Rede Centauro contrata 1.960 temporários

As vagas são para as carreiras de operador de caixa, estoquista, vendedor, repositor, atendente de loja e assistente de depósito

Douglas Terenciano
Publicado em 17/12/2014, às 13h30

A Centauro, rede especializada em varejo de produtos esportivos, inscreve trabalhadores interessados em uma de suas 1.960 vagas temporárias e fixas em diversas áreas de atuação. O objetivo é atender a forte demanda de fim de ano em 92 unidades espalhadas por todas as regiões do país, além dos centros de distribuição da empresa, localizados em São Paulo e Minas Gerais.

As oportunidades abertas são para as carreiras de operador de caixa, estoquista, vendedor, repositor, atendente de loja e assistente de depósito. Para as lojas podem se candidatar estudantes e profissionais com ensino médio completo e que estejam disponíveis nos horários das 10h às 18h e das 14h às 22h, em escala 6x1, ou seja, com um dia de folga para cada seis de trabalho.

A companhia valoriza candidatos com experiência na área de vendas com metas. Ser comunicativo e ter facilidade de trabalhar com atendimento ao público serão requisitos considerados diferenciais no processo de seleção.

Já para os centros de distribuição, os pré-requisitos são ensino fundamental completo, disponibilidade para atuar aos sábados ou domingos, conforme o turno, e residir nas cidades de Bragança Paulista/SP, Piracaia/SP, Itapeva/SP, Vargem/SP, Jarinu/SP, Toledo/MG, Munhoz/MG, Extrema/MG ou Camanducaia/MG.

De acordo com informações de assessoria de imprensa, os salários são compatíveis com o mercado. Além do vencimento, a rede oferece os benefícios de vale-refeição, convênio médico, convênio odontológico, vale-transporte e seguro de vida.

Quem quiser participar do processo seletivo deve cadastrar currículo no site www.vagas.com.br/centauro o quanto antes, já que as seleções foram iniciadas.

Dica

Com a proximidade das festas de Natal e Réveillon, as oportunidades de uma recolocação no mercado aumentam consideravelmente. Dados da Confederação Nacional do Comércio apontam que mais de 130 mil temporários devem ser contratados nesse período. Em 2013, esse número chegou a 129,4 mil.

E é justamente nessa brecha do mercado que o profissional desempregado tem uma ótima oportunidade para transformar o emprego provisório em efetivo. “Ser efetivado no final do contrato temporário deve ser a grande motivação desse profissional e esse objetivo deve ser levado em consideração ainda na busca pela vaga”, ressalta Luís Testa, head de pesquisa e estratégia da Catho.

Testa recorda que o currículo é o primeiro contato com o selecionador, e pode ser o grande responsável para abrir ou fechar portas. “Um currículo bem elaborado é essencial e deve conter as principais realizações e resultados obtidos durante a trajetória profissional de maneira clara, objetiva e sucinta”, explica Testa.

De acordo com pesquisa da própria Catho, muitas empresas também aproveitam esse período para usar como teste e aumentar o efetivo para o ano seguinte. Em alguns casos, até 50% dos temporários podem ser efetivados. Por isso, a busca pela efetivação deve começar logo no processo seletivo. Entre os fatores de maior importância para a contratação do profissional estão as competências comportamentais, o desempenho na entrevista e a experiência técnica relacionada ao cargo.

Comentários

Mais Lidas