Publicado: 04/09/2018 - 12:50 | Atualizado: 04/09/2018 - 16:02
Publicado: 04/09/2018 - 12:50 | Atualizado: 04/09/2018 - 16:02

Sejusp MS: concurso para 228 vagas já tem comissão

Oportunidades serão para os cargos de agente de segurança educativa e analista de medidas socioeducativas nas áreas de psicologia e serviço social. Iniciais de até R$ 4,8 mil

Edital em breve

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O novo concurso público para a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp/MG), autorizado pelo governaodor Reinaldo Azambuja em 27 de julho, já conta com comissão formada, desde o final de julho, que atualmente trabalha no processo de escolha da banca organizadora. A expectativa é de que o nome da empresa seja anunciado em breve, para que o edital de abertura de inscrições possa efetivamente ser publicado.

A seleção será para o preenchimento de 228 vagas, sendo 201 para o cargo de agente de segurança socioeducativa e 27 para analista de medidas socioeducativas, sendo 11 para a área de psicologia e 16 para a área de serviço social. Para as duas carreiras será necessário possuir formação de nível superior, com remunerações iniciais de R$ 2.757,80 para agentes e R$ 4.879,19 para analistas.

A comissão do concurso, constituída em 30 de julho, é presidida pelo servidor Paulo Victor dos Santos Oliveira e conta, ainda, com os seguintes membros: Celso Almeida de Oliveira, Maria Lucélia Pereira Lima, Silvio de Souza Guimarães e Tatiana Rezende Nassar Cintra.


A assinatura da autorização ocorreu em evento realizado em 25 de junho, com a presença dos secretários de administração e desburocratização, Carlos Aberto de Assis; e de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videiras, além de gestores e representantes dos servidores das carreiras socioeducativas.


Na ocasião foi discutida a nova exigência de escolaridade que será cobrada dos agentes, cargo até então era destinado a quem possui apenas ensino médio. Porém, para isto, ainda deverá ser aprovado um projeto de lei que deve ser encaminhado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias. De acordo com a assessoria de imprensa do governo, a mudança atende orientação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que após uma visita à Unei Dom Bosco, encaminhou relatório propondo que o estado reformule a lei 4.894, de 2016, em conformidade com o Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo.


Para o secretário da Sejusp, Antônio Carlos Videira, elevar o ingresso na carreira de socieducador para nível superior e autorização do governador Reinaldo Azambuja para realização de concurso público é uma grande conquista pois atende uma antiga reivindicação da categoria. “Esses profissionais são de extrema importância para a Sejusp, porque atuam quando todos os outros atores falharam. Eles têm a responsabilidade de fazer com que o período de internação não seja apenas um estágio para o sistema penitenciário, e sim de preparar esse adolescente que deverá voltar para a sociedade”, disse.

Vídeos Secretaria Estadual

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 04/09/2018 - 12:50

Sejusp MS: concurso para 228 vagas já tem comissão

Oportunidades serão para os cargos de agente de segurança educativa e analista de medidas socioeducativas nas áreas de psicologia e serviço social. Iniciais de até R$ 4,8 mil

Edital em breve

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O novo concurso público para a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp/MG), autorizado pelo governaodor Reinaldo Azambuja em 27 de julho, já conta com comissão formada, desde o final de julho, que atualmente trabalha no processo de escolha da banca organizadora. A expectativa é de que o nome da empresa seja anunciado em breve, para que o edital de abertura de inscrições possa efetivamente ser publicado.

A seleção será para o preenchimento de 228 vagas, sendo 201 para o cargo de agente de segurança socioeducativa e 27 para analista de medidas socioeducativas, sendo 11 para a área de psicologia e 16 para a área de serviço social. Para as duas carreiras será necessário possuir formação de nível superior, com remunerações iniciais de R$ 2.757,80 para agentes e R$ 4.879,19 para analistas.

A comissão do concurso, constituída em 30 de julho, é presidida pelo servidor Paulo Victor dos Santos Oliveira e conta, ainda, com os seguintes membros: Celso Almeida de Oliveira, Maria Lucélia Pereira Lima, Silvio de Souza Guimarães e Tatiana Rezende Nassar Cintra.


A assinatura da autorização ocorreu em evento realizado em 25 de junho, com a presença dos secretários de administração e desburocratização, Carlos Aberto de Assis; e de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videiras, além de gestores e representantes dos servidores das carreiras socioeducativas.


Na ocasião foi discutida a nova exigência de escolaridade que será cobrada dos agentes, cargo até então era destinado a quem possui apenas ensino médio. Porém, para isto, ainda deverá ser aprovado um projeto de lei que deve ser encaminhado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias. De acordo com a assessoria de imprensa do governo, a mudança atende orientação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que após uma visita à Unei Dom Bosco, encaminhou relatório propondo que o estado reformule a lei 4.894, de 2016, em conformidade com o Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo.


Para o secretário da Sejusp, Antônio Carlos Videira, elevar o ingresso na carreira de socieducador para nível superior e autorização do governador Reinaldo Azambuja para realização de concurso público é uma grande conquista pois atende uma antiga reivindicação da categoria. “Esses profissionais são de extrema importância para a Sejusp, porque atuam quando todos os outros atores falharam. Eles têm a responsabilidade de fazer com que o período de internação não seja apenas um estágio para o sistema penitenciário, e sim de preparar esse adolescente que deverá voltar para a sociedade”, disse.

 

Continuar lendo

Atualizado: 03/09/2018 - 11:24

Concurso PF: provas serão aplicadas em 16 de setembro

O edital de convocação, contendo os locais e horários das avaliações, será divulgado na data provável de 6 de setembro no site da banca.

Salário até R$ 23,1 mil

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Serão aplicadas no dia 16 de setembro as provas objetiva e discursiva do concurso da Polícia Federal (PF) que vai preencher 500 vagas, sendo 150 para delegado, 60 para perito criminal, 80 para escrivão, 30 para papiloscopista e 180 para agente.

Os exames, que inicialmente estavam previstos para 19 de agosto, tiveram que ser remarcados devido à reabertura do prazo de inscrição para candidatos cotistas ao cargo de perito, que também já foi encerrado.

O edital de convocação, contendo os locais e horários das avaliações, será divulgado na data provável de 6 de setembro no site da banca. 

A avaliação objetiva será constituída de 120 itens para julgamento, cada um deles sendo certo ou errado. Já a discursiva contará com a elaboração de texto dissertativo, de até 30 linhas, exceto para o cargo de delegado, cuja prova será a elaboração de peça profissional.

O concurso da PF ainda contará com as seguintes etapas sob responsabilidade do Cebraspe: exame de aptidão física para todos os cargos, de caráter eliminatório; prova oral para delegado, eliminatória e classificatória; prova prática de digitação para escrivão, eliminatória; avaliações médica e psicológica para todos os cargos, eliminatória; análise de títulos para delegado e perito, unicamente classificatória. 

O curso de formação profissional, de caráter eliminatório, será de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia, a ser realizado no Distrito Federal, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da administração, em qualquer unidade da Federação. A ordem de classificação obtida no curso será rigorosamente obedecida para efeitos de escolha de lotação para todos os candidatos.

A aplicação das provas do concurso da PF costuma ser feita em todas as capitais, exceto o exame oral, que ocorre somente em Brasília/DF.

APOSTILAS CONCURSO PF 2018 - AGENTE / ESCRIVÃO / PAPILOSCOPISTA / PERITO 
CURSO CONCURSO POLÍCIA FEDERAL 2018 - PERITO
CURSO CONCURSO POLÍCIA FEDERAL 2018 - ESCRIVÃO
CURSO CONCURSO POLÍCIA FEDERAL 2018 - AGENTE 
CURSO CONCURSO POLÍCIA FEDERAL 2018 - DELEGADO

 

Concurso PF: disciplinas que serão cobradas na prova

 

Agente de Polícia Federal: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática e Contabilidade Geral.

Delegado: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário e Direito Financeiro e Tributário.

Escrivão de Polícia: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Contabilidade Geral e Arquivologia.

Papiloscopista: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Arquivologia, Biologia, Física e Química.

Perito Criminal: Língua Portuguesa, Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos de acordo com a área do cargo.
 

Concurso PF: cargos envolvidos

Para concorrer aos cargos de agente, papiloscopista e escrivão basta possuir curso de nível superior em qualquer área de formação. Para delegado, a exigência do concurso da PF é de diploma, devidamente registrado, de bacharel em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica ou policial comprovados na data da posse.Por fim, o posto de perito requer nível superior nas áreas de ciências contábeis, ciências econômicas, engenharia elétrica, engenharia eletrônica, engenharia de telecomunicações, engenharia de redes de comunicação, análise de sistemas, ciências da computação, engenharia da computação, informática, engenharia agronômica, geologia, engenharia química, química industrial, química, engenharia civil, engenharia florestal, medicina ou farmácia.

Para todos os empregos, os aprovados também deverão possuir carteira de habilitação a partir da categoria “B”, quando da posse. 

Para os cargos de agente, papiloscopista e escrivão, a remuneração atual é de R$ 12.441, 26, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458. Além disso, as duas categorias contarão com reajuste em janeiro de 2019, subindo para R$ 12.980,50.

Para perito e delegado, o inicial atualmente é de R$ 23.130,48, mas contará com reajuste em janeiro de 2019, quando passará para R$ 24.150,74.

Para todos os cargos, a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Normalmente, a lotação do concurso da PF é feita preferencialmente nos postos de fronteira e nos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima, permitindo a remoção de pessoal nestas localidades. Obedecidas estas condições, o preenchimento pode ser feito em todos os estados, de acordo com as necessidades. 

 

Concurso PF: atribuições dos cargos

 

Agente de Polícia Federal: executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas. 

Delegado: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais, participar do planejamento de operações de segurança e investigações, supervisionar e executar missões de caráter sigiloso, participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o Órgão na consecução dos seus fins. 

Escrivão de Polícia: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais, dirigir veículos policiais; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas. 

Papiloscopista: executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os trabalhos papiloscópicos de coleta, análise, classificação, subclassificação, pesquisa, arquivamento e perícias, bem como assistir à autoridade policial e desenvolver estudos na área de papiloscopia, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas. 

Perito Criminal: realizar exames periciais em locais de infração penal, realizar exames em instrumentos utilizados, ou presumivelmente utilizados, na prática de infrações penais, proceder pesquisas de interesse do serviço, coletar dados e informações necessários à complementação dos exames periciais, participar da execução das medidas de segurança orgânica e zelar pelo cumprimento das mesmas, desempenhar outras atividades que visem apoiar técnica e administrativamente as metas da Instituição Policial, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas. 

