MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Confira quem tem prioridade na fila de espera para receber o Auxílio Brasil

Atualmente, cerca de 3 milhões de pessoas estão na fila de espera para receber o Auxílio Brasil. Determinados grupos têm prioridade de ingresso no programa, feito a partir do Cadastro Único

MYLENA LIRA | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 26/06/2022, às 08h54

Auxílio Brasil: cerca de 3 milhões estão na fila de espera do programa
Auxílio Brasil: cerca de 3 milhões estão na fila de espera do programa - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Atualmente, cerca de 3 milhões de pessoas estão na fila de espera para receber o Auxílio Brasil, programa social de transferêcia de renda criado pelo governo federal para substituir o antigo Bolsa Família. Portanto, a fila de espera está maior do que quando o benefício foi lançado, no final de 2021. Isso é resultado do aumento do número de famílias em extrema pobreza.

Só nos últimos três meses, a quantidade de pessoas nessa situação subiu de 17 para 18,4 milhões, segundo revelou o UOL hoje. Portanto, 1,4 milhão de famílias tiveram a sua condição financeira piorada de fevereiro para cá. No mês passado, de acordo com dados do Ministério da Cidadania, do total de famílias em extrema pobreza, havia 2,2 milhões que não recebiam o Auxílio Brasil.

Hoje, os beneficiários ganham pelo menos R$ 400 e a fila de espera pela quantia será vencida de acordo com a disponibilidade orçamentária. Alguns critérios são adotados durante a seleção, feita a partir do Cadastro Único, e determinados grupos têm prioridade de ingresso no programa.

Auxílio Brasil: quem tem prioridade?

Além de levar em conta a identificação dos municípios com menor cobertura, priorizando os moradores com menor renda familiar mensal per capita; a presença de mais membros menores de 18 anos; e famílias que estejam habilitadas de forma ininterrupta há mais tempo, são considerados prioritárias:

  • famílias com integrantes em situação de trabalho infantil;
  • famílias com integrantes libertos de situação análoga à de trabalho escravo;
  • famílias quilombolas;
  • famílias indígenas;
  • famílias com catadores de material reciclável; e
  • outras categorias, quando permitidas e fundamentadas pelo Ministério da Cidadania.

Vale ressaltar que são dois os requisitos básicos para estar apto a receber o benefício social: 1-ser membro de famílias em situação de extrema pobreza, com renda familiar mensal por pessoa igual ou inferior a R$ 105; ou 2-de famílias em situação de pobreza, com renda familiar per capita mensal entre R$ 105,01 e R$ 210 - desde que tenha, necessariamente, gestantes, nutrizes ou pessoas com idade até 21 anos que tiverem concluído a educação básica ou estejam nela matriculadas neste último caso.

Como solicitar o Auxílio Brasil?

Não há um cadastro específico, basta a pessoa estar inscrita no Cadastro Único. Para integrar o CadÚnico é só comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo ou a um dos postos de atendimento do CadÚnico. É exigida a comprovação da situação de pobreza ou de extrema pobreza.

O registro pode ser iniciado de forma online, por meio do aplicativo CadÚnico, disponível para smartphone ou tablet com sistemas operacionais Android e iOS. Feito o pré-cadastro, é preciso comparecer, em até 120 dias, ao CRAS para complementar os dados.

Os cidadãos que preencherem as condições são selecionados automaticamente pelo governo. Para saber se foi selecionado, o interessado pode consultar o aplicativo Caixa Tem ou ligar no Atendimento CAIXA pelo telefone 111.

+MTP oferece curso online sobre legislação de empregada doméstica; Saiba seus direitos

Benéficios extras do Auxílio Brasil

Além do valor mínimo de R$ 400, os beneficiários do Auxílio Brasil podem ter direito a outros valores caso o núcleo familiar atenda a outras condições específicas. Confira a seguir cada um dos benefícios que integram o programa:

  • Benefício Composição Familiar - Paga R$ 65 quando há na família gestantes ou pessoas com idade entre 3 e 21 anos incompletos;
  • Benefício Primeira Infância - Consiste no repasse de R$ 130,00 por criança com idade entre 0 e 36 meses que integre o grupo familiar;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza - Valor mínimo calculado por integrante e pago por família beneficiária do Programa Auxílio Brasil cuja renda familiar mensal per capita, calculada após o acréscimo dos benefícios financeiros, for igual ou inferior ao valor da linha de extrema pobreza;
  • Auxílio Criança Cidadã - Concedido o valor de R$ 200 ou R$ 300 para acesso da criança, em tempo integral ou parcial, às creches que ofertem educação infantil;
  • Benefício Compensatório de Transição - Concedido às famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família que tiverem redução no valor financeiro total dos benefícios recebidos em decorrência do enquadramento na nova estrutura de benefícios financeiros previstos no Programa Auxílio Brasil;
  • Auxílio Esporte Escolar - Auxílio financeiro de R$ 2.200 concedido às famílias integrantes do Auxílio Brasil que apresentem, em sua composição, atletas que se destacarem em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros. Saiba mais aqui sobre o auxílio esporte escolar;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior - Repasse de R$ 2.200 aos estudantes, integrantes das famílias que recebam os benefícios do Auxílio Brasil, que se destacarem em competições acadêmicas e científicas, de abrangência nacional, vinculadas a temas da educação básica;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural - Concedidas parcelas mensais de R$ 200 para incentivo à produção, doação e consumo de alimentos saudáveis pelos agricultores familiares que recebam os benefícios Auxílio Brasil; e
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana - Paga R$ 200 por mês àqueles que recebem os benefícios Auxílio Brasil, desde que comprovem vínculo de emprego formal.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos. 

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.