MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Cobrança automática por km rodado pode se tornar uma realidade em SP; saiba mais

O governo de São Paulo junto com a concessionária Ecopista estão testando a cobrança automática por km rodado na Rodovia Ayrton Senna; Entenda o Projeto

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 12/04/2022, às 15h05

Cobrança automática por km rodado pode se tornar uma realidade em SP; saiba mais
Cobrança automática por km rodado pode se tornar uma realidade em SP; saiba mais - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Os motoristas podem passar a ser cobrados por um trecho percorrido em uma rodovia de São Paulo. É que o Governo de São Paulo iniciou os testes do pedágio por cobrança automática por km rodado no estado paulistano. 

O projeto do Governo de SP em parceria com a Ecopistas, anunciaram o projeto-piloto de um pedágio free flow na Rodovia Ayrton Senna. Com a tecnologia, a cobrança para os motoristas será realizada de maneira automática e por quilômetro rodado.

+++ IPVA 2022: confira calendário de vencimento da 3º parcela que tem início nesta segunda (11)

Cobrança automática por km rodado em SP; Saiba como irá funcionar 

A novidade está sendo testada na Rodovia Ayrton Senna (SP-070). Em nota enviada à imprensa, o governo informou que a primeira fase consiste na realização de teste de performance do equipamento para saber a capacidade de identificação do tamanho, categorias e quantidades de eixos dos veículos que circulam pelo local. Neste momento, a cobrança ainda é realizada aos motoristas na praça de pedágio. 

O processo de identificação é todo realizado por meio de câmaras, que localizam os veículos assim que eles passam pelo pórtico, fotografando-os por meio de sensores que utilizam a tecnologia de reconhecimento de imagem (OCR) com o intuito de realizar a leitura das placas dos carros, motos, caminhões e outros. Logo após esse processo, um scanner a laser fica encarregado de dimensionar e verificar qual a categoria dos veículos em tempo real. 

Um equipamento é instalado no pórtico da rodoviária, que reúne câmeras especiais e fica responsável ainda por identificar os veículos mesmo em condições de pouca visibilidade. 

O processo é complementado com o reconhecimento das tags por meio das antenas que agrupa todos os dados, incluindo as imagens capturadas pelas câmaras das rodovias, reunindo e processando essas informações em um sistema central. Neste caso, a tarifa será calculada depois desse processo de avaliação e de acordo com a distância percorrida pelo motorista na via.  

Solução para uma melhoria na fluidez do trânsito 

Além do teste no km 31,5 da SP-070 (Ayrton Senna), analisado por técnicos da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), o governo estuda utilizar as informações para as próximas etapas para a expansão da tecnologia no estado de São Paulo. 

A ideia do governo e da concessionária Ecopista é garantir um trânsito com maior fluidez e mais segurança viária para quem transita nas rodovias no estado. 

Notícia útil para o seu estado. Você também pode conferir outras notícias de São Paulo/SP aqui

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.