MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Extra de R$ 150 do Bolsa Família já tem data para início. Veja detalhes

Em 2023, o Bolsa Família terá algumas alterações nas regras de recebimento do programa social

Extra de R$ 150 do Bolsa Família já tem data para início. Veja detalhes
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 12/01/2023, às 13h23

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Bolsa Família foi uma das pautas mais citadas durante a campanha eleitoral do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além da manutenção do valor de R$ 600 para cada beneficiário, Lula prometia um valor extra de R$ 150 para cada criança com até seis anos de idade da família.

Contudo, este pagamento ainda não será disponibilizado agora no mês de janeiro e nem em fevereiro. Mas as coisas podem mudar a partir de março, pelo menos foi o que o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, afirmou na última quarta-feira (11) em entrevista coletiva. 

+Vestibulinho Etec: matrículas estão abertas; CONFIRA

Dias pediu esse prazo para organizar os cadastros atuais das famílias no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais) e verificar possíveis irregularidades. "Nós olhamos lá, são cerca de 10 milhões [cadastros irregulares] no meio de 40 milhões de famílias que estão no Cadastro Único, nós temos uma parte considerável que estará passando pelo crivo dessa atualização", declarou.

Com essa avaliação, o ministro entende que não terá aumento nos gastos públicos com a revisão de benefícios para cadastros irregulares mesmo com o pagamento adicional de R$ 150 para cada criança do Bolsa Família. "A atualização cadastral busca trazer quem está fora, para ter o direito. E também, com a atualização cadastral, a retirada [dos irregulares]", citou.

+Quina: ninguém os 5 números e prêmio fica acumulado em R$ 3,4 milhões; veja os números

Como devem ser as novas regras do Bolsa Família para receber o adicional de R$ 150 por criança?

Com a revisão do CadÚnico, as regras para receber o Bolsa Família devem ser mais rígidas do que eram observados na gestão de Jair Bolsonaro. Então, para garantir o benefício, a pessoa deve assumir compromissos nas áreas de Saúde e de Educação. 

Logo, as crianças menores de 7 anos devem ter o calendário vacinal em dia, além do acompanhamento do seu crescimento e desenvolvimento. Veja outras regras: 

  • Gestantes devem fazer consultas de pré-natal, pelo calendário do Ministério da Saúde;
  • Todas as crianças e os adolescentes de 6 a 15 anos das famílias beneficiárias devem estar matriculados na escola e ter frequência mínima de 85% das aulas; 
  • Jovens de 16 a 17 anos devem estar matriculados na escola e ter frequência mínima de 75% das aulas.

Quem descumprir essas regras poderá ser desligado do Bolsa Família. Neste caso, primeiro a família irá receber uma notificação. Logo após, se o problema persistir, o benefício será bloqueado e só depois suspenso. 

*com colaboração de Jean Albuquerque

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.