MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Empresariado pede 'ano da virada' para o comércio em carta a Lula e cobra medidas em três frentes

Carta faz apelo por pacto nacional que permita avançar nos temas discutidos no Congresso. Texto sugere que as divergências políticas se concentrem apenas no período eleitoral

Carta faz apelo por pacto nacional que permita avançar nos temas discutidos no Congresso
Carta faz apelo por pacto nacional que permita avançar nos temas discutidos no Congresso - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 05/02/2024, às 20h19

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) enviou uma carta aberta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), destacando três questões cruciais em discussão no Congresso Nacional que, segundo a entidade, podem impactar negativamente a atividade comercial no país.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Em primeiro lugar, a CACB solicita especial atenção à regulamentação da reforma tributária, que atualmente está em fase de elaboração das leis complementares. A confederação apela pela inclusão de medidas que permitam a ampliação da contratação de mais funcionários pelos microempreendedores individuais, visando fortalecer o empreendedorismo e impulsionar o mercado de trabalho.

Outro ponto abordado na carta é a proposta de taxação de compras internacionais de até US$ 50. A CACB destaca a importância de "igualar" as condições tributárias dos produtos nacionais em relação aos estrangeiros, promovendo a valorização do que é produzido no Brasil.

Carta faz apelo por pacto nacional que permita avançar nos temas discutidos no Congresso

O texto ressalta que o estímulo à produção nacional não apenas fortalece a economia, mas também gera empregos e receitas tributárias.

A terceira preocupação expressa pela entidade refere-se à portaria que limita o trabalho no comércio aos domingos e feriados. A CACB argumenta que os empreendedores não devem ter sua liberdade cerceada e destaca a importância de manter um ambiente favorável aos negócios.

Representando dois milhões de empreendedores do micro e pequeno negócio, a CACB conclui a carta fazendo um apelo por um pacto nacional que permita avançar nos temas discutidos no Congresso sem retrocessos. O texto sugere que as divergências políticas se concentrem apenas no período eleitoral, buscando um consenso abrangente e apartidário para impulsionar o crescimento econômico sustentável e inclusivo no Brasil em 2024.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.