Tudo Sobre

Empregos Diário do Concurseiro

Dedicação e foco: pontos decisivos na conquista

Ingressar em uma carreira pública não é fácil, antes de tudo é preciso estudar com bastante dedicação e foco para o concurso. Confira o depoimento de Dan Ajdelsztajn



Redação
Publicado em 27/03/2015, às 15h27

Por Dan Ajdelsztajn

Meu nome é Dan Ajdelsztajn e vou falar um pouco sobre minha trajetória em busca de um posto na esfera pública. Iniciei no mundo dos concursos em maio de 2011, de maneira convencional: matriculei-me em um conhecido curso presencial em turma fechada com todas as matérias relacionadas ao concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ/RJ) de 2012, um dos mais comentados na época.

A experiência foi válida, mas logo percebi que precisaria de algum método mais eficaz e eficiente para que um dia conseguisse atingir meu objetivo. No final daquele ano tomei conhecimento, por indicação de uma colega de turma, sobre o site Concurso Virtual, onde poderia encontrar reforço, especialmente das novas matérias recém lançadas para aquele concurso: processo civil e processo penal. A experiência foi excepcional e ali descobri algo fantástico, que me ajudou a ter um bom desempenho na prova, apesar de não ter sido chamado, pois o TJ acabou convocando bem menos aprovados que no concurso anterior.

Como sou formado em administração de empresas, até então, não tinha base jurídica e, no decorrer destes quase quatro anos, participei de diversos processos seletivos e as aprovações começaram a acontecer: Seplag/RJ (Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro), Caixa Econômica Federal (2012 e 2014), TRT 1/RJ (Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região) UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e agora, a alegria e honra de ter sido aprovado na 81ª colocação dentre os mais de 35.000 candidatos à concorridíssima 1ª Região do TJ/RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro).

Esta conquista foi uma das maiores alegrias que já tive na vida, já que os últimos sete meses foram de foco total, estudando sete dias por semana, da 1h às 5h da manhã, os módulos de teoria e as questões. Decidi que a hora era essa e que não seria mais uma prova, mas “a prova”.

O ganho acumulado de conhecimento juntamente com a intensa dedicação e foco certamente foram decisivos nesta conquista; na semana anterior à prova, demonstrava muita confiança e certeza de que estava pronto para o ingresso no tribunal - já encarava a mudança de ambiente profissional como questão de dias e esperava encontrar nos cursos de capacitação de servidores instrutores que fizeram parte desta conquista.

Atualmente sou servidor da UFRJ, onde o ambiente é ótimo e, muito em breve, passarei a integrar o quadro do TJ/RJ nesta nova safra de serventuários. É bom demais saber que tanto esforço valeu a pena: a busca por maior qualidade de vida para nossa família, estabilidade, desenvolvimento profissional e tranquilidade é desejo comum a todos nós.

Agradeço à minha esposa e meus dois filhos pela paciência que tiveram, pois nossa rotina foi duramente alterada, assim como a convivência com os amigos, redes sociais etc. que acabei deixando de lado, literalmente.
Entendo que não há mais espaço para "concursos fáceis" - todos são difíceis por necessidade da seleção. O que prevalece é o preparo de cada um de nós, pois, antes de qualquer coisa, temos que superar a nós mesmos. Boa sorte e sucesso a todos!

+ Resumo Empregos Diário do Concurseiro

Diário do Concurseiro
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda

26/03/2016 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas