Europeia na América: Os Sistemas Coloniais Espanhol, Francês, Inglês e dos Países Baixos. g. O Sistema Colonial Português na América: Estrutura Político- Administrativa; estrutura socioeconômica; invasões estrangeiras; expansão territorial; rebeliões coloniais. Movimentos Emancipacionistas: Conjuração Mineira e Conjuração Baiana. h. O Iluminismo e o Despotismo Esclarecido. i. As Revoluções Inglesas (Século XVII) e a Revolução Industrial (Século XVIII a XX). j. A Independência dos Estados Unidos da América. k. A Revolução Francesa e a Restauração (o Congresso de Viena e a Santa Aliança). l. O Brasil Imperial: O processo da independência do Brasil: o Período Joanino; Primeiro Reinado; Período Regencial; Segundo Reinado; Crise da Monarquia e Proclamação da República. m. O Pensamento e a Ideologia no Século XIX: O Idealismo Romântico; o Socialismo Utópico e o Socialismo Científico; o Cartismo; a Doutrina Social da Igreja; o Liberalismo e o Anarquismo; o Evolucionismo e o Positivismo. n. O Mundo na Época da Primeira Guerra Mundial: O imperialismo e os antecedentes da Primeira Guerra Mundial; a Primeira Guerra Mundial; consequências da Primeira Guerra Mundial; a República Velha no Brasil; conflitos brasileiros durante a República Velha. o. O Mundo na Época da Segunda Guerra Mundial: O entre-guerras; a Segunda Guerra Mundial; o Brasil na Era Vargas; a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. p. O Mundo no Auge da Guerra Fria: A reconstrução da Europa e do Japão e o surgimento do mundo bipolar; os principais conflitos da Guerra Fria - a Guerra da Coreia (1950 - 1953), a Guerra do Vietnã (1961 - 1975), os conflitos árabes-israelenses entre 1948 e 1974; A descolonização da África e da Ásia; a República Brasileira entre 1945 e 1985. q. O Mundo no Final do Século XX e Início do Século XXI: Declínio e queda do socialismo nos países europeus (Alemanha, Polônia, Hungria, ex- Tchecoslováquia, Romênia, Bulgária, Albânia, ex-Iugoslávia) e na ex-União Soviética; os conflitos do final do Século XX - a Guerra das Malvinas, a Guerra Irã-Iraque (1980 - 1989), a Guerra do Afeganistão (1979 - 1989), a Guerra Civil no Afeganistão (1989 - 2001), a Guerra do Golfo (1991), a Guerra do Chifre da África (1977 - 1988); a Guerra Civil na Somália (1991); o 11 de Setembro de 2001 e a nova Guerra no Afeganistão; a República Brasileira de 1985 até os dias atuais.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso de cadetes do Exército 2018

Continuar lendo

Atualizado: 24/09/2018 - 09:30

Concurso Marinha Mercante: saiu convocação para 2ª fase

Estão em disputa 285 vagas. Destinadas a candidatos de ambos os sexos, oportunidades exigem ensino médio completo e idade entre 17 e 23 anos

RJ e PA

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Marinha Mercante já divulgou a relação de candidatos aprovados para a segunda fase (avaliação psicofísica) do concurso de admissão às Escolas de Formação de Oficiais (Efomm), prevista para ocorrer entre 18 de outubro e 23 de novembro. A classificação pode ser conferida clicando aqui

 

A seleção oferece 285 vagas. Desse total, 170 são para o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga), no Rio de Janeiro/RJ, e 115 para o Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba), em Belém/PA.

 

Participam do processo seletivo candidatos de ambos os sexos com ensino médio completo e idade entre 17 e 23 anos (em 1º de janeiro de 2019).

 

As inscrições foram recebidas até 8 de junho, por meio do site www.ciaga.mar.mil.br. A taxa de participação custou R$ 65.

 

• APOSTILA CONCURSO EFOMM - OFICIAIS DA MARINHA MERCANTE

 

Nas demais etapas, os participantes convocados passarão por teste de suficiência física, entre 3 e 14 de dezembro; e período de adaptação/verificação de documentos, de 7 a 27 de janeiro de 2019.

 

Concurso Marinha Mercante 2018: estrutura do curso de formação

 

Os aprovados no concurso da Marinha Mercante para ingresso nas Escolas de Formação de Oficiais farão a matrícula e iniciarão o curso em 28 de janeiro de 2019, conforme prevê o cronograma de atividades estabelecido no edital.

 

Os recrutas terão direito a alojamento, alimentação, uniformes, roupa de cama e assistências médica-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de remuneração de R$ 1.176, de acordo com a tabela de remunerações das Forças Armadas.

 

A Marinha Mercante oferece aos estudantes opções de cursos em duas áreas: náutica ou máquinas. Na primeira, os alunos aprendem sobre manuseio dos equipamentos de convés, de navegação e de comunicações de bordo. Já o segundo ramo prepara os profissionais para condução e manutenção das instalações de máquinas de navios.

 

A formação acadêmica (três anos, em regime de internato) é seguida por um período de estágio realizado a bordo de embarcações mercantes (um ano para o curso de náutica e seis meses para o de máquinas).

 

Depois de formados, os militares recebem diploma de bacharelado em ciências náuticas e passam a integrar o Quadro de Oficiais da Reserva não remunerada da Marinha do Brasil, no posto de segundo tenente.

Continuar lendo

Atualizado: 20/09/2018 - 09:17

Concurso Marinha: saiu gabarito da prova da Escola Naval

Oportunidades são destinadas a jovens de ambos os sexos com idade entre 18 e 22 anos e nível médio. Seleção registrou 6,7 mil inscritos

31 vagas

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Marinha já divulgou o gabarito da primeira fase do concurso destinado a selecionar 31 jovens para ingresso nos cursos de graduação da Escola Naval (EN), localizada na cidade do Rio de Janeiro. A prova foi aplicada em 15 e 16 de setembro e a resolução das questões pode ser consultada aqui.

 

As vagas estão distribuídas da seguinte forma: 19 para concorrentes do sexo masculino e 12 do feminino. Os interessados devem ter ensino médio completo e idade entre 18 e 22 anos (em 1º de janeiro de 2019, ano de início da formação).

 

As inscrições para o concurso da Marinha foram recebidas até 11 de junho, mediante o preenchimento de formulário disponível no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. O valor da taxa foi de R$ 100.

 

Ao todo, a seleção contabilizou 6.720 inscritos, sendo 3.974 homens para 19 ofertas e 2.746 mulheres para 12 postos. A concorrência de candidatos por vaga é de 209 e 228, respectivamente.  

 

O ciclo escolar se estende por quatro anos, em regime de internato. Os aprovados serão matriculados como aspirantes e, ao fim do curso, assumirão o posto de segundo-tenente, com salário atual de R$ 7.082. 

• APOSTILA CONCURSO MARINHA - ESCOLA NAVAL 2018

De acordo com o edital do concurso da Marinha, durante os estudos, os recrutas terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de vencimentos de R$ 1.176.

 

Provas para a Escola Naval

 

Na primeira fase do concurso da Marinha, os inscritos realizaram prova escrita objetiva sobre matemática, física, português e inglês, além de redação. 

 

Os aprovados serão convocados para realizar os eventos complementares, que compreendem: inspeção de saúde (IS), teste de aptidão física (TAF), verificação de dados biográficos (VDB), verificação de documentos (VD), avaliação psicológica (AP) e período de adaptação.

 

As etapas ocorrerão no Rio de Janeiro/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ, Angra dos Reis/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Santa Maria/RS, Curitiba/PR, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Cuiabá/MT, Brasília/DF, São Paulo/SP, Manaus/AM, Parnaíba/PI e Santana/AP.

 

Sobre os cursos da Escola Naval 

 

Cada um dos quatro anos letivos é dividido em duas partes: período acadêmico (dedicado a atividades de ensino, treinamento físico e formação militar-naval) e período de verão (voltado a atividades como estágios de adaptação, sobrevivência no mar e na selva e viagens de instrução).

 

No início do terceiro ano, os aspirantes poderão escolher se especializar em um dos três corpos da Marinha e suas respectivas habilitações. As opções incluem: Corpo da Armada (mecânica, eletrônica ou sistemas de armas), Corpo de Fuzileiros Navais (mecânica, eletrônica ou sistemas de armas) e Corpo de Intendentes (administração).

 

Os alunos que concluírem com aproveitamento o ciclo escolar serão declarados guardas-marinha (GM) e matriculados no ciclo pós-escolar (CPE), que tem duração de um ano.

 

Após este período, os militares que completarem o CPE com êxito receberão o diploma de graduação em ciências navais e serão nomeados segundo-tenente, posto em que se inicia a carreira de oficial da Marinha.

• APOSTILA  CONCURSO MARINHA 2018 - ESCOLA NAVAL

Continuar lendo

Atualizado: 14/09/2018 - 09:37

Exército: prazo de concurso com 505 vagas termina hoje

Ofertas do edital são para o ingresso de jovens no 6º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio

Colégio Militar

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Chega ao fim nesta sexta-feira (14) o prazo de inscrição do concurso do Exército para admissão de alunos aos Colégios Militares em todo país. A seleção visa o preenchimento de 505 vagas, sendo 420 para o 6º ano do ensino fundamental e 85 para o 1º ano do ensino médio.

Do total de ofertas, 45 são destinadas ao Colégio Militar de Brasília/DF, 55 para Belo Horizonte/MG, 30 para Curitiba/PR, dez para Campo Grande/MT, 40 para Fortaleza/CE, 35 para Juiz de Fora/MG, 35 para Manaus/AM, 40 para Porto Alegre/RS, 55 para Recife/PE, 60 para Rio de Janeiro/RJ, 30 para Salvador/BA, 35 para Santa Maria/RS e 35 para Belém/PA. 

