MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Concurso Nacional Unificado: ministra Dweck fala sobre provas; edital até a próxima semana

Concurso Nacional Unificado já conta com banca definida para 6.640 vagas; edital previsto para ser publicado até o próximo dia 22

Concurso Nacional Unificado: ministra Dweck fala sobre provas; edital até a próxima semana
Concurso Nacional Unificado : ministra Esther Dweck Captura Youtube
Fernando Cezar Alves

Fernando Cezar Alves

fernando@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/12/2023, às 12h41

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A ministra da Gestão e da Inovação dos Serviços Públicos, Esther Dweck, falou sobre o Concurso Nacional Unificado na edição desta quarta-feira, 13 de dezembro, do Jornal PT Brasil, divulgado nas redes sociais. Durante o programa, ressaltou pontos importantes da prova objetiva da seleção, que deve ter seu edital de abertura de inscrições publicado até a próxima semana, mais precisamente, até sexta-feira, 22 de dezembro. Os últimos ajutes estão sendo feitas em conjunto com a banca, que será a Fundação Cesgranrio.

"Nos governos Temer e Bolsonaro praticamente não foram realizados concursos. Durante a gestão Bolsonaro praticamente só foram realizados concursos na área policial. Alguns outros foram realizados por determinação judicial. Vimos que todas as áreas estavam com carência de pessoal muito grande", disse. 

De acordo com ela, as provas devem ter como foco a realidade brasileira. "Nas provas gerais, vamos perguntar sobre realidade brasileira, sobre a ética pública. Para as pessoas entenderem que elas estão vindo para tratar do Brasil, cuidar dos problemas brasileiros. Elas vão ser servidores, vão servir a população brasileira”, disse. 

As falas sobre o concurso podem ser conferidas a partir de 46min50:  

Concurso Nacional Unificado: saiba mais sobre a seleção

Ao todo, o governo oferecerá 6.640 vagas, distribuídas por diveros órgãos, da seguinte forma:

  • Funai - 502 vagas
  • Incra - 742 vagas
  • MAPA - 520 vagas
  • Ministério da Gestão e cargos transversais - 1.480 vagas
  • Ministério da Saúde - 220 vagas
  • Ministério do Trabalho e Emprego - 900 vagas
  • Antaq - 30 vagas
  • MDIC - 110 vagas
  • Previc - 40 vagas
  • ANEEL - 40 vagas
  • ANS - 35 vagas
  • IBGE - 895 vagas
  • Ministério da Justiça - 130 vagas
  • MCTI - 296 vagas
  • Ministério da Cultura - 50 vagas
  • Advocacia Geral da União - 400 vagas
  • Ministério da Educação - 70 vagas
  • MDHC - 40 vagas
  • MPI - 30 vagas
  • MPO - 60 vagas
  • Inep - 50 vagas

A distribuição de vagas por órgãos será a seguinte:

uni1

uni2

uni3

uni4

uni5

uni6

uni7

uni8

As oportunidades serão distribuídas por oito grupos temáticos, da seguinte forma, com respectivos órgãos:

  • Administração e Finanças Públicas - Ministério da Gestão, MPO e MDIC
  • Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação - Antaq, ANEEL e ANS
  • Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário - MAPA e Incra
  • Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI e Inep
  • Políticas Sociais, Justiça e Saúde - Funai, Ministério da Saúde e MJSP
  • Trabalho e Previdência - MTE e Previc
  • Dados, Tecnologia e Informação - IBGE
  • Nível Intermediário - IBGE, MAPA e Funai

Alguns órgãos confirmaram a participação, mas ainda não contam com grupo temático definido:

  • AGU - 400 vagas;
  • MDHC - 40 vagas;
  • Ministério da Educação- 70 vagas;
  • Ministério da Cultura - 50 vagas

A seleção contará com reserva de vagas da seguinte forma:

  • portadores de deficiência - 5%
  • candidatos negros - 20%
  • indígenas - 30% das vagas reservadas para a Funai

Veja o cronograma preliminar da seleção

  • publicação do edital de abertura de inscrições - 22 de dezembro de 2023
  • aplicação das provas - março de 2024
  • resultado da etapa unificada - até maio de 2024
  • cursos de formação (quando houver) - até junho de 2024
  • posse dos novos servidores - até agosto de 2024

Saiba como serão as provas

A seleção contará com as seguintes etapas:

  • provas objetivas gerais, etapa comum para todos os candidatos
  • provas objetivas e dissertativas por áreas de atuação\blocos temáticos (e não por cargos ou órgãos específicos)
  • avaliação de títulos ou experiência profissional pregressa
  • aplicação do critério de preferência para a classificação final

Já está certo que a aplicação das provas objetivas ocorrerá no período da manhã e as provas dissertativas no período da tarde.

A parte de títulos deverá ser diferenciada de acordo com as necessidades de cada órgão.

A lei de algumas carreiras prevê a aplicação de entrevistas ou memoriais. Nestes casos, se a lei prever a realização destas etapas adicionais, o próprio órgão poderá realizar o respectivo exame posteriormente, separado da seleção unificada.

O mesmo se dará para cargos que eventualmente contarem com algum tipo de curso de formação.

Veja os locais de provas

De acordo com o Ministério da Gestão, as provas serão aplicadas em 180 cidades, da seguinte forma:

  • Norte: 39 cidades
  • Nordeste: 54 cidades
  • Centro-Oeste: 20 cidades
  • Sudeste: 44 cidades
  • Sul: 23 cidades

A lista das 180 cidades de aplicação pode ser consultada clicando aqui.

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursosconcursos federaisconcursos 2024provas anteriores

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.