Problemas gigantes

O ser humano tende a superdimensionar aquilo que lhe provoca receio. A mera repetição inconsciente tende a aumentar o tamanho das angústias

William Douglas
Publicado em 09/08/2017, às 12h07

Vivemos preocupados pelos mais variados motivos: brigas familiares, conflitos no trabalho, medo do desemprego, medo de não passar no concurso, falta de tempo... Problemas que seguem martelando em nossas cabeças e só aumentam nosso nível de ansiedade. Maior ainda do que o problema, nesses casos, é o medo que nos imobiliza, nos impede de agir e resolvê-los de uma vez por todas. 
Um bom exemplo de como aumentamos os problemas está no livro Click – Como resolver problemas insuperáveis. Na obra, David Niven mostra que uma das razões para o sucesso do filme Tubarão, de Steven Spielberg, foi, justamente não mostrar o tubarão. Com isso, o diretor trabalhou mais com a imaginação do que com a realidade, ou seja, jogou com a tendência humana de sempre imaginar o perigo maior do que ele realmente é. A insinuação da fera combinada à brilhante trilha sonora de John Williams criou a atmosfera necessária para o convencimento do público.
O ser humano tende a superdimensionar aquilo que lhe provoca receio. A mera repetição inconsciente tende a aumentar o tamanho das angústias. Já ouviu a expressão “quem conta um conto aumenta um ponto”? Os boatos e as fofocas vão exagerando a realidade a cada vez que são repassados. Da mesma forma, ficar remoendo seus temores os tornam maiores.
Algumas vezes, aumentamos a proporção de nossos problemas pelo medo de encará-los. A verdade é que a maneira como você enxerga os desafios é um reflexo do seu interior. Qualquer problema será muito grande enquanto você se sentir pequeno, enquanto não se sentir apto para solucioná-lo. Se você quer realizar feitos extraordinários, precisa, primeiro, acreditar que pode realizar feitos extraordinários. Mas não confunda, no entanto, lutar pelo impossível com ser irresponsável. Não adianta traçar uma meta inalcançável simplesmente para não se esforçar para alcançá-la, ou, ainda, traçar uma meta possível e não se esforçar o mínimo necessário para conquistá-la. Ninguém passa em concurso sem estudar, ninguém consegue sustentar um bom emprego sem um mínimo de qualificação.
Portanto, se você costuma se desesperar diante dos desafios que a vida apresenta – diante da prova, na entrevista, quando tem que falar em público, quando precisa lidar com uma situação familiar difícil – trate de fortalecer sua autoconfiança e entender que obstáculos são apenas etapas necessárias à nossa evolução, são degraus que precisamos subir para alcançar nossos sonhos, seja ele qual for. 
Aprenda a buscar a percepção correta da realidade e descubra como lidar com ela. Porque a melhor forma de vencer um problema é se tornar maior do que ele, afinal o tamanho de sua atitude vale mais do que o tamanho do problema e todo gigante só é invencível até que alguém o derrote; todo sonho só é sonho até que alguém consiga realizá-lo. Não acredite nas crenças limitadoras e nem dê ouvidos às pessoas pessimistas. Tenha em mente que, com trabalho e tempo, você pode realizar coisas extraordinárias.
William Douglas é juiz federal, professor universitário, palestrante e autor de mais de 40 obras, dentre elas Como Passar em Provas e Concursos e As 25 Leis Bíblicas do Sucesso. Site: www.williamdouglas.com.br. Acompanhe-o nas redes sociais (@site_wd, @site_wd2 e William Douglas - Facebook).

Comentários

Mais Lidas