 

Concurso PF: progressão na carreira

Para os agentes, papiloscopistas e escrivães, na segunda classe, as remunerações, com o benefício, são de R$ 12.940,69 em 2018, indo para R$ 13.502,41 em janeiro de 2019. Para a primeira classe, R$ 15.067,83 em 2018, indo para R$ 15.725,27 em 2019. Na classe especial, R$ 18.306,60 em 2018, mudando para R$ 19.109,79 em 2019.

Para perito e delegado, na segunda categoria, R$ 23.710,07 em 2018, indo para R$ 24.756,42 em 2019. Na primeira, R$ 27.105,60 em 2018, indo para  R$ 28.304,74 em 2019. Finalmente, na classe especial, R$ 30.062,70 em 2018, indo para  R$ 31.394,91 em 2019.

APOSTILAS CONCURSO POLÍCIA FEDERAL 2018 - AGENTE

Concurso PF: mudanças na carreira

Além da possibilidade de reestruturação na carreira, já  tramita, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal, a proposta de emenda à constituição 73/2013, que prevê a união das atividades dos cargos de perito, escrivão, papiloscopista e delegado dentro de uma nova carreira, chamada de servidor policial federal. De acordo com a proposta, caso aprovada, os candidatos passarão a prestar concurso público unificado e seriam lotados nas unidades da PF de acordo com suas habilidades e áreas de formação. 

O texto prevê a possibilidade de crescimento dentro da carreira unificada, por meio de promoção e progressão funcional, a serem estabelecidas por lei.

De acordo com o senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), relator da matéria, a carreira única é a forma em que estão estruturadas as instituições policiais de referência no mundo, como o Federal Bureau of Investigation (FBI) e a própria Polícia Rodoviária Federal (PRF). Caso aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça, a proposta já poderá ser encaminhada para votação em plenário, em dois turnos.

 

Concurso PF: carência de servidores


Mesmo com a perspectiva de novos concursos, a carência de pessoal da PF é considerada muito grande que a perspectiva de vagas. De acordo com dados apontados pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Antônio de Araújo Boudens, durante o Fórum Nacional dos Concursos Públicos, realizado em 2017, a corporação conta com uma necessidade de nada menos do que 13.300 servidores. Além disso, segundo ele, caso o concurso para delegados não seja realizado o quanto antes, a carência de pessoal para o cargo pode chegar a 800 servidores nos próximos anos em decorrência de 400 aposentadorias previstas.

O presidente do Fenapref reforça que a maior necessidade na PF é para o cargo de agente que, conta com nada menos do que 6.400 postos em aberto, seguido da área administrativa, com necessidade de 5.300 servidores. Além disso, para escrivães são necessárias 1.200 contratações, além de 400 para papiloscopistas.

De acordo com o sindicalista, o governo cobra a proteção das fronteiras, o que se torna impossível sem que haja um quantitativo de pessoal adequado, bem como investimentos em tecnologia, o que considera impossível com um orçamento decrescente. Além disso, ressalta que o órgão não tem como abrir outras unidades de policiamento pela falta de pessoal para ocupar os respectivos postos. Explica que a PF não abre novas unidades há cinco anos, período no qual apenas foram reformados prédios. “Nenhum gestor tem coragem de abrir novas unidades da Polícia Federal em nenhum local do país, pois não temos efetivos, policiais e servidores administrativos para trabalhar nestas unidades”, diz. "As consequências disso são a não proteção da fronteira e o impedimento do órgão de oferecer um serviço com qualidade".             

Além disso, diz que muitas vezes tem sido divulgado que a Polícia Federal tem feito mais do que fazia antes, o que considera uma mentira. “Nós fazemos menos operações do que fazíamos, mas começamos a chamar de operação aquilo que realmente não é”, diz. “Antes havia um conjunto de ações contra o crime organizado que costumávamos chamar de ações, sempre com uma média de 150 a 200. Hoje qualquer intimação já é chamada de operação. Qualquer ação ordinária é chamada de operação para mascarar a realidade e mostrar que fazemos mais operações do que antes”, diz.

Boudens aponta que, somente para o cargo de delegado existem, atualmente, 491 vagas em aberto, que a PF tem tentado suprir com a realização do novo concurso. “Isto representa 28% do nosso efetivo, ou seja, um terço do nosso efetivo vago e a consequência é evidente. Como cada delegado poderia fazer umas duas operações por ano, esta realidade representa, no mínimo, 800 operações a menos a cada ano”. Além disso, de acordo com ele, com a reforma da previdência e a possibilidade da extinção do abono de permanência, todo mundo que está com abono de permanência irá se aposentar, bem como aqueles que já possuem condições de pedir aposentadoria. Com isto, de acordo com ele, a perspectiva é de que, em um período de dois ou três anos, mais 400 delegados se aposentem.

A Polícia Federal, de acordo com ele, possui atualmente 180 mil investigações em andamento. “Nem todas as investigações viram ações. Precisamos delimitar as prioridades, mas dentro desta realidade de defasagem de pessoal, nem isto é possível. Por isto, a PF acaba mascarando números e de um total de duas mil por ano, acabamos fazendo aproximadamente 300”.

Dentro de um contexto histórico, diz que em 1978, a PF contava com 500 delegados. Já em 1995, os mesmos 500 delegados. Em 2000, eram 700 delegados no país. “Até então, as principais atividades eram o combate às drogas e garimpo. Mas era uma atividade bastante limitada e uma atuação muito aquém do que poderia ser feito. Em 2001 foi realizado um concurso para 500 delegados, quase dobrando o efetivo. Do concurso até aposse são quase três anos. Isso preocupa, pois como temos quase 400 que podem se aposentar nos próximos anos, se abrir um concurso hoje,ficaríamos com 800 vagas em aberto. Hoje temos 1.717 delegados em atividade. Tivemos concurso em 2001 e 2004 para mais 500 cada, dobrando o efetivo. Mas em 2009, o quadro foi congelado, quando estava com 1.852. Agora estamos em um processo de desmonte”, diz. “Em 2018 devemos voltar ater o efetivo que possuíamos em 2003”, reforça.

Já no quadro administrativo, diz que em 2004 o efetivo foi aumentado. “No FBI, por exemplo, para cada policial existem de seis a sete administrativos. No Brasil é o contrário. Em 2004 o efetivo cresceu, mas depois não foram feitos novos concursos e a PF passou a terceirizar as ações em aeroportos, o que não deu certo. Acabaram as terceirizações,mas não foram repostos os administrativos. Hoje, nosso quadro de administrativos é menor do que o de 2004, ao passo que as atribuições da PF aumentaram”. De acordo com ele, em 2014 aumentou um pouco pela substituição de alguns terceirizados.

Concurso PF: autonomia

O sindicalista ressalta, ainda, que a Polícia Federal conta com decreto de 2014 que permite a realização de concurso sem autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) sempre que a carência de pessoal chegar a 5% do quadro. Porém, diz que, na prática, o decreto não está funcionando, uma vez que para isto é preciso ter orçamento, atestado pelo MPOG. “Não adianta ter autorização para fazer o concurso se não há orçamento para isto”. A solução, segundo ele, seria conquistar a autonomia do órgão. Para isto, já existe, segundo ele, uma campanha neste sentido, desde dezembro de 2015. “Sem a autonomia, não conseguimos avançar. Nós sabemos que, muitas vezes, a Polícia Federal tem por ação investigar atos de desvios praticados por membros do governo. Por isto existe, sim, resistência por parte de grupos no poder, no sentido de controlar as atividades da Polícia Federal e não existe, em nenhum lugar no mundo, uma instituição que tenha por finalidade investigar os atos do governo que não possua autonomia".

Ressalta, ainda, que um avanço foi a lei 13.047, que determina que a direção da Polícia Federal compete aos delegados. “Com isto, conseguimos evitar que alguém de fora da instituição fosse nomeado para a direção geral e das atividades da PF. Até 2014, qualquer pessoa poderia ser nomeada como diretor da corporação. Mas ainda não conseguimos avançar com o fim dos cargos comissionados, que buscamos trocar por funções comissionadas, ou seja,exclusivas para preenchimentos por funcionários concursados de carreira”.

Últimos concursos da PF

Com relação aos novos concursos previstos, para agente o último concurso ocorreu em 2014, quando foram registrados 98.101 inscritos para a oferta de 600 vagas. Para escrivão, a última seleção ocorreu em 2012, com 83.619 inscritos para 350 vagas. Para perito e delegado, os últimos certames ocorreram em 2012, com 35.800 inscritos para a oferta de 100 vagas de perito e 46.633 participantes para 150 postos de delegado.Para todos os cargos, a organizadora foi o Cespe/UnB.

 

Para perito, o concurso da Polícia Federal contou com provas objetivas e discursiva, testes de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica e análise de títulos. A parte objetiva teve 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Os aprovados em todas as fases foram submetidos a um curso de formação profissional.


No caso de delegado, o Cespe/UnB formulou provas objetiva e discursiva, exames de aptidão física, exame médico,avaliação psicológica, análise de títulos e prova oral, além do curso deformação. A parte objetiva contou com 120 questões e a discursiva, com três questões dissertativas e elaboração de peça profissional.
Para perito, as opções foram para áreas de ciências contábeis ou econômicas, engenharia em diversas especialidades, ciências da computação, geologia, química, biomedicina, medicina, odontologia e farmácia.  

 


Ads

Polícia Federal - Acreditamos no seu sonho!

Temos as ferramentas para você mudar de vida. O material certo, feito por um time de profissionais especializados.

 

PREPARE-SE PARA O CONCURSO DA POLICIA FEDERAL 2018

Atualizado: 29/08/2018 - 11:07

PRF: Jungmann confirma edital para setembro

Liberação do edital do concurso para policial rodoviário depende apenas da contratação da banca, que pode ocorrer a qualquer momento. Nível superior e iniciais de R$ 9,9 mil

500 vagas

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, confirmou, na última terça-feira, dia 28, em declaração para a imprensa, que o edital do novo  concurso público do órgão deverá mesmo ser publicado em setembro. Embora a autonomia pela realização do concurso agora esteja sob a responsabilidade do diretor-geral da PRF, Renato Dias, Jungmann confirmou que tem mantido contato com Dias, que antecipou a informação. A previsão já havia sido divulgado, extra-oficialmente no dia 27, durante a cerimônia de posse do novo superintendente da PRF em Pernambuco, Alexandre Rodrigues da Silva, que também afirmou que o documento será liberado em setembro, Embora a distribuição de vagas por estados ainda não tenha sido divulgada, antecipou que o estado contará com uma oferta de 14 postos.