Interessados em concorrer a uma das vagas devem ter concluído ou estar cursando o 5º ano do ensino fundamental para os candidatos ao ingresso no 6º ano do ensino fundamental; ou cursando o 9º ano do ensino fundamental para os candidatos ao ingresso no 1º ano do ensino médio, além de estar enquadrado nos seguintes limites de idade: para o 6º ano do ensino fundamental ter menos de 13 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula ou completar dez anos até 31 de dezembro do ano da matrícula; e para o 1º ano do ensino médio ter menos de 18 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula ou completar 14 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula.

 

Etapas do concurso do Exército

 

As inscrições presenciais são de responsabilidade de cada Colégio Militar e a lista com os endereços está disponível no edital, que encontra-se anexado à notícia. O valor da taxa de participação é de R$ 95. 

O concurso do Exército será constituído de exame intelectual, de caráter eliminatório e classificatório; inspeção de saúde, eliminatória; e comprovação dos requisitos biográficos dos candidatos, eliminatória.

O exame intelectual contará com duas etapas: fase I será a prova de matemática, composta de questões de múltipla escolha, com duração máxima de três horas; e fase II será a prova de língua portuguesa, composta de questões objetivas de múltipla escolha e de uma produção textual (redação), com duração de três horas, a ser realizada somente pelos candidatos aprovados na fase I.

A prova de matemática será aplicada na data prevista de 21 de outubro. 

Continuar lendo

Atualizado: 10/09/2018 - 09:44

Concurso Aeronáutica: prazo para 279 vagas termina hoje

Oportunidades do edital são para candidatos que concluíram o ensino médio e têm idade entre 17 e 25 anos

Para sargento

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Chega ao fim às 15h desta segunda-feira (10) o prazo de inscrição do concurso da Aeronáutica para ingresso no curso de formação de sargentos, a ser realizado na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá/SP, com início no segundo semestre de 2019. Ao todo, serão preenchidas 279 vagas, de ambos os sexos, para atuação em âmbito nacional. 

Para o posto de aeronavegante são oferecidas 22 vagas, sendo 14 na especialidade de comunicações e oito para foto inteligência. Já a função de controle de tráfego aéreo conta com 128 oportunidades. 

O cargo de não-aeronavegantes dispõe de 129 vagas distribuídas entre as especialidades de eletricidade e instrumentos (18), estrutura e pintura (8), meteorologia (8), suprimento (12), informações aeronáuticas (8), bombeiro (18), cartografia (6), desenho (5), eletromecânica (10), metalurgia (6) e guarda e segurança (30). O último posto é destinado somente aos candidatos do sexo masculino. 

• APOSTILA CONCURSO FAB 2018 - CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS DA AERONÁUTICA

Interessados devem possuir diploma de conclusão de curso de ensino médio e idade entre 17 e 25 anos até a data de 31 de dezembro de 2019. Os concluintes do curso serão nomeados ao posto de terceiro-sargento e receberão a remuneração inicial de R$ 3.825. 

 

Como participar do concurso da Aeronáutica

 

As inscrições devem ser realizadas nas páginas eletrônicas do Comando da Aeronáutica (www.fab.mil.br/eear) e da Escola de Especialistas de Aeronáutica (http://ingresso.eear.aer.mil.br).

Será cobrada uma taxa de participação, no valor de R$ 60, e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 17 de setembro, observado o horário de funcionamento da rede bancária. 

 

Provas do concurso da Aeronáutica

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova escrita, de caráter classificatório e eliminatório. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, língua inglesa, matemática e física.

A avaliação será aplicada no dia 25 de novembro nas cidades de Belém/PA, Recife/PE, Fortaleza/CE, Natal/RN, Rio De Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, São Paulo/SP, São José Dos Campos/SP, Campo Grande/MS, Canoas/RS, Santa Maria/RS, Curitiba/PR, Brasília/DF, Manaus/AM, Porto Velho/RO e Boa Vista/RR. 

O concurso da Aeronáutica ainda será constituído das seguintes fases, todas eliminatórias: inspeção de saúde; exame de aptidão psicológica; teste de avaliação do condicionamento físico; procedimento de heteroidentificação complementar; e validação documental.

 

Curso de formação de sargentos da Aeronáutica

 

Com duração aproximada de dois anos, o curso de formação de sargentos abrangerá instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado e será ministrado sob regime de internato militar na Escola de Especialistas de Aeronáutica, em Guaratinguetá/SP.

Um período de instrução de aproximadamente 40 dias corridos, em regime de internato, contados a partir da data do início do curso, será ministrado exclusivamente de forma coletiva aos que vierem a ser matriculados, fazendo parte do estágio probatório para adaptação à vida na caserna, estando inserido na instrução do campo militar.

Durante a realização do curso, o aluno fará jus a remuneração fixada em lei para aluno de escola de formação de sargentos, além de alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e dentária.

A formação nas especialidades do curso é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) como curso técnico, de nível médio, constando no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos.

Os formandos serão distribuídos e classificados nas organizações militares do Comando da Aeronáutica, abrangendo todo o território nacional, de acordo com a necessidade da administração.

Continuar lendo

Atualizado: 10/09/2018 - 09:28

Concurso Marinha: último dia de inscrição para 90 vagas

Seleção preencherá postos em 18 especialidades no Corpo Auxiliar de Praças, com salário de R$ 2,6 mil

Nível médio

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Marinha encerra nesta segunda-feira (10), às 23h59, as inscrições para o concurso de admissão ao Corpo Auxiliar de Praças (CAP). A seleção preencherá, ao todo, 90 vagas, sendo 21 reservadas a negros. 

 

Podem participar candidatos de ambos os sexos com formação técnica de nível médio e idade entre 18 e 24 anos (em 1º de janeiro de 2019). 

 

O edital reúne oportunidades para jovens formados em 18 especialidades: administração (4), administração hospitalar (4), contabilidade (8), edificações (4), eletrônica (4), enfermagem (4), estatística (3), estruturas navais (3), gráfica (5), marcenaria (4), mecânica (6), metalurgia (6), motores (4), processamento de dados (16), química (3), radiologia médica (4) secretariado (4) e telecomunicações (4). 

 

 

Concurso Marinha: cronograma

 

 

Para se inscrever no processo seletivo, os interessados devem realizar cadastro pelo site www.ingressonamarinha.mar.mil.br e pagar taxa no valor de R$ 70.

• APOSTILAS CONCURSO MARINHA 2018 - CPA
• CURSOS CONCURSO MARINHA 2018 - CPA

 

A primeira etapa compreenderá prova escrita de conhecimentos profissionais e redação, em data a ser definida. As outras fases incluem inspeção de saúde, teste físico e avaliação psicológica, com aplicação prevista para ocorrer entre 18 de fevereiro e 29 de março. 

 

As atividades ocorrerão em Angra dos Reis/RJ, Belém/PA, Brasília/DF, Fortaleza/CE, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Manaus/AM, Natal/RN, Nova Friburgo/RJ, Olinda/PE, Paranaguá/PR, Parnaíba/PI, Porto Alegre/RS, Rio Grande/RS, Rio de Janeiro/RJ, São Luís/MA, São Paulo/SP, Salvador/BA, Santana/AP, Santarém/PA, Santos/SP, São Pedro da Aldeia/RJ e Vila Velha/ES.

 

 

Concurso Marinha: detalhes do curso de formação

 

 

Realizado no Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), na cidade do Rio de Janeiro, o curso para ingresso no Corpo Auxiliar de Praças está previsto para começar em 15 de julho e terá duração de até 17 semanas. 

 

Os recrutas serão matriculados como grumete, com remuneração de R$ 1.044. Após a formatura, já no posto de cabo, os vencimentos sobem para R$ 2.627. 

 

De acordo com a Marinha, os militares do CAP desempenham atividades de gestão administrativa, operativa e de saúde, além da manutenção de aeronaves e navios.
 

Continuar lendo

Atualizado: 15/08/2018 - 09:16

Exército encerra inscrições de concurso com 98 vagas

Oportunidades são para ingresso no curso de formação e graduação de oficiais do quadro de engenheiros militares

Nível médio

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

O Exército encerrará nesta quarta-feira (15) o prazo de inscrição de dois editais de concurso que juntos somam 98 vagas para o quadro de engenheiros militares. Do total de ofertas para o curso de formação e graduação, 74 são para oficiais da ativa e 24 para oficiais da reserva. 

Os postos requerem diploma de conclusão de curso de ensino médio e altura mínima de 1,55m para as mulheres e 1,60m para os homens, além de ter idade entre 16 e 22 anos completados até 31 de dezembro do ano da matrícula, exceto para oficiais da reserva que exigem idade máxima de 21 anos. 

Ao concluir com aproveitamento o curso, o concludente será nomeado primeiro-tenente do quadro de engenheiros militares e receberá remuneração de R$ 8.245.

A lotação ocorrerá em uma das organizações militares do Exército Brasileiro, em qualquer região do território nacional, para exercício das atividades relacionadas com a engenharia militar por um período mínimo de cinco anos, antes do qual a demissão a pedido implicará em indenização de todas as despesas correspondentes ao curso realizado. 

• APOSTILA CONCURSO IME 2018 - OFICIAL ENGENHEIRO MILITAR

A ficha cadastral está disponível no endereço eletrônico www.ime.eb.br. O valor da taxa de participação é de R$ 100 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 16 de agosto. 

 

Provas do concurso do Exército

 

O certame será constituído das seguintes etapas: exame intelectual (composto por duas fases); inspeção de saúde; e exame de aptidão física.

A 1ª fase do exame intelectual constará de uma prova objetiva de matemática, física e química, de caráter eliminatório, e que compreenderá 40 questões (15 de matemática, 15 de física e dez de química). 

Já a 2ª fase contará com três provas discursivas das matérias específicas (matemática, física e química) e duas provas mistas (com questões objetivas e/ou discursivas) de português e de inglês, eliminatórias e classificatórias.

