MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Empresa é INDICIADA por fungos e ovos de parasitas no molho de tomate

Grande empresa produtora de molho de tomate foi indiciada por crime contra a relação de consumo, após relatos de corpos estranhos no produto, como fungos e fragmentos de insetos

Macarrão com molho de tomate e tomates
Macarrão com molho de tomate e tomates - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 04/06/2023, às 23h33

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A empresa Fugini, juntamente com dois sócios e um funcionário responsável pelo controle técnico de qualidade dos produtos, foram indiciados pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul por crime contra a relação de consumo. O indiciamento ocorreu após a conclusão do inquérito policial realizado pela 1ª Delegacia de Polícia de Viamão (RS), que investigou diversas ocorrências relatadas por consumidores em relação ao molho de tomate fabricados pela empresa.

Os relatos apontam a presença de corpos estranhos, como fungos, fragmentos de insetos e ovos de parasitas, em molhos prontos de tomate adquiridos em estabelecimentos comerciais do município. De acordo com as informações confirmadas pela delegada Jeiselaure de Souza, responsável pelo caso, ao G1, foram realizadas análises em amostras dos molhos tradicionais.

Embora os fragmentos encontrados estejam dentro dos valores de referência permitidos pela resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), eles indicam falhas nas boas práticas da empresa. As amostras preservadas, fornecidas pelas vítimas, também foram analisadas, e os laudos periciais revelaram a presença de estruturas fúngicas filamentares segmentadas (hifas), esporos e fragmentos de ovos de parasitas nos molhos examinados.

Os peritos destacaram que a presença de colônias de fungos provenientes de contaminação é inadequada para o consumo, pois a contaminação pode estar associada a bactérias e toxinas prejudiciais à saúde, agravando quadros alérgicos. A delegada ressaltou que há relatos de casos semelhantes em várias cidades do estado, sugerindo uma possível subnotificação dos registros.

+Fake News: pesquisa revela que 80% são a favor de lei contra notícias falsas

O outro lado

A empresa Fugini, por sua vez, negou falha no processo de fabricação do molho de tomate. Ela informou ao UOL que não recebeu notificação da Polícia Civil de Viamão e que realiza análises microbiológicas e físico-químicas em todos os lotes de produção de seus produtos, seguindo as boas práticas de fabricação e a legislação brasileira.

Além disso, a Fugini destacou que os laudos que indicaram a presença de fungos em alguns produtos não utilizaram a metodologia cientificamente adequada, pois não foram realizados exames microbiológicos. A empresa também mencionou que as amostras analisadas estavam com a embalagem aberta desde dezembro, e a recomendação é que sejam mantidas sob refrigeração e utilizadas em até um dia, pois não contêm conservantes. Inclusive, uma das amostras analisadas estava com o prazo de validade expirado.

Diante do indiciamento, a Fugini foi notificada administrativamente, e o inquérito policial foi encaminhado à Justiça do Rio Grande do Sul. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Vigilância Sanitária foram comunicadas sobre o caso pela Polícia Civil, que destacou a importância de investigar e combater possíveis irregularidades que comprometam a segurança dos produtos e a saúde dos consumidores.

+Benefício social disponível: não perca o prazo de sacar até R$ 6,2 mil

Atendimento Fungini

Consumidores que queiram esclarecer alguma dúvida com a empresa podem contatar o SAC pelo telefone 0800 702 4337 ou e-mail sac@fugini.com.br. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h. Confira abaixo nota sobre bolor divulgada pela empresa em seu site:

"Toda a produção, enchimento e fechamento da embalagem sachê é totalmente automatizada. Em relação ao aparecimento de focos de bolor em embalagens fechadas de molho de tomate, a provável causa é que a embalagem tenha sido danificada (micro furo imperceptível ao olho nu) devido ao manuseio incorreto em transporte e/ou no armazenamento nos pontos de distribuição.

Por não conter conservantes, a entrada de ar pelo micro furo pode causar a contaminação do produto e, consequentemente, o surgimento do bolor. Esse fato também pode ocorrer pelo armazenamento por período incorreto na geladeira (vide embalagem).

Com 27 anos de atuação no mercado, a Fugini usufrui do conhecimento adquirido ao longo da história, ao mesmo tempo que é incansável na busca por inovação. Estamos certos de que a tecnologia de ponta (pasteurização, automatização e gestão de qualidade) utilizada em nos processos de fabricação e envasamento garante a saudabilidade e qualidade dos produtos.

Trabalharemos incessantemente para compartilhar informação sobre os pilares fundamentais que sustentam a idoneidade e o compromisso da marca com seus milhões de consumidores. Contamos com você nesta empreitada."

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.