Quais são os principais dilemas de um concurseiro?

Alcançar a tão sonhada estabilidade financeira e profissional requer um bom planejamento. A professor Viviane Rocha fala mais sobre o assunto

Redação
Publicado em 09/05/2016, às 09h32

Somos seres humanos e, como tais, temos medos e receios quando precisamos tomar decisões ou nos arriscar em alguma situação. Dentre elas – e talvez uma das mais assustadoras – estão os processos de mudança que normalmente exigem nossa saída da tão deliciosa zona de conforto.
Quando pensamos em concurso público, pensamos normalmente nos benefícios, nas vantagens e almejamos cada uma delas, até porque, normalmente, sonhamos e ansiamos por um futuro melhor. Após esse momento, escolhemos qual cargo desejamos ocupar e a escolha, geralmente, é pautada pela remuneração, status do cargo e a tão sonhada estabilidade financeira e profissional.
Alcançar tudo isso requer um planejamento e é nessa hora que algumas perguntas vêm à tona. São obstáculos que colocamos para a concretização desse sonho e esses obstáculos podem e devem ser transpostos. 
Mas não tratarei esses questionamentos como obstáculos. Devemos ser otimistas e pensar que essas perguntas e situações são norteadores, que a partir delas você conseguirá tirar suas dúvidas e iniciar sua preparação. Vamos a elas:
A. Como escolher um cargo?A sua escolha não deve ser feita somente pelo valor da remuneração ou pelo conjunto de benefícios que o cargo tem. Leve em consideração a qualidade de vida e o bem-estar de sua família. 
Sua família deve ser sua aliada e você vai precisar da compreensão e do apoio dela. Explique que toda essa mudança é para que todos tenham um futuro bem melhor, dê exemplos de pessoas, de preferência próximas, que foram aprovadas em concursos públicos e hoje estão muito bem. Tenha aliados e não inimigos em casa.
Procure conhecer as atribuições do cargo e se essas atribuições trarão satisfação profissional para a sua vida. Independentemente de estar na iniciativa privada ou pública, você deve ser feliz e esta escolha de ser feliz não é negociável. Seja honesto consigo mesmo.
B. Quando devo começar a estudar?Ao decidir qual concurso público deseja prestar, você deve planejar sua preparação, buscar materiais ou ainda cursos especializados e iniciar seus estudos.
Esta nova rotina requer organização, então, você deve montar um cronograma e marcar nele as suas responsabilidades pessoais e profissionais e, a partir disso, eleger os dias e horários para que você inicie os estudos. Lembrando que em muitos casos você precisará abrir mão de alguns momentos para dedicar-se aos estudos.
Seja coerente ao estabelecer os dias e períodos dedicados à realização desse sonho, pois, caso mensure mal, pode começar a não cumprir o objetivo e desanimar durante o processo.
C. O que devo estudar?Edital é o documento que oficializa o concurso e é nele que você encontrará todas as informações sobre o concurso e sobre o cargo que você deseja concorrer às vagas. Você pode encontrar o edital no site da organizadora do concurso ou ainda nos sites especializados em preparação e informação sobre concursos públicos. 
No documento, você saberá quais são as exigências para candidatar-se ao concurso, tipos de provas que o processo é composto, quantidade e pesos das questões, conteúdo das questões, etapas do concurso etc. 
D. Devo estudar sozinho ou procurar ajuda?Uma boa maneira de tomar esta difícil decisão é submeter-se a uma prova anterior do concurso que você escolheu prestar. Os materiais didáticos e cursos especializados na preparação de candidatos a concursos públicos, normalmente, são pedagogicamente estruturados de acordo com a realidade das provas e, em sala de aula, os professores dão dicas sobre os conteúdos que versarão sua prova.
Busque indicações de conhecidos que passaram por esse processo e foram aprovados. Com certeza, eles poderão lhe ajudar a tomar a melhor decisão.
E. Precisarei parar minha vida e dedicar-me somente ao concurso público?A resposta é não! Ninguém precisa parar de viver para realizar o sonho da carreira pública. Este processo deve ser prazeroso e momentos com a família e de lazer são necessários para que você areje sua mente.
Nunca esqueça de alimentar-se adequadamente, de realizar atividade física (ainda mais se uma das etapas do concurso exigir) e de horas de descanso e sono. Nenhum desses pontos é tempo perdido e ajudarão você a voltar aos estudos mais disposto.
Quando estiver desconcentrado, procure estudar uma matéria que seja de seu agrado, que você esteja com número de acertos bom, assim seu ânimo voltará imediatamente.
E não esqueça: nunca estude com muito sono. Quando o seu organismo pedir descanso, descanse e durma, sem peso na consciência.
F. E se não der certo?Para alcançar a sua aprovação você deve dedicar-se com todo afinco a esse processo e não desistir, pois você muitas vezes terá que realizar algumas provas para alcançar a tão sonhada aprovação e jamais desistir no primeiro processo seletivo.
Estamos falando de algo que vai mudar a sua vida e você deve dedicar-se o suficiente até a sua posse. Não podemos abrir mão de uma guerra por conta de uma batalha perdida.
Mantenha durante todo este processo uma atitude mental positiva e otimista, encare os estudos e sua preparação com prazer e certamente sua aprovação chegará mais rápido. 
Acredite e invista em você, seja persistente e se torne um funcionário público. Viviane Rocha, professora de Técnicas e Dicas de Estudos na Central de Concursos, pedagoga e mestre em psicologia educacional, especialista no processo de ensino-aprendizagem do adulto (andragogia).

Comentários

Mais Lidas