Com duração máxima de quatro horas, a 1ª fase será aplicada no dia 12 de outubro nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, São Paulo/SP, São José dos Campos/SP, Campinas/SP, Porto Alegre/RS, Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Curitiba/PR, Salvador/BA, Recife/PE, Belém/PA, Campo Grande/MS, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Goiânia/GO e Manaus/AM.

Continuar lendo

Atualizado: 03/08/2018 - 09:04

Concurso MARINHA: ÚLTIMO dia de inscrição para 30 vagas

Concurso da Marinha apresenta chances para homens com idade entre 18 e 25 anos e formação técnica de nível médio

Quadro técnico

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Terminam às 23h59 desta sexta-feira (3) as inscrições do concurso da Marinha com oferta de 30 vagas para ingresso no Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA), sendo seis reservadas a negros.

 

As chances são destinadas a homens com idade entre 18 e 25 anos (em 1º de janeiro de 2019) e formação técnica de nível médio

 

Os aprovados receberão treinamento para trabalhar na operação e manutenção de submarinos e instalações nucleares. 

 

Com taxa de R$ 70, as candidaturas devem ser registradas mediante o preenchimento de formulário disponível no site www.marinha.mil.br.

 

O edital traz chances em duas áreas: eletroeletrônica e mecânica. A primeira admite candidatos com formação em automação industrial, eletroeletrônica, eletromecânica, eletrônica, eletrotécnica ou mecatrônica. No caso da segunda, a Marinha aceita diplomas de cursos de manutenção automotiva, mecânica, mecatrônica ou refrigeração e climatização.    

 

 

Sobre as provas do concurso para técnicos da Marinha 2018  

 

 

Na primeira das seis etapas seletivas, em data a ser definida, os candidatos realizarão prova objetiva de conhecimentos profissionais com 50 questões de múltipla escolha, além de redação contendo de 20 a 30 linhas. 

 

Previstas para fevereiro de 2019, as outras fases do concurso da Marinha incluem: verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de documentos e avaliação psicológica. 

 

As atividades ocorrerão no Rio de Janeiro/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parnaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/SC, Brasília/DF, São Paulo/SP e Manaus/AM.

 

 

Detalhes sobre o curso de formação 

 

 

Agendado para começar em 3 de junho de 2019, o curso de formação de sargentos ocorrerá no Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), na cidade do Rio de Janeiro.  

 

Durante o período de estudos, os recrutas terão direito a alojamento, alimentação e assistência médico-hospitalar, além de remuneração de aproximadamente R$ 2.900.

 

Após a formatura, os militares serão nomeados ao posto de terceiro-sargento, com salário de R$ 3.825. Na sequência, farão os cursos de aperfeiçoamento e de subespecialização de submarino, com duração média e 25 e 24 semanas, respectivamente. 
 

Continuar lendo

Atualizado: 28/05/2018 - 09:16

Concurso EXÉRCITO: PROVA para sargento ocorre em julho

Chances em disputa no concurso do Exército estão distribuídas entre as áreas geral/aviação (1.010 postos), música (30) e saúde (60)

1.100 vagas

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Está marcada para 29 de julho a prova da primeira fase do concurso do Exército com 1.100 vagas para formação de sargentos nas áreas geral/aviação (1.010 postos), música (30) e saúde (60), de acordo com o edital

 

As inscrições foram recebidas até 27 de abril, mediante o preenchimento de formulário disponível no site http://www.esa.eb.mil.br. A taxa de participação custou R$ 95.

 

A seleção é voltada a participantes de ambos os sexos com ensino médio completo (além de formação técnica em enfermagem para área de saúde) e idade a partir de 17 anos (na data da matrícula). A faixa etária limite é de 24 anos para a especialidade geral/aviação e 26 anos para os segmentos de música e saúde.

 

APOSTILA CONCURSO SARGENTOS DO EXÉRCITO (CFS) 2018 

 

O Curso de Formação de Sargentos (CFS) é realizado em dois períodos: básico e de qualificação, ambos com duração de 48 semanas. A primeira fase ocorrerá em 12 unidades militares distribuídas em nove Estados (confira os endereços aqui). A segunda será aplicada nas Escolas de Sargentos de Três Corações (MG) e do Rio de Janeiro/RJ ou no Centro de Instrução de Aviação de Taubaté (SP).

APOSTILA CONCURSO EsSA 2018 - FORMAÇÃO DE SARGENTO DO EXÉRCITO 

Durante os estudos, os recrutas terão remuneração de R$ 1.066, conforme a tabela de salários dos militares das Forças Armadas. Quem concluir o treinamento com aproveitamento será nomeado terceiro sargento, graduação que atualmente conta com vencimentos de R$ 3.584.

 

Distribuição das vagas para sargento no concurso do Exército 2018

 

No caso das chances para músicos, elas estão distribuídas entre 11 naipes: clarineta (7), fagote em dó/contra-fagote em dó (1), flauta em dó/flautim em dó (1), oboé em dó/corne-inglês (1), saxhorne (2), saxofone (3), tuba (3), tímpanos, bombo, pratos, tarol e caixa surda (2), trombone tenor/trobone baixo (4), trompa (1) e trompete/cornetim/flueghorne (5).

 

Com relação aos postos para área geral (sendo 910 para homens e 100 para mulheres), há oportunidades no concurso do Exército 2018 para as seguintes qualificações: infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações, material bélico - manutenção de viatura auto, material bélico - manutenção de armamento, material bélico - mecânico operador, material bélico - manutenção de viatura blindada, manutenção de comunicações, topografia e intendência. Já as ofertas de aviação são destinadas para manutenção. 

 

Sobre as provas do concurso do Exército 2018

 

O processo seletivo envolverá exame intelectual, em 29 de julho; valoração de títulos, com entrega dos documentos em 8 e 9 de outubro; inspeção de saúde, entre 26 de novembro e 17 de dezembro; exame de aptidão física, de 26 de novembro a 18 de dezembro; e exame de habilitação musical (apenas para músicos), de 19 a 21 de dezembro.

 

Válida pela primeira fase do concurso do Exército, a prova escrita cobrará a resolução de questões de múltipla escolha e a elaboração de uma redação. O conteúdo programático inclui matemática, português e história e geografia do Brasil, além de conhecimentos específicos apenas para áreas de saúde e música. 

 

As etapas ocorrerão em organizações militares instaladas no Rio de Janeiro/RJ, Resende/RJ, Vila Velha/ES, Niterói/RJ, Juiz de Fora/MG, Belo Horizonte/MG, Três Corações/MG, São João Del Rei/MG, Uberlândia/MG, Montes Claros/MG, São Paulo/SP, Campinas/SP, Lins/SP, Guarujá/SP, Taubaté/SP, Pirassununga/SP, Porto Alegre/RS, Santa Maria/RS, Cruz Alta/RS, Santiago/RS, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS, Bagé/RS, Florianópolis/SC, Cascavel/PR, Curitiba/PR, Ponta Grossa/PR, Salvador/BA, Aracaju/SE, Maceió/AL, Recife/PE, João Pessoa/PB, Natal/RN, Fortaleza/CE, Teresina/PI, Petrolina/PE, Manaus/AM, Tabatinga/AM, Rio Branco/AC, Boa Vista/RR, Porto Velho/RO, Tefé/AM, São Gabriel da Cachoeira/AM, Brasília/DF, Palmas/TO, Goiânia/GO, Campo Grande/MS, Cuiabá/MT, Corumbá/MT, Rondonópolis/MT, Dourados/MS, São Luís/MA, Altamira/PA, Belém/PA, Macapá/AP, Imperatriz/MA, Santarém/PA, Itaituba/PA e Marabá/PA.

 

Conteúdo programático parcial para o concurso de sargentos do Exército 2018

 

História e geografia do Brasil - 1) História do Brasil) A expansão Ultramarina Europeia dos séculos XV e XVI b) O Sistema Colonial Português na América Estrutura político-administrativa; estrutura socioeconômica; invasões estrangeiras; expansão territorial; interiorização e formação das fronteiras; as reformas pombalinas; rebeliões coloniais; e movimentos e tentativas emancipacionistas. c) O Período Joanino e a Independência (1) A presença britânica no Brasil, a transferência da Corte, os tratados, as principais medidas de D. João VI no Brasil, a política joanina, os partidos políticos, as revoltas, conspirações e revoluções e a emancipação e os conflitos sociais. (2) O processo de independência do Brasil. d) Brasil Imperial Primeiro Reinado e Período Regencial: aspectos administrativos, militares, culturais, econômicos, sociais e territoriais; Segundo Reinado: aspectos administrativos, militares, econômicos, sociais e territoriais; e Crise da Monarquia e Proclamação da República. e) Brasil República Aspectos administrativos, culturais, econômicos, sociais e territoriais, revoltas, crises e conflitos e a participação brasileira na II Guerra Mundial. 2) Geografia do Brasil a) O território nacional: a construção do Estado e da Nação, a obra de fronteiras, fusos-horários e a federação brasileira. b) O espaço brasileiro: relevo, climas, vegetação, hidrografia e solos. c) Políticas territoriais: meio ambiente. d) Modelo econômico brasileiro: o processo de industrialização, o espaço industrial, a energia e o meio ambiente, os complexos agro-industriais e os eixos de circulação e os custos de deslocamento. e) A população brasileira: a sociedade nacional, a nova dinâmica demográfica, os trabalhadores e o mercado de trabalho, a questão agrária, pobreza e exclusão social e o espaço das cidades. f) Políticas territoriais e regionais: a Amazônia, o Nordeste, o Mercosul e a América do Sul. 3) Bibliografia sugerida - constitui apenas uma indicação para elaboração e correção dos itens propostos nas provas do exame intelectual, não esgotando o conteúdo dos assuntos relacionados. a) COTRIM, Gilberto. História Global: Brasil e Geral - Volume Único. 10ª edição. São Paulo: Saraiva, 2012. b) KOSHIBA, Luiz, PEREIRA, Denise Manzi Frayze. História do Brasil: no contexto da história ocidental. Ensino Médio. 8ª edição, 6ª reimpressão revista, atualizada e ampliada. São Paulo: Atual, 2003. c) MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o ensino médio. 2ª edição, Volume Único São Paulo: Atual, 2012. d) TERRA, Lígia, GUIMARÃES, Raul Borges e ARAÚJO, Regina. Conexões: Estudos de Geografia do Brasil. 1ª edição. Moderna, 2009. e) SENE, Eustáquio de; MOREIRA, João Carlos. Geografia Geral e do Brasil: Espaço Geográfico e Globalizado. Vol. 1, 2 e 3. 2ª edição. SãoPaulo: Scipione, 2012. d) TERRA, Lígia, GUIMARÃES, Raul Borges e ARAÚJO, Regina. Conexões: estudos de geografia do Brasil. 1ª edição. Moderna, 2010.

