MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Brasil volta a ocupar o top 50 dos países mais inovadores no mundo. Veja ranking

Segundo Índice Global de Inovação (IGI) divulgado hoje (27) o Brasil voltou a ocupar depois de 12 anos o top 50 dos países mais inovadores do mundo

Homem com a bandeira do Brasil
Homem com a bandeira do Brasil - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 27/09/2023, às 11h25

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Brasil voltou a ocupar, após 12 anos, o top 50 dos países mais inovadores do mundo, é o que aponta o Índice Global de Inovação (IGI). O país ganhou cinco posições e ficou em 49º lugar entre 132 países em comparação ao ranking de 2022.  

Quando comparado aos países da América Latina, o Brasil passou a ocupar a primeira posição, chegando a superar o Chile, que ocupava o topo do ranking no ano passado. 

A Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em colaboração com o Instituto Portulans e o apoio de parceiros internacionais, incluindo a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) no Brasil, divulgou hoje em Genebra os dados mais recentes do Índice Global de Inovação (IGI).

Essa pesquisa foi lançada simultaneamente durante a abertura do 10º Congresso Internacional de Inovação da Indústria, organizado pela CNI e pelo Sebrae, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Embora o Brasil tenha melhorado sua posição no IGI pelo terceiro ano consecutivo, seu desempenho ainda não está à altura do potencial do país, atualmente classificado como a 10ª maior economia do mundo. Vale destacar que a melhor classificação do Brasil no IGI foi alcançada em 2011, quando ocupou a 47ª posição.

Os dez países líderes no índice incluem a Suíça, Suécia, Estados Unidos, Reino Unido, Singapura, Finlândia, Holanda, Alemanha, Dinamarca e Coreia do Sul. Essa classificação anual existe desde 2007. 

Entre os países do BRICS, o Brasil está na terceira posição, à frente da Rússia (51º lugar) e da África do Sul (59º). A China ocupa a 12ª posição, enquanto a Índia está em 40º lugar.

O Brasil liderou a inovação na América Latina e Caribe, superando o Chile e o México, de acordo com o Índice Global de Inovação (IGI). O país ganhou cinco posições no ranking, destacando-se em serviços governamentais online, participação eletrônica e unicórnios (startups avaliadas em US$ 1 bilhão). 

O IGI avalia insumos e resultados de inovação, e o Brasil tem se destacado na categoria de resultados nos últimos anos, desde 2007. 

O Índice Global de Inovação (IGI) é elaborado por meio de um cálculo que divide os indicadores em duas categorias distintas: "insumos de inovação" e "resultados de inovação" (outputs), sendo que cada indicador possui um peso específico. 

Os insumos representam as condições e elementos disponíveis para sustentar atividades de inovação, abrangendo aspectos como educação, ambiente de negócios e a disponibilidade de mão de obra especializada. 

Por outro lado, a segunda categoria, a de resultados, avalia o desempenho dos países em termos de inovações provenientes da produção científica, englobando áreas como patentes, novos produtos, serviços e processos inovadores.

+ Você sabe quanto ganha um influenciador? Vejo os MAIS BEM PAGOS do mundo

Veja ranking

Abaixo, confira os dez países mais inovadores e a posição do Brasil, de acordo com o Índice Global de Inovação (IGI).

  • 1º - Suíça
  • 2º - Suécia
  • 3º - Estados Unidos
  • 4º - Reino Unido
  • 5º - Singapura
  • 6º - Finlândia
  • 7º - Holanda
  • 8º - Alemanha
  • 9º - Dinamarca
  • 10º - Coreia do Sul
  • 49º - Brasil

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.