Tudo Sobre

Concurso Ministério da Economia 2021 - Temporários

Concurso Ministério da Economia: edital para 100 vagas pode sair a qualquer momento

Novo concurso Ministério da Economia contará com oportunidades temporárias em diversas áreas. Nível superior e até R$ 6,1 mil



Fernando Cezar Alves | fernando@jcconcursos.com.br
Publicado em 04/02/2021, às 08h14 - Atualizado às 14h28

Concurso Ministério da Economia: sede do ministério
Concurso Ministério da Economia: sede do ministério - Google Maps

Com contrato assinado com a banca organizadora desde o dia 13 de janeiro, o edital do novo  concurso Ministério da Economia, autorizado em 6 de outubro, pode ser publicado a qualquer momento. A liberação depende apenas de últimos ajustes com a empresa escolhida, que será o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib).Ao todo serão oferecidas 100 vagas, para preenchimento em caráter temporário, sendo oito  para cargos com exigência de ensino médio e 92 para nível superior, com remunerações iniciais de R$ 1.700 a R$ 6.130.  Os interessados devem ficar atentos

No caso de ensino médio, as oito oportunidades serão para o cargo de agente de apoio de prestação de contas. Neste caso, os interessados devem possuir formação técnica nas áreas de administração, contabilidade ou informática, com remuneração inicial de R$ 1.700.

Das 92 oportunidades restantes, destinadas a cargos de nível superior, 48 serão para o cargo de analista de prestação de contas, 4 para coordenador de análise de prestação de contas e 40 para analista de instauração de tomada de contas.  

Para analista de prestação de contas e analista de instauração de tomada de contas, os interessados devem possuir formação em qualquer área, com inicial de R$ 3.800. No caso de coordenador de análise de prestação de contas, os interessados devem possuir formação em adminsitração, economia, contabilidade ou direito, além de três de experiência profissional ou pós-graduação lato sensu, mestrado ou doutorado. A remuneração é de R$ 6.130

A seleção contará com provas objetivas e análise de títulos. Na primeira haverá questões sobre conhecimentos gerais e específicos. Na parte de conhecimentos gerais serão abordados temas sobre língua portuguesa, legislação e ética na administração pública, além de informática básica.

A duração dos contratos será de até quatro anos

Concurso Ministério da Economia: veja as atribuições dos cargos

Quem pretende participar do concurso Ministério da Economia deve conhecer as atividades que serão desempenhadas. 

No caso de agente de apoio cabe ao profissional conceder apoio administrativo quanto à
organização dos processos celebrados no âmbito da SPPE que serão submetidos à análise de prestação de contas final.

Para analista de instauração de tomada de contas, desenvolver atividades relacionadas à formalização do processo de Tomada de Contas Especial – TCE, incluindo instrução
processual no Sistema eTCE e consulta a sistemas estruturantes para a busca de
informações necessárias à instrução processual, bem como emitir pareceres
conclusivos.

Para analista de prestação de contas, desenvolver atividades de análise de prestação de
contas final dos instrumentos celebrados no âmbito da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego, com vistas a  avaliar a boa e regular aplicação dos recursos repassados aos estados, municípios e organizações da sociedade civil

Por fim, para coordenador de análise de prestação de contas, desenvolver atividades de
coordenação de equipe quanto à análise de prestação de contas final dos instrumentos celebrados no âmbito da Secretaria de Políticas Públicas de  Emprego, com vistas a
avaliar a boa e regular aplicação dos recursos repassados aos estados, municípios e organizações da sociedade civil, entre outros;

Concurso Ministério da Economia: saiba como foi a última seleção

O último concurso Ministério da Economia para contratações temporárias ocorreu em 2020. Na verdade, foram dois processos seletivos realizados neste ano.  

O primeiro contou com uma oferta de 350 vagas, com oportunidades em cargos de nível superior, para atuação em projetos de transformação digital em serviços públicos.

Os cargos oferecidos foram os seguintes

AtividadePerfilQuantidade
Atividade Técnicas de Complexidade Gerencial, de Tecnologia da Informação e de Engenharia Sênior (inciso V, art. 8º do Decreto nº 4.748, de 16 de junho de 2003Especialista em Gestão de Projetos50
 Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação TI50
 Especialista em Ciência de Dados50
 Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados50
 Especialista em Análise de Processos de Negócios50
 Especialista em Experiência do Usuário (UX)50
 Especialista em Desenvolvimento de Software50
Total350 

Já um segundo edital contou com mais 39 vagas,  com oportunidades para profissionais graduados em direito (37) e arquivologia (2), com salário inicial de R$ 6.130. 

concursosconcursos federaisconcursos 2022provas anteriores

Comentários

Mais Lidas