Continuar lendo

Atualizado: 25/05/2018 - 15:09

Concurso AERONÁUTICA: PROVAS para sargentos são adiadas

As chances no concurso da Aeronáutica são para candidatos de nível médio e com idade entre 17 e 25 anos, para ingresso no curso de formação de sargentos

227 vagas

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Aeronáutica adiou para o dia 1º de julho as provas objetivas do concurso para ingresso no curso de formação de sargentos. Segundo nota, anexada à notícia, o adiamento se deve às manifestações e paralisação dos caminhoneiros em nível nacional e a paralisação e precariedade dos serviços públicos, em especial os meios de transporte e de abastecimento.

 

A prova escrita será composta por questões de múltipla escolha sobre as disciplinas de língua portuguesa, língua inglesa, matemática e física. Ela será aplicada nas seguintes cidades: São Paulo/SP, São José dos Campos/SP, Belém/PA, Recife/PE, Fortaleza/CE, Natal/RN, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Canoas/RS, Santa Maria/RS, Curitiba/PR, Brasília/DF, Manaus/AM, Porto Velho/RO e Boa Vista/RR. 

 

concurso da Aeronáutica 2018 ainda será constituído das seguintes etapas: inspeção de saúde; exame de aptidão psicológica; teste de avaliação do condicionamento físico; e validação documental.

 

O candidato deve acompanhar todas as publicações referentes ao certame no endereço eletrônico da Escola de Especialistas de Aeronáutica (http://ingresso.eear.aer.mil.br).

 

 

Mais informações sobre o concurso da Aeronáutica

 

 

O concurso público da Aeronáutica para ingresso no curso de formação de sargentos, a ser realizado na escola de especialistas, em Guaratinguetá/SP, no primeiro semestre de 2019, visa o preenchimento de 227 vagas de ambos os sexos, para atuação em todo o território nacional. 

 

Do total de ofertas, 93 são destinadas apenas ao sexo masculino, sendo distribuídas entre as especialidades de aeronavegantes - mecânica de aeronaves (50), aeronavegantes - material bélico (13), e não-aeronavegantes - guarda e segurança (30). 

 

As outras 134 vagas são atribuídas a ambos os sexos e estão divididas entre as funções de não-aeronavegantes - equipamento de vôo (6) e controle de tráfego aéreo (128). 

 

Interessados em concorrer a uma das vagas devem ter concluído, com aproveitamento, o ensino médio e não ter menos de 17 anos e nem completar 25 anos até dezembro de 2019. O salário inicial do terceiro-sargento é de R$ 3.584.

 

 

O curso da Aeronáutica

 

 

O curso de formação de sargentos da Aeronáutica é ministrado sob regime de internato militar na escola de especialistas, em Guaratinguetá-SP. Com duração aproximada de dois anos, ele abrangerá instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado.

 

De acordo com o edital, a formação nas especialidades do curso de formação de sargentos é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) como curso técnico, de nível médio, constando no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos.

 

Durante a realização do curso, o aluno estará sujeito ao regime escolar, e fará jus à mesma remuneração que percebia por ocasião da matrícula, se militar da ativa da Aeronáutica, ou fixada em lei para aluno, além de alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e dentária.

 

Dentre os que vierem a ser matriculados, aqueles que concluírem com êxito o referido curso, segundo o plano de avaliação, estarão em condições de compor o quadro de suboficiais e sargentos da Aeronáutica.

Continuar lendo

Atualizado: 08/05/2018 - 09:06

Concurso Aeronáutica: acaba hoje prazo para cadete do ar

Concurso da Aeronáutica oferece 160 vagas para homens e 20 para mulheres. Inscrições podem ser realizadas até as 15h desta terça-feira (8)

180 postos

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Terminam às 15h desta terça-feira (8) as inscrições do concurso da Aeronáutica com 180 vagas para o Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR), de acordo com o edital

 

Do total de oportunidades, 160 são para candidatos do sexo masculino e 20 do feminino. Os concorrentes devem possuir nível fundamental e idade entre 15 e 18 anos, até 31 de dezembro de 2019, ano de início do treinamento.

APOSTILA CONCURSO AERONÁUTICA 2018 - CADETE DO AR

Os interessados poderão se candidatar mediante o preenchimento de formulário disponível no site http://ingresso.afaepcar.aer.mil.br/. O valor da taxa de participação é de R$ 60.

 

Sobre as etapas do concurso da Aeronáutica 2018

 

O processo seletivo envolve cinco etapas. Na primeira delas, em 8 de julho, os participantes farão provas escritas de língua portuguesa, matemática e língua inglesa, além de redação.

 

Haverá aplicação em Belém/PA, Recife/PE, Natal/RN, Salvador/BA, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Barbacena/MG, São Paulo/SP, Pirassununga/SP, Campo Grande/MS, Curitiba/PR, Porto Alegre/RS, Brasília/DF, Manaus/AM, Boa Vista/RR e Porto Velho/RO.

 

Nas demais fases do concurso da Aeronáutica, os concorrentes passarão por inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico e validação documental, entre setembro de 2018 e janeiro de 2019, de acordo com o edital

 

Concurso Aeronáutica: detalhes sobre o Curso Preparatório de Cadetes do Ar

 

Com duração de três anos, o CPCAR é ministrado pela Escola Preparatória de Cadetes do Ar, em Barbacena/MG. O treinamento destina-se a preparar jovens para o ingresso no Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAV), da Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga/SP.

 

Durante o CPCAR, os recrutas estudantes receberão alimentação, alojamento, fardamento e assistências médico-hospitalar e dentária, além de remuneração inicial de R$ 1.044, conforme a tabela de salários dos militares das Forças Armadas.

 

Quem concluir o curso com aproveitamento receberá certificado de ensino médio e poderá concorrer a uma das vagas no primeiro ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAV).

 

Conteúdo programático para o concurso de cadetes do ar da Aeronáutica 2018

 

Língua portuguesa – ESTUDO DE TEXTO: Intelecção de textos literários e não literários, verbais e não verbais. GRAMÁTICA: Fonologia: Fonemas, encontros consonantais e vocálicos, dígrafos, divisão silábica, acentuação gráfica e ortografia de acordo com a nova ortografia. Morfologia: Estrutura das palavras, formação de palavras, classes de palavras: classificação, flexão e emprego (substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição). Sintaxe: Análise sintática da oração, análise sintática do período, pontuação, regência e concordância, estudo da crase e colocação pronominal. SEMÂNTICA E ESTILÍSTICA: Variedades linguísticas. Sinonímia e antonímia, hiponímia e hiperonímia, polissemia, ambiguidade. Denotação e conotação, figuras de linguagem, funções da linguagem e vícios da linguagem. Versificação.

 

Matemática – NÚMEROS: Números naturais e números inteiros: operações, propriedades, números primos e compostos, divisibilidade, decomposição em fatores primos, múltiplos, divisores, máximo divisor comum e mínimo divisor comum. Números racionais e irracionais: operações, propriedades, equivalência de frações, classes de equivalência, representação decimal dos números racionais, números decimais periódicos, operações com números decimais. Raiz quadrada. Raiz cúbica. Representação dos números na reta real. Cálculo com radicais e racionalização de denominadores. POLINÔMIOS: Polinômio numa variável: operações; Noção intuitiva do conceito de “zeros” de um polinômio. CÁLCULO ALGÉBRICO: Operações com expressões algébricas. Produtos notáveis. Fatoração e frações algébricas. EQUAÇÕES DE 1º E 2º GRAUS: Resolução de equações de 1º e 2º graus. Resolução de equações redutíveis à equação do 2º grau. Problemas envolvendo equações e sistemas de equações. Equações Irracionais. Equações Biquadradas. FUNÇÕES: Conceito. Domínio, imagem, contradomínio e gráficos. FUNÇÕES POLINOMIAIS DE 1º E 2º GRAUS: Gráficos. Variação do sinal das funções de 1º e 2º grau. Problemas envolvendo funções de 1º e 2º graus. INEQUAÇÕES: Inequações de 1º grau. GEOMETRIA: Conceitos fundamentais. Círculo e circunferência. Propriedades de arcos e ângulos, cordas e ângulos na circunferência e no círculo. Relações métricas na circunferência e no círculo. Segmentos proporcionais. Feixe de paralelas. Teorema de Tales. Congruência e semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo e em um triângulo qualquer. Projeção Ortogonal. Transformações geométricas elementares: translação, rotação e simetria. Razõestrigonométricas no triângulo retângulo e em um triângulo qualquer. Áreas das principais figuras planas. Polígonos regulares. Medidas de comprimento, de área, de capacidade e de volume. Cálculo de volume e capacidade. Volume de Primas. NOÇÕES DE MATEMÁTICA FINANCEIRA: Razões e proporções. Números e grandezas proporcionais. Regra de três simples e composta. Porcentagens. Juros simples. NOÇÕES DE ESTATÍSTICA: Gráficos de barras, de colunas, de setores e de linhas; distribuição de frequências, população e variável; variáveis discretas, variáveis contínuas, variáveis qualitativas, média, mediana e moda; dispersão de dados; desvio e desvio padrão. CONTAGEM E PROBALIDADE: Noções de contagem e noções de probabilidade.

