Dataprev irá liberar auxílio emergencial para 1,5 milhão de pessoas que tiveram benefício contestado

De acordo com o Dataprev, mais de 124 milhões de pessoas foram beneficiadas direta ou indiretamente pelo auxílio emergencial, com mais de 65 milhões de cadastros aceitos e mais de 42 milhões indeferidos

Redação
Publicado em 15/07/2020, às 14h58

None
Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Cerca de 1,5 milhão de pessoas deverão ser beneficiadas com o auxílio emergencial de R$ 600 nos próximos dias. Todas estas pessoas recorrerão e foram analisadas novamente pelo DataPrev, empresa responsável pela análise e processamento dos dados, para receber as cinco parcelas da ajuda, paga pelo governo federal por causa da pandemia do novo coronavírus.

Após essa etapa de validação do órgão gestor do programa, os dados serão atualizados no portal de consultas da empresa. O conjunto de informações engloba os pedidos realizados nos três últimos meses", afirmou a empresa ao acrescentar que o resultado da análise foi encaminhado ao Ministério da Cidadania para homologação.

"Até momento, a atuação da Dataprev no reconhecimento do direito do cidadão está restrita apenas à primeira parcela do benefício. A reavaliação e autorização para pagamento das demais parcelas são hoje realizadas pelo Ministério da Cidadania", ressalta o órgão.

Beneficiados

Até 2 de julho, os registros da Dataprev indicam que aproximadamente 124,2 milhões de pessoas foram diretamente ou indiretamente beneficiadas pelo auxílio emergencial do governo federal. O número contabiliza os 65,4 milhões de cidadãos considerados elegíveis e os membros de suas famílias. Mais da metade, 65,4 milhões, foram consideradas aptas para receber a ajuda e outras 42,5 milhões não preencheram os requisitos. Até agora, segundo a Caixa, mais de R$ 121,1 bilhões foram pagos a 65,2 milhões de beneficiários inscritos por meio do Cadastro Único, do Programa Bolsa Família, ou pelo site e pelos aplicativos do banco.

*reprodução Agência Brasil

Comentários

Mais Lidas