MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Dados da indústria atingem imobilidade preocupante, informa CNI

Depois de registrar um crescimento em três pesquisas seguidas, os dados da indústria ficaram paralisados e indicam um recuou da atividade

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 04/04/2022, às 14h58

Indústria automobilística
Indústria automobilística - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que de todos os índices estudados pelos Indicadores Industriais de fevereiro, somente aquele que indica sobre as horas trabalhadas na produção apresentaram crescimento em comparação com janeiro. Deste modo, a produção industrial registra uma tendência de queda no faturamento e emprego do setor após três altas consecutivas. 

A CNI alerta que os dados preocupam e revelam uma “desaceleração do setor” industrial. 

Os demais quesitos analisados pela confederação não apresentaram grandes variações, o que, conforme explica a equipe técnica da CNI, indica uma “imobilidade preocupante para a atividade econômica”.

O faturamento real da indústria de transformação recuou 0,2% em fevereiro de 2022, na comparação com janeiro (série livre de efeitos sazonais). “O recuo ocorre após três altas consecutivas, período no qual o faturamento havia crescido 5,7%. Na comparação com fevereiro de 2021, o faturamento registra queda de 5%”, informa o relatório da CNI.

O emprego industrial ficou “praticamente estável”, em que registrou recuo de “apenas 0,1%” na comparação com janeiro. No somatório dos três meses anteriores esse índice havia crescido 0,8%. Na comparação com fevereiro de 2021, o emprego aumentou 2,9%.

Indústria está em uma “Imobilidade preocupante”

A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou estável, registrando 81%. Na comparação com fevereiro de 2021, entretanto, registrou alta de 0,4 ponto percentual.

Na avaliação do gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, a “imobilidade” desses indicadores é algo “preocupante para a atividade econômica”. Segundo ele, o desempenho do setor industrial precisa melhorar para recuperar as quedas de 2021 e 2020. Os resultados, no entanto, não mostram que essa trajetória de recuperação era sustentável, acrescenta o economista.

Horas trabalhadas 

As horas trabalhadas na produção registraram crescimento de 1,4%, na comparação entre fevereiro e janeiro. “O índice volta a crescer após o pequeno recuo do mês anterior (-0,2%) e passa a registrar três altas nos últimos quatro meses, totalizando crescimento de 3,8% no período”, informa a CNI.

A entidade acrescenta que o total de horas trabalhadas na produção em fevereiro de 2022 é 2,1% acima do registrado em fevereiro de 2021.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.