Inicialmente prevista para ocorrer em agosto, a liberação do edital depende apenas da confirmação do nome da banca organizadora. A expectativa é de que isto ocorra a qualquer momento, no sentido de liberar o edital ainda no início do mês.

Vale lembrar que, desde o último dia 14, o diretor-geral da PRF, Renato Dias, recebeu, por parte do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, maior competência sobre os procedimentos para a realização do concurso, por meio da portaria 122.

O concurso será para o preenchimento de 500 vagas para o cargo de policial rodoviário.  A autorização do concurso, publicada em 27 de julho, determina um prazo de até seis meses para a publicação do edital, ou seja, até 27 de janeiro.Porém, o órgão não deve aguardar este limite para iniciar o certame, tendo em vista que a intenção inicial do ministro da segurança era publicar o edital em junho, o que somente não foi possível em decorrência do impasse pelo aumento da oferta, que acabou atrasando a autorização do MPDG. 


De qualquer forma, o quantitativo não deve suprir as necessidades do órgão. De cordo com o diretor-geral da PRF, Renato Dias, a PRF precisa de 3.000 novos servidores, que podem ser convocados pelo aproveitamento de remanescentes do novo certame, independente da oferta imediata de 500 vagas. O motivo é que, somente em 2018, aproximadamente 2.000 servidores deverão se aposentar.

 

• APOSTILA CONCURSO PRF 2018 - POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL

• CURSO CONCURSO PRF 2018 - POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL 

A liberação para o novo concurso da PRF está relacionada ao principal objetivo do novo ministério, criado por Medida Provisória em 27 de fevereiro. No entendimento do governo, a pasta será responsável por coordenar e promover o combate à criminalidade em parceria com os Estados.

Jungmann responde pelo comando da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal (que também teve concurso autorizado para 500 vagas), Força Nacional e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), antes vinculados ao Ministério da Justiça.

 

Avanços do concurso no Planejamento e falta de pessoal na PRF

 

O próprio diretor-geral da PRF, em declaração à imprensa, em dezembro, confirmou que a corporação pode entrar em colapso caso o concurso não seja realizado no decorrer de 2018. Segundo ele, a carência de pessoal, que atualmente é de 2.800 policiais, deve chegar a 4.800 até o final de 2018, e decorrência de aposentadorias, o que reforça a necessidade de nova seleção para recompor o efetivo, o quanto antes. Ele ressalta que estão previstas 2.053 aposentadorias no decorrer do ano.

Além de prejudicar as atividades operacionais, a falta de pessoal deve acarretar o fechamento de 124 postos no país, caso o concurso não seja realizado, prejudicando aproximadamente 400 municípios, com a suspensão de policiamento em 18 mil quilômetros de rodovias.

De acordo com a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais ( FenaPRF) o órgão tem pretensão de formar quatro novas turmas ainda em 2018. A PRF argumentou em seu pedido que nos últimos quatro anos uma grande quantidade de servidores se aposentou o que deixou uma lacuna de quase 3.000 postos e que isso tem prejudicado a segurança nas rodovias.

No mesmo memorando encaminhado ao Planejamento, foi sugerido que seja autorizado um concurso público sempre que o número de postos vagos exceder a 5% dos respectivos cargos ou com menor número, de acordo com a necessidade e critério do Ministério da Justiça.

 

Concurso PRF: sobre o cargo de policial rodoviário

Para concorrer ao cargo de policial rodoviário é necessário possuir curso de nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A jornada de trabalho dos servidores é de 40 horas semanais.

A remuneração inicial da é de R$ 9.931,57, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

Além disso, de acordo com a lei 13.371, sancionada pelo presidente Michel Temer em 2016, os servidores contarão com mais um reajuste, em janeiro de 2019, quando o salário passará a ser de R$ 10.357,88, também com o benefício.

 

Concurso PRF:  atribuições do policial rodoviário

 

Cabe ao servidor da área desenvolver atividades de natureza policial, envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

 

Último concurso da PRF

 

O último concurso da PRF para o cargo de policial rodoviário ocorreu em 2013 e foi organizado pelo Cespe/UnB. Ao todo foram registrados 109.769 inscritos para a oferta de 1.000 vagas. A seleção contou com prova objetiva, exame discursivo, teste de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos.

A parte objetiva contou com 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática. Já em conhecimentos específicos, noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direitos humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

 


Ads

Vagas na Polícia Rodoviária Federal

A PRF solicitou 2.778 vagas. Agora só falta a autorização do concurso. Antecipe seus estudos e garanta sua vaga com quem é especialista em aprovação. Passa aqui e aumente suas chances.


 

Atualizado: 08/08/2018 - 10:19

Maracaju MS inscreve para concurso com 390 vagas

Edital oferece chances para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Salários chegam a R$ 7,6 mil

Até 27/9

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Estão abertas as inscrições para o concurso destinado a preencher 390 vagas no quadro de servidores da Prefeitura de Maracaju, em Mato Grosso do Sul. O edital oferece salários entre R$ 978 e R$ 7.623,90.

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer aos cargos de ajudante de manutenção (44 postos), auxiliar de serviços diversos (7) e oficial de cozinha (32), enquanto candidatos que concluíram esse ciclo escolar têm opções como atendente de saúde (12), auxiliar de disciplina (24), eletricista de veículos e máquinas (2), mecânico (4) e oficial de manutenção (10). 

 

Ensino médio é requisito para assistente administrativo (2), assistente de Ciei (32), auxiliar de consultório dentário (3), auxiliar de farmácia (4), fiscal de inspeção e vigilância sanitária (2), fiscal de obras e posturas (2), fiscal de tributos (2), motorista de caminhão (3), motorista de ônibus e ambulância (42), operador de máquinas (2), técnico em enfermagem (7), técnico em informática (5) e técnico em laboratório (2). 

 

Em nível superior há ofertas para assistente social (4), auditor fiscal (2), biomédico (1), enfermeiro (3), engenheiro civil (1), farmacêutico (1), médico (2), médico ESF (9), orientador social (6), pedagogo social (1), educador físico (20), psicólogo (4), técnico de administração e inspeção escolar (2), técnico orientador pedagógico (2), professor coordenador (18) e professor nas áreas de educação básica (51), arte (10), matemática (1), língua portuguesa (2) e educação física (7). 

 

 

Concurso Prefeitura Maracaju: inscrições e etapas

 

 

O prazo para quem pretende se inscrever termina em 27 de setembro. É necessário realizar cadastro pelo site www.fapec.org/concursos e pagar taxa de R$ 80 (ensino fundamental), R$ 120 (médio) ou R$ 160 (superior). 

 

A seleção será realizada em três fases: prova objetiva (todos os cargos), em 21 de outubro, avaliação psicológica (orientador social e pedagogo social) e análise de títulos (todas as vagas), em datas a serem definidas. 

 

O processo seletivo terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelece o edital.  

 

 

Atribuições do assistente de Ciei no concurso de Maracaju

 

 

Supervisionar e orientar os alunos quanto aos procedimentos de disciplina, atitudes corretas e cidadania, levando ao conhecimento da direção ocorrências necessárias; colaborar na fixação e divulgação de avisos das atividades sociais, administrativas e pedagógicas da escola; zelar pela segurança dos alunos; auxiliar os professores na higienização das crianças de 0 (zero) a 3 (três) anos, dando banho, tocando fraldas e roupas; dar a alimentação; realizar brincadeira de recreação; promover a socialização das crianças; zelar pela segurança física e emocional das crianças; participar das formações oferecidas, quando convocado; executar outras atividades correlatas.
 

Atualizado: 06/08/2018 - 12:00

Concurso UFMS: SAIU edital com 41 vagas para professor

Inscrições para o concurso da UFMS começam em 20 de agosto, com taxa de R$ 250. Oferta salarial varia de R$ 2,6 mil a R$ 10 mil

Educação

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) abriu concurso público destinado a preencher 41 vagas de professor, com salários entre R$ 2.671,66 e R$ 10.058,92.

 

Há ofertas para diversos cursos de nível superior, como medicina, engenharia, arquitetura e urbanismo, ciência da computação, letras, comunicação, entre outros - confira a relação completa no quadro de vagas do edital.

 

As inscrições para o concurso da UFMS serão recebidas entre 20 de agosto e 20 de setembro, por meio do endereço www.concursos.ufms.br. O valor da taxa é de R$ 250.

 

O processo seletivo envolverá provas escrita, em 9 de novembro, didática e de títulos, em datas a serem definidas. O resultado final sairá em 3 de janeiro de 2019.

 

De acordo com o edital, o concurso da UFMS terá validade de um ano, prorrogável por mais um, a critério da universidade.  

 

 

Concurso UFMS 2018: atribuições professor

 

 

Atividades pertinentes à pesquisa, ensino e extensão que, indissociáveis, visem a aprendizagem, a produção do conhecimento, a ampliação e transmissão do saber e da cultura; as inerentes ao exercício de direção, assessoramento, chefia, coordenação e assistência na própria instituição, além de outras previstas na legislação vigente.

Atualizado: 20/07/2018 - 12:22

Laguna Carapã MS abre processo seletivo com 96 vagas

Processo seletivo da Prefeitura de Carapã recebe inscrições entre 23 de julho e 3 de agosto. Oportunidades distribuídas entre diversos cargos

Todos os níveis

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

A Prefeitura Municipal de Laguna Carapã, localizada no Estado do Mato Grosso do Sul, realiza processo seletivo para o preenchimento de 96 oportunidades distribuídas em cargos de todos os níveis de escolaridade.

Concurseiros alfabetizados têm como opção as carreiras de auxiliar de serviços de limpeza pública (8), auxiliar de serviços gerais indígena (5) e trabalhador braçal (2).

Quem não concluiu o ensino fundamental está apto para as funções de auxiliar de serviços gerais (15 vagas), merendeira (3), motorista (12), operador de máquinas pesadas (2), tratorista (4) e vigilante (5).

Já as pessoas que terminaram o nível fundamental em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) podem pleitear as colocações de inspetor de alunos (1), recepcionista (2), auxiliar de enfermagem (2) e agente comunitário de saúde (8).

