Tudo Sobre

Concurso TJ

TJ/SP: vagas para interior e litoral dependem do CNJ

Com a publicação do edital para a capital, interessados pelas vagas do interior podem intensificar os estudos. Previsão de 600 vagas e inicial de R$ 4.848



Fernando Cezar Alves
Publicado em 24/09/2014, às 11h02

Com a pendência em relação aos pedidos encaminhados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por remanescentes dos concursos do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) de 2012 e 2013, que pleiteiam vagas de escrevente, o desembargador José Renato Nalini resolveu liberar edital de concurso apenas para a 1ª Região (capital e Grande São Paulo). Como para estas localidades não existem remanescentes, o presidente do órgão considerou desnecessário aguardar uma decisão do CNJ para iniciar o concurso.

Quem pretende ingressar nas comarcas do interior e litoral ainda deve esperar o término da pendenga judicial. Os remanescentes alegam que, por não terem sido esgotadas as listas em diversas regionais, o TJ/SP deveria convocar estes candidatos em vez de realizar novo processo seletivo.

Com a liberação das 471 vagas para a 1ª Região no dia 23 de setembro, restam aproximadamente 600 para as outras regionais, com previsão de editais somente após o parecer do conselho. 

Para concorrer ao cargo basta possuir ensino médio. A remuneração inicial é de R$ 4.848, incluindo salário de R$ 3.878, auxílio-saúde de R$ 200, auxílio-alimentação de R$ 29 por dia e auxílio-transporte de R$ 6 por dia, considerando 22 dias. 

Excesso de pedidos – De acordo com a assessora do conselheiro Rubens Curado, que está tratando dos pedidos no CNJ, Juliana Dias da Costa, a estratégia que será adotada é juntar todas as solicitações para que seja divulgado apenas um parecer sobre elas. “Atualmente, estamos com aproximadamente 40 pedidos sobre o mesmo tema e quase todos com argumentações muito semelhantes. Como a decisão será unificada, não é possível prever quando isto poderá ocorrer enquanto os candidatos não pararem de enviar novos pedidos”, explica.

Segundo a assessora, a decisão sobre o caso não será feita apenas pelo conselheiro, mas em sessão plenária. As sessões, de acordo com Juliana Dias da Costa, ocorrem periodicamente, e as próximas, marcadas para os dias 30 de setembro e 7 de outubro, já estão com suas pautas definidas. Desta forma, caso o CNJ não receba mais nenhum pedido, a votação poderá ser feita a partir da sessão marcada para 14 de outubro. Somente após esta decisão, o órgão poderá publicar os outros editais.

Estudos – Enquanto a decisão do CNJ não sai, os interessados podem ir se preparando com base no conteúdo programático do edital para a 1ª Região. 

A seleção consistirá em duas fases, com prova objetiva e exame prático (de formatação e digitação). Uma mudança significativa em relação aos concursos anteriores é que o teste objetivo, que contou com 80 questões, agora terá 100. Destas, 24 serão sobre língua portuguesa, 36 de direito e 40 de conhecimentos gerais, incluindo quatro de atualidades, dez de matemática, 16 de informática e dez de raciocínio lógico.         

APOSTILA CONCURSO ESCREVENTE TJ/SP - CLIQUE AQUI      

+ Resumo do Concurso TJ

TJ
Vagas: 600
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Escrevente
Áreas de Atuação: Judiciária / Jurídica, Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário: Até R$ 4848,00
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

24/09/2015 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas