MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

FGTS deposita NOVOS valores para trabalhadores em agosto. Aprenda a calcular e onde conferir

Conselho Curador do FGTS liberou, na última terça-feira (25) a destinação de R$ 12,7 bilhões de lucro do fundo para trabalhadores com saldo em contas

Notas de dinheiro
Notas de dinheiro - Canva
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 30/07/2023, às 12h30

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, a última terça-feira (25), a destinação de R$ 12,7 bilhões de lucro referente ao ano de 2022. Esse montante será distribuído proporcionalmente entre os cotistas do fundo, o que significa que o valor recebido por cada trabalhador será determinado pelo saldo existente em sua conta vinculada ao FGTS.

O cálculo para a distribuição será realizado com base nos saldos das contas em 31 de dezembro de 2022. Caso o trabalhador possua mais de uma conta, o lucro será creditado nelas todas, respeitando a proporção de cada saldo. Essa abordagem garante que a distribuição do lucro seja justa e esteja segundo a situação financeira de cada indivíduo em relação ao FGTS.

+ Petrobras prepara duro golpe nos dividendos dos acionistas da empresa

Como consultar?

O lucro do FGTS pode ser consultado no extrato vinculado à conta das seguintes formas: 

A consulta também pode ser realizada a partir dos contatos disponibilizados pela Caixa: 3004-1104 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0104 (demais regiões).

Quando irei receber?

Os valores proporcionais ao saldo da conta do FGTS começam a ser pagos nesta quinta-feira (27) e serão concluídos até a próxima segunda-feira (31). O depósito será identificado como "AC CRED DIST RESULTADO ANO BASE 12/2022".

O montante depositado é calculado proporcionalmente ao saldo existente na conta do FGTS de cada trabalhador. Isso significa que o valor pago a cada pessoa pode variar individualmente. Aqueles que possuíam um saldo mais elevado na conta do FGTS em 31 de dezembro de 2022 receberão um repasse maior nesta distribuição de lucros.

Afinal, quanto posso receber?

A distribuição de lucro do FGTS é calculada da seguinte maneira: a cada R$ 100 de saldo na conta, o trabalhador receberá R$ 2,46 de lucro. Para determinar o valor a ser depositado, basta multiplicar o saldo de cada conta do FGTS por 0,02461511.

Esse depósito será realizado tanto em contas ativas quanto inativas que possuam saldo em 31 de dezembro de 2022. O portal UOL fez uma estimativa de valores a receber a partir do valor do saldo. Veja abaixo: 

  • Conta com R$ 100: recebe R$ 2,46;
  • Conta com R$ 500: recebe R$ 12,31;
  • Conta com R$ 1.000: recebe R$ 24,62;
  • Conta com R$ 2.000: R$ 49,23;
  • Conta com R$ 5.000: R$ 123,08;
  • Conta com R$ 10.000: recebe R$ 246,15.

O lucro distribuído pela Caixa não está disponível para saque. Os saldos das contas do FGTS serão atualizados até 31 de agosto, mas os fundos permanecerão retidos no FGTS. 

O saque desses valores só é permitido em situações específicas previstas em lei, como demissão sem justa causa ou aquisição da casa própria. Em outras circunstâncias, o dinheiro permanecerá na conta do FGTS, sem possibilidade de retirada.

Veja como calcular

Como explica à Agência Brasil, para determinar a parcela do lucro que será depositada, o trabalhador precisa multiplicar o saldo de cada conta em seu nome em 31 de dezembro do ano passado por 0,02461511.

Isso significa que, na prática, a cada R$ 1 mil de saldo, o cotista receberá R$ 24,61. Por exemplo, alguém com R$ 2 mil terá um crédito de R$ 49,23, e esse valor aumentará para R$ 123,08 para aqueles que possuíam R$ 5 mil no fim de 2022.

O Conselho Curador definiu que 99% do lucro de R$ 12,848 bilhões obtido pelo FGTS no ano passado será repassado aos trabalhadores. Com essa distribuição do lucro, o rendimento do FGTS em 2022 será elevado para 7,09%, superando a inflação oficial de 5,79% medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Essa situação é notavelmente diferente do ano anterior, em 2021, quando o FGTS rendeu 5,83%, enquanto a inflação oficial foi de 10,06%.

Apesar de superar a inflação, o FGTS teve rendimento inferior à caderneta de poupança. Em 2022, a poupança rendeu 7,89%, impulsionada pela taxa Selic, que representa os juros básicos da economia. Quando a taxa Selic está acima de 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês (equivalente a 6,17% ao ano) mais a Taxa Referencial (TR).

Conforme determina a legislação, o FGTS rende 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR) e a distribuição dos lucros. Com a TR atualmente em 0,215% ao mês (o que equivale a 2,61% ao ano), o rendimento mínimo é de 5,6% ao ano. No entanto, com a distribuição dos lucros, a remuneração do Fundo de Garantia aumenta para 7,09%.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.