Tudo Sobre

Concurso Secretaria da Educação

SEE/SP: presidente da Apeoesp fala sobre novo concurso

Em entrevista exclusiva ao JC, a presidente da Apeoesp, Maria Izabel de Noronha, avalia os novos critérios que serão adotados no concurso de diretor e faz considerações importantes sobre o certame



Fernando Cezar Alves
Publicado em 07/04/2017, às 12h14

Na reta final para a publicação do edital do novo concurso da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE/SP) para 1.878 vagas de diretor de escola, previsto para ser liberado até o próximo dia 28, a presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Azevedo Noronha, em entrevista exclusiva ao JC, dá algumas dicas importantes em termos de preparação para o certame. Na entrevista, a sindicalista também avalia os novos critérios que serão adotados para a seleção e avalia as principais necessidades da rede.
Veja, a seguir, a entrevista completa:  JC Concursos - O novo concurso para diretor, aguardado há pelo menos três anos, quando anunciado pelo governador Geraldo Alckmin, contará com 1.878 vagas. Como a senhora avalia esta oferta autorizada? Deve suprir a necessidade da rede? A senhora acredita que existe a possibilidade de a secretaria convocar muitos remanescentes durante o prazo de validade?Maria Izabel Azevedo Noronha – Obviamente, é muito importante que finalmente o concurso vá se realizar. Acredito que suprirá a necessidade imediata, pois muitas escolas contam com diretores designados. Assim, todos os que forem aprovados neste concurso deveriam ser imediatamente convocados para assumir as vagas existentes.
JC -Para concorrer ao cargo são necessários oito anos de exercício no magistério. A Apeoesp consegue ter uma noção de aproximadamente quantos professores da rede preenchem os requisitos de ingresso?Noronha – Aproximadamente 62% dos professores da rede estadual de ensino possuem oito anos ou mais de magistério. Mas não temos acesso aos demais dados.
JC - A publicação do edital está prevista para ocorrer até o próximo dia 28. A senhora acredita que a publicação do edital poderá ser antecipada ou a Secretaria deve mesmo cumprir o cronograma preliminar?Noronha – Temos feito o acompanhamento necessário, considerando que nosso foco no momento está na campanha salarial e educacional de 2017. Acredito que o calendário será cumprido.
JC -A aplicação das provas deve ocorrer dentro de 39 dias após a publicação do edital. Como a senhora avalia este período de preparação? Considera adequado, uma vez que a bibliografia e o perfil esperado já haviam sido divulgados com antecedência?Noronha – Quanto maior for o período de preparação, melhor. De nossa parte, tão logo tomamos conhecimento da bibliografia, providenciamos um curso preparatório, em parceria com a Kwigoo, cujas inscrições estão disponíveis em nosso portal, bem como uma Revista de Educação, contendo as resenhas dos livros e publicações exigidos para o concurso.  
JC -Para os professores da rede pública que pretendem participar do concurso, que conselhos a senhora daria, em termos de preparação? Existe alguma metodologia que a senhora acredita que pode ser adotada no sentido de permitir um melhor planejamento dos estudos?Noronha – No meu entendimento, é preciso manter a calma e estabelecer uma rotina de estudos que seja suficiente, mas não extenuante. Manter-se sempre confortável e buscar boas fontes de apoio. Acredito que o curso que a Apeoesp oferece, bem como as resenhas que publicamos, são muito úteis neste sentido.    JC - Já em relação ao conteúdo programático e a bibliografia indicada, a senhora gostaria de destacar alguns pontos que considera importantes e que merecem bastante atenção por parte dos candidatos?Noronha – Creio que seria temerário fazer algum destaque, tendo em vista que não podemos dispor de elementos que indiquem alguma tendência de enfoque maior ou menor neste ou naquele aspecto. Eu recomendaria aos candidatos a realizar a melhor preparação possível, com o estudo das publicações indicadas na bibliografia, seja na parte de legislação, seja na parte pedagógica ou, ainda, recorrendo a resenhas.
JC - Este será o primeiro concurso para diretores realizado após a reestruturação da carreira, que agora contará com estágio probatório e avaliação periódica de desempenho individual. Fale um pouco sobre o que estas mudanças acarretam na prática dos diretores, bem como dos professores que trabalharão com estes novos diretores e até no processo educacional como um todo.Noronha - A educação é sempre um trabalho de equipe. A Apeoesp tem uma posição histórica em relação a avaliações de desempenho, que focam excessivamente no indivíduo e não nas condições e processos que o cercam e condicionam seu trabalho, inclusive as políticas educacionais em vigor. Para nós, o diretor de escola, como educador que é, deve ser um parceiro, um coordenador de todo o trabalho da equipe de uma escola. Esperamos que o processo avaliatório dos novos diretores compreenda esta situação e contribua para formar diretores que se proponham realmente ao trabalho coletivo na unidade escolar. 
JC - Além do concurso para diretor, a Secretaria conta com necessidade de nova seleção para supervisores, uma vez que um concurso também chegou a ser anunciado pelo governador e não se concretizou. A Apeoesp tem acompanhado o processo de solicitação de concurso para a carreira?Noronha – A Apeoesp defende  a realização do concurso público para ingresso de pessoal em todos os níveis. Desta forma, defendemos que se realizem concursos para manter o quadro sempre com o número necessário de profissionais também no caso dos supervisores.
JC - E em relação aos professores, como está atualmente o quadro? Já existe alguma reivindicação por parte do sindicato para a realização de novo concurso para PEB I ou PEB II? Como está a carência de pessoal?Noronha – Há evidente falta de professores na rede estadual de ensino. Há estudantes sem aulas e salas superlotadas. Os professores que estão na rede encontram-se com jornadas de trabalho e cargas horárias abusivas em função da decisão do governador de não contratar novos docentes. No momento, lutamos para que todos os concursados, PEB I e PEB II, sejam convocados. Enquanto isso não ocorre, queremos que seja aberto o cadastro emergencial. O quadro de temporários não deveria  passar de 10% do total. 
JC -Para finalizar, que dicas ou que mensagem a senhora gostaria de deixar para quem pretende participar desde novo concurso de diretor de escola?         Noronha – Estudem, preparem-se e façam o curso que a Apeoesp oferece.

+ Resumo do Concurso Secretaria da Educação

Secretaria da Educação
Vagas: 1878
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Diretor de Escola
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 4223,00 Até R$ 5470,00
Organizadora: Inaz do Pará
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

07/04/2018 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas