MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

GREVE EM SP: Metrô, SABESP e CPTM anunciam paralisação contra privatizações

Servidores do Metrô, SABESP e CPTM deflagram greve nesta terça-feira (3) contra privatizações do governo de São Paulo; Saiba todos os detalhes

Metroviário em São Paulo
Metroviário em São Paulo - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 02/10/2023, às 16h38

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os servidores do Metrô, SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) anunciaram greve nesta terça-feira (3) contra as privatizações do governo de São Paulo.

A medida adotada pelo governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) inclui as linhas da rede metroferroviária e a estatal de saneamento. Os sindicatos das categorias afirmam que essa decisão precisa ser discutida com a sociedade para evitar deterioração dos serviços públicos.

A greve já havia sido anunciada na semana passada, as três categorias irão se reunir em assembleia conjunta na noite desta segunda-feira (2), às 18h30, para decidir sobre a paralisação.

+ Novo calendário do Bolsa Família é divulgado para Outubro / 2023. Confira

Veja linhas afetadas e paralisação de serviços 

Em caso de greve, as linhas do Metrô afetadas serão a 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata. Na CPTM, as linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade também podem sofrer interferências. Embora o Sindicato dos Metroviários tenha proposto a liberação das catracas, a Justiça do Trabalho não concedeu autorização para essa medida. 

Segundo informações do sindicato dos servidores da SABESP, não está prevista a interrupção do fornecimento de água durante o período de paralisação. No entanto, os funcionários da companhia planejam realizar um ato junto à sede da companhia no bairro da Ponte Pequena, região central.

A gestão de Tarcísio tem classificado a greve como uma ação de natureza política e reiterado que os projetos de concessão à iniciativa privada estão em fase de discussão.

Governo de SP decreta ponto facultativo 

O governo de São Paulo com a possibilidade da efetivação da greve, já decretou ponto facultativo para amanhã em todos os serviços públicos estaduais. Segundo a gestão estadual, apenas irão funcionar normalmente os restaurantes, pontos móveis do Bom Prato e serviços de segurança pública. 

Já a prefeita da capital paulista suspendeu o rodízio de veículos em São Paulo nesta terça-feira por conta da paralisação. Com isso, os veículos de placas finais 3 e 4 poderão circular normalmente durante todo o dia. 

Em nota enviada à imprensa, a Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo detalhou que a determinação por ponto facultativo ocorre para reduzir os prejuízos para à população em todo o Estado. 

"O objetivo é reduzir os prejuízos à população, garantindo a remarcação de consultas, exames e demais serviços que estavam agendados para a data da greve. As linhas concedidas do metrô e trens vão funcionar normalmente nas Linhas 4-Amarela, 5-Lilás, 8-Diamante e 9-Esmeralda", diz trecho da nota. 

Ainda sobre o assunto, a gestão estadual afirmou que "as consultas em Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) da capital e em outras unidades de saúde estaduais terão seus reagendamentos garantidos, assim como nos postos do Poupatempo. Aulas e provas da rede estadual de ensino também serão repostas e reagendadas". 

Sobre o transporte público, a nota destaca que a Justiça determinou "a manutenção do transporte sobre trilhos em 100% nos horários de pico e 80% nos demais períodos, além de 85% do contingente da Sabesp, sob pena de multas diárias de até meio milhão de reais aos sindicatos". 

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.