MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Conheça 3 práticas diárias que turbinam o seu cérebro para os estudos

Algumas ações são negligenciadas por muitos concurseiros durante a preparação, mas podem alavancar os estudos rumo à posse no cargo desejado. Confira quais práticas diárias incluir na rotina

MYLENA LIRA | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 25/04/2022, às 19h10

Práticas diárias para turbinar os estudos: homem faz anotação
Práticas diárias para turbinar os estudos: homem faz anotação - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Após um período de escacez no mundo dos concursos públicos, ocasionado principalmente pela pandemia do coronavírus, o ano de 2022 começou aquecido, com a retomada de diversos certames que haviam sido suspensos e a publicação de inúmeros novos editais. Atualmente, existem cerca de 3 mil concurso em andamento em todo o país, nas mais diversas regiões e voltados a todos os níveis escolares. Para não deixar passar as oportunidades e ter mais chances de conseguir o cargo desejado, é preciso uma boa preparação. O JC Concursos indica neste artigo três práticas diárias que turbinam o cérebro para os estudos.

Resolver inúmeras questões, fazer revisão periodicamente para não esquecer o que foi estudado e ter um ambiente de estudo organizado é fundamental. Porém, existem ações que não estão ligadas diretamente ao processo de ensino e aprendizagem, mas que, igualmente, exercem papel essencial no caminho rumo à posse. Contudo, são negligenciadas por muitos concurseiros. Então, se você quer ter mais rendimento, confira as dicas a seguir:

+Como ganhar dinheiro online? Aprenda a monetizar o YouTube para ter renda extra

Alimentação balanceada

Sim, os alimentos podem ser aliados durante os estudos por ampliar a disposição física e mental. Com a correria do dia a dia, é comum o estudante ficar muitas horas sem comer ou comer mal. Esse é o primeiro hábito a ser alterado porque ao permanecer um grande período sem se alimentar o corpo perde energia (processo de letargia), provocando efeitos negativos como falta de concentração, sonolência e dor de cabeça.

Entretanto, não adianta apenas comer. Deve-se ficar atento ao que se escolhe, pois alimentos pobres em nutrientes e ricos em farinhas, açúcares e sódio, bem como com aditivos químicos, prejudica o metabolismo e desencadeia um estado de estresse e ansiedade, além de prejudicar o sono (causar insônia ou provocar sono em excesso). Além de render mais disposição para os estudos, o que vai refletir em melhor rendimento diário, alguns alimentos possuem nutrientes que, se consumidos regularmente, auxiliam na saúde do cérebro.

Confira itens a serem incluídos no cardápio:

  • oleaginosas (nozes, amendoins, castanhas e amêndoas) são importantes para o desempenho cognitivo;
  • grãos integrais (aveia, pão e arroz) possuem Zinco, impedindo o envelhecimento cerebral;
  • Peixes (fontes de ômega 3 e ajudam no funcionamento do cérebro);
  • chocolate (70% cacau) está liberado (potencializa a concentração e o foco);
  • frutas vermelhas (amoras, framboesas, morango, cereja, uva escura, romã, açaí, cranberry e gojiberry) protegem o cérebro e melhoram a capacidade de aprendizagem.

Organizar marmitas para todo a semana, separando inclusive os lanches para os intervalos entre as refeições principais, pode ser inserida entre as práticas diárias para  conseguir manter uma alimentação saudável.

+Elon Musk compra Twitter por US$ 44 bilhões. Como ficam as ações da empresa?

Atividade física é essencial

Entre as práticas diárias a serem inseridas na rotina do concurseiro está a atividade física. Sabe aquele esgotamento ao final do dia, depois de horas de trabalho? A prática de exercícios reduzem a ansiedade e o estresse, abrindo espaço para maior concentração e produtividade. Mesmo com o edital aberto, momento que exige mais dedicação, é importante tirar um tempo livre para se exercitar.

Academia, corrida, natação ou qualquer outro esporte de sua preferência. Porém, deve-se evitar atividades intensas antes das sessões de estudo porque o cansação físico pode levar à exaustão e prejudicar o aprendizado. Além de fazer bem à saúde do corpo, estudos científicos evidenciam que a atividade física cria novos neurôneos, faz o cérebro ficar mais ágil e aumenta a cognição. Também vai ajudar na hora de fazer o teste de aptidão física, caso o seu concurso englobe essa fase.

O Ministério da Saúde lançou recentemente um Guia de Atividade Física com dicas para se exercitar até durante o trabalho ou ao fazer as atividades domésticas (veja aqui). Segundo o professor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), o exercício físico aumenta a disposição, pois a liberação da serotonina e das endorfinas produzem a sensação de prazer e bem-estar. “Quando a gente termina de fazer uma atividade física, tem essa sensação de que as coisas ficaram melhores e mais prazerosas”, ressalta.

Ler turbina o cérebro

Ler faz parte da rotina de quem se prepara para disputar uma vaga em concurso público. Porém, é importante fazer leitura de livros ou outros textos que não tenham relação com o certame de interesse. Assim como as práticas diárias listadas anteriormente, criar o hábito de ler conteúdos diversos vai contribuir para aumentar a conexões neurais, refetindo em melhor funcionamento do cérebro.

Estudos comprovam que a inteligência aumenta quando se lê muito. Além disso, é certo que haverá a ampliação do seu vocabulário, o que pode fazer a diferença na hora de fazer aquela redação ou mesmo responder questões discursivas quando o concurso contemplar essa etapa. Dedicar momentos para a leitura contribuirá até mesmo para uma eventual prova oral, pois conseguirá articular melhor o raciocínio e se expressar de maneira mais adequada. Por fim, mas não menos importante, ler aumenta o senso crítico do candidato.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.