MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

CET suspende rodízio em São Paulo. Saiba o motivo

Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) comunicou suspensão do sistema de rodízio municipal de veículos; carros com placas finais 1 e 2 estão liberados

Carros durante engarrafamento
Carros durante engarrafamento - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/05/2023, às 14h27

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em conjunto com a Prefeitura de São Paulo, comunicam que, nesta segunda-feira (29), não será aplicado o sistema de rodízio municipal de veículos.  

Com isso, os veículos que possuem placas finais 1 e 2 estão autorizados a circular normalmente. No entanto, é importante ressaltar que os corredores e faixas exclusivas permanecem restritos e não podem ser utilizados pelos veículos. 

O rodízio para caminhões continua em vigor, assim como as áreas de restrição máxima de circulação para caminhões (ZMRC) e fretados (ZMRF).

+ Greve de ônibus em SP: sindicato explica motivo

Saiba o motivo 

Na manhã desta segunda-feira (29), ocorreu uma paralisação que atrasou a saída de nove empresas de ônibus em São Paulo, causando transtornos para os usuários do transporte público na capital. Como resultado, o sistema de rodízio municipal de veículos foi suspenso.

De acordo com informações da SPTrans, houve demora na saída dos ônibus de nove concessionárias, porém, por volta das 5h40, a operação começou a retornar ao normal. Aproximadamente 700 mil passageiros foram afetados pelo atraso nas partidas dos ônibus. Os motoristas e cobradores estão reivindicando melhorias salariais.

Em comunicado, a SPTrans informou que solicitou o apoio da polícia nas garagens e que irá registrar um boletim de ocorrência para responsabilizar os envolvidos na interrupção de um serviço essencial para a população.

Como funciona o rodízio?

O término da placa do automóvel é que determina o rodízio de veículos. Os motoristas precisam consultar o número final da placa para saber se é permitido transitar com o veículo no dia. Confira como funciona as restrições:

  • Segundas-feiras: placas finais 1 e 2;
  • Terças-feiras: placas finais 3 e 4;
  • Quartas-feiras: placas finais 5 e 6;
  • Quintas-feiras: placas finais 7 e 8; e
  • Sextas-feiras: placas finais 9 e 0.

Qual é a multa para quem descumprir?

Aqueles que descumprirem o rodízio de veículos em São Paulo podem receber uma multa de trânsito no valor de R$ 130,16. A infração é considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o proprietário do carro pode ganhar quatro pontos da CNH. O documento de habilitação é suspenso ao atingir 20, 30 ou 40 pontos, dependendo do cometimento de infrações gravíssimas nos últimos 12 meses, a concessão para dirigir é suspensa por ao menos seis meses. 

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.