Capital e interior

Concurso TJ AM 2019: TCE aceita denúncia de falhas em edital para 160 vagas

Com remunerações acima de R$ 11,1 mil, edital do concurso TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas) oferece 160 postos distribuídos entre os cargos de assistente (nível médio) e analista (ensino superior)

Samuel Peressin
Publicado em 03/07/2019, às 19h28 - Atualizado em 12/07/2019, às 09h46

Concurso TJ AM - Sede do Tribunal de Justiça do Amazonas
Divulgação

O TCE AM (Tribunal de Contas do Amazonas) aceitou uma representação com pedido de medida cautelar para suspensão do concurso TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas) em virtude de possíveis irregularidades.

Publicada na última quinta-feira (11), a decisão é do presidente em exercício do TCE, o conselheiro Mario Manoel Coelho de Mello. A representação surgiu após denúncia recebida pela Ouvidoria apontado falhas no edital envolvendo os seguintes itens:

  • reserva de vagas a pessoas com deficiência;
  • ausência de conteúdo programático;
  • ausência de valores individuais de cada questão e seus respectivos pesos;
  • ausência de previsão específica de vagas para pessoas com Síndrome de Down.

O presidente negou a medida cautelar e concedeu prazo de cinco dias úteis para que o TJ AM "apresente justificativas e/ou documentos acerca das supostas irregularidades".

Concurso TJ AM: detalhes sobre o edital

Divulgado em 3 de julho, o edital do concurso TJ AM para assistente e analista judiciários oferece 160 vagas, além de formar cadastro reserva. As inscrições estão previstas para começar no próximo dia 23. 

São ofertadas 140 postos para assistente, com exigência de ensino médio, e 20 oportunidades para analista, carreira que requer ensino superior. As oportunidades estão distribuídas entre comarcas da capital e interior.

Concurso TJ AM: quadro de vagas

O cargo de assistente judiciário oferece 140 vagas. Desse total, 111 são voltadas a candidatos que possuem apenas ensino médio. As outras 29 chances cobram formação técnica e estão distribuídas entre as seguintes especialidades: programador (10), suporte ao usuário de informática (17) e técnico de segurança do trabalho (2).

Com exigência de curso superior, a carreira de analista no concurso TJ AM reúne postos em 11 especialidades: analista de sistemas (4), arquivologia (1), biblioteconomia (1), contabilidade (2), direito (2), engenharia civil (2), estatística (1), médico do trabalho (1), psicologia (2), oficial de justiça avaliador (2) e serviço social (2).

Concurso TJ AM: como se inscrever

As inscrições para o concurso TJ AM começam às 10h de 23 de julho e se encerram às 18h de 21 de agosto, devendo ser efetuadas pelo site https://www.cebraspe.org.br. As taxas custam R$ 90 (assistente) e R$ 150 (analista).

A processo seletivo é organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Em caso de dúvidas, os candidatos podem contatar a banca pelos seguintes canais:

  • telefone: (61) 3448-0100;
  • e-mail: sac@cebraspe.org.br.

Concurso TJ AM: quanto ganham os servidores do tribunal

As remunerações iniciais são de R$ 6.731,88 (assistente) e R$ 11.110,50 (analista). Os vencimentos são compostos pelos seguintes valores:

  • R$ 4.558,34 (salário-base para assistente);
  • R$ 8.936,96 (salário-base para analisa);
  • R$ 1.761,20 (auxílio alimentação);
  • R$ 412,34 (auxílio saúde).

Os benefícios também serão somados aos vencimentos mensais dos cargos com vagas disponíveis no concurso TJ AM:

  • Auxílio-alimentação (R$ 1.761,20);
  • Auxílio-transporte;
  • Assistência médica e odontológica;
  • Exames periódicos
  • Auxílio- Saúde – R$ 412,34

O que vai cair na prova

Composta por questões do tipo 'certo' ou 'errado', a prova objetiva abordará conteúdos de conhecimentos gerais e específicos. Marcada para 13 de outubro, a avaliação ocorrerá em Manaus, Parintins e Tabatinga.

O concurso TJ AM inclui, ainda, análise de títulos para os concorrentes a analista, com entrega dos documentos em período a ser definidos. A banca aceitará diplomas de especialização, mestrado e doutorado.

Concurso TJ AM: quais as cidades com vagas

Todas as vagas com lotação no interior são para assistente. As chances estão distribuídas entre duas sub-regiões:

  • Alto Solimões (comarcas de Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença e Tabatinga), com seis postos;
  • Baixo Amazonas (comarcas de Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, Parintins, São Sebastiãodo Uatumã e Urucará), com 5 oportunidades.

As demais vagas em disputa no concurso TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas) são para trabalhar na capital do Estado. A seleção terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois. 

Concurso TJ AM: último edital

O último concurso TJ AM ocorreu em 2015, quando foram oferecidas 51 vagas para o cargo de notário de cartórios, destinadas a quem possui formação de nível superior em direito ou com dez anos de atividade na função.

Antes disso, em 2013, o órgão realizou um concurso para o preenchimento de 300 vagas, em diversos cargos, para todos os níveis de escolaridade, além de formar cadastro reserva de pessoal.   A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Concurso TJ AM: sala da justiça

Prova anterior TJ AM

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores para o órgão, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas. É importante a organizadora responsável pelo último concurso TJ SP, direcionando a preparação para o estilo da banca.

O JC Concursos fará a acompanhamento da seleção. Mais detalhes sobre atribuições dos cargos e conteúdo programático podem ser acompanhados pela página do concurso TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas).

Sobre Cebraspe - Cespe UNB

Cespe/UnB(Centro de Seleção e de Promoção de Eventos) - atualmente Cebraspe - é uma instituição de educação, especializada na realização de avaliações, seleções, certificações e pesquisas e fundada na década de 70, originalmente com a finalidade de elaborar apenas o vestibular da Universidade de Brasília (UnB), e que, depois, acabou migrando para a preparação de concursos públicos. 

O Cebraspe planeja, elabora, aplica e corrige provas objetivas e dissertativas, além de outros tipos de exames necessários ao provimento de cargos públicos (provas práticas, testes físicos e psicológicos). Também oferece reserva de cotas para negros nos processos seletivos - atendendo a determinações legais - e perícia médica para confirmação da reserva de vagas a candidatos com deficiência.

Hoje bastante presente em concursos de todo o país, o Cespe/UnB é uma banca muitas vezes temida pelos concurseiros. Primeiro, porque possui um estilo quase exclusivo de questão, que é o de “Certo ou Errado” – embora a organizadora utilize-se também de questões de múltipla escolha, principalmente em concursos para tribunais eleitorais. O estilo de prova “Certo ou Errado” do Cespe/UnB exige muito cuidado, porque cada resposta errada anula uma correta. 

Segundo informações da própria organizadora, o procedimento de avaliação é justificável em um processo seletivo que visa selecionar o candidato com melhor capacidade de analisar, interpretar e responder a partir do que aprendeu, descartando o “chute” ou a possibilidade de aprovação ao acaso.

Saiba como se preparar para provas do Cespe/UnB

Comentários

Mais Lidas