Soldado

Autorizadas 5.400 vagas para concurso soldado PM SP

Governador João Doria publicou, neste sábado, 30 de março, autorização para novo concurso da PM SP (Polícia Militar do Estado de São Paulo). Ensino médio e inicial de R$ 3,1 mil

Fernando Cezar Alves
Publicado em 30/03/2019, às 09h35

O governador João Doria divulgou, por meio de publicação em diário oficial, neste sábado, 30 de março, a autorização de novo concurso público para o cargo de soldado da PM/SP (Polícia Militar do Estado de São Paulo). A oferta será de 5.400 vagas, em duas etapas, com 2.700 postos cada. Na primeira etapa as nomeações estão previstas para ocorrer a partir de maio de 2020 e  a segunda em novembro de 2020. Desta forma, para isto, o primeiro edital tende a ser publicado ainda no primeiro semestre deste ano ou, no mais tardar, início do segundo.

Para concorrer ao cargo de soldado é necessário possuir ensino médio, carteira de habilitação entre as categorias “B” e “E”, idade de 17 a 30 anos e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55 m para mulheres. A remuneração inicial do servidor é de R$ 3.143,70, incluindo salário base de R$ 1.226,03, regime especial de trabalho policial no mesmo valor e adicional de insalubridade de R$ 691,94

• APOSTILAS SOLDADO
• CURSO SOLDADO

 
Além do novo concurso, a corporação confirmou a retomada dos procedimentos para a realização de novo certame para preenchimento de 190 vagas para aluno oficial da Academia de Barro Branco. Mais informações sobre esta seleção podem ser conferidas aqui.

Atribuições do soldado

Cabe ao servidor do cargo o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.

Último concurso da PM SP

Quem pretende participar já pode dar início aos estudos, tendo como base os conteúdos programáticos das últimas seleções para o cargo.

O último concurso ocorreu em 2018, quando foram oferecidas 2.700 vagas. A banca organizadora foi a Fundação Vunesp e a seleção contou com provas objetivas, provas dissertativas, exames de aptidão física, testes de saúde, avaliação psicológica, avaliação de conduta social e análise de documentos.

A prova objetiva costuma ser composta de 60 questões, sendo 18 de língua portuguesa, 12 de matemática, 14 de conhecimentos gerais, oito de informática e oito de administração pública.

Sobre PM SP - Polícia Militar de São Paulo

A Polícia Militar de São Paulo (PM SP) tem em sua função prioritária a polícia ostensiva e a preservação da ordem pública no Estado de SP. Para fins de organização é uma força auxiliar e reserva do Exército Brasileiro, assim como os demais órgaos de segurança pública do Estado e integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social brasileiro e está subordinada ao Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP).

Em 15 de dezembro de 1831, por lei da Assembleia Provincial, foi criado o Corpo de Guardas Municipais Permanentes, composto de cem praças a pé, e trinta praças a cavalo, em atendimento ao decreto Imperial baixado pelo Regente Feijó. A Polícia Militar, assim como o Corpo de Bombeiros, a Guarda Nacional, a Marinha e Exército Fixo, faziam parte da Força Pública do Estado de São Paulo. Seus integrantes são denominados militares estaduais (artigo 42 da CRFB), assim como os membros do Corpo de Bombeiros Militar de São Paulo (CB PMESP). Atualmente, em efetivo, é a maior polícia do Brasil e a terceira maior Instituição Militar da América Latina, contando com aproximadamente 100.000 policiais.

Sobre Vunesp

Criada em 1979, a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp) possui personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos. A banca tem como principais atividades: planejar, organizar, executar e supervisionar o  vestibular da Unesp; realizar vestibulares e concursos diversos para outras instituições e promover as atividades de pesquisa e extensão de serviços à comunidade, na área educacional.

Mais Lidas