MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Caged divulga 211 mil empregos gerados em setembro; Comércio e Serviços lideram contratações

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgou os números referentes à geração de empregos formais no mês de setembro. Saldo do ano é positivo

Carteira de trabalho em cima de várias notas de cem reais
Carteira de trabalho em cima de várias notas de cem reais - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 30/10/2023, às 17h19

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nesta segunda-feira, 30 de outubro de 2023, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgou os números referentes à geração de empregos formais no mês de setembro, revelando a criação de 211 postos de trabalho. Os dados apontam um saldo positivo, com o setor de Comércio e Serviços liderando as contratações.

Segundo o relatório, o mês registrou a criação de 211.764 empregos formais, resultado de 1.917.057 admissões e 1.705.293 desligamentos. No acumulado do ano, foram gerados 1.599.918 postos de trabalho formais, elevando o estoque total recuperado para o Caged, atingindo a marca de 44.044.343 empregos.

O saldo positivo no mês foi observado em todos os cinco grandes grupos de atividades econômicas, com o setor de serviços se destacando, contribuindo com 46% do saldo positivo de empregos, distribuídos nos 27 estados da federação. Dos postos de trabalho gerados, 176.860 foram considerados típicos, enquanto 34.904 foram classificados como não típicos.

+Saiu o resultado do Concurso PM SP: saiba como consultar a classificação preliminar

Empregos formais por estados

As Unidades Federativas com os maiores saldos foram:

  • São Paulo, que gerou 47.306 postos (+0,35%)
  • Pernambuco, com 18.864 postos (+1,35%)
  • Rio de Janeiro, com a geração de 7.998 postos (+0,51%)

Em contrapartida, as menores gerações de postos ocorreram no:

  • Amapá, com 1.027 postos gerados (+1,27%)
  • Roraima, com 763 postos (+1,00%)
  • Acre, com a geração de 360 postos (+0,37%)

Destaque por setores

No Caged Setorial, o setor de Serviços foi o principal destaque, registrando um saldo positivo de 98.206 postos formais no mês, com ênfase em áreas como Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas.

Em segundo lugar, o setor de Comércio gerou 43.465 postos de trabalho, impulsionado pelo Comércio Varejista de Mercadorias em Geral, com Predominância de Produtos Alimentícios – Supermercados e Hipermercados.

A Indústria seguiu em terceiro lugar, com um saldo de 43.214 postos de trabalho, e a Construção Civil em quarto, com 20.941 empregos gerados. Por fim, a Agropecuária foi o setor de menor geração no mês, apresentando um saldo positivo de 5.942 postos formais, com destaque para áreas como o cultivo de cana-de-açúcar, soja e laranja.

Acumulado do ano é positiva

No acumulado do ano, a geração de empregos foi igualmente positiva nos cinco grandes grupamentos de atividades econômicas e nos 27 estados. São Paulo se destacou com um saldo de 433.962 postos gerados, seguido por Minas Gerais, com 183.414 postos, e Rio de Janeiro, com 123.028 postos.

Em relação aos setores, o destaque foi para o setor de Serviços, com um saldo positivo de 870.320 postos formais, seguido pela Construção Civil e Indústria. O Comércio apresentou um saldo de 144.126 postos de trabalho, e a Agropecuária também teve um desempenho positivo, gerando 111.336 postos.

Além disso, os dados revelaram um saldo positivo de emprego tanto para mulheres quanto para homens, assim como para a População com Deficiência (PCD) e grupos étnicos diversos. Quanto aos salários, o salário médio real de admissão em setembro foi de R$2.032,07, apresentando estabilidade em comparação com os meses anteriores.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.