Anpac prevê 77 mil vagas para concursos em 2015

Somente na esfera federal estão previstas 26.825 oportunidades, distribuídas por diversos órgãos, como INSS, Receita Federal, Abin, Anac, Depen, Banco Central, AGU, IBGE, Correios e PRF

Fernando Cezar Alves
Publicado em 05/01/2015, às 12h08

A Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac) divulgou sua relação de concursos previstos para 2015, estejam eles autorizados ou aguardando autorização. 

O relatório soma um total de 77.249 postos, sendo 26.825 para a esfera federal, 32.459 para órgãos estaduais e 17.965 para municipais. A lista completa, com a distribuição de vagas por órgão, pode ser consultada entre os anexos da notícia.

Destaque: Simulado para Concursos Federais.

Concursos federais

As oportunidades federais são destinadas para os seguintes órgãos, com respectivas ofertas previstas: Ana (32), Abin (470), AGU (322),Anac (386), BC (300), Cesipan (40), Correios (9.000), CNPq (229), CNMP (87 e cadastro), Depen (640), Desenvolvimento Social (110), Dnocs (120), Eletronuclear (cadastro), Enap (45), Fundação Nacional Pública (45), IBGE (1.564), INSS (1.500), Inbran (230), INCA (25), Incra (1.705), Inmet (242), Instituto Pesquisas Jardim Botânico (18), INTO (404), Infraero (cadastro), Justiça Federal/RJ (cadastro), Minc (229), Ministério das Comunicações (187), Ministério da Ciência e Tecnologia (572), Ministério da Defesa (100), MTE (800), PRF (1.500), Pré-Sal (160), Receita Federal (3.000), Previc (60), Super Receita (2.000), Susep (149), TCU (31), Termorio (40), TRF 2ª região (50), Tribunal Marítimo (duas), UF de Ouro Preto (cadastro), UF de Viçosa (cadastro), UF do ABC (cadastro), UFRJ (50), UF de São João Del Rei (cadastro), Universidade Brasília (306) e Universidade Paraná (75).

Concursos estaduais

Na esfera estadual : Biblioteca Pública/RJ (96), CBRJ (250), Cesan/ES (60), Ceperj (61), Coren (cadastro), Crefito (14  e cadastro), Crea/RJ (22 e cadastro), Degase (839), DF/Saúde (9.000), Detro (200), DRN (12), Educação/SP (12.000), Emop/RJ (30), FIA (196), Fundação Ceperj (191), Instituto Vital Brasil (144), Imprensa Oficial/RJ (23 e cadastro), MP/Piaui (15), MP/SP (120), PC/MG (1.000), PC/MS (113), PC/RN (438), PC/RS (250), PGE/SP (105), PGE/RJ (cadastro), PM/CE (2.000), PM/PA(1.700), PM/RJ (135), Secretaria da Agricultura (206), Secretaria da Cultura (93), Secretaria da Fazenda/RJ (300), Secretaria do Meio Ambiente (300), Secretaria da Saúde/PE (540), Secretaria da Saúde/RJ (500), Seplag/RJ (40), Seger/ES (200), TJ/MA (58), TJ/PI (40), TRE/MG (13), TRE/PR (20), TRF/AM (62), TRT/AC (26), TRT/AL (29), TRT/DF (cadastro), TRT/GO (270), TRT/PA/AP (344), TRT/MG (cadastro), TRT/RS (seis), TRT/SE (190) e Unicamp (oito).

Veja mais:

Metas para 2015: carreira pública e qualidade de vida

Ano Novo: hora de organizar as metas para a carreira

Confira os cinco concursos mais aguardados para 2015

Concursos municipais

Por fim, em órgãos municipais: Câmara/Rio (cadastro), GM/RJ (2.000), Prefeitura de Caxias (1.101), Prefeitura de Mesquita (204), Prefeitura de Niterói (189 e cadastro), Prefeitura de São Bernardo do Campo (202), Prefeitura do Rio de Janeiro/Saúde (1.247), Prefeitura de Tocantins (218), Prefeitura de Vitória (201), Prefeitura/RJ/IPP (cadastro), Prefeitura/RJ/Secretaria do Meio Ambiente (60), Prefeitura/RJ/Secretaria da Ordem Pública (cadastro), Prefeitura/RJ/Secretaria da Saúde (cadastro), Prefeitura/SP-fiscal (198), Prefeitura/SP – agente de organização escolar (11.749), Prefeitura/SP/Saúde (19), Prefeitura de Quatis (367), Prevê-Rio (45), Rio Luz (cadastro), Secretaria Educação Nova Iguaçu (cadastro), Seconserva/RJ (158) e TCM/RJ (sete).