O curso de ensino médio habilita a participação para os seguintes postos do processo seletivo da Prefeitura de Carapã: agente de controle de endemias (1), assistente de administração (1), auxiliar de consultório odontológico (1), auxiliar de educação infantil (8), fiscal de vigilância sanitária (1), técnico em enfermagem (6) e técnico em informática (1).

As profissões de contador (1), enfermeiro (1), farmacêutico (1), fisioterapeuta (1), médico (1), médico veterinário (1), odontólogo (1) e psicólogo (1) destinam-se aos candidatos com formação superior em áreas específicas.

Consta no edital do processo seletivo da Prefeitura de Carapã que os profissionais contratados receberão salários iniciais que partem de R$ 879,59 e chegam ao valor de R$ 12.372,80.

Inscrições do concurso da Prefeitura de Carapã

Os interessados em uma das oportunidades devem preencher o formulário cadastral no período de 23 de julho a 3 de agosto no endereço eletrônico da Vale Consultoria e Assessoria (www.valeconsultoriaeassessoria.com), a banca organizadora do certame.

Para efetivar a inscrição será necessário pagar uma taxa que custa R$ 30 (nível alfabetizado), R$ 40 (fundamental incompleto), R$ 50 (fundamental completo), R$ 60 (médio) ou R$ 80 (superior).

Etapas do concurso da Prefeitura de Carapã

Todos os concorrentes passarão por uma prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, no dia 26 de agosto, em locais e horários que constarão no edital de convocação a ser publicado oportunamente no site da organizadora, no mural da Prefeitura de Carapã e na imprensa oficial do município.

A avaliação objetiva terá 20 perguntas de múltipla escolha distribuídas entre as disciplinas de língua portuguesa, matemática e/ou conhecimentos específicos, conforme o cargo pretendido.

Atualizado: 16/07/2018 - 14:46

Sidrolândia MS inscreve para 207 vagas

Concurso conta com oportunidades para diversos cargos, com opções em todos os níveis de escolaridade

Iniciais até R$ 11,9 mil

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

A Prefeitura de Sidrolândia, no Mato Grosso do Sul, recebe inscrições em seu concurso público para o preenchimento de 207 vagas em seu quadro de pessoal. Do total de postos, 55 são para cargos com exigência de ensino fundamental, 49 para ensino médio e 103 para nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 856,30 a R$ 11.933,01, com jornadas de trabalho de 22 a 40 horas semanais. As inscrições serão recebidas até 17 de setembro.

 

Ensino Fundamental
As oportunidades de ensino fundamental são para os cargos de auxiliar de serviços gerais (40 vagas, com inicial de R$ 856,30, para 40 horas semanais), eletricista (2, R$ 1.195,09, 40 horas), encanador (1, R$ 1.195,09, 40 horas), mecânico especialista (1, R$ 1.914,52, 40 horas), merendeira (4, R$ 906,78, 40 horas), motorista de ônibus (4, com carteira de habilitação “D” e curso de transporte escolar, R$ 1.149,48, 40 horas), motorista de veículo pesado (1, com carteira de habilitação específica, R$ 1.491,48), operador de máquinas pesadas (1, com carteira de habilitação específica, R$ 1.914,52, 40 horas) e soldador (1, R$ 1.195,09,40 horas)

 

Ensino Médio
Para ensino médio: assistente administrativo (5, R$ 1.195,09, 40 horas), assistente de educação fundamental (5, R$ 1.310,82, 40 horas), assistente de educação infantil (20, R$ 1.240,06, 40 horas), auxiliar de saúde bucal (3, com registro no conselho, R$ 1.137,50, 40 horas), técnico agrícola (1, com registro no conselho, R$ 1.745,62, 40 horas), técnico em enfermagem (3, com registro no conselho, R$ 1.745,62, 40 horas), técnico em laboratório (2, com curso técnico, R$ 1.745,62, 40 horas), técnico em meio ambiente (1, com registro no conselho, R$ 1.745,62, 40 horas), técnico em raio X (1, com registro no conselho, R$ 1.745,62, 20 horas), agente de vigilância epidemiológica (8, R$ 1.240,06, 40 horas) e técnico em vigilância sanitária (1, com curso técnico, R$ 1.745,62, 40horas).

 

Nível Superior
Por fim, para nível superior: advogado (1, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), agente fiscal de obras (1, R$ 3.010,87, 36 horas), agente fiscal de posturas (2, R$ 3.010,87, 36 horas), agente fiscal de tributos (2, R$ 3.010,87, 36 horas), assistente social (1, com registro no conselho, R$ 3.387,21, 30 horas), assistente social – saúde (1, com registro no conselho, R$ 3.387,21, 30 horas), auditor fiscal (1, R$ 3.387,21, 36 horas), auditor médico (1, com especialização em auditoria em serviços de saúde e registro no conselho, R$ 7.376,63, 20 horas), auditor (1, com superior na área de saúde e especialização em auditoria de serviços de saúde e registro no conselho, R$ 3.7643,59, 30 horas), educador físico (1, com registro no conselho, R$ 1.291,01, 20horas), enfermeiro (4, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), engenheiro civil (1, com registro no conselho, R$ 6.040,25, 40 horas), farmacêutico bioquímico (2, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), fisioterapeuta (1, com registro no conselho, R$ 2.258,15, 20 horas), médico clínico geral (5, com registro no conselho, R$ 11.933,01, 40 horas), médico veterinário (1, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), nutricionista (1, com registro no conselho, R$ 3.763,59, 40 horas), odontólogo (1, com registro no conselho, R$ 5.159,43, 40 horas), psicólogo (1, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), psicólogo – saúde (1, com registro no conselho, R$ 3.387,21, 30 horas), psicólogo – educação (1, com registro no conselho, R$ 4.516,30, 40 horas), terapeuta ocupacional (1, com registro no conselho, R$ 3.387,21, 20 horas), professor de agroecologia área rural (1, formação em ciências biológicas ou biologia, R$ 1.997,87, 22 horas), professor regente dos anos iniciais do ensino fundamental 1º a 5º anos – área indígena (3, ser indígena da etnia Terna com superior em pedagogia com habilitação nas séries iniciais ou normal superior com habilitação para as séries iniciais, R$ 1.997,87, 22 horas), professor regente dos anos iniciais do ensino fundamental 1 a 5 séries – área urbana (3, superior em pedagogia, com habilitação para séries iniciais ou normal superior com habilitação para séries iniciais, R$ 1.997,87, 22 horas),   professor de arte – área indígena (1, ser indígena da etnia Terna com superior em áreas de artes ou artes visuais, R$ 1.997,87,22 horas), professor de arte –área rural (2, superior em artes ou artes visuais, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de arte – área urbana (4, superior em artes ou artes visuais, R$ 1.997,87, 22 hora), professor de ciências – área rural (1, superior em biologia ou ciências biológicas, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de ciências – área urbana (1, superior em biologia ou ciências biológicas, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de educação física – área indígena (2, ser indígena da etnia Terena com superior em educação física, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de educação física – área rural (2, superior em educação física e registro no conselho, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de educação física – área urbana (7, superior em educação física e registro no conselho, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de educação infantil – área urbana (12, superior em pedagogia com habilitação em educação infantil ou normal superior com habilitação em educação infantil, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de geografia – área rural (1, licenciatura, R$ 1.998,87, 22 horas), professor de história – área rural (1, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de história – área urbana (1, licenciatura, R$ 1.998,87, 22 horas), professor de língua estrangeira – inglês – área rural (2, licenciatura, R$ 1997,87, 22 horas), professor de língua estrangeira – inglês – área urbana (2, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de língua materna – área indígena (ser indígena da etnia Terena com superior em letras ou pedagogia com habilitação para as séries iniciais ou normal superior com habilitação nas séries iniciais (1, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de língua portuguesa – área indígena (1, ser indígena da etnia Terena, com licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de língua portuguesa – área rural  (2, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de língua portuguesa – área urbana (1, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de matemática – área indígena (1, ser indígena da etnia Terena, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de matemática – área rural (2, licenciatura, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de mediação curricular da educação infantil – área urbana (10, pedagogia com habilitação em educação infantil ou normal superior com habilitação em educação infantil, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de mediação curricular do ensino fundamental 1 a 5 séries (2, pedagogia com habilitação nas séries iniciais ou normal superior com habilitação nas séries iniciais, R$ 1.997,87, 22 horas), professor de mediação curricular do ensino fundamental 1 a 5 séries = área rural (2, pedagogia com habilitação nas séries iniciais ou normal superior com habilitação nas séries iniciais, R$ 1.997,87,22 horas).


Os interessados devem efetuar a inscrição pela internet, na página eletrônica da organizadora, a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec), que é www.fapec.org.


As taxas são de R$ 90 para cargos com exigência de ensino fundamental, R$ 110 para ensino médio e R$ 135 para nível superior.


A aplicação das provas está marcada para ocorrer em 30 de setembro.


As contratações serão feitas de acordo com o regime estatutário, durante o prazo de validade do concurso, que será de  dois anos, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período.            
 

 

Atualizado: 25/06/2018 - 09:06

Concurso PM e BOMBEIROS MS: último dia para INSCRIÇÃO

Chances no concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul são para candidatos de níveis médio e superior. As remunerações iniciais chegam a R$ 7 mil

Soldado e oficial

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

No Estado do Mato Grosso do Sul, a Polícia Militar (PM/MS) e o Corpo de Bombeiros encerram às 16h desta segunda-feira (25) as inscrições dos quatro editais de concurso público que, juntos, somam 614 vagas. Do total de ofertas, 536 são reservadas aos homens e 78 às mulheres.

 

A Polícia Militar/MS conta com 438 vagas, sendo 50 destinadas ao curso de formação de oficiais e 388 para o curso de formação de soldados. Já os Bombeiros/MS reúnem 176 ofertas, sendo 153 reservadas ao curso de formação de soldados e 23 para o curso de formação de oficiais.

APOSTILAS CONCURSO POLÍCIA MILITAR / MS 2018 - SOLDADO E OFICIAL

Interessados em concorrer a uma das vagas de soldado devem possuir ensino médio completo, enquanto que o posto de oficial requer nível superior em direito. Ambas as funções ainda exigem carteira de habilitação na categoria “B”, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m para as mulheres e 1,65m para os homens.

CURSO PARA O CONCURSO POLÍCIA MILITAR / MS 2018 - SOLDADO E OFICIAL

A remuneração inicial oferecida pela PM e Bombeiros/MS é de R$ 3.352,53 para o cargo de soldado e R$ 7.089,13 para aspirante-à-oficial.

 

 

Como participar do concurso da PM e Bombeiros/MS 2018

 

 

As inscrições são recebidas pelo endereço eletrônico da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul - Fapems (www.fapems.org.br).

 

É cobrada uma taxa de participação do concurso da PM e Bombeiros/MS, nos valores de R$ 127,60 para soldado e R$ 204,16 para oficiais. O pagamento do boleto bancário deverá ser efetuado até a data limite do prazo, observado o horário de funcionamento do banco.

 

 

Provas do concurso da PM e Bombeiros/MS 2018

 

 

A primeira etapa a ser disputada pelos candidatos será a prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, raciocínio lógico, conhecimentos gerais, noções de informática, direito penal, direito processual penal, direito constitucional, direito administrativo, direitos humanos, direito penal militar, direito processual penal militar, direito civil, medicina legal e/ou legislação específica.

 

A avaliação será realizada no município de Campo Grande/MS em data, horário e locais a serem divulgados por edital específico, a ser publicado no site da Fapems em momento oportuno.

APOSTILA CONCURSO POLÍCIA MILITAR / MS 2018 - SOLDADO E OFICIAL

O concurso da PM e Bombeiros/MS 2018 ainda constará das seguintes fases, todas eliminatórias: exame de aptidão mental (avaliação psicotécnica); exame de saúde; exame de capacidade física; e investigação social. 

Atualizado: 13/06/2018 - 10:52

Nova Andradina MS amplia prazo de concurso com 205 vagas

Oportunidades no concurso da Prefeitura de Nova Andradina estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades. Inscrições seguem disponíveis até 5 de julho

Imediatas e cadastro

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Foram prorrogadas até o dia 5 de julho as inscrições do concurso da Prefeitura de Nova Andradina, em Mato Grosso do Sul, destinado a preencher 205 vagas, sendo 201 imediatas e quatro para cadastro reserva (CR). O município oferece salários entre R$ 1.100,57 e R$ 13.143,47.

 

Profissionais com ensino fundamental incompleto têm chances como trabalhador braçal (1 posto + CR), auxiliar de serviços básicos - masculino (40 + CR), auxiliar de serviços básicos - feminino (15 + CR), encanador (1 + CR), eletricista predial (2 + CR), gari - masculino (CR), jardineiro (1 + CR), lavador (1 + CR), lubrificador (1 + CR), mecânico (1 + CR) e vigia (CR).

 

Já quem concluiu o nível fundamental encontra opções no concurso da Prefeitura de Nova Andradina como assistente de ações sociais (2 + CR), agente de conservação e limpeza (5 + CR), agente de merenda (4 + CR), agente de serviços de saúde (2 + CR), auxiliar veterinário (CR), assistente de ações sociais - merenda (2 + CR), motorista de ambulância (CR), motorista de ônibus (2 + CR), motorista de veículos leves (9 + CR), motorista de veículos pesados (9 + CR), operador de motoniveladora (4 + CR), operador de pá carregadeira (3 + CR), operador de retroescavadeira (1 + CR), operador de trator de esteiras (CR), operador de trator de pneu (3 + CR), pedreiro (2 + CR), recepcionista (7 + CR) e telefonista (2 + CR).

 

As carreiras de ensino médio/técnico são para agente comunitário de saúde (3 + CR), agente de controle de endemias (5 + CR), agente de inspeção e vigilância sanitária (CR), almoxarife (1 + CR), assistente de educação infantil - feminino (5 + CR), auxiliar de consultório dentário (CR), auxiliar de laboratório (CR), fiscal de posturas municipais (CR), fiscal de trânsito (CR), fiscal de tributos municipais (CR), técnico agropecuário (1 + 2 CR), técnico de análises clínicas (CR), técnico de cultura (CR), técnico de dança e teatro (CR), técnico de enfermagem (7 + CR), técnico de esportes (CR), técnico de farmácia (CR), técnico de prótese dentária (CR), técnico de segurança de trabalho (CR), técnico de serviços de saúde (CR), técnico de serviços organizacionais (11 + CR), técnico de tecnologia da informação (1 + 1 CR) e técnico em construção civil - edificações (1 + CR).  

 

Em nível superior há oportunidades no concurso da Prefeitura de Nova Andradina para administrador (1 + CR), arquiteto (1 + CR), assistente social (5 + CR), biólogo (1 + CR), biomédico (CR), contador (2 + CR), turismólogo (CR), educador social (1 + CR), educador social - profissional de educação física (4 + CR), enfermeiro (CR), enfermeiro auditor (CR), fiscal de obras (1 + CR), engenheiro agrônomo (1 + CR), engenheiro civil (1 + CR), engenheiro de segurança do trabalho (1 + CR), farmacêutico (1 CR), fisioterapeuta (CR), fonoaudiólogo (1 + CR), veterinário (CR), nutricionista (1 + CR), odontólogo em diversas especialidades (CR), educador social pedagogo (CR), procurador municipal (CR) psicólogo (4 + CR), terapeuta ocupacional (CR), zootecnista (1 + CR), professor de artes (4 + CR), professor de educação física (CR), professor de inglês (CR), professor de ciências (CR), professor de geografia (CR), professor de história (CR), professor de língua portuguesa (2 + CR), professor de matemática (2 + CR) e médico nas seguintes áreas: auditor (CR), endocrinologia (CR), urologia (CR), angiologia (1 + CR), cardiologia (1 + CR), dermatologia (CR), gastroenterologia (1 + CR), geriatria (CR), ginecologia e obstetrícia (1 + CR), homeopatia (CR), nefrologia (CR), neurologia (CR), neuropediatria (CR), oftalmologia (1 + CR), ortopedia (1 + CR), otorrinolaringologia (1 + CR), pediatria (1 + CR), pneumologia (CR), psiquiatria (1 + CR), radiologia (CR), clínico geral ESF (3 + CR) e clínico geral (CR).  

 

Concurso Prefeitura Nova Andradina 2018: inscrições e provas

 

O formulário de inscrição do concurso da Prefeitura de Nova Andradina está disponível no site www.fapec.org/concursos. As taxas custam R$ 80 (nível fundamental), R$ 100 (médio) e R$ 120 (superior).

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos), prevista para 22 de julho, e de títulos (vagas destinadas a profissionais graduados), em período a ser definido.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Nova Andradina terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do auxiliar de serviços básicos no concurso da Prefeitura de Nova Andradina

 

Executar de serviços de carga e descarga de materiais, arrumação de materiais usados em obras, conforme arranjos físicos; execução de serviços de conservação, limpeza e remoção de detritos nos locais dos serviços; preparar terreno para instalação dos equipamentos e instrumental dos prédios da prefeitura; transporte e/ou fornecimento de equipamento e instrumental; executar trabalhos braçais em geral, em especial, tapar buracos em vias públicas, mediante preparação e aplicação de camada de asfalto; executar ou auxiliar a execução de tarefas e trabalhos relacionados com as atividades-meio do órgão de lotação, nas atividades de limpeza e conservação de bens e instalações, respeitando as normas técnicas e os regulamentos do serviço.

Atualizado: 08/06/2018 - 09:20

PM e BOMBEIROS MS encerram hoje INSCRIÇÕES para concurso

Concurso preencherá postos nos quadros de oficiais da saúde da PM/MS e de oficiais especialistas do Corpo de Bombeiros/MS. Salários chegam a R$ 8,4 mil

Nível superior

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O governo de Mato Grosso do Sul encerra às 16h desta sexta-feira (8) as inscrições para os dois editais do concurso que vai preencher 23 vagas de nível superior nos quadros de oficiais da Polícia Militar (PM/MS) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM/MS).

 

Destinadas à área da saúde, as chances na PM/MS são para veterinário - clínica médica ou cirúrgica de equinos (1 posto), veterinário - clínica médica ou cirúrgica de pequenos animais (1), dentista - endodontia (1), dentista - dentística (1) e médico nas seguintes especialidades: ortopedista e traumatologista (1), psiquiatra (1), ginecologista e obstetra (1), cardiologista (1), clínica médica (1), oftalmologista (1) e urologista (1). 

 

No caso do Corpo de Bombeiros/MS, há ofertas para oficiais especialistas com formação em arquitetura e urbanismo (1), serviço social (1), direito (2), educação física (1), engenharia ambiental (1), engenharia civil (1), engenharia mecânica (1), comunicação social - jornalismo (1), pedagogia (1) e análise de sistemas/ciências da computação/engenharia da computação (2).

 

Além da escolaridade exigida, os candidatos devem possuir idade entre 18 e 34 anos (na data de encerramento das inscrições) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria "B" ou superior.

 

Os aprovados serão matriculados como aluno oficial e terão remuneração inicial de R$ 7.795,89. Após a formatura, já como segundo tenente, o salário passará para R$ 8.414,72.

 

Os interessados devem se inscrever no concurso da PM/MS e do Corpo de Bombeiros/MS por meio do site http://fundacaofapems.org.br/. O valor da taxa é de R$ 205,36.

 

Etapas do concurso da PM e dos Bombeiros de Mato Grosso do Sul

 

Válida pela primeira das cincos fases da seleção, a prova objetiva será aplicada em datas distintas: 12 de agosto para quem concorre aos postos na PM/MS e 2 de setembro para os inscritos aos cargos no Corpo de Bombeiros.

 

Com 100 questões de múltipla escolha, o teste objetivo abordará língua portuguesa e legislação para todas as vagas; raciocínio lógico e conhecimentos específicos para especialistas dos Bombeiros; e conhecimentos das formações generalista e específica para oficiais da área da saúde. 

 

As demais etapas incluem: análise de títulos, avaliação psicotécnica, exames de saúde e de capacidade física e investigação social. Todas as atividades ocorrerão na capital.

 

O concurso da PM e do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério das corporações, conforme estabelecem os editais.

 

Concurso PM e Bombeiros/MS: conteúdo programático parcial

 

Língua portuguesa - Compreensão e interpretação de textos verbais, não verbais e mistos; gêneros e tipologias textuais. 2. Coerência Textual. 3. Semântica. 4. Ortografia. 5. Reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais, processos de formação de palavras, mecanismos de flexão dos nomes e verbos. 6. Sintaxe (frase, oração e período, termos da oração, processos de coordenação e subordinação, concordância nominal e verbal, transitividade e regência de nomes e verbos, padrões gerais de colocação pronominal, mecanismos de coesão textual, substituição, deslocamento, paralelismo, pontuação). 7. Crase. 8. Figuras e vícios de Linguagem. 9. Diversas modalidades do uso da língua adequadas às várias situações de comunicação (variação linguística).

 

Legislação (quadro de oficiais da PM) - 1. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (Artigos 1º ao 5º, 37, 42, 124, 125 e 144); 2. Constituição do Estado de Mato Grosso do Sul de 1989 (Artigos 39, 40, 41, 46, 47, 48, 49 e 119); 3. Estatuto dos Policiais Militares de Mato Grosso do Sul – Lei Complementar n° 053, de 30 de agosto de 1990, e suas alterações (Artigos 1º ao 6º, 8º, 9º, 11 a 14, 15 “caput”, parágrafos 1º ao 6º, 16 a 19, 25 a 46, 47 “caput” e incisos I a XXVII, 48, 49, 58 a 61, 70 a 75, 82 a 91, 94, 95, 113 a 115, 122, 123, 128 a 135); 4. Decreto Estadual nº 1.260 de 2 de outubro de 1981 (Regulamento Disciplinar da PMMS) e suas alterações.

 

Legislação (quadro de oficiais dos Bombeiros) - 1. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (Artigos 1º ao 5º, 37, 42, 124, 125 e 144); 2. Constituição do Estado de Mato Grosso do Sul de 1989 (Artigos 39, 40, 41, 48, 49, 50, 51 e 119). 3. Estatuto dos Policiais Militares de Mato Grosso do Sul - Lei Complementar n° 053, de 30 de agosto de 1990, e suas alterações. 4. Sistema remuneratório dos servidores públicos integrantes das carreiras Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar - Lei Complementar nº 127 de 15 de maio de 2008 e alterações. 5. Organização Básica do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul (CBMMS) - Lei Complementar nº. 188, de 3 de abril de 2014 e alterações. 6. Decreto Estadual nº 1.260 de 2 de outubro de 1981 (Regulamento Disciplinar da PMMS) e suas alterações.

Atualizado: 07/06/2018 - 14:26

Prefeitura de Jateí MS abre concurso com 38 vagas

Oportunidades do concurso da Prefeitura Municipal de Jateí são para cargos de todos os níveis escolares, com salários que chegam a R$ 3,8 mil

Vários cargos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

No Estado do Mato Grosso do Sul, a Prefeitura Municipal de Jateí abriu as inscrições do concurso público que visa o provimento de 38 vagas do seu quadro de pessoal. Haverá, ainda, formação de cadastro reserva (CR) para futuras oportunidades.

 

Para ensino fundamental, as chances são para as funções de agente comunitário de saúde (CR), agente de controle de endemias (1 vaga), coveiro (CR), inspetor de alunos (CR), lavador e lubrificador de veículos (1), mecânico (1), merendeira (CR), monitor para o transporte escolar (2), motorista (4), operador de máquinas pesadas (CR), trabalhador braçal (4) e zelador (6).

 

Quem tem o ensino médio e/ou curso técnico está apto às carreiras de assistente administrativo (4), guarda parque (1), instrutor de informática (1), monitor de ensino (CR), técnico em contabilidade (1) e técnico em enfermagem (2).

 

Aqueles que têm o nível superior podem se inscrever para os cargos de educador físico (2), engenheiro ambiental (CR), engenheiro civil (1), farmacêutico (1), pedagogo social (2), procurador jurídico (1), professor de educação física (1), professor de sala de recursos tecnológicos (1), psicopedagogo (CR) e técnico de atividades educacionais (1).

 

Os salários iniciais oferecidos pela Prefeitura de Jateí partem de R$ 1.183,93 e chegam a R$ 3.860,63.

 

 

Participação no concurso da Prefeitura de Jateí MS

 

 

A KLC - Consultoria em Gestão Pública é a empresa responsável pela organização e execução do processo de seleção. O formulário de inscrição estará disponível no endereço eletrônico www.klcconcursos.com.br até o dia 21 de junho. Os valores da taxa são de R$ 14,56 para ensino fundamental incompleto, R$ 18,41 para fundamental completo, R$ 19,38 para nível médio/técnico e R$ 26,65 para formação superior.

 

O concurso da Prefeitura de Jateí será constituído das seguintes etapas: provas escritas objetivas; provas práticas; análise de títulos; e prova dissertativa (redação).

 

Todos os candidatos executarão a prova objetiva no dia 15 de julho. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e/ou conhecimentos específicos.

Atualizado: 17/05/2018 - 12:58

MEC recebe autorização para 1.205 vagas

Ministro do Planejamento liberou o preenchimento de oportunidades para professor e cargos técnico-administrativos

Institutos federais

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Na edição do último dia 16 de maio, saiu no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria que autoriza a contratação de 1.205 servidores para o Ministério da Educação (MEC), que ocorrerá por meio de novos concursos e seleções em andamento. Do total de oportunidades, 810 são para professor e 395 para técnico administrativo em educação.

As vagas para técnico estão distribuídas entre os seguintes cargos: técnico de laboratório, técnico de tecnologia da informação, fonoaudiólogo, nutricionista, analista de tecnologia da informação, técnico em assuntos educacionais, técnico em agropecuária, administrador, tecnólogo, auditor, engenheiro, relações públicas, médico, engenheiro agrônomo, enfermeiro, estatístico, arquivista, assistente social, bibliotecário-documentalista, contador, jornalista, pedagogo, programador visual, técnico em alimentos e laticínios, técnico em edificações, técnico em enfermagem, técnico em química, técnico em audiovisual, arquiteto e urbanista, odontólogo e médico veterinário.

Consta na portaria que as oportunidades serão lotadas nas unidades do Colégio Pedro II (36 vagas); Cefet/RJ (29); Cefet/MG (34); Instituto Federal do Acre - Ifac (40); Instituto Federal do Amazonas - Ifam (43); Instituto Federal do Espírito Santo - Ifes (72); Instituto Federal Goiano - IFGoiano (76); Instituto Federal do Maranhão - IFMA (12); Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG (97); Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - IFNMG (37); Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais - IFSudesteMG (67); Instituto Federal do Sul de Minas - IFSULDEMINAS (38); Instituto Federal do Triângulo Mineiro - IFTM (21); Instituto Federal de Mato Grosso - IFMT (60); Instituto Federal de Mato Grosso do Sul - IFMS (8); Instituto Federal do Pará - IFPA (20); Instituto Federal da Paraíba - IFPB (101); Instituto Federal de Pernambuco - IFPE (40); Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS (89); Instituto Federal Farroupilha - IFFarroupilha (25); Instituto Federal de Rondônia - IFRO (8); Instituto Federal Catarinense - IFC (11); Instituto Federal de Sergipe - IFS (4); Instituto Federal do Tocantins - IFTO (31); Instituto Federal do Amapá - Ifap (30); Instituto Federal de Brasília - IFB (7); Instituto Federal de Goiás - IFG (34); Instituto Federal de Sergipe - IFS (9); IFRJ (3); Instituto Federal Fluminense - IFFluminense (13); Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN (9); Instituto Federal Sul-rio-grandense - IFSul (38); Instituto Federal de Roraima - IFRR (22); Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC (9); e Instituto Federal de São Paulo - IFSP (28).

Mais detalhes do concurso do MEC

As oportunidades para professor para candidatos com formação superior completa. Já as demais chances se destinam a profissionais que tenham ensino médio, curso técnico e nível superior.

De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, as novas vagas são importantes porque garantem a continuidade da oferta e a qualidade do ensino nas instituições da Rede Federal. “Como nós temos o processo de expansão da Rede Federal e da oferta do ensino técnico, precisamos garantir que essa oferta seja 100% executada”, explica. “Então, a cada ano, os institutos vão pedir novas contratações porque eles ampliaram a quantidade de matrículas, ou porque aquele curso começou com um número de professores, e para continuar precisa contratar professores”, disse o ministro.

A secretária de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Eline Nascimento, reforçou as contratações e destacou que os técnicos administrativos em educação têm um papel muito específico dentro da educação profissional. “Por isso, é importante não só garantir o quadro de professores, mas também o quadro de técnicos para atendimento à população. Isso é fundamental para melhorar a qualidade do ensino”, diz Eline Nascimento.

Oportunidades para São Paulo

Do total de vagas para o Instituto Federal de São Paulo (IFSP), três são para técnico de tecnologia da informação, 12 para técnico de laboratório, uma para administrador, uma para nutricionista, quatro para técnico em assuntos educacionais e sete para tecnólogo.

Atualizado: 16/05/2018 - 09:56

Prefeitura de Antônio João/MS: concurso com 115 vagas

Oportunidades no concurso da Prefeitura Municipal de Antônio João são para os cargos de motorista, assistente de administração, técnico em enfermagem, professor, entre vários outros

Todos os níveis

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Encontram-se abertas as inscrições do concurso público da Prefeitura Municipal de Antônio João, localizada no Estado do Mato Grosso do Sul. A seleção visa o provimento de 115 vagas para cargos de todos os níveis escolares, com salários de até R$ 10.692,74. Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva e de títulos.

 

Aqueles que são alfabetizados podem se inscrever para as funções de auxiliar de serviços diversos (3 vagas) e operador de serviços diversos (4). O vencimento inicial é de R$ 863,22.

 

Para ensino fundamental, as chances são para agente administrativo (3), auxiliar de apoio técnico operacional nos serviços de inspeção de alunos (2), limpeza e manutenção da infraestrutura (1), nutrição escolar (4) e zeladoria e manutenção da infraestrutura (1), mecânico (1), motorista (6), motorista de transporte escolar (6), operador de máquinas leves (1), operador de máquinas pesadas (1), pedreiro (1) e auxiliar de mecânico (1). Os ganhos oscilam entre R$ 827,40 e R$ 1.075,62.

 

Os cargos de agente comunitário de saúde (5), agente de combate às endemias (3), agente fiscal de tributos (1), arquivista (1), assistente de administração (5), auxiliar de apoio técnico (2), auxiliar de laboratório (1), educador social (5), serviço de apoio ao educador - recreador infantil (2), técnico em contabilidade (2), técnico em finanças (1), técnico em enfermagem (4), técnico em higiene dental (1), técnico em radiologia (1), técnico em tecnologia da informação (1), professor de língua materna Guarani Kaiowá (1) e professor de educação infantil (2) exigem ensino médio e/ou curso técnico. Os salários variam de R$ 910,14 a R$ 1.618,93.

