Mercado: conheça os negócios que mais crescem no Brasil

Saiba quais são os negócios em alta no Brasil e os mercados que mais crescem o consumo para você investir!

Ricardo de Oliveira
Publicado em 04/08/2019, às 11h50 - Atualizado às 12h09

Negócios em alta no Brasil
Divulgação

Mudanças mercadológicas vivem gerando novas oportunidades de negócio, tanto para quem busca um plano de carreira em empresas de médio e grande porte, como também para empreendedores que querem investir suas economias de forma correta no Brasil.

Para facilitar a sua análise sobre as áreas que vêm aumentando significativamente o consumo, listamos algumas das atividades econômicas que mais crescem no Brasil e os mercados com consumo em alta para você investir.

Quando falamos em oportunidades de negócios, é preciso saber exatamente quais são os objetivos pessoais de cada um, as limitações de investimento e horas livres para se dedicar ao negócio, antes de mergulhar em uma nova empreitada. Áreas em alta costumam atrair os olhares de investidores em startups, como também dos empreendedores consolidades, que buscam aumentar o seu market share (fatia de mercado) e já possuem know how (conhecimento) no setor.

Chegou a hora de conhecer alguns dos segmentos em alta no Brasil. O JC Concursos listou cinco áreas em constante projeção nos últimos anos.

Negócios em alta no Brasil

  • Internet

    As pessoas estão virando zumbis virtuais, está ai uma oportunidade! Basta olhar ao seu redor em padarias, bares, restaurantes e praças para parceber que esta indagação está correta. Pois bem, se as pessoas dependem, a cada dia mais, dos seus aparelhos de celular e computadores, está ai uma grande oportunidade de negócio. Esta área já está bem populosa de empresas e sites, mas há sempre espaço para mais alguma inovação. Antes de investir, é preciso entender que a competição já está acirrada. Os nichos que mais crescem na web são soluções que facilitam a vida das pessoas:
    • Aplicativos Mobile 
      Um universo sem fronteiras. Há soluções para todas as áreas, deste uma manicure que atende a domicílio até quem pretende alugar um carro do outro lado do mundo).
    • Sites regionalizados
      Com os recursos que a internet já oferece, é fácil prestar um serviço exclusivamente para uma região, você só precisar aprofundar um pouco mais o seu conhecimento.
    • Jogo virtuais
      Jogos de paciência, cartas, cassinos virtuais, de apostas ou de simples distração estão sempre em alta, afinal, a internet está acostumada a ser um passa tempo das pessoas.

  • EAD (Educação a Distância)

    A maioria dos empresários já reconhecem o poder da internet para os seus negócios. Mas ao mesmo tempo, a grande maioria dos donos de negócios confessam que ainda se sentem perdidos quando o assunto é gerar negócios usando a internet. De acordo com dados apresentados na revista Forbes, o mercado de E-learning nos EUA irá bater a incrível marca de $325 bilhões de dólares até 2025. A última previsão apresentada também na Forbes fazia uma projeção de $107 bilhões de dólares até 2015, o que foi comprovado e superado nos anos seguintes.
  • Alimentação Saudável (produtos orgânicos)

    Comer nunca é demais! Seja através da mídia ou de grupos e redes sociais, a alimentação saudável é uma crescente no país. O setor ainda mantém grande parcela de seu faturamento no comércio exterior, mas passou a investir bastante no mercado interno. Há oportunidades em muitos nichos de mercado e quem deseja abrir uma pequena empresa, vale apostar em lojas especializadas. Consumir itens saudáveis encontrados perto de casa é o que motiva as pessoas a comprar.

  • Microcervejarias

    As cervejas artesanais, nos últimos anos, é um mercado com forte expansão e em alta no Brasil. É fácil de explicar e de entender a sua inclusão nesta relação de negócios em alta. Existem gostos e paladares para todos os tipos de consumidores e, não se imaginava ainda que tantos aromas e sabores diferentes estariam disponíveis ao público. E quem disse que as novidades acabaram? Basta explorar regiões fora dos grandes centros e perceber que existem pessoas inovando nesta área, elaborando novas receitas e atraindo os olhares do público. Um ponto positivo para abrir esse tipo de empresa foi a sua recente inclusão entre aquelas que podem optar pelo Simples Nacional como regime de recolhimento de impostos.

  • Pets

    Não é por acaso, afinal, o apreço pelos bichinhos levou esse mercado a faturar R$ 18,9 bilhões em 2018, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Não se trata de um ramo novo, mas é claramente um dos negócios em alta. E para quem deseja empreender, tem todo o tipo de produto ou serviço à sua escolha.

Pretende investir em algumas dessas áreas? Sugiro que faça uma análise de mercado SWOT detalhada (falarei mais sobre isso abaixo), conheça os players que já atuam no segmento, visite empresas para entender os mecanismos da operação, se aprofunde para entender como funciona cada uma das etapas e faça um planejamento cuidadoso antes de dar o próximo passo, para direcionar suas economias de forma correta. Afinal, ter uma idéia é sempre mais fácil do que executá-la e viver os desafios do dia a dia.

Quando falamos sobre marketing, empresas costumam fazer o planejamento SWOT antes de liberar investimentos para o desenvolvimento de novos produtos e abordam os seguintes elementos:

  • pontos positivos

    • quais serão os impactos positivos para quem consome o seu produto ou serviço? tenha isso claro antes de abrir um negócio.
  • pontos negativos

    • quais serão os possíveis impactos negativos para sua empreitada? antes do mercado perguntar sobre os fatores de risco, é melhor que você já prepare as respostas e esteja afiado para solucioná-las rapidamente.
  • oportunidades

    • Uma vez listados os pontos positivos e negativos, é hora de elencar as oportunidades que você já tenha em mente para o seu negócio, afinal, uma empresa precisará se renovar a cada ano e ter claramente seus objetivos traçados, para se diferenciais da concorrências.
  • ameaças

    • tenha em mente que uma boa idéia sempre gera respostas rápidas da concorrência. Se você está inovando, corra! pois sempre surgem concorrentes para copiar e melhorar a primeira fórmula apresentada. Você pode ser o pioneiro, mas isso não quer dizer que seja o melhor.  

Empreender é entender os desafios e riscos inerentes ao negócio, por isso, faça uma minuciosa pesquisa de mercado, confirme se a sua ideia de empresa interessa aos clientes, veja quem são seus concorrentes e o que estão fazendo, estabeleça um diferencial competitivo para se posicionar, verifique se há fornecedores para atender suas necessidades, faça pequenos testes para garantir a viabilidade da sua ideia, mensure os resultados e promova os ajustes necessários e chegue a uma versão final realmente exequível.

Sucesso e boa sorte!

empregosvagas de emprego

Comentários

Mais Lidas