Concurso do Emater GO depende de novo governador

Oferta de vagas depende de Programa de Demissão Voluntária que será implantado na agência. Seleção deverá ser para diversos cargos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro
Publicado: 15/01/2019 - 11:05 | Atualizado: 15/01/2019 - 11:06

A realização do novo concurso público da  Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) de Goiás. anunciada em março de 2018 pelo ex-governador Marconi Perillo, agora depende de parecer do novo governador Ronaldo Caiado. Porém, isto ainda não tem data prevista para ocorrer.

Na ocasião, Perillo antecipou que a seleção contaria com uma oferta  de, no mínimo, 141 vagas. Na ocasião, o presidente do órgão, Pedro Arraes, disse que a publicação do edital deveria ocorrer após a realização de um Programa de Demissão Voluntária (PDV), que já em validade dede 29 de maio de 2018, quando o então governador sancionou a lei 29.100. O objetivo é reduzir em até 363 o número de empregados da instituição. A duração do processo é de 30 meses, a partir de 30 de maio de 2018. Ou seja, até 30 de novembro de 2020. Porém, nada impede que a seleção tenha início antes disso.


O PDV é destinado aos empregados do órgão, independente de quem deve optar ou não ao novo plano de cargos e remunerações, aposentados ou não, desde que preencham alguns requisitos, como idade de 65 anos ou 35 anos de serviço público para homens e 60 anos ou 30 anos de serviços públicos para mulheres.

Na ocasião, o presidente da agência confirmou  363 servidores em condições de participar do PDV. “Boa parte do pessoal está com idade avançada. O PDV vem criar um ambiente que a gente possa fazer a renovação do Emater. Criamos um PDV em que em 2019 trará uma economia ao estado na ordem de R$ 29 milhões e ao logo de cinco anos, em torno de R$ 60 milhões. Isso abre uma lacuna para fazermos a contratação de novos colaboradores para a gente alavancar a agência”, disse.

Vídeos EMATER

Notícias EMATER

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping