Para pesquisadores

SAA SP aguarda parecer para retomar concurso de 33 vagas

O novo concurso da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento é destinado para quem possui formação superior em diversas áreas, com inicial de R$ 4,3 mil

Fernando Cezar Alves
Publicado em 05/04/2019, às 12h18

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA/SP) aguarda parecer, por parte do governo, para retomar os preparativos do seu novo concurso público para o cargo de pesquisador científico, autorizado em julho de 2018 pelo então governador Márcio França. A comissão responsável pelo certame foi formada em dezembro, mas os preparativos foram suspensos em 3 de janeiro, com  a publicação do decreto 64.069, divulgado pelo governador em 3 de janeiro, que dispõe sobre medidas de redução de despesas com pessoal e encargos sociais.

O documento determina, em seu artigo dois, que “as autorizações de abertura de concursos públicos cujas inscrições ainda não tenham sido iniciadas deverão ser reavaliadas pelas respectivas secretarias de governo”. Tal condição não significa que os concursos não serão realizados, mas que as seleções autorizadas em 2018 pelo então governador Márcio França, que ainda não tenham editais publicados, deverão sofrer nova análise do ponto de vista orçamentário, o que deve atrasar a realização dos certames. Agora, o acompanhamento e avaliação das medidas adotadas pelo decreto deverão ser acompanhadas pelo Comitê Gestor da Secretaria de Governo.   

Ao todo serão oferecidas 33 vagas, que deverão ser preenchidas na Agência Paulista de Tecnologia de Agronegócios (Apta/SP). Para concorrer ao cargo é necessário possuir formação de nível superior em áreas específicas que serão divulgadas com a publicação do edital. A remuneração inicial da carreira é de R$ 4.319,94, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

A comissão do concurso é presidida pela servidora Adriana Renata Verdi e conta, ainda, com os seguintes membros: Antonio Roque Dechen, Sueli Aparecida Fascina Crivari, Patricia Cia, Lia Emi Nakagawa, Renata Martins Sampaio, Ana Cíntia de Souza Santos e Teresa de Fátima Cunha.


Ao que tudo indica, quando retomada, a nova seleção deverá ser feita de forma bastante semelhante ao concurso promovido em 2017, também para a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), que é vinculada à Secretaria de Agricultura. Na ocasião, a oferta também foi de 33 vagas para pesquisadores científicos, com oportunidades para as áreas de agronomia, zootecnia, medicina veterinária, engenharia de alimentos, engenharia agrícola, engenharia química, engenharia mecânica, engenharia de pesca, biomedicina, biologia, química, farmácia, estatística, economia e em áreas pertinentes a outras especializações.


As oportunidades foram para a capital e cidades de Campinas, Jundiaí, Santos, Votuporanga, Campos do Jordão, Ribeirão Preto, Capão Bonito, Cordeirópolis, Sertãozinho e Nova Odessa.


A seleção contou com três etapas, incluindo prova escrita dissertativa, avaliação de arguição oral e análise de títulos.


A parte escrita contou com duas partes, sendo uma sobre conhecimentos básicos no campo da agricultura, zootecnia e alimentos e outra sobre conhecimentos específicos , de acordo com a área de especialização escolhida.

Comentários

Mais Lidas