MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Cuidado! Juros do cartão de crédito podem superar os 450%. Veja como evitar

Taxa média de juros cobrada pelos bancos nas operações com cartão de crédito rotativo pode superar os 450%, segundo Banco Central. Saiba mais

Cartões de crédito amontoados
Cartões de crédito amontoados - JC Concursos Divulgação
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 30/05/2023, às 18h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os juros nas operações com cartão de crédito rotativo cobrados pelos bancos podem superar os 450%, essa informação foi divulgada pelo Banco Central (BC). Segundo a autoridade financeira, houve um aumento de 433,3% ao ano em março para 447,5% ao ano em abril. 

Essa é a taxa mais alta registrada nos últimos seis anos. Em março de 2017, a taxa estava em 490% ao ano, acima do nível atual. O crédito rotativo do cartão de crédito é utilizado por pessoas que não conseguem pagar o valor total da fatura até a data de vencimento. 

No entanto, essa modalidade de crédito possui taxas extremamente altas e é considerada proibitiva. Analistas recomendam que os clientes bancários evitem o uso do crédito rotativo e paguem o valor total da fatura mensalmente.

Em 2022, as concessões de empréstimos por meio do cartão de crédito rotativo para pessoas físicas apresentaram um crescimento significativo e atingiram níveis recordes.

+ Prefeitos fazem EXIGÊNCIA para liberar pagamento do piso da enfermagem

Levantamento sobre mercado de cartões de crédito

Recentemente, o BC divulgou dados sobre o mercado de cartões de crédito no Brasil. De acordo com o levantamento, em junho de 2022, o número de cartões de crédito em circulação era de 190,8 milhões, o que representa quase o dobro da população economicamente ativa do país, estimada em 107,4 milhões pelo IBGE.

O BC também revelou que o total de clientes registrados no Sistema de Informações de Créditos (SCR), abrangendo todas as modalidades de cartões, com ou sem utilização de limite de crédito, era de 93 milhões.

Em relação aos saldos devedores, em junho de 2022, 84,7 milhões de clientes de cartões de crédito no Brasil apresentavam saldo devedor relacionado a essa forma de pagamento. Esse número representa um aumento de 30,9% em comparação a junho de 2019, quando o total era de 64,7 milhões.

O Banco Central também informou que entre 17% e 20% dos usuários, independentemente do número de cartões em seu nome, continuaram utilizando o crédito rotativo e o crédito rotativo não migrado em julho do ano passado.

Esses clientes estavam sujeitos ao pagamento de juros, pois o valor permanecia no sistema de crédito rotativo por mais de 30 dias após o vencimento da fatura, sem ter sido pago integralmente.

Esses dados evidenciam a relevância do mercado de cartões de crédito no país e destacam a importância de um uso consciente e responsável dessa forma de pagamento, a fim de evitar o acúmulo de dívidas e o pagamento de juros elevados.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.