MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Brasil ocupa o top 10 dos maiores países do mundo. Veja ranking

A economia do Brasil retomou o posto das 10 maiores economias do planeta ultrapassando o Canadá

Brasil ocupa o top 10 dos maiores países do mundo. Veja ranking
Agência Brasil
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 06/06/2023, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em um ranking que não distingue países desenvolvidos de emergentes, o Brasil retoma sua posição de destaque ao figurar novamente entre as maiores economias do mundo em 2023. Muitas vezes associada apenas às nações do primeiro mundo, a lista das maiores economias leva em consideração critérios específicos e avalia diversos fatores além do desenvolvimento econômico.

Acompanhe agora as 10 maiores economias do mundo em 2023:

  1. Estados Unidos — US$ 18,6 trilhões;
  2. China — US$ 11,2 trilhões;
  3. Japão — US$ 4,9 trilhões;
  4. Alemanha — US$ 3,4 trilhões;
  5. Reino Unido — US$ 2,6 trilhões;
  6. França — US$ 2,5 trilhões;
  7. Índia — US$ 2,2 trilhões;
  8. Itália — US$ 1,8 trilhão;
  9. Brasil — US$ 1,8 trilhão;
  10. Canadá — US$ 1,5 trilhão.

+Pagamento de férias pode DOBRAR se empregador cometer ESTE erro

Após ocupar o 13° lugar em 2021, o Brasil retorna ao top 10 das maiores economias do mundo, alcançando a 9ª posição no primeiro trimestre de 2022, com um PIB de US$ 1,8 trilhão. O crescimento de 1% do PIB brasileiro no primeiro trimestre de 2022, aliado a um índice de desemprego de 9,8%, destaca o setor de agronegócio como um dos principais impulsionadores da economia.

Na época, o país se destacava como um dos principais exportadores de produtos como soja, carne e suco de laranja. Além disso, o setor mineral e a indústria petrolífera contribuíram significativamente para a expansão econômica, com empresas como a Vale e a Petrobras registrando lucros expressivos, totalizando R$ 227,8 bilhões apenas em 2021.

A valorização do real em relação ao dólar foi um dos fatores que impulsionou o aumento do PIB brasileiro. A taxa de juros mais elevada no Brasil, em comparação com as taxas dos Estados Unidos, atraiu investidores estrangeiros, resultando em um influxo de capital em dólar para o país. Esse aumento na circulação da moeda norte-americana levou à desvalorização do dólar em relação ao real.

Outro fator relevante foi o crescimento das exportações de commodities, como aço, carne e soja, impulsionado pela incerteza global causada pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Como o Brasil é um importante produtor desses produtos, houve um aumento na demanda de exportação, gerando um influxo maior de dólares e fortalecendo a economia nacional.

+Como participar do Desenrola para pagar minhas dívidas? Veja como se inscrever

Assim, o Brasil retorna ao seleto grupo das 10 maiores economias do mundo, demonstrando sua resiliência e capacidade de se posicionar em um cenário global desafiador.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Emprego no JC Concursos 

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.