MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Balança comercial de abril de 2023 supera ano anterior no Brasil em R$ 8,2 Bilhões

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, divulgados nesta terça (2) a balança comercial apresentou aumento de 5,5% em abril deste ano

Notas de dinheiro
Notas de dinheiro - Canva
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 03/05/2023, às 14h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) nesta terça-feira (2), a balança comercial brasileira apresentou um superávit de US$ 8,225 bilhões em abril, um aumento de 5,5%. 

As exportações do mês totalizaram US$ 27,365 bilhões, enquanto as importações foram de US$ 19,14 bilhões, resultando em uma corrente de comércio de US$ 46,505 bilhões.

No período de janeiro a abril, as exportações cresceram 1,8%, chegando a US$ 103,54 bilhões, enquanto as importações diminuíram 2,2%, totalizando US$ 79,47 bilhões. Isso resultou em um superávit comercial de US$ 24,07 bilhões, um aumento de 17,9%, e uma corrente de comércio estável de US$ 183,01 bilhões.

Diminuição das exportações no país 

Em relação à média do mesmo mês do ano passado, as exportações diminuíram 0,3%, com US$ 1.524,72 bilhões em 2022 e US$ 1.520,28 bilhões em 2023. As importações também diminuíram 2,6%, com média de US$ 1.063,35 bilhões em abril de 2023 em comparação com US$ 1.091,73 bilhões em abril de 2022.

A média diária da corrente de comércio em abril deste ano foi de US$ 2.583,63 milhões, enquanto o saldo médio diário foi de US$ 456,93 milhões. Comparado com a média de abril de 2022, houve uma queda de 1,3% na corrente de comércio.

Maiores parceiros comerciais em abril 

Entre os parceiros comerciais, as exportações para a Argentina tiveram o maior aumento, com 38,3%, totalizando US$ 1,66 bilhão. As exportações para China, Hong Kong e Macau cresceram 5,3%, totalizando US$ 9,36 bilhões. Já as exportações para os Estados Unidos diminuíram 7,6%, com US$ 2,57 bilhões, e para a União Europeia, a queda foi de 12,2%, com US$ 3,46 bilhões.

Comparado ao mesmo mês do ano anterior, as exportações em abril deste ano tiveram um aumento de 13,7% na agropecuária, totalizando US$ 59,47 milhões, e uma queda de 6,6% na indústria extrativa, com resultado negativo em US$ 20,52 milhões, e nos produtos da indústria de transformação, com resultado negativo em US$ 48,66 milhões.

Isso foi impulsionado pela diminuição na venda de óleos brutos de petróleo ou minerais betuminosos, crus, minério de ferro e seus concentrados; óleos combustíveis de petróleo ou minerais betuminosos (exceto óleos brutos); na carne bovina fresca, refrigerada ou congelada; ouro, produtos semiacabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço.

*Com informações da Agência Brasil 

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.