Como escolher um concurso público? Veja algumas dicas para definir o cargo ideal

Com diversidade de informações, muitos candidatos ficam perdidos em escolher um concurso público. Antes de mais nada, o planejamento é a principal dica para quem deseja virar um servidor público

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 04/10/2021, às 11h04

None
Divulgação

O JC Concursos informa, diariamente, as principais informações sobre os concursos públicos no Brasil. Aqui você fica informado desde a publicação de um edital ou a abertura e encerramento de inscrições até o acompanhamento para a preparação do processo seletivo. Com essa quantidade enorme de notícias, é comum que os concurseiros iniciantes se percam e iniciem os seus estudos sem planejar os passos para passar no cargo almejado. Por isso, preparamos algumas dicas para você escolher o concurso público ideal para a sua futura carreira de servidor.

O principal erro dos concurseiros iniciantes é a falta de foco. Em muitos casos, devido a crise de emprego no Brasil, as pessoas decidem entrar no funcionalismo público e começam a estudar para os concursos. Porém, ao invés delas traçarem uma estratégia para conquistar o seu objetivo, elas se inscrevem na maior quantidade possível de certames. 

Como o candidato não tem um foco nos estudos, ele acaba diversificando demais a oferta e não consegue se destacar nas provas. Com isso, logo vem a frustração de não conseguir ser aprovado e acaba desistindo do sonho de virar um servidor público. 

Por exemplo, escolher um concurso da carreira policial e ao mesmo tempo querer estudar para a carreira fiscal é algo que pode prejudicar o desempenho do concurseiro. Já que são áreas completamente diferentes e as disciplinas cobradas em cada uma possuem pouquíssima semelhança.

Definir uma área profissional

Deste modo, a nossa primeira dica é escolher uma área profissional para dedicar os seus estudos. Com a definição de uma área, o concurseiro consegue organizar melhor a sua rotina de estudos, uma vez que os concursos de uma determinada área costumam ter o mesmo conteúdo programático. Portanto, ao estudar para uma prova, o candidato estuda para as outras também.

Os concursos públicos são divididos por área, isto é, os órgãos e entidades classificados nessas áreas desempenham atividades parecidas. Desta forma, o que cai na prova de um certame, provavelmente pode cair na avaliação de outro.

Confira abaixo, as áreas de concursos públicos disponíveis para consultado no JC Concursos:

Analisar nível de escolaridade e formação

A nossa segunda dica é que o concurseiro deve analisar o nível de escolaridade e a formação exigida para cada concurso público. Diversos cargos que exigem nível superior, normalmente formação em uma área específica. Por exemplo, as carreiras jurídicas exigem formação em direito; alguns cargos fiscais exigem formação em contabilidade.

Vale destacar que há certames que exigem apenas ensino médio ou aqueles que pedem nível superior, mas não especificam a formação do candidato. Logo, é preciso entender se a área escolhida oferece oportunidades para sua formação, ou se vale a pena tentar um cargo de nível médio mesmo tendo concluído uma pós-graduação.

Por que entrar em um concurso de nível médio mesmo com formação superior? Você deve estar se perguntando. Há processos seletivos de nível médio, principalmente em tribunais que oferecem ótimos salários, acima de R$ 5 mil, inclusive. Em contrapartida, há seleções que exigem nível superior com formação específica que a remuneração não chega a R$ 3 mil. 

Por isso, é fundamental que o candidato analise com carinho em qual área e concurso que ele deve entrar. Visto que há certames que oferecem melhores salários mesmo sendo de nível médio. Portanto, o planejamento é muito importante para ter sucesso em concursos.

Afinidade com a área

Terceira dica. Com a escolha da área e dos concursos, é importante o candidato ter afinidade com a área. Afinal de contas, ele pode exercer a mesma atividade por um bom período de tempo, algo em torno de 20 a 30 anos. Logo, se você ingressar em uma área que não tenha afinidade é possível que você peça exoneração do cargo em pouco tempo. Assim, a sua batalha para ser um funcionário público foi em vão.

Outro motivo para ter afinidade com o cargo é em relação ao estudo. Estudar um grupo de disciplinas que você gosta é mais fácil do que estudar aquilo que não entra na sua cabeça. Se você, concurseiro, é da área de exatas, estude concursos da área fiscal, por exemplo. Se for de humanas, procure certames da área de educação. Desta forma, aumenta as possibilidades de estudar com o máximo de eficiência.

Conheça o cargo almejado

E a nossa última dica é que você conheça o cargo que deseja ingressar. Procure saber como é o dia a dia no órgão, como são as rotinas de trabalho, quais são as perspectivas da carreira, etc. Além disso, busque conhecer melhor a área e o cargo pretendido e assim terá mais segurança sobre qual caminho trilhar.

Para você ter essas informações há dois caminhos: conversar com alguém que já trabalha nessa área ou assistir a vídeos e lives de servidores que contam como funciona o ambiente de trabalho na repartição. Em relação ao último tópico, o conteúdo pode ser assistido em portais de curso de preparação para concursos públicos.

Com essas informações em mãos, você pode se preparar melhor para o concurso público dos seus sonhos e conquistar seu objetivo. Gostou das nossas dicas? Comente o que você faz para se preparar nos concursos.

+++Acompanhe as principais informações sobre o mundo dos concursos públicos no JC Concursos

concursosconcursos publicos

Comentários

Mais Lidas