Ainda dá tempo de se preparar

Para o presidente da Anpac, professor Marco Antonio Araujo Junior, o candidato que está se preparando para concurso público há algum tempo tem suas chances aumentadas, contudo, quem pretende começar agora ainda tem a possibilidade de recuperar o tempo perdido.

“O candidato que já prestou algum concurso ou que vem estudando há mais tempo acaba tendo uma chance maior de ser aprovado, obviamente. Entretanto, nunca é tarde para começar a se preparar. Inúmeros concursos serão realizados no segundo semestre deste ano e outros tantos serão autorizados agora para serem realizados em 2016. Ainda há tempo, para os que não começaram, de se programar e concorrer a uma vaga”, assegura Marco Antonio.

Para o especialista em concursos públicos, as eleições presidenciais e governamentais ocorridas em 2014, aliadas ao fato de o Brasil ter recebido a Copa do Mundo, fez com que diversos concursos do ano passado migrassem para este ano, o que deverá aumentar as oportunidades daqueles que pretendem concorrer a uma vaga pública em 2015.

“Temos muitas vagas em aberto e ainda teremos mais. Há inúmeros servidores que estão em fase de aposentadoria. Mesmo com a crise financeira que está anunciada para 2015, o que em tese deveria representar redução de contratação, diversos concursos terão de ser abertos para permitir o funcionamento dos órgãos públicos e o atendimento da população”, explica Marco Antonio.

Cinco dicas de preparação

Com experiência de quase duas décadas preparando candidatos para concursos públicos em todas as esferas, o professor Marco Antonio Araujo Junior, dá dicas aos candidatos que pretendem concorrer a uma vaga dos inúmeros concursos em andamento:

Identificação da carreira - O candidato deve, antes de prestar o concurso, consultar quais são as atividades que o cargo para o qual estará concorrendo vai exercer. Não se escolhe o concurso pelo salário, tampouco pelo status do cargo. Deve haver uma identificação da atividade que será realizada com o propósito de vida do candidato. A vocação deve falar mais alto na hora de escolher a carreira e prestar o concurso.

Foco no concurso - É fundamental que o candidato identifique uma carreira e foque na preparação. Candidatos que prestam concursos para muitas carreiras ou para carreiras muito distintas acabam perdendo o foco. O mais prudente não é estudar para um concurso específico, e sim para uma área. Dessa forma, o candidato pode se preparar para as diversas oportunidades que venham a surgir, devendo apenas adequar seu estudo e realizar alguns ajustes ou acréscimos quando o edital for publicado.

Conhecer o edital - O edital é o “plano de voo” do concurseiro. Lá estão todas as regras aplicáveis ao concurso, como prazo de inscrição, documentação necessária, confirmação da inscrição, datas das provas, conteúdo programático exigido no concurso, regras de desempate etc. É fundamental que o candidato tenha conhecimento pleno do que determina o edital do concurso. Se o edital para o concurso pretendido ainda não foi publicado, orientamos o candidato a pesquisar o edital do concurso anterior, para servir de base na preparação.

Rotina de estudo - Não conheço um só candidato que tenha sido aprovado e tomado posse em cargo público e que não tenha se dedicado ao estudo. O fator mais relevante para uma rotina de estudos eficaz é a disciplina. O candidato deve destinar horas exclusivamente para o estudo individual, além de eleger um local apropriado para isso. Estudar em um local fora de onde realiza as atividades cotidianas, bem iluminado, silencioso e longe das tentações que tiram o foco de qualquer estudante, como celular e televisão, costuma proporcionar maior rendimento ao candidato.

Orientamos que o candidato comece a revisar as matérias exigidas no edital, ponto a ponto, e a cada dia estude uma disciplina diferente, finalizando o estudo com a resolução de questões de concursos anteriores.

É fundamental que o candidato mantenha-se atualizado. As provas de concursos públicos costumam exigir conteúdo recente e o candidato deve atentar-se ao material de estudo. Livros e apostilas devem ser sempre da última edição existente. Os cursos preparatórios também auxiliam muito no sentido de trazer o que há de mais novo para o candidato, além de indicar a tendência da banca examinadora.

Sono e alimentação - Tão importante quanto estudar muito é cuidar da saúde. Manter uma alimentação equilibrada e dormir bem durante a noite podem ajudar muito no período de estudo, já que a concentração é fundamental para absorção do conhecimento. É sempre importante que o candidato realize atividades físicas e mantenha sua rotina social. Afastar-se totalmente da família e dos amigos não é indicado.

Comentários

Mais Lidas