MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Confiança dos consumidores sobe em fevereiro e conquista maior nível desde agosto

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) apresentou uma variação positiva devido a uma melhora na percepção da população no momento atual e futuro

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 22/02/2022, às 09h09

Confiança dos consumidores sobe em fevereiro e conquista maior nível desde agosto
Confiança dos consumidores sobe em fevereiro e conquista maior nível desde agosto - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 2,9 pontos em fevereiro e atingiu a marca de 77 pontos, o maior nível desde agosto de 2021, que conquistara 81,8 pontos. Em relação a médias móveis trimestrais, o índice avançou 0,7 ponto e chegou a 75,5 pontos. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (22), pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A coordenadora das Sondagens da FGV, Viviane Bittencourt, relata que a melhora da confiança dos consumidores foi influenciada por avaliação menos negativa da sobre o momento atual, além de um aumento nas expectativas em relação aos próximos meses. 

“O destaque foi o aumento da intenção de compras de bens duráveis, em queda há cinco meses consecutivos. O resultado positivo pode ter sido influenciado pelo Auxílio Brasil nas faixas de renda mais baixas, perspectivas mais favoráveis sobre o mercado de trabalho e situação econômica que voltaram a ficar mais otimistas, com indicadores superando o nível neutro de 100 pontos”, afirma Bittencourt.

Apesar da melhora do humor do consumidor brasileiro, Viviane pede cautela uma vez que o nível do ICC ainda está baixo em termos históricos. Além disso, o comportamento volátil dos consumidores nos últimos meses indicam um nível de incerteza bastante elevado. Com isso, o índice se mantém com uma tendência mais baixa de confiança no curto prazo. 

O que é ICC?

O ICC é uma pesquisa mensal realizada pelo FGV-Ibre que procura compreender o sentimento do consumidor em relação à situação geral da economia e de suas finanças pessoais

A confiança do consumidor atua como fator redutor ou indutor do crescimento econômico, sendo um indicador útil na antecipação dos rumos da economia no curto prazo.

A pesquisa procura avaliações e previsões dos consumidores a respeito da situação econômica local e da própria família no momento da pesquisa e nos seis meses seguintes.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.