Tudo Sobre

Concurso Profissões e Cursos

Engenharia de Minas

Responsável pelos recursos minerais



Redação
Publicado em 29/01/2007, às 09h57

A Engenharia de Minas é o ramo da Engenharia que cuida da extração dos minérios da natureza e da separação de matérias-primas minerais úteis daquelas sem aproveitamento. Utilizando-se dos conhecimentos de diversos ramos da ciência, particularmente da Geologia, Química e da Física, dentre outros, o Engenheiro de Minas é o profissional encarregado de buscar os recursos minerais. É o profissional capacitado a fazer o planejamento e a supervisão da retirada de minérios do meio ambiente, por meio das mais diversas técnicas, como lavra a céu aberto, usando máquinas pesadas ou mesmo explosivos; lavra subaquática, por meio de dragagem ou lavra subterrânea, abrindo poços, túneis e galerias. Além disso, cuida da preparação desse material retirado (Tratamento de Minérios), concentrando e separando a parte que interessa (mineral ou minerais úteis) da parte que não tem valor (ganga - parte não aproveitável da massa de uma jazida mineral). Posteriormente à retirada, cuida da recuperação da área que foi minerada (Recuperação Ambiental de Área Degradada), deixando o meio ambiente recuperado, tornando-o igual ou melhor ao que foi encontrado antes da lavra da mina.

ÁREAS DE ATUAÇÃO

De acordo com o Engenheiro de Minas, Sérgio Médici de Eston, Chefe do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da Escola Politécnica da USP, o profissional dessa área possui uma ampla gama de atuação. “Ele pode trabalhar, desde em pesquisa geológica e geofísica (achar bens valiosos), passando por extração de minérios (lavra a céu aberto e em subsolo) até em tratamento (britagem, moagem, separação etc.). Atua, também, em economia mineral e bolsa de commodities. É o único profissional treinado a usar explosivos, atuando em minas, túneis, barragens, abertura de estradas, implosões etc.”, afirma. O educador acrescenta, ainda, que Engenheiros de Minas encontram campo de trabalho em empresas de mineração, de pequeno porte, como portos de areia e pedreiras menores, até grandes empresas. “Pode atuar em empresas com vocação para economia mineral; especializadas em produção de cimento; produtoras de minérios como mármore, granito, brita e cimento até produtoras de cobre, chumbo e níquel”, afirma Eston.

CURSO

Para qualificar-se como Engenheiro de Minas, é preciso concluir uma graduação superior na área, com duração de 5 anos. “Nosso curso conta com disciplinas básicas de Engenharia e específicas da área de mineração, como Mecânica de Rochas, Explosivos, Grandes Máquinas de Escavação, Moinhos e Britadores, Economia e Bolsa de Valores Minerais, Avaliação de Projetos etc. Há, ainda, estágio obrigatório e viagens de campo”, explica Eston, que completa: “o formado nesse segmento poderá atuar na área de Geologia, Engenharias de Produção, Civil ou Química de Superfícies.

CARREIRA

A melhor maneira de iniciar, profissionalmente, no setor, segundo o profissional da USP, é por meio de realização de estágios, ainda durante o curso. “Depois de formado, a escola mesmo já encaminha o recém-formado para empresas interessadas. No momento, há uma grande demanda por Engenheiros de Minas. Aliás, em geral, todo ano tem mais procura que oferta. Considero promissoras as seguintes áreas de atuação: lavra de minas, tratamento de minérios, simulação por computador, projetos por realidade virtual, geoestatística, caracterização tecnológica de matérias-primas minerais, mecânica de rochas e economia mineral”, analisa Eston.

Rogerio Jovaneli
Reportagem/SP

+ Resumo do Concurso Profissões e Cursos

Profissões e Cursos
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário:
Organizadora: www.saber.srv.br
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

29/01/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas