Fundação Carlos Chagas

Concurso TRF 3 define banca para edital de técnico e analista

Concurso TRF 3 contará com oportunidades de níveis médio e superior nos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Salários chegam a R$ 13,3 mil

5,00(100.0%)3 voto(s)

Fernando Cezar Alves | fernando@jcconcursos.com.br
Publicado em 22/07/2019, às 14h20 - Atualizado em 09/08/2019, às 09h09

Sede do Tribunal Regional da 3ª Região
Divulgação

A Fundação Carlos Chagas (FCC) será responsável por organizar o novo concurso TRF 3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) para vagas de técnico e analista nos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. A confirmação da banca foi divulgada na edição desta sexta-feira (9) do Diário Oficial da União.

A seleção foi autorizada durante audiência realizada em 18 de julho, na sede do tribunal. Com a definição da organizadora, o próximo passo é a publicação do edital de abertura de inscrições. 

As carreiras de técnico e analista judiciário são destinadas, respectivamente, a quem possui níveis médio e superior. As remunerações iniciais atualmente são de R$ 8.475,36 e R$ 13.339,30, nessa ordem, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 884 por mês.

De acordo com a presidente do órgão, desembargadora Therezinha Cazerta, o TRF 3 possui hoje aproximadamente 500 vagas em aberto, entretanto, não haverá disposição orçamentária para preencher todas elas. Por isso, o número de postos autorizados será bem inferior e, segundo a assessoria de comunicação do tribunal, tende a ser de uma vaga imediata por cargo, além de incluir cadastro reserva, de onde deve partir o maior número de convocações, que poderão ser feitas durante o prazo de validade do concurso, conforme as necessidades.

Na ocasião, a presidente do tribunal confirmou que a seleção contará com oportunidades para os cargos de técnicos e analistas, bem como oportunidades na área de informática.

Com relação às áreas de atuação, conforme divulgado pela assessoria de imprensa na ocasião, em primeira mão para o JC Concursos, haverá vagas para técnico na área administrativa, que pede só ensino médio; técnico na área de informática, que requer formação técnica específica; e analista na área judiciária, para quem tem formação superior em direito.

Também haverá oportunidades para analistas, na área de informática. Para técnicos na área administrativa as oportunidades serão para a sede e seções judiciárias de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Para analista na área judiciária, sede e seção judiciária de São Paulo, e para analistas e técnicos na área de informática, apenas na sede. 

Pode ser que haja, ainda, oportunidades para técnico e analista em outras áreas, como, por exemplo, analista na área administrativa, destinado a candidatos com nível superior em qualquer área. Porém, estas ainda não estão confirmadas.

Em 28 de junho, a presidente do órgão já havia confirmado que o certame está em estudos, mas "as contenções orçamentárias dificultam sua realização, pois o custo respectivo é da ordem de R$ 8 milhões", quando questionada pelo desembargador Mairan Maia. A presidente explicou que o total arrecadado com as inscrições já não é mais suficiente para cubrir os custos, como ocorria antigamente. Porém, agora deverão ser liberados recursos para viabilizar o certame.

A intenção é de que os preparativos para a seleção sejam iniciados o quanto antes, uma vez que a validade da última grande seleção, iniciada em 2013, encerrou em 25 de abril de 2018. Depois disso, o órgão realizou outro concurso, em 2015, somente para algumas áreas específicas de técnicos e analistas.

Concurso TRF 3: saiba como foi o último edital 

No concurso do TRF 3ª de 2013 foram oferecidas 260 vagas, sendo 125 para analistas e 135 para técnicos. Do total, 195 foram para a região metropolitana de São Paulo, 50 para o interior e 15 para o Mato Grosso do Sul. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas.

No caso de técnicos, a seleção foi para as áreas administrativa, administrativa – segurança e transporte,  telecomunicações e eletricidade, contabilidade, enfermagem, informática e segurança do trabalho.

Para os analistas, áreas judiciária, judiciária oficial de justiça avaliador federal, arquivologia, biblioteconomia, contador, engenharia civil, engenharia mecânica, informática, informática – banco de dados, informática –infraestrutura, medicina – cardiologia, medicina – ortopedia,  medicina – psiquiatria, psicologia do trabalho e serviço social.

Prova anterior TRF 3 (SP e MS)

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do órgão, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas para os cargos de técnico e analista. É importante avaliar se a organizadora será a mesma para o novo concurso TRF 3 SP e MS, direcionando a preparação para o estilo da banca.

Acompanhe os detalhes do concurso TRF 3 2019.

concursos abertosconcursos ms (mato grosso do sul)concursos 2019concursos sp (são paulo)provas anteriores

Comentários

Mais Lidas