MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Brasil bate recordes na indústria de petróleo e gás em junho de 2023

Crescimento expressivo posicionou o Brasil no topo da produção de petróleo já registrada, ultrapassando o recorde anterior. Produção no pré-sal foi um dos principais impulsionadores

Produção no pré-sal foi um dos principais impulsionadores desse crescimento
Produção no pré-sal foi um dos principais impulsionadores desse crescimento - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 01/08/2023, às 22h16

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No mês de junho de 2023, o Brasil alcançou um marco significativo na indústria de petróleo e gás, registrando a maior produção total já registrada. Segundo o Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural, divulgado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o país produziu 4,324 milhões de barris de óleo equivalente por dia (Mmboe/d).

Desse total, 3,367 milhões de barris por dia (MMbbl/d) correspondem à produção de petróleo, enquanto 152,258 milhões de metros cúbicos por dia (MMm³/d) referem-se à produção de gás natural. Em comparação com o mês anterior, a produção de petróleo registrou um aumento de 5,2%, e em relação a junho de 2022, o crescimento foi de 19%.

Esse crescimento expressivo posicionou o Brasil no topo da produção de petróleo já registrada, ultrapassando o recorde anterior que havia sido estabelecido em janeiro de 2023, quando foram produzidos 3,274 MMbbl/d.

+++ Tarcísio anuncia privatização da Sabesp e conta de água pode ficar mais cara

Produção no pré-sal foi um dos principais impulsionadores desse crescimento

A produção de gás natural também alcançou patamares históricos, apresentando um aumento de 5,4% em relação ao mês anterior e um crescimento de 14,6% em comparação com junho de 2022. O volume registrado em junho superou o recorde anterior, estabelecido em outubro de 2022, quando foram produzidos 149 MMm³/d.

A produção no pré-sal foi um dos principais impulsionadores desse crescimento, atingindo 3,243 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), correspondendo a impressionantes 75% da produção brasileira total. Os campos marítimos foram responsáveis por 97,6% da produção de petróleo e 83,2% da produção de gás natural. A Petrobras, sozinha ou em consórcio com outras empresas, foi responsável por 88,3% do total produzido.

Outro dado relevante é que o aproveitamento do gás natural alcançou 97% em junho, com 55,40 milhões de m³/d disponibilizados ao mercado e uma queima de 4,58 milhões de m³/d. Esse valor representa um aumento de 10,7% na queima em relação ao mês anterior e de 5,4% em comparação com junho de 2022.

O Campo de Tupi, localizado no pré-sal da Bacia de Santos, se destacou como o maior produtor de petróleo e gás, registrando uma produção de 790 mil bbl/d de petróleo e 37,78 milhões de m³/d de gás natural. A instalação com a maior produção de petróleo e gás foi a FPSO Guanabara na jazida compartilhada de Mero, com 177,029 mil bbl/d de petróleo e 11,35 milhões de m³/d de gás.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.