 

Língua inglesa – Compreensão e Interpretação de Textos. Estruturas Gramaticais. Substantivos: gênero, número, contáveis e incontáveis. Pronomes: pessoal, oblíquo, possessivo, reflexivo, demonstrativo, relativo, indefinido e interrogativo. Adjetivos: graus comparativo e superlativo.  Preposições. Conjunções. Advérbios: tempo, lugar, modo e frequência. Numerais. Artigos: definidos e indefinidos. Verbos: modos, tempos e formas. Caso possessivo. Question tag e respostas curtas. Oração condicional (presente/futuro).

Continuar lendo

Atualizado: 20/04/2018 - 09:34

Concurso Marinha: último dia de inscrição para 190 vagas

Jovens do sexo masculino com idade entre 15 e 17 anos podem concorrer a um dos postos na instituição de ensino. Prazo para registro de candidaturas no concurso da Marinha termina em 20 de abril

Colégio Naval

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Terminam nesta sexta-feira (20) as inscrições do concurso da Marinha para admissão ao Colégio Naval, localizado em Angra dos Reis/RJ. São 190 vagas destinadas a estudantes interessados em cursar o ensino médio e, ao mesmo tempo, obter formação militar-naval.

Podem participar da seleção jovens do sexo masculino com idade entre 15 e 17 anos (em 1º de janeiro de 2019) e nível fundamental completo. Além disso, os participantes devem ser solteiros. 
 
Realizado em regime de internato, o ciclo escolar tem duração de três anos letivos. O curso é gratuito e oferece aos alunos alimentação, uniforme, bolsa auxílio de R$ 989 e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

O Colégio Naval tem como propósito a preparação de jovens para ingresso na Escola Naval, instituição de ensino superior onde são formados oficiais da Marinha.  

 

Concurso Marinha: inscrições e provas

 

Com taxa de R$ 100, as inscrições para o concurso da Marinha são recebidas pela internet (www.ingressonamarinha.mar.mil.br) ou pessoalmente em organizações credenciadas (os endereços podem ser conferidos aqui). 

O processo seletivo será iniciado com prova objetiva (matemática, inglês, estudos sociais, ciências e português) e redação, em datas a serem definidas. Nas demais etapas, os candidatos passarão, entre novembro e dezembro, por inspeção de saúde, teste de aptidão física, avaliação psicológica e verificação de documentos. 

Os exames ocorrerão em São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ, Angra dos Reis/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parbaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Santa Maria/RS, Curitiba/PR, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Cuiabá/MT, Brasília/DF e Manaus/AM. 

 

O que vai cair na prova objetiva do concurso da Marinha 2018

 

Matemática –  ARITMÉTICA - Operações Fundamentais: adição, subtração, multiplicação, divisão e valor absoluto de números inteiros; Números Primos: decomposição em fatores primos, máximo divisor comum, mínimo múltiplo comum e suas propriedades; Frações Ordinárias: ideias de fração, comparação, simplificação, as quatro operações fundamentais e redução ao mesmo denominador; Frações Decimais: noção de fração e de número decimal, operações fundamentais, conversão de fração ordinária em decimal e vice-versa, e as dízimas periódicas e suas geratrizes; Sistema Métrico: unidades legais de comprimento, área, volume, ângulo, tempo, velocidade, massa, operações fundamentais, múltiplo e submúltiplo; Potências e raízes: definições, operações em potências, extração da raiz quadrada, potências e raízes de frações, potências de expoentes inteiros e fracionários, e regras de aproximação no cálculo de uma raiz; e Razões e Proporções: razão de duas grandezas, proporção e suas propriedades, escala, divisão em partes direta e inversamente proporcionais, regras de três simples e composta, porcentagem e juros simples, cálculo de médias. ÁLGEBRA: Noções sobre Conjuntos: caracterização de um conjunto, subconjunto, pertinência de um elemento a um conjunto e inclusão de um conjunto em outro conjunto, união, interseção, diferença de conjuntos, simbologia de conjuntos, sistemas de numeração, conjunto N dos números naturais, Z dos números inteiros, Q dos números racionais e R dos números reais; Números Relativos: noção de números relativos, correspondência dos números reais com os pontos de uma reta e operações com números relativos; Operações Algébricas: adição, subtração, multiplicação e divisão de polinômios, produtos notáveis, fatoração, mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum de polinômios; Frações Algébricas: expoente negativo, adição, subtração, multiplicação e divisão; Equações: equações e identidades, equações equivalentes, princípios gerais sobre a transformação de equações e sistema de equações; Equações e Inequações do 1º Grau: resolução e discussão de equações, resolução e discussão de um sistema de duas ou três equações com duas ou três incógnitas, artifícios de cálculos, representação gráfica de uma equação com duas incógnitas, significado gráfico da solução de um sistema de duas equações com duas incógnitas, desigualdade, inequação e sua resolução, e resolução de um sistema de duas inequações com duas incógnitas; Números Irracionais: ideias de número irracional, expoente fracionário, radical e seu valor, cálculo aritmético dos radicais, operações com radicais e racionalização de denominadores; Equações do 2º Grau: resolução e discussão de uma equação, relações entre coeficientes e as raízes, sistemas do 2º Grau com duas ou três incógnitas, resolução de equações biquadradas e de equações irracionais, inequações irracionais; e Trinômio do 2º Grau: decomposição de fatores de 1º Grau, sinal do Trinômio, forma canônica, posição de um número em relação aos zeros do trinômio, valor máximo do trinômio, inequação do 2º Grau com uma incógnita, sistemas de inequações do 2º Grau e interseção dos conjuntos. GEOMETRIA: Introdução à Geometria Dedutiva: definição, postulado, teorema; Linhas, Ângulos e Polígonos: linhas, ângulos, igualdade de ângulos, triângulos, suas retas notáveis e soma de seus ângulos, quadriláteros, suas propriedades e soma de seus ângulos, construção geométrica e noção de lugar geométrico; Circunferência: diâmetros e cordas, tangentes, ângulos em relação à circunferência, segmento capaz, quadrilátero inscritível e construções geométricas; Linhas Proporcionais e Semelhanças: ponto que divide um segmento em uma razão dada, divisão, harmônica, segmentos proporcionais, média proporcional, segmento áureo, linhas proporcionais nos triângulos, propriedade da bissetriz interna e externa, semelhança de triângulos e polígonos, e construções geométricas; Relações Métricas dos Triângulos: relações métricas no triângulo retângulo e em um triângulo qualquer, medianas e altura de um triângulo qualquer; Relações Métricas no Círculo: linhas proporcionais no círculo, potência de um ponto em relação a um círculo, relações métricas nos quadriláteros e construções geométricas; Polígonos Regulares: definições, propriedades, ângulo central interno e externo, relações entre lado, apótema e raio do círculo circunscrito no triângulo, no quadrado e no hexágono regular, lado do polígono de 2n lados, para n igual a 3, 4 e 5, e número de diagonais; Medições na Circunferência: razão da circunferência para o seu diâmetro, cálculo de “Pi” pelos perímetros, o grau e seus submúltiplos em relação à medida de arcos em radianos, e mudança de sistemas; e Áreas Planas: área dos triângulos, dos quadriláteros e dos polígonos regulares, do círculo, do segmento circular, do setor circular e da coroa circular, relações métricas entre áreas e figuras equivalentes.


Português –  GRAMÁTICA - Vocabulário: sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia e aspectos semânticos dos vocábulos - polissemia; Classes de Palavras: emprego e flexões, casos particulares; Os Termos da Oração; O Período Composto por Coordenação e Subordinação: valores semânticos; Sintaxe de Concordância (nominal e verbal); Sintaxe de Regência (nominal e verbal): casos particulares, função e emprego dos pronomes pessoais e relativos e uso do sinal indicador de crase; Sintaxe de Colocação Pronominal; Sintaxe de Pontuação; Acentuação Gráfica; e Ortografia: emprego de letras e problemas gerais da língua padrão. INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS. REDAÇÃO.


Estudos sociais – GEOGRAFIA DO BRASIL - O Espaço Brasileiro: relevo, clima, vegetação, hidrografia e solos; A Questão Ambiental: a política ambiental e os caminhos para o desenvolvimento sustentável; A Formação do Território Brasileiro: a economia colonial e a expansão do território, a integração territorial; O Modelo Econômico Brasileiro: a estrutura industrial, o espaço industrial, a exploração dos recursos minerais e a política energética, a indústria de turismo (perspectiva para a economia brasileira); A Dinâmica da Agricultura: a organização do espaço agrário, a luta pela terra e produção agrícola nacional; As Estruturas dos Transportes e Comunicações; A População Brasileira: a formação étnica, as migrações inter-regionais, êxodo rural e urbanização, a população e o mercado de trabalho, o crescimento populacional, a estrutura da população, a política demográfica, a distribuição de renda, a questão indígena; A Urbanização: redes urbanas, o processo de urbanização, o espaço das cidades, especulação imobiliária e a segregação urbana, os movimentos sociais urbanos; As Questões Regionais: as divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais; O Brasil na Economia Global: globalização e privatização, a revolução técnico-científica e a economia brasileira; Dívida Externa e Interna; O Brasil e o Mercosul; A Relação Brasil - ALCA (Associação de Livre Comércio das Américas); O Brasil e o Mercado Mundial; Política Externa Brasileira no Mundo Globalizado; As Relações Diplomáticas do Brasil com os Países de Língua Portuguesa; A relação do Brasil e os Organismos Internacionais - ONG’S, ONU, OIT e Direitos Humanos; O Brasil na OMC (Organização Mundial do Comércio). HISTÓRIA DO BRASIL - Expansão Ultramarina Portuguesa e chegada ao Brasil; Da organização da Colônia ao Governo Geral; Expansões Geográficas: Entradas e Bandeiras, conquista e colonização do Nordeste, penetração na Amazônia, conquista do Sul, Tratados e limites, Guerras no Sul; Invasões Estrangeiras no Período Colonial; A Economia Colonial: os ciclos do Pau-Brasil, açúcar, gado e mineração, o africano no Brasil; Sedições e Inconfidências: movimentos nativistas, Conjuração Mineira e Baiana; A Vida Cultural e Artística nos Séculos Coloniais; A Corte no Rio de Janeiro: a presença da Corte Portuguesa no Brasil: realizações político-sociais; Da Independência ao fim do Primeiro Reinado: a Guerra Cisplatina, as dificuldades econômicas e as agitações políticas; Período Regencial: lutas civis, atividades políticas e maioridade; Segundo Reinado: pacificação das lutas internas, a conciliação política e tentativas de industrialização; Segundo Reinado: política externa; Segundo Reinado: situação econômica, desenvolvimento cultural e artístico, a questão dos escravos e a campanha abolicionista, a igreja e a questão dos bispos; Brasil República: causas da queda do trono e a República da Espada; A República Velha: o governo das oligarquias cafeeiras (a situação social, política e econômica); A Revolução de 1930 e o Estado Novo: a Era de Vargas; A Era Populista: a situação interna e externa do Brasil, de Eurico Dutra a João Goulart; Os Governos Militares: de Castelo Branco a João Batista Figueiredo; e A Nova República.


Ciências –  QUÍMICA - Matéria: conceitos, propriedades, estados físicos, fenômenos físicos e químicos; Atomística: elementos químicos, número atômico, número de massa, principais partículas atômicas, isótopos, isóbaros e isótonos; Substâncias Puras e Misturas: moléculas, atomicidade, alotropia, massas moleculares, quantidade de matéria, número de Avogadro, misturas homogêneas e heterogêneas, desdobramento de misturas e critérios de pureza; Tabela Periódica: organização, estrutura e configuração eletrônica; Ligações Químicas: iônica, covalente e metálica; Funções Inorgânicas: ácidos, bases, sais e óxidos; e Reações Químicas: classificação, leis ponderais, equação química, balanceamento e cálculos estequiométricos. FÍSICA - Movimentos: tipos, classificação, velocidade média e aceleração média; Forças: noções básicas de vetores, classificação, resultante de sistemas simples de forças e unidades no Sistema Internacional (SI); Gravidade: campo gravitacional terrestre, aceleração da gravidade, noções de centro de gravidade, tipos de equilíbrio, peso e massa; Energia: conceito, formas, trabalho, unidades no S.I., máquinas simples, energia potencial, energia cinética, densidade absoluta, empuxo, princípio de Arquimedes, princípio de Pascal, vasos comunicantes e prensa hidráulica; Som: tipos de vibrações sonoras, propagação, reflexão, frequência, amplitude e qualidade do som; Calor: propagação, quantidade de calor, temperatura, termômetros e escalas de temperatura; Luz: propagação, corpos luminosos e iluminados, reflexão da luz, espelhos planos e curvos, refração da luz, prismas, decomposição e lentes; e Eletricidade e Magnetismo: cargas elétricas, isolantes e condutores, corpos eletrizados, corrente elétrica, pilhas, magnetização, ímãs, eletroímãs e substâncias magnéticas. BIOLOGIA - Citologia: célula como unidade fundamental, componentes celulares, estrutura e funções de membrana, citoplasma, núcleo, mitose e meiose, células animais e vegetais; Genética: conceituar núcleo e as estruturas responsáveis pela transmissão das características hereditárias, problemas relativos à primeira lei de Mendel; Seres Vivos: caracterização das bactérias, protistas, fungos, animais, vegetais e teorias evolutivas; Anatomia e Fisiologia Humana: digestão, respiração, circulação, excreção, sistema nervoso, sistema glandular, reprodução e órgãos sensoriais; e Ecologia: cadeias alimentares, relações ecológicas nas comunidades, biomas, o homem e o meio ambiente.


Inglês –  Reading Comprehension; Nouns (Countable and uncoutable); Pronouns (subject, object, demonstrative, possessive adjective and possessive); Articles (definite and indefinite); Adjectives (comparative and superlative); Adverbs (manner, modifier and frequency); Prepositions (time and place); Verb tenses (Infinitive, Imperative, Simple Present, Present Continuous, Immediate Future, Simple Past and Past Continuous) - Affirmative, negative, interrogative forms and short answers; There be; Can; Quantifiers; Genitive Case; Word order; WH-questions.

Continuar lendo

Atualizado: 26/03/2018 - 09:19

Concurso Marinha 2018: última semana para 1.300 vagas

Para ingressar no curso de formação de soldados fuzileiros navais o candidato deve possuir nível médio e idade entre 18 e 21 anos

Para fuzileiro naval

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Serão recebidas até o dia 30 de março as inscrições do concurso da Marinha para admissão às turmas I e II/2019 do curso de formação de soldados fuzileiros navais. A seleção visa o preenchimento de 1.300 vagas.

 

As ofertas estão distribuídas de acordo com os seguintes locais de realização do estágio inicial: 1.064 vagas nas unidades da Marinha no Rio de Janeiro, 46 nas unidades da Marinha de Brasília/DF; 34 no grupamento de fuzileiros navais de Rio Grande/RS, 38 no 2º batalhão de operações ribeirinhas em Belém/PA, 15 no grupamento de fuzileiros navais de Ladário/MS, 50 no 1º batalhão de operações ribeirinhas em Manaus/AM, 15 no grupamento de fuzileiros navais de Natal/RN, 25 no grupamento de fuzileiros navais de Salvador/BA e 10 no batalhão de defesa nuclear, biológica, química e radiológica de Aramar/SP.

 

Interessados em concorrer a uma das vagas devem ter concluído, com aproveitamento, o ensino médio ou curso equivalente, em estabelecimento de ensino reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), altura mínima de 1,54m e máxima de 2,00m e idade entre 18 e 21 anos até 1º de janeiro de 2019. 

 

 

Etapas do concurso da Marinha 2018 - fuzileiros navais

 

 

A ficha cadastral do concurso da Marinha 2018 para fuzileiros navais está disponível no endereço eletrônico www.marinha.mil.br/cgcfn. Será cobrada uma taxa de participação, no valor de R$ 30, e o seu pagamento deverá ser efetuado em qualquer agência bancária até a data limite do prazo. 

 

APOSTILAS MARINHA 2018 - SOLDADO FUZILEIRO NAVAL

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta de duas partes, cada uma contendo 25 questões do tipo múltipla escolha: língua portuguesa e matemática. 

 

Com três horas de duração, o exame será aplicado no dia 29 de maio, na cidade indicada pelo candidato por ocasião do preenchimento do formulário de pré-inscrição, em locais que serão divulgados posteriormente pelos órgãos executores da seleção. 

 

concurso da Marinha 2018 para fuzileiros navais ainda será constituído das seguintes etapas: verificação de dados biográficos; verificação de documentos; inspeção de saúde; teste de suficiência física; e exame psicológico.

 

 

Concurso da Marinha 2018 fuzileiros navais: curso de formação

 

 

Os candidatos aprovados no concurso e classificados dentro do número de vagas serão matriculados no curso de formação de soldados fuzileiros navais e o realizarão na condição de recruta fuzileiro naval. Durante o curso, além de serem proporcionados alimentação, uniforme e assistência médico-odontológica, o recruta perceberá remuneração de R$ 956 como ajuda de custo para suas despesas pessoais.

 

O curso terá a duração de, aproximadamente, 17 semanas e será conduzido no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves, localizado no Rio de Janeiro/RJ, e, simultaneamente, no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília, situado em Brasília/DF, de acordo com currículo aprovado pela diretoria de ensino da Marinha e normas específicas em vigor no corpo de fuzileiros navais, em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

 

Após a conclusão do curso, o recruta será nomeado soldado fuzileiro naval, ingressará no corpo de praças de fuzileiros navais e assumirá compromisso inicial de dois anos no serviço ativo da Marinha, contados a partir da data de sua nomeação. Após o primeiro ano de conclusão, o aprovado poderá ser designado para servir em organização militar da Marinha do Brasil sediada em qualquer parte do território nacional, independente do local escolhido no momento da inscrição para realizar o estágio inicial.

Continuar lendo

Atualizado: 23/03/2018 - 09:42

Aeronáutica: inscrições para 801 vagas encerram hoje

Oportunidades são para candidatos de nível médio e técnico, com idade entre 18 e 45 anos. A remuneração é de R$ 3,5 mil

Serviço temporário

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Aeronáutica encerrará nesta sexta-feira (23) o prazo de inscrição do processo de seleção de voluntários à prestação do serviço militar, em caráter temporário, no ano de 2018. Oportunidade é de 801 vagas para candidatos de ambos os sexos e com idade superior a 18 anos e inferior a 45 anos até 31 de dezembro de 2018.

Aqueles que têm o ensino médio completo podem concorrer para os cargos de cozinheiro, motorista e motorista-bombeiro. O primeiro posto ainda exige curso de formação inicial e continuada de cozinheiro e/ou cozinheiro industrial, enquanto que os dois últimos requerem carteira de habilitação na categoria “D” ou “E”.

Para quem tem curso técnico, as chances são para as funções de administração, arrumador, eletricidade, eletromecânica, eletrônica, enfermagem, informática, laboratório, mecânico de aeronaves, obras, pavimentação, processos fotográficos, produção de áudio e vídeo, radiologia, saúde bucal e topografia. 

O candidato, ao ser incorporado, fará jus à remuneração mensal de R$ 3.584 e aos demais direitos remuneratórios correspondentes à graduação de terceiro-sargento. 

