MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governo Lula: exonerações na PRF e troca de comando da PF em 18 estados

Na noite desta quarta-feira (19) o ministro da Justiça, Flávio Dino fez exonerações na PRF de 26 dos 27 superintendentes regionais nos estados e no DF

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante fala em evento
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante fala em evento - Divulgação - Exonerações na PRF
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 19/01/2023, às 14h40

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Após assumir o país, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem tomado medidas, uma delas é a exoneração de cargos comissionados e troca de comando de servidores ligados ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). 

Na noite desta quarta-feira (19) o ministro da Justiça, Flávio Dino fez exonerações na PRF (Polícia Rodoviária Federal) de 26 dos 27 superintendentes regionais nos estados e no Distrito Federal. 

Além disso, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, trocou os diretores da Polícia Federal em 18 estados. Inclui a lista de novos diretores o delegado Leandro Almada da Costa, responsável pela investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco, que passa a comandar a PF no Rio. 

As exonerações e troca de comando foram publicadas em uma edição extra do Diário Oficial da União. O nome dos substitutos, no caso da PRF, não foi divulgado. Dentre eles, apenas o  superintendente da PRF no Piauí não foi exonerado. 

O governo petista já tinha nomeado no último dia 2 de janeiro, o novo diretor-geral da PRF, Antônio Fernando Souza Oliveira, no entanto as mudanças nas superintendências regionais não tinham sido realizadas. 

+ Homem é ferido por arma própria enquanto acompanhava mãe em ressonância magnética

Veja novo comando da PF nos estados 

Saiba quem são os 18 novos superintendentes da Polícia Federal, que assumiram nos estados, de acordo com o levantamento do portal G1. 

  • Alagoas: Luciana Paiva Barbosa;
  • Amazonas: Umberto Ramos Rodrigues;
  • Goiás: Marcela Rodrigues de Siqueira Vicente;
  • Maranhão: Sandro Rogério Jansen Castro;
  • Mato Grosso: Ligia Neves Aziz Lucindo;
  • Mato Grosso do Sul: Agnaldo Mendonça Alves;
  • Minas Gerais: Tatiana Alves Torres.
  • Pará: José Roberto Feres;
  • Paraíba: Christiane Correa Machado;
  • Paraná: Rivaldo Venâncio;
  • Pernambuco: Antonio de Pádua Vieira Cavalcanti;
  • Rio de Janeiro: Leandro Almada da Costa;
  • Rio Grande do Norte: Larissa Freitas Carlos Perdigão;
  • Rondônia: Larissa Magalhães Nascimento;
  • Santa Catarina: Aletea Vega Marona Kunde;
  • São Paulo: Rogério Giampaoli;
  • Sergipe: Aline Marchesini Pinto;
  • Tocantins: Reginaldo Donizetti Gallan Batista.

O motivo para a mudança dos cargos e exonerações foi apontado ainda durante a transição, quando especialistas apontaram a necessidade do novo chefe do Executivo Nacional passar a enfrentar uma crescente influência político-ideológica nas corporações. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.