Tudo Sobre

Concurso SME

Seleção para professor aguarda decisão de organizadora

Cronograma do concurso, anunciado pelo secretário Cesar Gallegari, depende de definição da banca para ser mantido. Oferta de 3.514 vagas, até R$ 2.600



Fernando Cezar Alves
Publicado em 05/03/2014, às 11h47

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sempla) de São Paulo, já estão sendo encaminhadas propostas para possíveis organizadoras do concurso que será realizado pela Secretaria Municipal de Educação para o preenchimento de 3.514 vagas de professores de educação infantil e ensino fundamental.  Ressaltam que, embora o cronograma do concurso ainda não esteja definido, a recomendação, por parte da administração municipal, é de que o processo seja feito com bastante celeridade, para que o concurso possa ser realizado rapidamente.

O próprio secretário de educação, Cesar Gallegari, em entrevista ao JC&E, no início de fevereiro, afirmou que a intenção é definir a organizadora ainda em março, para que o edital possa ser publicado no decorrer de abril. Porém, para que isto realmente ocorra é necessário que a escolha da banca ocorra efetivamente nas próximas semanas, uma vez que, em declarações recentes, o secretário admitiu a possibilidade de o processo do concurso atrasar, considerando  diversos pontos ainda pendentes e a necessidade de realizar o concurso com os cuidados necessários.

De qualquer forma, os interessados devem ficar atentos, uma vez que os procedimentos para a realização do concurso já estão em andamento.  A publicação está sendo aguardada desde 11 de dezembro, quando a seleção foi autorizada pelo prefeito Fernando Haddad.

Para concorrer é necessário possuir ensino médio com formação para o magistério, licenciatura plena em pedagogia ou curso normal superior. A remuneração inicial dos professores é de  R$  1.950 para jornada de 30 horas semanais e de R$ 2.600 para 40 horas por semana. Como benefícios, a pasta oferece auxílio-refeição de R$ 296,12 (sendo R$ 13,46 por dia), auxílio-transporte de R$ 148,90, vale-alimentação de R$ 257,12 e abono complementar de R$ 235,09. Para quem trabalha em pré-escolas e EMEFs, os benefícios são auxílio-refeição de R$ 296,12 e abono complementar de R$ 176,30.

A prefeitura também conta com um prêmio de desempenho educacional de R$  2.400, concedido anualmente, e gratificação de difícil acesso para escolas de algumas regiões.

Ao contrário do concurso anterior, realizado em 2009, o novo concurso não contará com distribuição de vagas para educação infantil e ensino fundamental. De acordo com o secretário, dentro da nova concepção do ensino fundamental, os professores têm condições de exercer as duas áreas, podendo atuar tanto na alfabetização (três primeiras séries do ensino fundamental) quanto no ciclo intermediário   (quarta, quinta e sexta séries).

Para quem já está se preparando, Gallegari adianta que o conteúdo programático deverá sofrer alterações, em relação ao concurso anterior. “Um bom concurso para professores também é um estímulo para a preparação do profissional. O edital abrangerá uma série de conteúdos e leituras para que a preparação seja significativa e influencie na qualidade de ensino. Irei acompanhar a definição do conteúdo pessoalmente e posso adiantar que haverá avanços”, disse à reportagem do JC & E. Quanto às possíveis mudanças, adianta que os candidatos já podem ir estudando o Pacto Nacional de Alfabetização pela Idade Certa.

A expectativa da administração, segundo o secretário, é iniciar a convocação dos aprovados imediatamente após a homologação dos resultados finais do concurso.

+ Resumo do Concurso SME

SME
Vagas: 3500
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Professor
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário: De R$ 1950,00 Até R$ 2600,00
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

05/03/2015 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas