MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Saiba quais são os cargos e áreas que mais contratam no Brasil

Levantamento foi realizado com base nos bancos de dados da Gupy, plataforma de recrutamento e seleção

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 04/08/2022, às 13h56

None
Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A busca por emprego é um dos maiores desafios para o trabalhador. Entender quais são as áreas e cargos com maior procura podem ajudar na formulação do currículo e saber onde estão as melhores oportunidades. Diante disso, a HR Tech divulgou um levantamento sobre os perfis das contratações e os locais com maior demanda, conforme os dados divulgados pela Gupy, plataforma de recrutamento e seleção, desde outubro de 2015 até junho de 2022.

Segundo o estudo, o setor que admitiu mais gente foi o varejista, com 20,37% das contratações. 

“Isso se dá pela natureza das vagas - a maioria é operacional e costuma ter um volume maior de posições por vaga, ou seja, mais de uma pessoa candidata pode ser contratada para a mesma vaga. Além disso, trata-se de um setor que costuma ter mais rotatividade nos postos de trabalho, o que faz com que as empresas varejistas precisem contratar um grande volume de profissionais regularmente e com uma certa agilidade”, explica a CEO e cofundadora da Gupy, Mariana Dias, ao G1.

Em seguida, aparece o setor de saúde com menos da metade do primeiro colocado (8,55%). Apesar de ser um dos setores mais valorizados do mercado, TI (Tecnologia da Informação) aparece apenas na terceira colocação (8,13%).

Dias aponta que o volume de empregos até poderia ser maior, mas por causa da demanda dos conhecimentos técnicos, a oferta é reduzida. 

Depois dos setores citados acima, aparecem os serviços financeiros (6,03%), atacado (5,97%), telecomunicações (4,53%), indústrias no geral (3,74%), serviços (3,19%) e educação (2,94%).

A área operacional das empresas foi a que gerou o maior volume de vagas de emprego: 26,23%, seguida das áreas de finanças e administração (17,13%), tecnologia (14,17%), comercial (12,65%), atendimento (7,18%), recursos humanos (3,57%), logística (3,56%), engenharia (3,19%) e comunicação e marketing (3,13%).

Em relação aos cargos, quem lidera é auxiliar (23,78%), operador (22,73%) e analista (20,21%). Depois deles surgem técnico (6,59%), especialista (4,88%), consultor (4,58%) supervisor (4,49%), estagiário (4,45%), gerente (3,12%), desenvolvedor (2,21%), coordenador (1,58%), jovem aprendiz (0,81%), trainee (0,42%) e diretor (0,15).

Mesmo com a popularização do home office com a pandemia, o trabalho presencial ainda é majoritário, com 90,5% das contratações.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesempregosvagas de emprego
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.