Tudo Sobre

Concurso Profissões e Cursos

Estatística

Contra números não há argumentos



Redação
Publicado em 23/11/2007, às 11h03

Diversidade de atuação é um dos grandes atrativos dessa carreira, que conta com possibilidades de trabalho em quase todas as áreas, das ciências naturais às sociais. Curso tem duração de quatro anos

Quanto a economia brasileira cresceu? E sobre o índice de desemprego no País? Qual a preferência dos eleitores para as próximas eleições? Perguntas como essas são respondidas com a ajuda do trabalho do Estatístico, profissional da área de Exatas que se utiliza de técnicas para fazer levantamentos e análises de informações, planejar e realizar experimentos e pesquisas em várias áreas.


Diariamente, os meios de comunicação (rádio, televisão, jornal impresso, revista e Internet) utilizam-se de dados levantados por esse profissional para explicar fatores envolvendo assuntos como inflação, previsão do tempo, nível de emprego e desemprego, de crescimento da indústria, economia, produção agrícola, porcentual de importações e importações de produtos, entre outros.


A Estatística também pode ser empregada como ferramenta fundamental em várias outras ciências. Na área médica, por exemplo, fornece metodologia adequada que possibilita decidir sobre a eficiência de um novo tratamento no combate à determinada doença.


“As principais atividades de um Estatístico são: coletar, organizar e analisar dados, planejar e realizar experimentos e pesquisas em várias áreas científicas, formular ou modelar solução para os mais variados e complexos problemas relacionados à melhoria e otimização de processos dentro de uma empresa”, afirma Cláudia Peixoto, presidente da Comissão de Graduação do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Perfil

Nessa profissão, é imprescindível que o profissional tenha facilidade para lidar com números, possua domínio em informática, boa comunicação oral e escrita. “A Estatística é um ramo da Matemática, desta forma o aluno deve ter afinidade com essa área”, ressalta Cláudia.

Áreas de atuação

A diversidade de atuação é um dos grandes atrativos dessa carreira, que conta com possibilidades de trabalho em quase todas as áreas, das ciências naturais às sociais.


O Estatístico estuda a evolução e as características da população, estabelece tábuas de mortalidade, analisa os fluxos migratórios, desenvolve estudos sobre a distribuição e incidência de doenças.


Grandes corporações e até mesmo empresas de pequenos negócios também buscam esse profissional para descobrir e avaliar novos conhecimentos que resultem em diferencial estratégico competitivo.


Na área de RH, o Estatístico realiza pesquisa de compatibilização entre os conhecimentos e habilidades dos empregados e as atividades desenvolvidas por eles; estuda os salários, as necessidades de treinamento, assim como a avaliação dos treinamentos realizados; propõe planos de avaliação de desempenho do quadro funcional; elabora planos de previdência complementar e de fundos de pensão; avalia planos de saúde etc.


O Estatístico também pode atuar como docente, ministrando disciplinas relacionadas à Estatística, pesquisando e desenvolvendo novas metodologias de análise estatística para os mais variados problemas práticos e teóricos.


Pode, ainda, prestar assessoria a pesquisadores de outras áreas, dando-lhes suporte científico, auxiliando-os na escolha da metodologia científica a ser adotada, no planejamento da pesquisa, na escolha qualificada dos dados, na análise das respostas etc.


O Estatístico possui um perfil adequado para trabalhar na monitoração e análise de mercado, em previsão de vendas, logística da distribuição, tomada de decisões relativas a preços e no desenvolvimento e avaliação de campanhas publicitárias.


“A atuação mais conhecida desse profissional está nos institutos de pesquisa de opinião, porém, devido à grande utilização da Estatística por profissionais de outras especialidades há um extenso campo de atuação tal como nas seguradoras, bancos, empresas do mercado financeiro, agências do governo, indústrias etc.”, analisa a presidente da Comissão de Graduação do IME-USP. 

Curso

A formação profissional do Estatístico, em nível de graduação, no Brasil, iniciou-se em 1953, quando foram criados os cursos de Bacharelado em Estatística na Escola de Estatística da Bahia e na Escola Nacional de Ciências Estatísticas no Rio de Janeiro. O curso tem duração de quatro anos.


“O Bacharelado em Estatística da USP é um curso diurno, com duração de quatro anos. Apesar de não ser obrigatório, todos os alunos dessa área fazem estágio”, conta Cláudia.

A formação acadêmica desse profissional está fundamentada em conhecimentos de Matemática, Computação, Cálculo e Teoria das Probabilidades, Técnicas e Métodos de Análise Estatística.


Veja, a seguir, algumas das disciplinas do curso de Bacharelado em Estatística da Universidade de São Paulo:


• Introdução à Probabilidade e à Estatística;

• Cálculo Diferencial e Integral;

• Álgebra Linear;

• Probabilidade;

• Inferência Estatística;

• Análise de Regressão;

• Introducão aos Processos Estocasticos;

• Tecnologia da Amostragem;

• Análise Multivariada de Dados;

• Estatística Documentária;

• Física;

• Introdução a Teoria da Informacão;

• Análise de Dados Categorizados;

• Matemática Concreta;

• Pesquisa de Mercado;

• Algoritmos em Grafos;

• Epidemiologia;

• Programação Linear;

• Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos;

• Simulação.

Mercado

A quantidade de profissionais formados em Estatística ainda é menor que o número de oportunidades no mercado. Trata-se de uma carreira extremamente promissora, principalmente por possibilitar a atuação em vários segmentos.


“A Estatística é hoje necessária em diversas áreas. O mercado de trabalho no momento oferece muitas vagas e não temos notícias de desempregados. Posso citar o mercado financeiro como um dos grandes contratantes de profissionais desse setor”, relata Cláudia.


“Talvez o ponto negativo que ainda podemos citar é o desconhecimento de muitas pessoas em relação às utilizações da estatística, o que dificulta a disseminação da área”, reclama a educadora da USP, que acrescenta: “acredito que o salário inicial esteja por volta de R$ 3.500,00. Profissionais que alcançam altos cargos da empresa podem ganhar, em média, uns R$ 8.0000,00”.

Estatística desde a antiguidade

Estatística é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa que entre outros tópicos envolve o planejamento do experimento a ser realizado, a coleta qualificada dos dados, a inferência, o processamento, a análise e a disseminação das informações.


Apesar de ser uma ciência relativamente recente na área da pesquisa, ela remonta à antiguidade, quando operações de contagem populacional já eram utilizadas para obtenção de dados sobre os habitantes, riquezas e poderio militar da população.


Após a idade média, os governantes na Europa Ocidental, preocupados com a difusão de doenças endêmicas que poderiam devastar povos e crendo que o tamanho da população poderia afetar o poderio militar e político de uma nação, começaram a obter e armazenar informações sobre batizados, casamentos e funerais.


Entre os séculos XVI e XVIII as nações, com aspirações mercantilistas, começaram a buscar o poder econômico como forma de poder político. Os governantes, por sua vez, viram a necessidade de coletar dados estatísticos sobre variáveis econômicas tais como: comércio exterior, produção de bens e de alimentos.

Rogerio Jovaneli/SP

+ Resumo do Concurso Profissões e Cursos

Profissões e Cursos
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Alfabetizado, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior, Não informado
Faixa de salário:
Organizadora: www.dinamicaconsultoria.com.br

+ Agenda do Concurso

22/11/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas