MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Conta de luz: Aneel anuncia bandeira tarifária para o mês de novembro

Em agosto, a Aneel anunciou uma consulta pública para reduzir as bandeiras tarifárias. Criadas em 2015, elas refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica

Bandeiras tarifárias, criadas em 2015, refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica
Bandeiras tarifárias, criadas em 2015, refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 27/10/2023, às 20h04

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que os consumidores brasileiros não terão que pagar taxas extras na conta de luz durante o mês de novembro, mantendo a bandeira verde para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

A bandeira verde indica não haver acréscimo nas tarifas de energia e está em vigor desde o fim da bandeira de escassez hídrica, que durou de setembro de 2021 até meados de abril de 2022. Nesse período, a bandeira verde foi escolhida devido às condições favoráveis de geração de energia, com os reservatórios das usinas hidrelétricas em níveis satisfatórios.

A Aneel informou que o nível de armazenamento dos reservatórios alcançou uma média de 87% no início do período seco, explicando o cenário positivo. Em junho de 2022, a Aneel aprovou um reajuste de até 64% nas bandeiras tarifárias, refletindo a inflação e o aumento dos custos das usinas termelétricas devido ao encarecimento do petróleo e do gás natural nos meses anteriores.

Bandeiras tarifárias, criadas em 2015, refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica

Em agosto, a Aneel anunciou uma consulta pública para reduzir as bandeiras tarifárias em até 36,9%. A agência citou três fatores para justificar essa redução: reservatórios cheios, expansão da energia eólica e solar, e a queda nos preços internacionais dos combustíveis fósseis.

As bandeiras tarifárias, criadas em 2015, refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica e indicam quanto custa para o Sistema Interligado Nacional produzir a energia usada em residências, estabelecimentos comerciais e indústrias. Quando a bandeira verde está em vigor, não há custos adicionais na conta de luz.

Por outro lado, quando as bandeiras vermelha ou amarela são aplicadas, a conta sofre acréscimos, que variam conforme o consumo.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.