MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Correios implantam medida para envio de encomendas. Veja alteração

Medida para o envio de encomendas dos Correios que passa a valer em 1º de setembro deste ano promete proporcionar mais segurança no serviço oferecido

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 13/07/2022, às 19h45

Facha da empresa de Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos
Facha da empresa de Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - Agência Brasil - Nova medida dos Correios para envio de encomendas
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Os empresários que trabalham com vendas na modalidade online ou o cidadão que costuma utilizar o serviço de envio da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) precisam ficar atentos. É que a estatal implantou uma medida para dar mais segurança para quem manda ou recebe encomendas. 

O objetivo da empresa é prestar um melhor serviço para seus clientes. A mudança passa a valer a partir de 1º de setembro deste ano em todo o território nacional. Saiba o que muda e confira maiores detalhes abaixo. 

+++ 13º salário completa 60 anos: saiba quem tem direito e como é feito o cálculo

Confira alteração no modo de envio de encomendas 

Quem quiser enviar encomendas após o mês de setembro pelos Correios precisará colocar seus dados de CPF, CNPJ ou passaporte para estrangeiros. O objeto não será postado caso o cliente não informe os dados solicitados. 

A medida tem por objetivo proporcionar maior segurança por meio da rastreabilidade do CPF. Este requisito será aplicado a todos os lançamentos na forma de dinheiro ou faturas. Quem quiser agilizar o processo pode simplesmente preencher todos os dados pelo sistema de pré-lançamento. 

Ao enviar as encomendas para os armários dos Correios e Clique e Retire, além das informações do remetente, devem ser incluídas as seguintes informações do destinatário: CPF, CNPJ ou passaporte (se estrangeiro) e celular ou e-mail

Leilão realizado nesta semana 

Os Correios realizou na terça-feira (12) um leilão com itens que não encontraram os respectivos destinatários e passaram meses em centros de entrega sem que o proprietário fosse buscar a encomenda. Ao todo, foram mais de 97 mil itens disponíveis. 

Na edição mais recente do leilão de refugos, os lances para os lotes foram de  R$ 10.239,53 a R$ 153.510,34. As ofertas contaram com artigos de informática, equipamentos eletrônicos, acessórios para veículos, peças de vestuário, utensílios domésticos, livros, brinquedos e objetos variados.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.