MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Levantamento mostra que vagas home office pagam até 10% menos em São Paulo

Vagas home office pagam menos se comparadas a oportunidades de emprego com jornada presencial. Confira todos os detalhes

Vagas home office pagam menos
Vagas home office pagam menos - Freepik
Douglas Terenciano

Douglas Terenciano

douglas@jcconcursos.com.br

Publicado em 31/01/2023, às 11h18 - Atualizado às 11h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Um levantamento produzido pelo portal Empregos.com.br, plataforma de recolocação profissional, revelou que vagas home office pagam, em média, 10% menos se comparadas a oportunidades de emprego com jornada presencial. O estudo analisou 41.841 vagas de trabalho abertas na cidade de São Paulo neste início de ano.

Deste total de oportunidades, apenas 1.504 são para empregos home office, o equivalente a 3,5% do total. Com relação à remuneração, em números absolutos, as vagas presenciais estão pagando, em média, R$ 1.975; enquanto as de home office oferecem salário médio de R$ 1.790.

“Esse número é o reflexo da insegurança de algumas empresas, que acreditam que o home office diminui a produtividade. Outro fator que também deve ser levado em consideração é que muitas oportunidades que estão retomando as contratações não oferecem a possibilidade do trabalho remoto”, afirma Tábata Silva, gerente da Empregos.com.br.

Entre os cargos com maior número de vagas em janeiro estão os de assistente de loja (5.775 oportunidades, com remuneração média de R$ 1,6 mil), seguido por assistente de vendas interna (2.159 vagas e salário médio de R$ 1,7 mil), operador de estacionamento (1.646 vagas e salário de R$ 1,6 mil), operador de telemarketing (1.534 vagas e salário de R$ 1,1 mil).

Já as carreiras com mais candidatos ativos em busca de emprego na cidade de São Paulo, de acordo com o levantamento da Empregos.com.br, são os de auxiliar administrativo, assistente administrativo, recepcionista, analista administrativo, enfermeiro e atendente.

“Para aproveitar o momento aquecido do mercado, a primeira dica é estabelecer um foco para não perder tempo com vagas que não estão alinhadas com o seu objetivo. Também é importante destacar no currículo cursos, projetos e aprendizados adquiridos em experiências anteriores, além de se manter sempre atualizado sobre a sua área de atuação”, finaliza Tábata Silva.

Produtividade alta em casa

Com a pandemia de Covid-19, boa parte dos brasileiros precisou de adaptar a um novo mercado de trabalho, em que muitas empresas já atuam em sistema home office, também conhecido como teletrabalho. A pesquisa do OTRS Group, realizada na Alemanha, Brasil, Cingapura, EUA e México, mostrou um resultado claro em relação à produtividade: 82% mantêm a mesma produtivamente em casa quanto no escritório.

Desses 82%, um fato curioso. A marca de 39% afirmam que podem trabalhar de maneira tão produtiva em seu escritório em casa quanto em escritório tradicional, já 43% dizem até que são ainda mais produtivos quando trabalham em casa. No Brasil, mais da metade dos entrevistados (54%) afirma que pode trabalhar de forma mais produtiva em casa. Nos EUA e Cingapura, 41% fazem essa afirmação.

Ainda de acordo com o levantamento, os riscos estão na perda de reuniões presenciais e na tendência de horas extras. Conforme 23% dos pesquisados, o maior risco de trabalhar em casa é a falta de reuniões pessoais. Já 22% vêm o perigo de trabalhar mais horas extras em seu escritório em casa. No Brasil, 57% dos pesquisados fizeram essas declarações.

Um total de 20% considera um risco não ter uma mudança de local, tornando o dia muito longo e chato. No México, 24% dos entrevistados disseram que não vêm nenhum risco ao trabalhar em casa.

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosvagas de emprego

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.