Artigo

O perfil do aprovado em concursos públicos

Fatores comuns acerca dos candidatos que conquistam a almejada vaga na carreira pública

5,00(100.0%)1 voto(s)

José Ricardo de Oliveira
Publicado em 04/09/2019, às 16h10

Concurseiro
Divulgação

Olá amigos e candidatos. Tudo bem com vocês? Antes de tudo, é importante me apresentar. Sou José Ricardo de Oliveira, publicitário, 37 anos. Há quase 20 anos atrás, recebi a difícil missão de adequar o Jornal dos Concursos (offline), empresa fundada pelo Sr. Osvaldo, meu pai, para criar o site JC Concursos (online). Quem acha que a minha vida foi “fácil”, ser filho de um empreendedor é uma carga enorme, exige responsabilidades, sofre resistências de uma equipe com rotinas estabelecidas e tem de conquistar o espaço e confiança de todos para as inovações que a internet tanto exige. E cá estamos, sobrevivendo do jornal para o computador, do computador para o celular, motivo de orgulho para mim e todos os profissionais que participam desses 38 anos de história. 

Direto ao ponto: sou fundador do site JC Concursos e estarei no circuito editorial com a minha equipe. Vou dedicar tempo para escrever artigos semanais sobre pontos importantes para quem se prepara para concursos públicos, para quem “empreende” ou simplesmente se motiva com análises do setor. Não espero agradar gregos e troianos, mas ter uma visão crítica para esclarecer mitos e verdades.

Nesses últimos meses, conversei com alguns candidatos aprovados e analisei alguns pontos em comum, para traçar um “possível” perfil dos aprovados. Sim, na maioria dos casos, seja qual for o cargo ou órgão, existem pontos em comum entre os candidatos e que identifico por tópicos abaixo.

1 - O sonho

Já ouviu falar que na vida você mais perde do que ganha? Pois bem, concurso público também funciona assim. Você será mais vezes reprovado do que aprovado. Mas olha como a conta fecha fácil: você pode “reprovar a vontade”, não vai morrer por isso… mas basta uma aprovação para mudar totalmente a sua vida. Saiba que ninguém irá te contar o número real de derrotas (se contar, valorize a pessoa!), é mais fácil expor o que nos enaltece.

Candidatos que desistem não nascem para concurso público, nem mesmo para ser aprovado. Assim como quem nasceu para empreender, não desiste do seu sonho. A diferença está no verbo DESISTIR. Eu poderia ter sido um excelente jogador de futebol, mas desisti na segunda peneira. Eu poderia ter sido um ótimo cantor, mas desisti depois de ser vaiado pelo público. Eu poderia ter sido um grande maratonista, mas fraquejei no primeiro resfriado que me impediu de levantar cedo e praticar as atividades físicas necessárias.

Quando o candidato foca mais na ambição financeira, nos benefícios e salários que um cargo público lhe oferece, é mais fácil que ele desista e se sinta atraído por outra oportunidade que logo irá lhe tirar o foco. Concurso público não tem a ver com tais ambições, tem a ver com SONHAR. É o sonho que constrói gigantes. O próprio ditado diz que, “quem sonha mais sempre alcança!”. Se entrar na disputa apenas pela razão, vai perder para quem se prepara com paixão pelo tão sonhado cargo público.

Quem sonha em ser servidor público adota isso como um plano de vida, só sossega depois da conquista, não importa se for necessário um, dois ou dez anos de estudo. Quer uma dica para ser aprovado? Sonhe mais que seus concorrentes pela vaga.

2 - Família e Amigos

Existem pessoas que ajudam e tantas outras que atrapalham, e muito! Separe o joio do trigo e ande com que quem respeita a sua luta. Comece a se cercar de bons exemplos, de pessoas mais experientes que você nesta caminhada ou irá desistir no primeiro obstáculo e seguir pelas “vias mais fáceis” (triste ilusão achar que a iniciativa privada será mais fácil! Às vezes, a facilidade engana).

Em outras palavras, é preciso ter disciplina durante a sua preparação e, quem estiver ao seu redor, deve estar ciente que estudar para concursos públicos envolve muitas disciplinas. Você pode ter facilidade em algumas matérias, mas outras exigirão muita concentração, silêncio e NENHUMA interrupção, além de apoio. Recentemente li no livro “Dinheiro é emocional”, do Tiago Brunet (recomendo a todos para uma leitura leve aos finais de semana), que pessoas vencedoras se aproximam de pessoas com o mesmo perfil.

3 - Dividir conhecimento

Conhece a pirâmide de Maslow? Veja abaixo:

Já se perguntou porque um professor tem tanto conhecimento na função a qual ele exerce? Isso se deve à repetição aos ensinamentos! Quando você aprende, fica mais fácil assimilar o conteúdo ensinando o próximo. E quando você passa a ensinar, começa a ter diferentes abordagens de quem aprende, além de desenvolver uma visão 360º sobre o tema. Muitos aprovados seguem exatamente os detalhes da pirâmide de Maslow e formam grupos de estudo.

Percebe o que diferencia o aprovado do reprovado? Em resumo:

  • Jamais desista dos seus sonhos e aprenda a enfrentar as adversidades
  • Tente se cercar de pessoas melhores que você e a experiência deles te dará motivação
  • Um dos maiores dons do ser humano é transferir conhecimento e evoluir.

Sucesso e até a próxima!

concursos publicos

Comentários

Mais Lidas