 

Nível superior é requisito para advogado (1), analista de controle interno (2), assistente social (2), cirurgião dentista (2), contador (1), enfermeiro (3), facilitador de oficina (3), farmacêutico/bioquímico (1), fiscal de tributos (1), fiscal de vigilância sanitária (1), fisioterapeuta (1), fonoaudiólogo (1), médico (1), médico veterinário (1), nutricionista (1), psicólogo (2), pedagogo (1), professor de artes visuais (2), professor de educação física (2), professor de educação infantil regente (2), professor de ensino fundamental I (5) e professor do 6º ao 9º ano nas disciplinas de matemática (1), ciências (2), português (1), geografia (1) e história (1). As remunerações partem de R$ 1.618.93 e chegam a R$ 10.692,74.

 

 

Etapas do concurso da Prefeitura de Antônio João/MS

 

 

Para concorrer a uma das vagas é necessário preencher o formulário de inscrição na página eletrônica www.fapec.org/concursos e efetuar o pagamento da taxa, nos valores de R$ 80 para níveis alfabetizado e fundamental, R$ 100 para ensino médio e curso técnico e R$ 150 para formação superior. O prazo se encerrará em 26 de junho.

 

O concurso da Prefeitura de Antônio João será constituído de duas fases: prova objetiva para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório; e análise de títulos para os cargos de nível superior, apenas classificatória.

 

A prova objetiva será aplicada no dia 8 de julho e contemplará questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, conhecimentos pedagógicos e/ou conhecimentos específicos. 

Atualizado: 14/05/2018 - 12:16

Concurso Educação/MS: autorizadas 1.500 vagas

Novo concurso da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul (SED/MS) terá oportunidades para professor e carreira de apoio à educação básica

Vários cargos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Foi publicada no Diário Oficial a autorização para a abertura do novo concurso da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul (SED/MS). Ao todo, o documento libera 1.500 vagas, sendo 1.000 para professor e 500 para apoio à educação básica.

O cargo de professor de educação básica aceitará candidatos que tenham licenciatura completa em diversas áreas, dependendo da especialidade contemplada.

Já a carreira de apoio à educação básica é estruturada entre as categorias de auxiliar de atividades educacionais, agente de atividades educacionais, assistente de atividades educacionais e gestor de atividades educacionais. Não foi revelado quais destas posições serão disponibilizadas no edital da SED/MS.

No caso de auxiliar e agente, é exigido nível fundamental, enquanto a função de assistente necessita de ensino médio. A profissão de gestor destina-se a quem possui formação superior.

Os próximos passos para a realização do concurso da Secretaria da Educação/MS são o estabelecimento da comissão e, logo a seguir, a definição da banca organizadora.

 

Último concurso da SED/MS para professor

 

Em 2013, a Secretaria da Educação do Mato Grosso do Sul lançou edital com 1.200 oportunidades para a colocação de professor. O certame foi organizado pelo próprio órgão.

As chances ficaram distribuídas entre as disciplinas de artes, biologia/ciências, educação física, filosofia, física, geografia, história, língua estrangeira (espanhol e inglês), língua portuguesa/literatura, matemática, química e sociologia.

A triagem dos participantes aconteceu por meio de provas objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório. O processo de seleção ainda teve análise de títulos, de caráter meramente classificatório.

Atualizado: 24/04/2018 - 15:38

Concurso em Fátima do Sul/MS inscreve para 140 vagas

Distribuídas entre funções de todas as escolaridades, ofertas no concurso da Prefeitura de Fátima do Sul contam com vencimentos que chegam a R$ 13,3 mil

Até 3/5

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Seguem abertas até 3 de maio as inscrições para o concurso da Prefeitura de Fátima do Sul, em Mato Grosso do Sul, destinado a preencher 140 vagas, além de formar cadastro reserva (CR). Os salários variam de R$ 937 a R$ 13.335,40.

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer como auxiliar de mecânico (1 posto), auxiliar de serviços gerais (6 + CR), gari (6 + CR), lavadeira de roupas (1 + CR), motorista (5 + CR), operador de máquinas (3 + CR), pintor (1), porteiro (2), servente (2 + CR), trabalhador braçal (18 + CR), tratorista (2 + CR) e vigia (2), enquanto aqueles que concluíram tal ciclo escolar encontram opções como agente comunitário de saúde (12 + CR), agente de combate a endemias (4 + CR), auxiliar de serviços de CEIM (3 + CR), lactarista (3 + CR), mecânico especializado (1) e merendeira (2 + CR). 

 

Ensino médio é requisito para assistente de transporte escolar (4 + CR), atendente de CEIM (10 + CR), auxiliar de enfermagem (5 + CR), auxiliar de saúde bucal (1 + CR), inspetor de aluno (1 + CR), maestro regente de banda (1), maestro regente de coral (CR), monitor de CEIM (8 + CR), monitor de programas sociais (4 + CR), orientador social (1 + CR) e recepcionista (1).

 

Além de segundo grau, o concurso da Prefeitura de Fátima do Sul cobra formação técnica para técnico em laboratório (1), técnico em saúde bucal (1), técnico em segurança do trabalho (1) e topógrafo (1).  

 

Em nível superior há oportunidades para assistente social (1 + CR), auditor de controle interno (CR), biomédico (1), enfermeiro (3 + CR), farmacêutico (2 + CR), fisioterapeuta (1 + CR), médico ESF (4 + CR), veterinário (CR), nutricionista (2 + CR), odontólogo (1 + CR), procurador do município (1 + CR), profissional de educação física (3 + CR), psicólogo (2), psicopedagogo (1) e professor de ensino fundamental - anos iniciais (4 + CR). 

 

Concurso Prefeitura Fátima do Sul: inscrições e provas

 

Será possível se inscrever no concurso da Prefeitura de Fátima do Sul até 3 de maio, por meio do site www.fapec.org/concursos. As taxas custam entre R$ 80 e R$ 135.

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos), prevista para ocorrer em 20 de maio, e de títulos (vagas de nível superior), em período a ser definido.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Fátima do Sul terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do trabalhador braçal no concurso da Prefeitura de Fátima do Sul 2018

 

Desenvolver atividades que exijam esforço físico. Carregar e descarregar caminhões, móveis e utensílios, equipamentos e materiais de construção. Varrer ruas, terrenos e outros logradouros públicos. Roçar e capinar. Cavar e limpar valas, valetas, bueiros e fossas. Carregar tijolos, telhas cacos e outros. Zelar pela guarda e conservação das ferramentas e ou equipamentos de trabalho.

 

Atualizado: 09/04/2018 - 12:14

Concurso PC/MS: publicada autorização para 170 vagas

Nova seleção foi autorizada pelo governador Reinaldo Azambuja, para os cargos de perito, papiloscopista, legista e agente. Edital em maio

Níveis médio e superior

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Foi confirmada, por meio de publicação em diário oficial, nesta segunda-feira, 9 de abril, a autorização do governador  Reinaldo Azambuja  para a realização do novo concurso público da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (PC/MS). A seleção já havia sido anunciada na última sexta, dia 6, quando o governador assinou a autorização públicada nesta segunda, durante evento oficial, na governadoria, no qual também foi assinada a alteração na lei orgânica da corporação, referente a promoções nas carreiras.  Ao todo serão oferecidas 170 vagas, sendo 90 para cargos com exigência de ensino médio e 80 para nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 9 mil. A expectativa é de que a publicação do edital ocorra em maio.


As oportunidades de ensino médio são para os cargos de papiloscopista e agente de polícia científica, respectivamente, com 40 e 50 vagas. No caso de nível superior serão 40 postos de médico legista e 40 de perito criminal.


De acordo com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, os novos profissionais deverão suprir, principalmente, as necessidades do interior do estado. “ O concurso vai contemplar importantes cidades do interior e atender um anseio de toda a Polícia Civil “, disse.


Com as mudanças na lei orgânica, os critérios de promoção, que constavam de pelo menos dois anos na classe e fazer cursos necessários, tendo disponibilidade de vagas, passaram a exigir cinco anos de classe, fazer cursos e, com isto, ser promovido automaticamente.

 

Seleção Anterior
O último concurso para Polícia Civil do estado ocorreu em 2017, quando foram oferecidas 210 vagas, sendo 100 para o cargo de investigador, 80 para escrivão e 30 para delegado.

 

 

Atualizado: 04/04/2018 - 12:41

Ministério da Educação: autorizadas 1.700 vagas

Oportunidades são para diversos estados, para realização de novos concursos públicos e convocação de remanescentes

Professores e Técnicos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta quarta-feira, 4 de abril, a portaria interministerial 60, de 29 de março, que amplia o banco de professores e cargos técnicos-administrativos do Ministério da Educação, com a criação de 1.700 vagas, que poderão ser preenchidas pelas respectivas instituições, por meio de realização de novos concursos públicos ou pela convocação de remanescentes de concursos públicos ainda em validade.


Do total de oportunidades, 500 são para cargos técnicos-administrativos de ensino médio dos Institutos Federais e centros federais de educação tecnológica. Do total, 453 são para os institutos federais vinculados ao Ministério da Educação, sendo 85 para a classe “D” e 368 para a classe “E”. As 47 restantes são para o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), no Rio de Janeiro, e Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), sendo 15 para a classe “D” e 32 para a “E”.


No caso de professores são 1.044 para os institutos federais e 156 para os Cefets do Rio de Janeiro e Minas Gerais.  Para os institutos federais são 870 para professores de magistério do ensino básico, técnico e tecnológico e 174 para professores equivalentes, referente ao limite para contratação de professores substitutos e visitantes. No caso dos Cefets são 130 para professor de magistério de ensino básico, técnico e tecnológico e 26 para professores equivalentes, referente ao limite para contratação de professores substitutos e visitantes.


Distribuição das vagas
As 453 vagas de técnicos para os institutos federais estão distribuídas da seguinte forma: Instituto Federal Catarinense (8), Instituto Federal da Paraíba (19), Instituto Federal de Brasília (11), Instituto Federal de Goiás (9), Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (8), Instituto Federal de Minas Gerais (19), Instituto Federal de Rondônia (10), Instituto Federal de Roraima (12), Instituto Federal de Santa Catarina (10), Instituto Federal de São Paulo (29), Instituto Federal de Sergipe (25), Instituto Federal do Acre (20), Instituto Federal do Amapá (11), Instituto Federal do Amazonas (8), Instituto Federal do Espírito Santo (20), Instituto Federal do Maranhão (12), Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (17),Instituto Federal do Pará (20), Instituto Federal do Rio de Janeiro (23), Instituto Federal do Rio Grande do Norte (9), Instituto Federal do Rio Grande do Sul (14), Instituto Federal do Sertão Pernambucano (9), Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (12), Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (11), Instituto Federal do Tocantins (10), Instituto Federal do Triângulo Mineiro (12),Instituto Federal Farroupilha (30), Instituto Federal Fluminense (13), Instituto Federal Goiano (24) e Instituto Federal Sul Rio-Grandense (18).             