De acordo com o edital, as prorrogações do tempo de serviço serão concedidas por um período máximo de 12 meses, de acordo com a legislação vigente, e poderá ser concedida, de acordo com o interesse da administração, por um tempo máximo de oito anos. Vale ressaltar que as prorrogações de tempo de serviço não ultrapassarão o dia 31 de dezembro do ano em que o incorporado completar 45 anos.

 

Processo seletivo da Aeronáutica

 

O processo de seleção da Aeronáutica será constituído das etapas: inscrição; avaliação curricular; concentração inicial; inspeção de saúde inicial; concentração final; e habilitação à incorporação. 

Para participar do certame será necessário entregar o requerimento de inscrição, os documentos obrigatórios e os documentos necessários à avaliação curricular até o dia 23 de março, na organização militar responsável, situada na localidade escolhida pelo candidato, conforme relação constante no anexo B do edital. 

O acompanhamento das fases da seleção deverá ser feito pelos candidatos por meio do endereço eletrônico www.fab.mil.br/selecaodetemporarios, por intermédio de seu nome completo e número de inscrição.

 

Situação após a incorporação

 

Ao serem incorporados os convocados serão declarados terceiros-sargentos, incluídos no quadro de sargentos da reserva de 2ª classe convocados, bem como no corpo de graduados da reserva da Aeronáutica.

O candidato, depois de incorporado, realizará o estágio de adaptação para praças, que se destina a adaptar e preparar os incorporados às condições peculiares do serviço militar temporário e ao exercício das demais atividades militares concernentes às áreas profissionais em que atuarão, bem como ao aprimoramento profissional. O estágio terá duração total de 12 meses, a contar da data de incorporação. 

Continuar lendo

Atualizado: 22/03/2018 - 12:01

Marinha publica edital de concurso com 36 vagas

Oportunidades no concurso da Marinha são para ingresso no curso de formação de sargentos músicos. Inscrições serão recebidas entre 2 e 30 de abril

Nível médio

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Marinha divulgou o edital de concurso público para ingresso no curso de formação de sargentos músicos do corpo de fuzileiros navais. Oportunidade é de 36 vagas, de ambos os sexos, para atuação em âmbito nacional. 

Ofertas estão distribuídas de acordo com os seguintes naipes: clarinete em sib (3 vagas), saxofone alto em mib (5), saxofone tenor em sib (4), trompete em sib (6), trompa em fá (2), trombone tenor em dó (4), euphonium em dó/bombardino (2), tuba em si/mib (3), percussão - bateria completa (5), baixo acústico (1) e harpa (1). 

Interessados devem ter concluído, com aproveitamento, o ensino médio ou curso equivalente, possuir idade entre 18 e 24 anos até 1º de janeiro de 2019 e ter altura mínima 1,54m e máxima de 2,00m (ambos os sexos). A remuneração inicial do terceiro-sargento é de R$ 3.584. 

As inscrições do concurso da Marinha para sargentos músicos serão recebidas entre os dias 2 e 30 de abril. A ficha cadastral estará disponível no site www.marinha.mil.br/cgcfn. O valor da taxa de participação é de R$ 60 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 2 de maio, observado o horário de funcionamento da rede bancária. 

 

Provas do concurso da Marinha 2018

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será o exame de escolaridade (eliminatório e classificatório), que será constituído de duas provas: específica de música e de expressão escrita, com duração de três horas. 

A prova específica de música conterá 25 questões do tipo múltipla escolha; já a expressão escrita será constituída de uma redação dissertativa que deverá conter entre 20 e 30 linhas e o tema versará sobre assunto de importância nacional ou fato atual, na qual serão avaliados: coerência e clareza de ideias, correção gramatical, sintaxe, ortografia e fidelidade ao tema proposto. 

O exame de escolaridade será aplicado na cidade indicada pelo candidato no ato da inscrição no dia 30 de junho, em locais e horários a serem divulgados em momento oportuno. 

O concurso da Marinha para sargentos músicos ainda contará com as seguintes etapas: prova prática de música; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; teste de suficiência física; exame psicológico e verificação de documentos.

 

O curso de formação

 

Em 2019, no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), no Rio de Janeiro/RJ, será aplicado o curso de formação de sargentos músicos. Com duração de aproximadamente 18 semanas, o curso será conduzido de acordo com currículo aprovado pela diretoria de ensino da Marinha e normas específicas em vigor no corpo de fuzileiros navais, em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

Durante o curso serão proporcionados alimentação, uniforme e assistência médico-odontológica, além de remuneração atinente à graduação como ajuda de custo para despesas pessoais.

Após a conclusão, a praça especial será nomeada terceiro-sargento, ingressará no corpo de praças de fuzileiros navais e assumirá compromisso inicial de dois anos no serviço ativo da Marinha.

Continuar lendo

Atualizado: 19/03/2018 - 14:59

Abertas 84 vagas para oficial em concurso da Aeronáutica

Concurso da Aeronáutica selecionará para cursos de formação de intendentes (43 postos), aviadores (20) e de infantaria (21). Inscrições começam nesta terça-feira (20) e vão até 9 de abril

Nível médio

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu 84 vagas para admissão aos cursos de formação de oficiais intendentes (43 postos), aviadores (20) e de infantaria (21) da Aeronáutica.

 

As duas primeiras áreas admitem participantes de ambos os sexos, enquanto a última é destinada apenas a homens. Os candidatos devem possuir ensino médio e idade entre 17 e 22 anos (em 31 de dezembro de 2019).

 

Com taxa de R$ 70, as inscrições para o concurso da Aeronáutica serão recebidas entre 20 de março e 9 de abril, mediante o preenchimento de formulário disponível no site www.fab.mil.br.

 

Os aprovados realizarão curso de formação na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, no interior de São Paulo. O treinamento tem duração de quatro anos.

 

Durante os estudos, os cadetes terão direito a alimentação, alojamento, fardamento e assistências médico-hospitalar e odontológica, além de auxílio financeiro de R$ 1.176. 

 

De acordo com os editais do concurso da Aeronáutica, após a conclusão do curso com aproveitamento, os militares serão nomeados aspirante a oficial, graduação que atualmente conta com vencimentos de R$ 6.625.

 

Sobre as provas do concurso para oficiais da Aeronáutica 2018

 

A seleção será iniciada, em 24 de junho, com prova escrita sobre conteúdos de língua portuguesa, língua inglesa, matemática e física, além de uma redação abordando tema da atualidade indicado pela FAB.

 

Haverá aplicação em Belém/PA, Recife/PE, Salvador/BA, Natal/RN, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Barbacena/MG, São Paulo/SP, Curitiba/PR, Campo Grande/MS, Pirassununga/SP, Porto Alegre/RS, Brasília/DF, Manaus/AM, Porto Velho/RO e Boa Vista/RR.

 

Nas demais fases do concurso da Aeronáutica 2018, os candidatos passarão por inspeção de saúde, exame de aptidão psicológico, teste físico e teste de aptidão à pilotagem (apenas para aviadores), entre setembro e novembro. A data de matrícula e início do curso está agendada para 11 de janeiro de 2019. 

Continuar lendo

Atualizado: 02/03/2018 - 09:15

Concurso Marinha: prazo para 1.000 vagas termina hoje

Oportunidades são destinadas a candidatos do sexo masculino com idade entre 18 e 21 anos. Inscrições para o concurso da Marinha serão recebidas até as 23h59 desta sexta-feira (2)

Aprendiz-marinheiro

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Terminam às 23h59 desta sexta-feira (2) as inscrições do concurso da Marinha para admissão às escolas de aprendizes-marinheiros. Serão preenchidas, ao todo, 1.000 vagas. 
As oportunidades são destinadas a candidatos do sexo masculino com idade entre 18 e 21 anos (em 1º de janeiro de 2019), ensino médio completo e altura mínima de 1,54m e máxima de 2,00m. Além disso, os concorrentes devem ser solteiros ou não possuir união estável. 
Com duração de 48 semanas, o Curso de Formação de Marinheiros para a Ativa (C-FMN) é realizado sob regime de internato nas Escolas de Aprendizes-Marinheiros (EAM) em Fortaleza/CE, Recife/PE, Vitória/ES e Florianópolis/SC. A unidades de ensino tem como objetivo formar marinheiros para o Corpo de Praças da Marinha.  
Durante o período de formação, são ministradas aulas sobre ensino básico e ensino militar-naval. Os estudantes também poderão escolher entre três áreas para a especialização técnica: eletroeletrônica, apoio ou mecânica (a ordem de preferência deverá ser indicada durante a inscrição).
Nas EAM, os aprovados no concurso da Marinha 2018 terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de auxílio financeiro mensal de R$ 981.

Como se inscrever no concurso de aprendiz da Marinha 2018


As inscrições têm taxa de R$ 40. Os interessados podem se candidatar pelos sites www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br
Há também a opção presencial, em postos de atendimento no Rio de Janeiro/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ, Angra dos Reis/RJ, Nova Friburgo/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, São Paulo/SP, Manaus/AM, Santos/SP, Amapá/AP, Parnaíba/PI e Santarém/PA.

Sobre as provas do concurso da Marinha 2018 para aprendiz-marinheiro


A seleção dos concorrentes a uma das 1.000 vagas de aprendiz-marinheiro no concurso da Marinha compreenderá prova objetiva com 50 questões sobre matemática, português, física, química e inglês, em data a ser definida.
Haverá, ainda, inspeção de saúde, teste de aptidão física (natação e corrida), avaliação psicológica, verificação de dados biográficos e de documentos. O curso está previsto para começar em 21 de janeiro de 2019.
Conforme prevê o edital, todas fases do processo seletivo serão realizadas nos municípios citados anteriormente, nos quais há bases das Organizações Militares da Marinha.

