Lafarge inscreve para Programa de Estágio de Férias

Os candidatos devem ter inglês avançado, previsão de formatura para julho de 2015 e possibilidade de mudança de cidade ou Estado ao término da graduação

Renan Abbade
Publicado em 22/09/2014, às 10h16

A Lafarge, líder mundial em materiais de construção, abriu as inscrições do seu Programa de Estágio de Férias 2015 para alunos de engenharia.

Os candidatos devem ter inglês avançado, previsão de formatura para julho de 2015 e possibilidade de mudança de cidade ou Estado ao término da graduação.

O processo seletivo acontecerá de outubro a dezembro e os estagiários escolhidos receberão bolsa-auxílio, seguro de vida, hospedagem, alimentação e transporte para a cidade de estágio.

As inscrições acontecem até o dia 19 de outubro pelo site www.vagas.com.br/lafarge.

O programa é dividido em duas etapas: presencial em uma das unidades da Lafarge, entre os meses de janeiro e fevereiro; e à distância, com desenvolvimento de um projeto e encontros periódicos para acompanhamento nos 10 meses seguintes.

Essa é a quarta edição do estágio de férias da Lafarge, que neste ano teve seis de seus estagiários ingressando no Programa de Trainee da empresa.

“Nossos estagiários têm a chance de trabalhar em um ambiente industrial, em fábrica de cimento, usina de concreto ou jazidas de agregados. É uma oportunidade para vivenciar em campo o que aprende na universidade”, afirma João Ricardo Cavalcanti, diretor de recursos humanos e comunicação.

Sobre a Lafarge
No Brasil desde 1959, é uma das principais empresas do país no setor de materiais de construção, com cerca de 1.800 empregados e um portfólio de marcas que incluem os cimentos Mauá, Campeão, Montes Claros e Lafarge Plus, e as linhas de concretos especiais Ultra Series, Artevia e Hydromedia. Seu parque industrial, distribuído nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, conta com dez fábricas e estações de moagem de cimento, mais de 50 unidades para a produção de concreto, entre centrais móveis e fixas, e quatro áreas de mineração de agregados.

Comentários

Mais Lidas