Para as 870 de professores dos institutos federais: Instituto Federal Catarinense (8), Instituto Federal da Paraíba (85), Instituto Federal de Goiás (30), Instituto Federal de Mato Grosso (60), Instituto Federal de Minas Gerais (80), Instituto Federal de Pernambuco (85), Instituto Federal de Roraima (13), Instituto Federal do Acre (25), Instituto Federal do Amapá (43), Instituto Federal do Amazonas (35), Instituto Federal do Espirito Santo (55), Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (25),Instituto Federal do Rio Grande do Sul (80), Instituto Federal do Sertão de Pernambuco (11), Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (60), Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (30), Instituto Federal do Tocantins (22), Instituto Federal do Triângulo Mineiro (12), Instituto Federal Fluminense (34), Instituto Federal Goiano (55) e Instituto Federal Sul Rio Grandense (22)

 

Atualizado: 16/03/2018 - 14:56

Aberto concurso para 234 vagas em Corumbá/MS

Destinadas a profissionais de níveis médio e superior, ofertas no concurso da Prefeitura de Corumbá pagam até R$ 3,7 mil. Inscrições seguem disponíveis até 9 de abril

14 cargos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O município de Corumbá, no Estado de Mato Grosso do Sul, abriu concurso público destinado a preencher 234 vagas no quadro de servidores efetivos da prefeitura.

 

Com ensino médio é possível concorrer como técnico de secretaria escolar (50 postos) e técnico de educação infantil (70). Ambas as carreiras pagam R$ 1.252,07.

 

Estão em disputa chances de nível superior para engenheiro civil (1), fonoaudiólogo (2), nutricionista (3) e professor nas áreas de artes (10), educação física (10), educação infantil (45), 1º ao 5º ano (38), geografia (1), história (1), língua estrangeira moderna/inglês (1), língua portuguesa e espanhol (1) e língua portuguesa e inglês (1). Os salários variam de R$ 1.757,16 a R$ 3.789,42.

 

Concurso Prefeitura Corumbá: inscrições e provas

 

O concurso da Prefeitura de Corumbá é organizado pela Fundatec, que recebe inscrições até 9 de abril, por meio do site www.fundatec.org.br. As taxas custam R$ 90 (cargos que cobram ensino médio) e R$ 130 (superior).

 

A seleção terá prova objetiva para todas as vagas, em 29 de abril, e avaliação de títulos para funções de nível superior, com recebimento dos documentos agendado para 25 a 29 de maio.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Corumbá será válido por dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do técnico de secretaria escolar no concurso da Prefeitura de Corumbá 2018

 

Orienta, coordena e supervisiona trabalhos a serem desenvolvidos no setor de secretaria escolar; presta informações aos docentes, alunos e comunidade, requisita reparos em instalações e/ou mobiliários do prédio, através do preenchimento de formulário específico; controlar frequência de alunos, professores e servidores da unidade que trabalha; providencia de pedidos de mudança e remanejamento de imóveis das instalações; estudar e informar processos simples, confere verifica, anota e informa expediente tais como cartas, ofícios e memorandos; executar serviços de digitação executar serviços de cadastro, fichário e arquivo, mantendo-os atualizados; executar serviços de controle guarda, requisição e fornecimento de material. Requisição serviços de manutenção de móveis, equipamentos, máquinas e/ou instalações. Executar outras atividades correlatas.

 

Concurso Prefeitura Corumbá: atribuições do técnico de educação infantil

 

Participar da aplicação e execução do planejamento, programas e métodos adotados para as ações de educação infantil; executar atividades a serem desenvolvidas diariamente nas creches e Centro de Educação Infantil; ajudar o professor regente na Avaliação dos resultados verificados e colaborar na proposta e ajustes; executar outras atividades correlatas.

Atualizado: 08/03/2018 - 10:43

Depen: portaria abre caminho para novos concursos

Oportunidades do concurso do Departamento Penitenciário Nacional serão para os cargos de agente, técnico e especialista. Níveis médio, técnico e superior

Pedido de 1.580 vagas

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Boa notícia para quem pretende ingressar no Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Acontece que o secretário executivo interno do Ministério de Segurança Pública, Carlos Alberto dos Santos Cruz, divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta quinta-feira, 8 de março, a portaria 4/2018, que delega competências ao diretor-geral do Depen, incluindo procedimentos necessários às atividades de recursos humanos, bem como “assinar documentos e baixar atos relativos a provimento e vacância de cargos efetivos, bem como à realização de concurso público para provimento do quadro de pessoal do Depen”. Com isto, o órgão passa a ter maior autonomia para a realização de seus certames.


Vale lembrar que o Depen conta com um pedido de novo concurso para o preenchimento de 1.580 vagas tramitando no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) desde 15 de fevereiro.


Do total de oportunidades do pedido, 1.440 são para o cargo de agente federal de execução penal. Neste caso, para concorrer é necessário possuir ensino médio e carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial é de R$ 6.030, incluindo gratificação de desempenho e auxílio-alimentação de R$ 458. Para os servidores veteranos, a remuneração chega a R$ 10.202,50.


O pedido também inclui 36 vagas para o cargo de técnico federal de apoio à execução penal, que pede formação de nível médio ou médico técnico, com inicial de R$ 4.120,28.


Por fim, as 104 vagas restantes são para o cargo de especialista federal em assistência à execução penal, para quem possui formação de nível superior em áreas específicas. O inicial, neste caso, é de R$ 5.865,70.

 

Saiba mais sobre o cargo de agente


Conhecido anteriormente como agente penitenciário federal, a função de agente federal de execução penal teve sua nomenclatura alterada com a lei 13.327/2016. Quem ocupa o posto tem o dever de fazer o exercício das atividades de atendimento, vigilância, custódia, guarda, escolta, assistência e orientação de pessoas recolhidas aos estabelecimentos penais e de internamento federais, integrantes da estrutura do Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Cidadania, e das atividades de natureza técnica, administrativa e de apoio a elas relacionadas  

Último concurso do Depen

  Em 2014, o Departamento Penitenciário Nacional lançou edital com 258 vagas e cadastro reserva de pessoal. As oportunidades foram distribuídas entre as carreiras de agente, técnico e especialista.   A lotação ocorreu na sede (localizada em Brasília/DF) ou em uma das cinco penitenciárias federais situadas nas cidades de Brasília/DF, Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Mossoró/RN e Porto Velho/RO.   Sob a organização do Cespe/UnB, a triagem constou de provas objetivas, testes discursivos, aptidão física, avaliação psicológica, exame médico e investigação social.   Os exames objetivos apresentaram 120 questões sobre conhecimentos básicos (língua portuguesa, atualidades, noções de ética no serviço público, noções de direitos humanos e participação social), complementares e específicos. Já os testes discursivos foram compostos por um texto dissertativo de até 30 linhas acerca de tema baseado em conhecimentos básicos de atualidades.   As provas foram realizadas em todas as capitais brasileiras, mais o Distrito Federal e as cidades de Catanduvas/PR e de Mossoró/RN.

Atualizado: 06/03/2018 - 14:33

PMs: PL que institui nível superior segue em análise

Proposta, que tramita na Câmara dos Deputados, determina nível superior para ingresso como praças e formação em direito para oficiais

Praça e oficial

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Segue em análise, na Câmara dos Deputados, o projeto de lei 482/2015,que tem por finalidade padronizar as condições para que sejam realizados os concursos públicos das Polícias Militares de todos os estados. A proposta aguarda parecer do relator, na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da casa, deputado Cabo Sabino (PR/CE). Somente após seu parecer, a proposta poderá ser votada pela comissão.

De acordo com a proposta, caso aprovada, será necessário possuir curso de nível superior para ingresso na carreira de praça, curso de nível superior em direito para a carreira de oficial do quadro de oficiais da corporação e superior em áreas específicas para o quadro de oficiais especialistas.

O projeto possui caráter conclusivo e, caso aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, já poderá seguir para votação no plenário da casa.

Na Comissão de Trabalho, onde já foi aprovada, o deputado Cabo Sabino (PR/CE) incluiu uma emenda ao projeto, incluindo o limite de 35 anos para ingresso na corporação.

De acordo com o projeto, passam a ser as seguintes exigências para participar dos concursos de ingresso: ser brasileiro, estar quite com as obrigações militares e eleitorais, não registrar antecedentes criminais, estar em gozo dos direitos políticos, ser aprovado em concurso público, ter   procedimento social irrepreensível, idoneidade moral, apurados através de investigação; ter capacitação física e psicológica compatíveis com o cargo, verificados através de exames de aptidão; ser aprovado em exame de saúde e exame toxicológico com larga janela de detecção; e comprovar, quanto ao grau de escolaridade; a conclusão de bacharelado em direito, para ingresso na carreira de oficial do quadro de oficiais policiais militares; curso de graduação superior nas áreas de interesse conforme regulamentação própria de cada instituição policial miliar, para praças que ingressarem na carreira de oficial do quadro de oficiais especialistas; e curso de graduação superior em qualquer área para ingresso na carreira de praça da Polícia Militar.

Prepare-se para o concurso da Polícia Militar

VIDEOAULA PARA POLÍCIA MILITAR PROVA ANTERIOR DA POLÍCIA MILITAR

Na justificativa, a proposta diz que   “pela sua missão, também constitucional, de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública, necessita de candidatos ao ingresso na instituição que possuam atributos diferenciados dos demais agentes públicos, tais como higidez física, apurados em testes físicos e de saúde (...). Com a evolução da própria sociedade há também que haver preocupação no avanço intelectual do pretendente ao ingresso na Polícia Militar, preparando assim a instituição, cada vez mais, para prestar melhor serviço ao cidadão. Neste sentido, há necessidade de que o futuro policial militar tenha frequentado o mundo acadêmico, por isso a importância da exigência do candidato ao ingresso de possuir curso superior devidamente comprovado e reconhecido e, especialmente ao oficialato, a exigência do bacharelado em direito”.

O texto ressalta que vários estados já adotam estas exigências, como Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Piauí e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal e estabelece um prazo de três anos, após  aprovação do projeto, para adequação, por parte dos estados.

Shopping