Sobre o curso de formação de aprendizes-marinheiros


Ao longo do curso de formação, os alunos passam por duas etapas: a primeira, na condição de aprendiz, é dedicada à instrução militar-naval, enquanto na segunda, já como grumete, ocorre a especialização profissional escolhida durante a inscrição para o concurso da Marinha (eletroeletrônica, apoio ou mecânica).
Os estudantes que completarem o treinamento com aproveitamento assumirão compromisso de tempo de serviço por um período de dois anos. Na sequência, serão promovidos a marinheiro, com remuneração inicial de aproximadamente R$ 1.800, podendo servir em navios ou organizações militares da Marinha.
De acordo com o edital, a graduação máxima que poderá ser alcançada é a de suboficial, que atualmente conta com vencimentos de R$ 5.751.
APOSTILAS CONCURSO MARINHA 2018 - SOLDADO NAVAL
Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2017 - 09:27

Será que vale a pena prestar esse concurso?

A dúvida é bastante comum entre os concurseiros, já que são muitos os fatores em jogo, como atribuições, perfil da vaga, localidade, entre outras questões abordadas nesta matéria especial. Confira!

Especial

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Prestar um concurso sempre foi uma ótima alternativa para ingressar no mercado de trabalho, já que a carreira em órgãos públicos é mais estável comparada com a iniciativa privada e geralmente oferece boa remuneração. Mesmo assim, é grande a quantidade de concurseiros que ficam receosos na hora de efetuar a inscrição e se questionam: vale a pena prestar esse concurso? Afinal, o candidato precisa avaliar se tem o perfil da vaga, facilidade com as atribuições do cargo e ou se demandará mudança de cidade ou Estado. Pensando nisso, o JC Concursos conversou sobre o tema com professor especialista na área e também um concurseiro para ajudar você a esclarecer esses eternos dilemas na vida dos candidatos. Confira!

Antes de fazer a inscrição, Thállius Moraes, professor e coordenador no AlfaCon Concursos Públicos e Oficial de Justiça Federal, explica que o candidato deve avaliar vários fatores. “Primeiramente, deve ser escolhida uma área que se enquadre nos objetivos traçados, lembrando que se trata de um trabalho e que boa parte da vida será no desempenho do mesmo. Outros pontos como a remuneração e o local de trabalho (se é perto ou longe da família), por exemplo, também são bastante importantes na hora de se fazer o planejamento”.

Ás vezes um concurso é bem remunerado e com boas condições de trabalho, mas a localidade é muito distante. Talvez não seja tão atrativo a longo prazo quanto outro certame que possua um salário menor, porém, fica no local onde o candidato pretende morar. Vale lembrar que esta questão varia muito de cada pessoa. “A dica é manter a mente aberta, pois muitas vezes queremos apenas ficar próximos de casa, mas temos muitos lugares maravilhosos para conhecer e talvez a ‘cidade da vida’ da pessoa ainda esteja para ser descoberta”, incentiva Moraes.

Perfil

Quando perguntado sobre um candidato que pretende concorrer a uma vaga fora do seu perfil profissional, Thállius, responde que em alguns casos, o concurso servirá como um mero treinamento para outra seleção que é realmente almejada. Já em outras situações, se o certame for de um setor que foge muito da área pretendida, essa finalidade fica perdida e a tentativa poderá frustrar o candidato. Um exemplo seria o concurseiro que tem por objetivo uma carreira policial, que é bem específica, ser aprovado em outra área. Nesse caso, a ocupação de um cargo administrativo poderia gerar um servidor insatisfeito e infeliz. “Muitos que buscam apenas um trabalho bem remunerado e estável, sem querer um envolvimento muito grande com o cargo, terminam por se frustrar em algumas atividades de caráter mais intenso, com um contato direto com o público (muitas vezes de maneira não agradável) como nas funções de policial, fiscais em geral ou oficiais de justiça”, explica.

Muitas pessoas se inscrevem em seletivas fora do perfil, mas pensando em passos maiores, conhecidos como “concurso trampolim” ou “concurso escada”. Desta forma, podem complementar os estudos e treinar para outro certame. Este é o caso de Sidnei de Oliveira, morador de Indaiatuba, no interior paulista, que prestou o concurso para o cargo de escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo no último mês de julho. “Fiz a prova por causa das questões sobre direito. Sou estudante da área jurídica e queria testar meus conhecimentos, pois acredito que poderá ajudar para outras vagas”, comenta.

Thállius explica que “os concursos usados como escada fazem parte da vida de pessoas que almejam um cargo cuja preparação demanda um prazo maior, mas enquanto isso precisam de algo para se manter. O ponto positivo é que ao ter uma renda, a pressão no estudo fica um pouco mais aliviada. O ponto negativo é justamente o perigo de se acomodar com essa renda e deixar de batalhar por um cargo mais atrativo, além, é claro, da diminuição do tempo disponível para estudar”. Outra orientação é ficar atento aos postos públicos que pagam pouco e exigem muito no trabalho, a chance de ficar preso em uma situação assim poderá colocar em risco o objetivo final.

Ter familiaridade com a função deve ser levada em consideração? Não necessariamente, explica Moraes. “Varia muito de acordo com a área pretendida. Caso a busca seja por uma atribuição mais tranquila e com boa remuneração, os cargos de natureza administrativa são os mais procurados. Mesmo que sejam em órgãos distintos, as atribuições são semelhantes. Contudo, em algumas áreas que possuem atribuições especiais, são também muito buscadas pelos candidatos, que objetivam a remuneração como algo secundário, pois o real desejo é por determinado cargo em particular”.

Pouco tempo

Candidatos com pouco tempo para estudar devem direcionar a preparação de maneira produtiva. “Fazer questões anteriores, simulados e resumos são algumas das ferramentas que irão auxiliar nessa preparação. Com o tempo mais escasso, deve-se priorizar sempre as matérias mais cobradas e os pontos mais importantes, mas essa estratégia também varia um pouco de acordo com a banca e o cargo desejado”, afirma Thállius.

Sidnei acrescenta que sua conduta é sempre a mesma, independente do concurso. “Preciso focar minha atenção na prova e estudar o que for preciso. Posso não ter interesse no cargo, mas se relaxar, não será proveitoso. Se não levar a sério, corro o risco de apenas perder tempo e dinheiro”, diz.

Outro ponto a ser observado é sobre dificuldade com uma ou mais disciplinas do conteúdo programático, fato que geralmente desanima o candidato. Um bom planejamento pode ajudar a encarar esse desafio, contudo, vale ressaltar que raramente alguém tem sintonia com todas as matérias do edital, afinal, é comum uns sentirem mais dificuldades em língua portuguesa, outros em matemática, alguns em determinadas matérias de direito e assim por diante. “A dica é pensar na disciplina como um simples meio para se alcançar um fim. Não precisa gostar, basta apenas aprender a responder a questão”, orienta Moraes. Muitas vezes o bloqueio com determinado tema é criado pelo próprio candidato. “Pensar de forma positiva, esforçar-se mais e manter-se sempre estudando, mesmo que em alguns momentos o resultado pareça não chegar, é fundamental”, complementa o professor do AlfaCon Concursos.

Vale a pena?

Para o indaiatubano Sidnei, de 27 anos, conhecer o cargo e suas atribuições pode incentivar, mas independentemente dessa identificação, o que muitas vezes faz a diferença é o aprendizado. “Acredito que vale muito a pena tentar! Sinto que saio mais fortalecido a cada concurso que tento a sorte. Na dúvida, sempre opto por fazer a prova. Como meu objetivo é maior, acho que é interessante pela preparação. Isso é muito válido”, conta.  

Ainda sobre motivação, Thállius dá a dica. “O estudo é na maior parte do tempo frustrante, cansativo e solitário, por isso tantos desistem no meio do caminho. O importante é aprender com os erros, ter em mente que desistir não é uma opção e manter sempre uma postura positiva. Pode demorar um pouco, pode ser difícil e exaustivo, mas aqueles que não desistem conseguem chegar lá”, finaliza.

Continuar lendo

Atualizado: 24/07/2017 - 15:15

Concurso Exército: colégios militares abrem 440 vagas

Seleção oferece 385 vagas para 6º ano do ensino fundamental e 55 para 1º ano do nível médio. Inscrições para o concurso do Exército vão até 27 de agosto

Em 13 cidades

JC Concursos - Samuel Peressin - Informe o Erro

Foram abertas nesta segunda-feira (24) as inscrições do concurso para admissão aos 13 colégios militares do Exército. Serão preenchidas 440 vagas, sendo 385 para ingresso no 6º ano do ensino fundamental e 55 no 1º ano do ensino médio.

As oportunidades estão distribuídas entre Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Manaus, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Curitiba, Juiz de Fora, Campo Grande, Santa Maria e Belém.

Para concorrer a um dos postos no curso de ensino fundamental, os estudantes devem, em 2018, completar 10 anos até 31 de dezembro ou possuir menos de 13 anos em 1º de janeiro, conforme estabelece o edital do concurso do Exército.

No caso das vagas para nível médio, os inscritos precisam ter, em 2018, 14 anos até 31 de dezembro ou menos de 18 anos em 1º de janeiro.

Concurso Exército: inscrições e provas


As inscrições para o concurso do Exército devem ser efetuadas até 27 de agosto presencialmente ou pela internet - as páginas dos colégios militares podem ser encontradas no site http://www.decex.eb.mil.br/colegios-militares. O valor da taxa é de R$ 95.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas com questões de matemática, em 10 de setembro, e língua portuguesa, além de uma redação, em 22 de outubro. Os exames ocorrerão na cidade de origem de cada vaga. Haverá, ainda, uma etapa de revisão médica e odontológica, entre 29 de janeiro e 9 de fevereiro de 2018.

Sobre os colégios militares


De acordo com o Exército, o Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB) oferece, gratuitamente, ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) e médio a aproximadamente 15 mil jovens.

As práticas didático-pedagógicas adotadas seguem as normas e prescrições do Sistema de Ensino do Exército e, ao mesmo tempo, obedecem à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN), principal referência que estabelece os princípios e as finalidades da educação no Brasil.

Continuar lendo

Shopping